Bombas diversas num posto de combustível: será uma boa?

Governo permite que um mesmo posto forneça combustível de diferentes distribuidores. Entenda os possíveis problemas dessa nova norma

Postos podem oferecer combustível de mais de um distribuidor
Postos podem oferecer combustível de mais de um distribuidor (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
26 de agosto de 2021 21:32

Uma das alterações permitidas pelo governo em relação aos postos é que, mesmo que tenha uma bandeira definida (Ipiranga, Raízen, BR…) ele poderá ter uma bomba fornecendo combustível de outros fornecedores.

E aí vem o primeiro problema: a relação contratual entre o posto e a distribuidora exige que ele só possa fornecer produtos dela. E as distribuidoras já disseram que não vão abrir mão dessa exigência.

VEJA TAMBÉM:

Se for no posto “bandeira branca”, sem problema, pois não há uma grande marca por trás. Mas, e quem entra para abastecer confiando na qualidade da marca estampada lá na fachada e vem combustível de uma outra?

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rodolfo 28 de agosto de 2021

Isso não ajuda em nada o consumidor, pelo contrário.
Na minha opinião posto que adultera combustível tinha que o dono e os frentistas pegarem 10 anos de prisão, sem direito a fiança e nem regime semi-aberto. E ainda o posto deveria ser demolido e o terreno confiscado passando para a Prefeitura da região e nunca mais o local seria usado para vender combustível.
Pois o que se vê é lacra um e depois abre novamente com outro dono.

Avatar
Rodolfo 28 de agosto de 2021

Para ilustrar o que eu disse acima, vejam a reportagem:
“Posto lacrado 11 vezes segue aberto ilegalmente em São Paulo”
Estabelecimento fica na Avenida Cupecê, em Americanópolis, na Zona Sul. Secretaria de Segurança vai investigar porque o posto está funcionando.
05/07/2016 07h25 – Atualizado em 05/07/2016 07h25

Avatar
Vladimir 27 de agosto de 2021

Se hoje vc não tem certeza se o produto é confiável ou não, imagina com várias marcas no mesmo local aí sim a baderna vai ser completa.

Avatar
Danilo Calza 27 de agosto de 2021

Não leio mais o Google porque tá virado só em propaganda . Tá muito chato.

Avatar
Reberty Sousa 27 de agosto de 2021

Ineficaz, desnecessário e uma ameaça a estrutura de mercado de combustível no país.

O varejista e distribuidor não é o vilão. Já tem muita concorrência pressionando os preços para baixo, na minha percepção, nesta faixa da cadeia. A margem do setor é baixa e altamente necessária se tonar mais atraente do que é hoje para atrair mais investidores para o setor e beneficiar o consumidor com bons serviços.

A solução deve ter mais haver com “desdolarizar” a precificação do combustível e aumentar a eficiência operacional da Petrobrás tornando esta uma empresa lucrativa que também atende as necessidades dos acionistas que não tem ações, o povo brasileiro.

Como poucas cidades brasileiras tem transporte público que atenda a necessidade do cidadão, é um dever moral do governo proporcionar energia barata para cobrir essa lacuna de necessidade do brasileiro, o transporte urbano.

Bom senso e coragem para defender o cidadão mais frágil economicamente é o que está precisando nesta temática.

Avatar
Dori 26 de agosto de 2021

É quando vc arruma soluções simples para problemas complexos, é a tonica desse desgoverno

Avatar
yuri 2 de setembro de 2021

Não há, neste país, soluções organizadas e definitivas. Todas esbarram na burocracia da Constituição. Na época do Governo do Proletariado, mesmo com o esquema de propinas em troca de favores nunca atuaram para viabilizar esse problema, pelo contrário, só atuaram para complicar o sistema.

Avatar
Deixe um comentário