Custo do elétrico no dia-a-dia é imbatível

O carro elétrico ainda é caro no Brasil. Mas tendo em vista os custos no dia-a-dia, pode ser considerado um bom investimento a longo prazo

Por Bernardo Castro 28/05/21 às 07h30
Veículo elétrico é mais econômico em relação ao de motor a combustão
Veículo elétrico é mais econômico em relação ao de motor a combustão (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)

O carro elétrico é uma novidade principalmente no Brasil, pois seu elevado custo o torna quase inacessível para a maioria dos motoristas. Porém, seu preço vai se reduzindo a cada ano. Mas, se fosse viável adquiri-lo, como ficam seus custos ao rodar com ele?

Em termos de custo por quilômetro rodado, o elétrico é imbatível. O que você paga pra rodar 1km no seu automóvel, você rodaria 4 km no elétrico. Outra pergunta frequente é a respeito da durabilidade das baterias, que hoje anda no entorno de oito a dez anos.

VEJA TAMBÉM:

E a autonomia, quanto dá pra rodar com elétrico? que no início era de 150 km a 200 km? Hoje, quase todos já rodam acima de 400 km. E, finalmente, outro custo em que o elétrico também é imbatível: o da manutenção!

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
84 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
WILLIAM MIGUEL DO CARMO 4 de junho de 2021

Não acho o carro elétrico viável dado a nossa disponibilidade de energia elétrica que é em muitos lugares insuficiente ou no limite, se o etanol que é um combustível brasileiro fabricado e refinado aqui que não sofre nenhum tipo de influência externa como a gasolina e o diesel já está a esse preço definitivamente irá demorar muito

Avatar
Eddie 4 de junho de 2021

Devagar com o andor. O seguro do EV ainda é muito caro e os pneus são problema, durabilidade questionável e caros. O IPVA tem estados que cobram, daí é para poucos. Depreciação é mais elevada. Mesmo EVs sendo o futuro, no Brasil será o segundo ou terceiro carro de rico por muito tempo.

Avatar
Fábio José Gomes 4 de junho de 2021

Será que vai dar certo no Brasil? Aonde já estão querendo taxar a energia solar,imagine isso aí.

Avatar
José 4 de junho de 2021

Carro eletrico no Brasil hoje é uma utopia seguida de desvarios. Nao temos segurança elétrica para industria e nem para a rede doméstica. Nao temos sequer saneamento basico. Menos de 50% da população tem acesso a esgoto e água tratada. Nossas praias, rios e Lagoas sao grandes cisternas de armazenamento de dejetos. Se vem o verão e junto, o consumo de energia com ar condicionado e outros, o sistema cai. Sonhos à parte, temos um Brasil real que precisa de outras alternativas.

Avatar
IRON IZAIAS BORGES JUNIORin 4 de junho de 2021

Infelizmente no Brasil não é de interesse ter carro elétrico porque primeiro tem que explorar a população com combustível fóssil pra pagar o prejuízo da corrupção

Avatar
PAULO SERGIO TAGLIARI 4 de junho de 2021

Infelizmente no Brasil o governo não tem dado incentivos aos elétricos e híbridos ! No transporte coletivo, os ônibus , isto seria fundamental, pois é onde ocorre a maior poluição por km rodado por veículos automotores !

Avatar
Vinícius 4 de junho de 2021

Sério que Vcs acham viável carro elétrico num país onde a disponibilidade de energia elétrica disponível está estrangulada e é um dos grandes entraves para o crescimento econômico ?!?! Nossas hidroeletricas estão com níveis baixíssimos a vários anos e sem perspectiva de recuperação…… Olha o preço da energia elétrica ! Fala sério !!!!!

Avatar
Mario 4 de junho de 2021

Energia solar é o futuro amigão

Avatar
Oliver 4 de junho de 2021

Esse é o futuro, goste ou não… e o choro é livre! rs

(Dica: se capacitem urgentemente pra esse mercado, que será dominante já na próxima década)

Avatar
Magnólia Soares Appollinario 4 de junho de 2021

Bom, acho que vou fazer cursos pra aprimorar e trabalhar com concertos e pane elétricas desse carro, isso vai ser o futuro da humanidade, tudo vai inovar e desafios vão surgir, vejo muitas oportunidades de trabalho com esses novos carros e o mercado vai precisar de profissionais capacitados pra isso.

