Concessionária cara-de-pau…enverniza motor

A cada dia que se passa descobrimos uma nova picaretagem. A da vez? Utilização de Verniz no motor do automóvel. Da para acreditar?

Utilização do verniz é condizente com cara de pau da concessionária
Utilização do verniz é condizente com cara de pau da concessionária (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
13 de setembro de 2021 21:32

A revista Quatro Rodas faz testes de longa duração e relata todos os problemas durante a avaliação. Atualmente, um deles é uma picape Fiat Strada que foi levada para uma revisão na concessionária Savol, em São Paulo.

E a revista conta algumas irregularidades praticadas na oficina, como a substituição do filtro de ar por outro do mercado paralelo, não homologado pela fábrica.

Não faltou a “empurroterapia” de uma lubrificação de partes móveis. Sabe-se lá o que vem a ser isso. E o rodízio de pneus realizado de maneira errada, pois os traseiros não foram em “X” para a dianteira.

VEJA TAMBÉM:

Mas a “cereja do bolo” foi um dos itens cobrados da revista: aplicação de verniz no motor. Essa ninguém ouviu contar. Mas, pensando bem, até coerente pois uma concessionária “cara de pau” tem mais é que usar mesmo o verniz.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
7 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Adriano Silva 15 de setembro de 2021

Com relação ao verniz de motor, trata-se de um produto utilizado na estética automotiva para promover brilho e proteção contra sujeira e condicionar as partes plásticas e de borracha, antes de falar algo pesquise antes, com relação a concessionária ter cobrado, aí teria que ser acordado e oferecido ao cliente antes. só pra constar sou profissional do segmento de estética automotiva

Avatar
Léo Sampaio 16 de setembro de 2021

Muito esclarecedor e educado seu comentário.
Obrigado por manter um ambiente de paz e aprendizado.
Continue assim!
Boa semana.

Avatar
jo 15 de setembro de 2021

Levo meus carros, quando zeros na concessionária, somente nas 2 primeiras revisões. Na maioria das vezes o serviço é precário e muito caro. Com dinheiro que economizo na concessionária, em detrimento a perda de garantia (que é discutível), faço qualquer manutenção que for necessária no mecânico especializado.

Avatar
Morgana 16 de setembro de 2021

Segundo código de defesa do consumidor: Art. 24. A garantia legal de adequação do produto ou serviço independe de termo expresso, vedada a exoneração contratual do fornecedor. Então não interessa aonde fizer revisão a garantia é a mesma! Assim levando em conta que exigir a manutenção na Concessionaria também fere o código defesa do consumidor se enquadrando em venda casada!

Avatar
Luiz 16 de setembro de 2021

Também segundo o CDC a garantia legal é só de 3 meses. Aquela garantia de até 5~7 anos que algumas montadoras oferecem não entra nesse caso, é um contrato da montadora que vale a pena ser lido pois não cobre 100% do carro por todo esse tempo.

Avatar
Mario Neves 14 de setembro de 2021

Gostaria de seus comentários sobre vídeo com o preço absurdo das peças da Grand Cherokee, que circulou bastante há pouco.

Avatar
Lucio Alves nascimento 14 de setembro de 2021

Não é só em São Paulo não,porque aqui no Rio a picaretagem fica por conta de carros com o mínimo possível de km na primeira revisão.eles verificam o óleo se tiver claro ainda,limpa o filtro da uma arranhada com uma lixa pra dizer que foi trocado e aí leza os clientes.

Avatar
Deixe um comentário