5 motivos para não comprar um VW Jetta GLI

Sedã é um dos poucos esportivos divertidos do mercado, mas nem tudo é só entusiamo quanto ao renovado sedã médio

volkswagen jetta gli vermelho dianteira
Modelo passou por uma discreta reestilização (Foto: Volkswagen | Divulgação)
Por Fernando Miragaya
07 de maio de 2022 14:05
Especial para o AutoPapo

Depois de alguns meses sem trazer o modelo, a Volkswagen voltou a importar o Jetta do México, já remodelado e apenas na versão GLI – como a linha estava posicionada aqui nos últimos tempos. O Jetta GLI chega como produto de nicho, com preço de R$ 216.990, motor com mais de 230 cv e bastante tecnologia embarcada.

Mas este oásis de esportividade em meio a tantos SUVs vale a pena o investimento? Veja cinco motivos para não comprar – a variante esportiva do sedã médio.

VEJA TAMBÉM:

1. Jetta GLI é caro

volkswagen jetta gli 2023 vermelho frente

O preço pode ser um motivo para não comprar o novo VW Jetta GLi. Verdade que o carro está caro como a maioria dos modelos 0 km à venda no país, mas trata-se de um produto bem específico, que pode ter uma desvalorização acentuada e com manutenção que requer muitos cuidados – especialmente em relação à caixa DSG.

2. Por esse preço você compra…

Apesar de muitos preferirem um esportivo – como este que vos escreve -, pelo mesmo preço – ou até menos – você leva um indefectível SUV, o Jeep Compass Longitude com motor turbodiesel e tração 4×4 (R$ 214.137). E com essa grana você também consegue comprar um BMW 325i ano 2018, com 245 cv, 35,7 kgfm, tração traseira e 0-100 km/h em 6,1 segundos.

3. Preço de revisão do Jetta GLI

volkswagen jetta gli 2023 vermelho traseira
As pinças de freio vermelhas são novidades

O Jetta GLI 2022 será vendido dentro da política de manutenção da Volks para seus últimos lançamentos, com as três primeiras revisões grátis. Mas calma que esse trio de visitas aí só contempla troca de óleo, filtro e bujão do cárter. Tem os tais “itens adicionais” que aparecem no site da montadora alemã.

Com base no GLI que foi vendido até 2021, a marca indica, por exemplo, a lubrificação do teto-solar a cada 10 mil km, a substituição do fluido do freio em intervalos de 20 mil km e a troca dos filtros de ar e cabine, a cada 30 mil km. Entram na conta ainda, até os 60 mil km, correia Poly-V, óleo da caixa DSG e kit de velas com pasta de lubrificação – esses dois últimos passam dos R$ 1.000, cada.

Confira as revisões do Jetta GLi ano 2021

  • 10.000 km: R$ 158,47
  • 20.000 km: R$ 425,43
  • 30.000 km: R$ 643,02
  • 40.000 km: R$ 1377,77
  • 50.000 km: R$ 1306,81
  • 60.000 km: R$ 5.821,42

4. Acabamento ruim

volkswagen jetta gli interior painel

Nesta remodelação, a Volks diz que o GLI adotou novos detalhes no revestimento interno. Além disso, o carro ganhou comandos do tipo “touch”, sensíveis ao toque, como nos elétricos ID.3 e ID.4. Porém, boa parte dos materiais ainda arranca suspiros de tristeza, como o plástico nos painéis e o fechamento de peças nas portas e no tablier.

Quer conhecer os carros elétricos da VW em detalhes? Confira no vídeo:

5. Será que continuará em linha?

Como falamos muito, o mundo só quer saber de SUV e a vida de modelos de algumas categorias começam a sentir essa pressão. O próprio Jetta é um exemplo, já que desde a linha 2020/21 só é vendido nesta versão esportiva – muitos especialistas, inclusive, apontam que o segmento de sedãs médios sumirá a médio prazo. Mesmo sendo um produto segmentado, fica a dúvida se o Jetta GLI continuará à venda por muito tempo em nosso mercado.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
29 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Marcos 24 de maio de 2022

Matéria bem coerente… Não compre um Jetta porque a manutenção é cara. Mas compre uma BMW 2018 (imagine o preço da manutenção de um carro como este). Difícil levar em consideração um artigo que começa assim. A leitura é pura perda de tempo.

Avatar
Andressa lucif 15 de maio de 2022

Matéria infeliz e comparação ridícula . Kkkkkkkk jeep Compass kkkkkkk.
Será que a pessoa que escreveu é do ramo automotivo ???? Me contrata aí Uol ….
Com o valor desse Jetta vocês poderiam compra uma Scania , Volvo , Mercedes Bens que puxa carreta de 50 toneladas kkkkkk .
Ou até mesmo um sw4 usado 4×4 , ou uma Amarok v6 . Kkkkk
Que piada estou rindo sozinha.
Excelente comparações repórter automotivo , autopapo.

5 motivos para não ler essa matéria …….