Avatar
Carlos 4 de junho de 2021

é sempre assim qndo uma nova tecnologia surge,muitas discordâncias, mas com o tempo todo mundo se adapta

Avatar
Carlos Alberto Nascimento 4 de junho de 2021

O fato é que essa mudança é inevitável, uns vão reclamar outros concordar, transições são assim mesmo, leva um tempo pra todos se adaptarem às novidades,foi assim com a máquina de escrever, daí surgiu a elétrica, depois computador, algumas pessoas resistiram as mudanças, e aquele blá blá bla de sempre, como está sendo agora com os carros elétricos

Avatar
Paulo Tien 4 de junho de 2021

A gente nao vai durar muito , pois a combustao ta no vida util no fim , agora e vez eletrico .

Avatar
Waslon 3 de junho de 2021

O carro elétrico é tão bom e econômico que tem vendas inexpressivas em todo mundo. Quem sabe daqui a 20 anos

Avatar
Antonio Felipe Santos Lima 4 de junho de 2021

Só ano passado, as vendas de carros elétricos no mundo aumentou mais de 43%. Isso por ser uma tecnologia ainda nova e em fase inicial de desenvolvimento. A Noruega já possui mais da metade dos seus automóveis elétricos. Você considera isso inexpressivo??!

Avatar
Lourival Pereira 3 de junho de 2021

Não se empolguem com carros elétricos , embora sua manutenção não exija troca de óleo e outras manutenções típicas de carro à combustao, também têm despesas com troca de pneus que são mais caros, devido o peso acrescentados pela pesada bateria. Além de amortecedores, freios e demais itens diversos. No carro híbrido então além dos dispositivos eletrônicos têm também um motor à combustão pra complicar.
Então seria duas manutenções, uma eletrônica e a do motor à combustão. Você vai ter que gastar com peças para o motor à combustão e umas tantas placas e dezenas de sensores da parte eletrônica. Isso, se você encontrar no mercado ou nas vorazes concessionárias. Se queimar uma placa de controle ou o conversor de corrente você tá ferrado. Se der algum defeito no motor Flex pode se encontrar um mecânico capaz de resolver o problema. Mas se a pane aparecer nos mecanismos da parte eletrônica aí a coisa fica mesmo complicada. Você vai ter saudades daquele fusquinha com ignição de platinado.

Avatar
Gilberto 3 de junho de 2021

Concordo c vc n so afavor d eletrico e lixo

Avatar
Marcelo 4 de junho de 2021

Se percebe que nao entende nada de inovaçao, muito menos de carros, sou fã de classicos, porém o custo do elétrico será menor em todos sentidos amigo, o diagnóstico será mais fácil que em motores a combustão e a reposição de peças mais simples. Infelizmente seu comentário é arcaico

Avatar
Antonio Felipe Santos Lima 4 de junho de 2021

O aumento de peso num carro elétrico é de cerca de 200kg. Isso é inexpressivo no impacto da manutenção. O aumento do desgaste do pneu é de menos de 10%. Os amortecedores são um pouco mais robustos, mas tbm não chegam nem a 20% mais caro que um a combustão. O motor elétrico exige 90% menos manutenções que um a combustão e o preço que vc paga pra rodar 1KM num a combustão, vc roda 4KM no elétrico, ou seja 400% de economia com combustível.

Avatar
Tarcisio 3 de junho de 2021

Vejamos que a indústria do petróleo está trabalhando em seus últimos anos de luxo e de lixo,a própria cannabis foi criminalizada como pretexto para não ser concorrente na lista de produção de combustível,as tecnologias já existem, é preciso agora homens e mulheres a favor de qualidade de vida,.

Avatar
Edson José Gama 3 de junho de 2021

Põe estes carros logo na rua, pra sairmos da gasolina o mais rápido possível. 👍

Avatar
Alan Dionísio De Barros 2 de junho de 2021

Eu ainda vou um pouco mais longe em relação ao carro elétrico aqui no Brasil. Acho que bateria poderia ser alimentada por energia solar como fonte alternativa. Hoje em dia a energia solar está se tornando uma alternativa grande no consumo de energia elétrica e essa alternativa poderia ser levada aos carros elétricos colocando placas de captação de energia solar no teto do carro

Avatar
JOABE BERNARDES VIEIRA 3 de junho de 2021

Prezado Alan, a energia solar produz energia elétrica é não se trata de fonte alternativa. A reação fotovoltaica tem o objetivo de gerar um fluxo de elétrons oriundos das placas fotovoltaica… no final é energia elétrica é não solar. As placas também se desgastam é perdem capacidade o tempo é precisam ser substituídas.

Avatar
Jornandes da Silva Santos 3 de junho de 2021

Meu caro Joabe, acho que você não entendeu a colocação do nosso amigo Alan. Quando sugere que as placas fotovoltaicas seja colocadas no teto do carros.
Isso é magnífico. