Homem finge que foi atropelado, mas carro ‘desmente’; veja o vídeo

Condutor que foi apontado como culpado pelo acidente teve sua inocência provada graças à captura de imagens feita pela câmera de um Tesla

Gravação Tesla
Gravação Tesla (Foto: Facebook Slidell Police Department | Reprodução)
Por Bernardo Castro
13 de setembro de 2021 20:04

A picaretagem está, definitivamente, em qualquer lugar do mundo. Dessa vez, nos Estados Unidos, um homem identificado como Arthur Bates Jr tentou forjar o próprio atropelamento – em uma possível tentativa de conseguir um indenização na justiça – em um posto de combustível no estado de Luisiana.

Bates ligou para o Departamento de Polícia de Slidell e relatou que um Tesla havia o atropelado e por isso estava com lesões nas costas, pernas e pescoço. Além disso, Arthur afirmou que o motorista do Tesla fugiu do local sem prestar os devidos socorros.

Porém, Bates escolheu muito mal o veículo que seria o responsável pelo seu “atropelamento”: os veículos da Marca de Elon Musk gravam as imagens registradas por suas câmeras. Isso foi o suficiente para desmascarar Arthur, que também teve a coragem de ligar para a emergência – ambulância e bombeiros – para que fosse verificado o quão grave eram os ferimentos da “vítima”.

VEJA TAMBÉM:

A polícia divulgou as imagens que teve acesso para investigar o acidente. Na ocasião, o motorista utiliza a ré normalmente e quando o carro já está praticamente parado Arthur aparece na imagem se chocando contra o veículo. Após o contato ele se atira ao chão e com o rosto faz algumas expressões que remetem ao sentimento de dor.

Na sequência um outro homem – que não foi identificado e possivelmente é o condutor – aparece na cena, tira o pé de Bates do para choque do veículo, que depois segue o seu caminho normalmente.

Após ser desmascarado, Bates confessou o “teatro” e foi acusado pela polícia local de “juramento falso com a intenção de causar uma resposta de emergência”.

Esse costume de forjar atropelamentos também é muito comum na Rússia. Não é raro achar na internet acidentes similares ao de Arthur Bates Jr. Segundo Gilmar Menezes, em entrevista ao Super Interessante, isso começou a acontecer após a aprovação de uma lei que aplicava uma multa mais pesada para atropelamentos. Com isso, o número de pessoas que começaram a se jogar na frente de carros em baixa velocidade para exigir dinheiro do motorista cresceu bastante.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rodolfo 14 de setembro de 2021

Eu quase atropelei um suicida que atravessou a Rodovia Raposo Tavares logo abaixo a passarela de pedestres na altura do km 21. Tirei fina dele e quase me acabo no canteiro central e devo deixado uns 10 metros de fritada de pneu (VW Gol 1.8AP ano 1990). Eu estava a uns 90 km/h no trecho na faixa da esquerda , que é o limite de velocidade da via.

Avatar
Deixe um comentário