Caoa Chery, na frente, quem diria, de muito bicho-papão…

Caoa Chery tem feito um grande trabalho no Brasil e tem se colocado a frente de grandes nomes no mercado nacional de automóveis

bandeiras caoa chery hasteadas ceu
Grupo CAOA tem feito bom trabalho com a Chery no Brasil (Foto: Chery | Divulgação)
Por Boris Feldman
14 de outubro de 2021 21:32

Este grupo CAOA é um fenômeno. Imagina uma empresa 100% brasileira enfrentando essas grandes feras do mercado internacional. E fechando o mês de setembro – com a marca CAOA Chery – em décimo lugar no ranking das fábricas nacionais. Ou seja, à frente de Mitsubishi, Peugeot, Citroën, Ford, e mais bicho papão por aí.

E o grupo não sossega. Como a Chery tem na China uma marca premium, a Exeed (mais ou menos como a Volkswagen tem a Audi ou a Porsche), o Grupo Caoa decidiu trazê-la para o Brasil. E já estão rodando por aqui alguns SUVs Exeed, que seriam, digamos, primo rico do Tiggo.

VEJA TAMBÉM:

Um desses SUVs é o Exeed VX com 2.0 turbo, 254 cv, câmbio de dupla embreagem com sete marchas e capacidade para sete lugares. Mas posso garantir que o grupo nacional continua de olho nas novidades lançadas pela Chery na China.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
24 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Roberto 17 de outubro de 2021

Tenho um tiggo ano 2012. Carro parrudo. Meu segundo Chery. Nao quero maia saber de volks nem de ford, nada! Essas montadoras só vendem o nome, os carro vem todos pelados custando o rim. Chery é vida! Completo e barato e se precisar de peça pra consertar a peça é barata tambem pois é tudo made in china. E viva a Chery

Avatar
Aloísio dos Santos Oliveira 17 de outubro de 2021

QUANDO É QUE A
CAOA VAI COLOCAR SEUS CARRINHOS, ELÉTRICOS NO BRASIL?

Avatar
Dyego 17 de outubro de 2021

Por favor voltem a fabricar o chery QQ , pense num carrinho guerreiro otimo para trabalhar em app pois é muito econômico e tem baixo custo de manutenção,parabéns a chery por ter feito um carro top .

Avatar
SILVIO BARTOLETTI 17 de outubro de 2021

Nada contra Chery, mas poderiam informar quantos % tem de componentes nacionais? Em componentes e respectivo valor.
Exemplo: amortecedores são fabricados no Brasil?

Avatar
Diego 18 de outubro de 2021

0%,todas as peças são inportadas, basicamente são carros importados porém montado no Brasil

Avatar
Renato carniel 17 de outubro de 2021

Acho que poderia ter mais informações sobre veiculos e mais detalhes sobre como manter veiculos em melhores condições etc

Avatar
RafaelLF 17 de outubro de 2021

É muita propaganda, por enquanto comprar Chery ainda é coisa de trouxa. Num futuro próximo talvez seja viável mas aí já vai está no mesmo nível de outros.

Chery? Tô fora!

Avatar
Nogueira 17 de outubro de 2021

Eu tenho um celer e é um popular muito bom, pena que chery não está mais fabricando esse modelo, porque é muito barato,e muito barato pro Brasil não vale apena se não, “eles gov” não ganham.

Avatar
HONORIO LIMA 17 de outubro de 2021

Foi considerado nessa “conta” que todas as outras marcas “bicho papão” estão com sua produção parada, com férias coletivas, layoff e falta de chips e outras peças? Portanto …

Avatar
Júlio César Alves Pombeiro 16 de outubro de 2021

O Celler é um excelente carro… bom, potente e econômico. Não foi a frente devido não ter propaganda… experimentei o Siena, O HB20 Sedan e o Celler…optei sem remorsos pelo Celler.
Desde 2017 com o carro, não pretendo ne desfazer… Faço até hoje as revisões na CAOA. Se retornassem com o Celler eu trocaria por um mais novo com certeza

Avatar
Cassio 16 de outubro de 2021

Matéria bem “escrita”, típico do jornalismo nacional. Só esqueceram de mencionar o pequeno, ínfimo, insignificante detalhe de que o grupo detinha a exclusividade no país das marcas Subaru e Hyundai desde o início da década de 90 – com a abertura do mercado automobilismo nacional pelo então presidente Fernando Collor – preterido a primeira em detrimento da outra, pois a marca JDM “não gerava lucros contínuos/fixos” decorrentes de manutenções e venda de peças, devido ao padrão de robustez e qualidade Japonês.
Por outro lado, como bem vemos atualmente, com muitas campanhas de marketing, conceito já conhecido e aplicado a marca coreana há 30 anos, com seus frágeis e caros componentes que requerem constantes manutenções periódicas, para garantir aos seus proprietários, os “incríveis” 5 anos de garantia.
Enquanto isso, o grupo Caoa negligência, dificulta e renega a revenda e importação de peças da Subaru (pois “não quebra e não dá lucro”).
E vemos mais do mesmo; outra marca/grupo que promove a venda de automóveis de 2a linha, a preços de 1a, enganando o sempre iludido consumidos brasileiro.
Já até vejo as retóricas atacando minha opinião de ex-cliente.