Sejam mais inteligentes no título do assunto e nas comparações que fazem . Não tem matéria para colocar ? ….. Foi solicitado pelo grupo Fiat ? ….. Kkkkkkkkk

Avatar
Lincoln Andrade 14 de maio de 2022

Kkkklk que piada Jeep kkkk esse deve ter patrocinio da Jeep kkkk eu tenho um Jetta monstro de carro, é um animal de carro, acabamento ruim ???? A única coisa que concordo o preço é salgado mesmo, porém vejo pessoas pagarem 90 mil eu um carro 1.0

Avatar
Antonio Jorge Vidigal De Souza 13 de maio de 2022

Comparar um Jetta que é um sedan de alta performance com um jeep ou uma BMW 2018, demonstra quanto o repórter “entende” de automóveis e dos seus respectivos donos. Estou no terceiro Jetta, gli agora e lhe (11 anos de Jetta) e lhe afirmo que foi e é o melhor carro que já tive a felicidade de possuir. Zero problema de manutenção, espaço interno e porta mala muito maior que qualquer corola, Civic, BMW ou Mercedes.

Avatar
Edu 14 de maio de 2022

Você já teve bmw? Civic? Corola? Já tive o Jetta, depois eu mudei, nunca mais compro Jetta… tive por 5 anos…

Só ver o que significa o nome Volkswagen e vai entender…

Avatar
Vini Bertolino 13 de maio de 2022

Jetta é o melhor carro q existe, desculpe a concorrência, façam teste drive e se surpreenderão. DSG não dá problemas, todos os itens de manutenção colocados, são de praxe de qualquer manual…. essa pesquisa foi muito bem paga por algum concorrente invejoso…. civic, etc que tomam pau na estrada do Jetta.. Segurança nota máxima no Jetta, freio nas 4 rodas… conforto absurdo, não há outro carro no Brasil que ande como ele…. o preço como você comentou, é absurdo mas está na média, então qual o problema com este carro???????

Avatar
Carlos 13 de maio de 2022

Amigo, tenho um 2019 e já encomendei o meu novo 2022, sinceramente acredito que deve ser questão de gosto, quem gosta de sedãs como nós, e com motor potente e não quer pagar 100 mil a mais por uma bm 320 que não anda igual, com certeza é a melhor opção de mercado, tive suv e voltei para o sedã por gostar de mais esportividade, pois suv é um carro bom para família com filhos pequenos, o que não é o nosso caso. Abraço.

Avatar
Dorival Ivo Cipriani 12 de maio de 2022

Eu também concordo que e muito dinheiro para um Jetta, que não se tem uma certeza se vai continuar na linha.

Avatar
Zé Clovis 12 de maio de 2022

Infelizmente você perdeu a oportunidade de ficar calado …Simples assim!.

Avatar
João 12 de maio de 2022

Será que os críticos do Jetta já teve um? Ou experimetaram o que ele oferece? Ou ainda, sentiram o motor dificilmente comparado com os demais? Estou com o segundo Jetta e terei o próximo quando puder.

Avatar
BB 12 de maio de 2022

Top. Muito top

Avatar
Alex 12 de maio de 2022

Que lixo de matéria, o cara comprada do preço de carro ZERO com carro USADO!!! MULA!!!! Tenho certeza que ele nunca deve ter entrado em um GLI.

Avatar
BB 15 de maio de 2022

Top. Muito top

Avatar
Guilherme Silva 12 de maio de 2022

Pobres “brasileiros”, o carro é importado do méximo a 598mil pesos mexicanos o que equivale a 150mil reais, mas no Brasil, terra dos trouxas, a Volkswagen te faz pagar 40% a mais, deixando-o a 216mil reais kkkkkk.
O pior é que do méxico para o Brasil, NÃO HÁ IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO, o que prova ser responsabilidade da própria marca esse preço abusivíssimo, sem contar que nossa moeda vale mais que o peso mexicano.
Resultado = Brasileiro é trouxa, fazendo graça atoa pra Volkswagen, em todos os sentidos, pagando em um lata velha com motor turbo 2.0, um valor ultrafaturado de um carro premium muito mais superior.

Avatar
Guilherme Silva 12 de maio de 2022

Pobres idiotas “brasileiros”, o carro é importado do méximo a 598mil pesos mexicanos o que equivale a 150mil reais, mas no Brasil, terra dos trouxas, a Volkswagen te faz pagar 40% a mais, deixando-o a 216mil reais kkkkkk.
O pior é que do méxico para o Brasil, NÃO HÁ IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO, o que prova ser responsabilidade da própria marca esse preço abusivíssimo, sem contar que nossa moeda vale mais que o peso mexicano.
Resultado = Brasileiro é trouxa, fazendo graça atoa pra Volkswagen, em todos os sentidos, pagando em um lata velha com motor turbo 2.0, um valor ultrafaturado de um carro premium muito mais superior.

Avatar
Filipe 11 de maio de 2022

Esse cara só falou asneira , meu Deus!

Avatar
Osmar 10 de maio de 2022

Diante de tantas comparações sem nexo e conclusões piores ainda, fica difícil acreditar na isenção desse jornalista.

Avatar
Danilo 9 de maio de 2022

Está versão não tem defeito crônico no dsg, está propagando fake news

Avatar
Gustavo 9 de maio de 2022

Revisão 6 ° 5 k ? Tá loko numa revisão

Avatar
Ulisses Silva 9 de maio de 2022

Só concordo com a questão do acabamento, meio simplório, principalmente no painel de portas traseiro. Mas, não deixaria de comprar esse belo sedan esportivo por conta disso. Agora, um “pretenso” jornalista especializado em automóveis, comparar um veículo zero km com um usado, só com a métrica “preço” é muita inépcia. E o que dizer da comparação com o Compass então? Carros com propostas totalmente distintas. E isso lá seria motivo para não comprar? Além do quê, dizer que a manutenção é cara, para um carro desse naipe, tendo 3 revisões (mesmo básicas), grátis, é de cair o rego da bunda. Seria falta de pautas?

Avatar
Carlos 13 de maio de 2022

Concordo em tudo, e outra coisa, uma bm 320 vc gasta no mínimo 2500 a cada 10.000km com revisões, além de pagar 100.000,00 a mais de arrancada e andar menos, outra coisa e se sair de linha? Olha um golf GTi que não está em linha, o preço de mercado? Quem gosta de esportivos é uma ótima opção.

Avatar
Cris 9 de maio de 2022

Texto muito mal fundamentado. Claramente o jornalista não está acompanhando o mercado automotivo nos últimos 2 anos quando diz q o potencial de desvalorização é alto. Além de ser ridículo de um lado criticar o custo de manutenção e de outro recomendar a compra de um BMW 2018, q tem custo muito mais alto.

Avatar
Douglas 9 de maio de 2022

Comparar um sedã com um SUV só pode estar de sacanagem né? Quem quer sedã não vai querer Jeep Compass meu amigo. Outra coisa, até compra a BMW mas o mecânico não vem junto! E ai você fala de manutenções, as 3 primeiras do Jetta são de graça ou você não sabe? Quer comparar o preço com as manutenções da BMW?

Avatar
Moises 9 de maio de 2022

Meu Deus do céu quanta informação errada! Dsg não é doideira pra manter não, carros com dsg já existem no Brasil em massa (vide jetta tsi desde 2011, gti, tiguan, novo fusca, passat…) uns 5 anos atrás era realmente difícil achar oficinas que fazem a manutenção fora da css mas agora já é tranquilo! E que diabos é um 325i 2018 eing? A BMW não produz 325i desde geração e90! É caro pra manter? Sim, mas é um carro de performance anda lado a lado (ou até mais) com a 328i (que é o modelo que eu acredito que vc quis dizer, sr Miragaya) é um valor razoável! E não compre pq vai sair de linha? Eu digo é ao contrario: compre antes de sair de linha uma bela máquina dessas!

Avatar
BB 12 de maio de 2022

Perfeitamente! Doidera pura dor de cotovelo. Sensação em movimento. Top.

Avatar
BB 15 de maio de 2022

Loucura muito top

Avatar
Tony Pacheco 9 de maio de 2022

Comprei um Jetta TSi 0 km em 2012, ainda com 200 HP e mesmo já tendo dirigido BMW antes desta compra, nunca senti tanto prazer. Agora, concordo com o articulista: muito provavelmente a VW não manterá este carro em linha no Brasil. É pra quem tem dinheiro pra ter uma pick-up para o trabalho e o Jetta para as horas de diversão. Classe média que na concessionária comprando já está pensando na revenda, saia fora. Não é carro pra “ganhar” dinheiro na revenda.

Avatar
José Carlos da Santos 7 de maio de 2022

Preços fora da realidade do alcance do poder aquisitivo do brasileiro médio estende-se também aos usados. O Jetta 1.4 250 fora de linha tinha acabamento e plataforma melhores que o Virtus com o mesmo motor. E este patina nas vendas. Que pena. O sedã médio Corolla com 177 cavalos reina absoluto na categoria, já ultrapassado pela modinha de SUV com o mesmo nome do Corolla acrescido de ‘Cross’, porém mais pelado que o sedã. A Vw exagera na política de preços, mas qual montadora não o faz?

Avatar
Filipe 10 de maio de 2022

Maior enganação a venda da Volkswagen, tinha o sonho de ter um Jetta. As concessionárias ñ tem i carro em estoque e vendem com preço em média 10 mil reais mais caro que o sugerido de 217k.
Na venda do meu carro que tem meses de uso e é comercializado a 160k querem pagar 110, só um trouxa para fazer negócio com essa montadora lixo. Liguei para mais de 5 concessionárias e todas com a mesma política.
Nunca tive Volkswagen e simplesmente percebi que a marca quer taxar os compradores de ovários com os preços abusivos.

Avatar
Deixe um comentário