Carro ou celular: importa onde foi fabricado ou a marca que assina?

Você compra um carro pela confiabilidade no nome da marca que o fabricou ou tem pé atrás caso ele seja um chinês de fato?

Por Boris Feldman25/08/20 às 07h30

Com a chegada de marcas chinesas no nosso mercado, já temos aí a JAC há alguns anos, e agora a de maior relevância é a Chery; porque o Grupo Caoa comprou a metade de sua operação no Brasil. E agora, um carro chinês inusitado: o utilitário esportivo Ford Territory.

Os primeiros chineses a desembarcar por aqui tinham qualidade duvidosa, assim como marcas coreanas e japonesas, cuja qualidade não deixa hoje margem a dúvidas.

Entretanto, como os chineses foram os últimos a chegar, ainda tem muita gente com a pulga atrás da orelha. E deve ter sido por isso que no lançamento do Ford Territory, um jornalista questionou sua qualidade para Rogelio Golfarb, vice presidente da empresa.

Sabe o que ele respondeu?

“Quando você compra um tênis da Nike ou um celular da Apple, você olha o país em que ele foi fabricado ou tem confiança na marca que assina embaixo?”

Ford Territory na cor branca com a dianteira em detalhe carro chinês
Você confia na qualidade do carro por ele ser feito na China ou pela confiabilidade na marca? (Foto Autowp | Reprodução)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Samarone 25 de agosto de 2020

    Na minha humilde opinião quem assina deve assumir total responsabilidade, mas não por isso deve cobrar os olhos da cara por produtos nem sempre melhores que outros.

  • Avatar
    Fernando B. 25 de agosto de 2020

    A marca que assina é fundamental. Atualmente, qualquer produto oriundo da indústria ou é fabricado na China ou então possui todas as peças da China. A questão é a qualidade dessas peças. Empresas grandes e de renome não vão colocar sua reputação e sua marca usando peças de baixa qualidade, pois sabe que isso acarretará na insatisfação e consequente perda de consumidores. Agora uma marca “ling-xing” não tem nada a perder, não possui fábrica nem trabalhadores no país, pode vender qualquer porcaria.

Avatar
Deixe um comentário