Avatar
Carlos Alberto Palazzini 16 de outubro de 2021

Olá Cassio, vc tem uma visão privilegiada do negocio de veículos no Brasil, infelizmente o nosso consumidor só sabe ver a casca por fora dos veículos, caros são de qualquer jeito mas duráveis e de pouca manutenção, só Toyotas e Hondas já são domínio público, por isso seus usados sempre são mais valorizados,o resto vai quebrando e consertando, na garantia na concessionária, fora em oficinas com peças paralelas mesmo….Poucos veem alem dos números de venda mensal e anual onde os Top 10 é o que importa pra revenda!!!

Avatar
Rodrigo 17 de outubro de 2021

Interessante este seu ponto de vista. Porém discordo. Fui proprietário de um I30, um HB20S Premium,Um creta Limited Edition, e hoje estou no meu segundo Creta. Nunca, mas nunca precisei usar qualquer tipo de garantia. Carros ajustados, modernos, com muitos diferenciais , a frente se seu tempo.

De fácil revenda, confiáveis e zero dor de cabeça. Bem diferentes dos palios, gols,e afins que também já tive o desprazer de tê-los. Barulhentos, muito, mas muito plásticos com encaixes duvidosos que em qualquer lugar que se passe, seja na rua mais lisa , mais parecia uma escola de samba dentro do carro. De tanto plástico batendo. Esses sim são verdadeiras bombas. Puxa no reclame aqui, e veja a dona GM,a tal de stelantis com seus pseudos Jeeps de boutique, e tantas outras enganando de verdade seus consumidores. Viva a concorrência! Vida longa a sul coreana Hyundai.

Avatar
Rodrigo 17 de outubro de 2021

Discordo, Já tive Palio e uno e outros modelos da Fiat. Sempre usei esses modelos em condições extremas, nunca tive problemas, suspensão robusta, motor inquebrável, peças de reposição se encontra fácil e de preço muito bom.

Avatar
Adriano Rodrigues Antunes 18 de outubro de 2021

Com relação a Hyundai concordo plenamente.
Estou no meu terceiro.
Agora com relação a Jeep eu discordo.
Tenho um também e o carro é fantástico.
Completo e um suspensão maravilhosa que jamais vi em outro carro.
Muito confortável

Avatar
Rafael Paulo Barili 18 de outubro de 2021

Chinês, coreano, japonês, tanto faz, tô fora, o negócio é alemão, BMW e Mercedes, não tem melhor.

Avatar
Gilberto 17 de outubro de 2021

Concordo plenamente!

Avatar
Geraldo 19 de outubro de 2021

Corretíssimo.

Avatar
VINICIUS HENRIQUE JUSTINO NOGUEIRA DE CARVALH 16 de outubro de 2021

Mentiu tanto que se estabilizou e convenceu o brasileiro, a prova disso é o número de processos por propaganda enganosa ou seja mais uma vez no nosso país vale a pena mentir e roubar…kkkk

Avatar
Israel Sampaio 16 de outubro de 2021

A Caoa Cherry vem fazendo um ótimo trabalho em nosso mercado brasileiro, muito empolgante a ideia de ter uma marca que se preocupa com os mínimos detalhes, seja acabamento, conforto, segurança, mecânica, não vejo em um Tiggo 8 por exemplo aquilo que muitos falam sobre montadoras que “colocam com uma mão e tiram com a outra”, a preocupação é nos mínimos detalhes, principalmente com os nossos bolsos (um gol 0km hj custa na faixa dos 80mil, o preço por exemplo de um Tiggo 2, que é mais alto e confortável, pensado no terreno brasileiro).

Avatar
Leandro Souza 15 de outubro de 2021

A caoa devia investir num carro como o HB20, um carro bom mais acessível. Venderia muito. E não precisa mexer no que já tem no portifólio atual só traria mais um que atenderia outros públicos

Avatar
Douglas 16 de outubro de 2021

Eles tinham o celler porém não deu venda tiveram que cancelar a fabricação na minha opinião eles poderiam trazer um modelo reformulado porém acho que eles preferem aposta em suv

Avatar
Rubens Silva 15 de outubro de 2021

A Caoa deveria investir também em carros populares e uma van nacional.
O Brasil tá carente de um carro de baixo custo e acessível.

Avatar
WANDERLEY APARECIDO DE SOUZA 15 de outubro de 2021

Indústria automobilística só fabricam consumíveis, carros parecidos e pra durarem poucos anos. Que venha logo os elétricos pra mudar esse tédio.

Avatar
Deixe um comentário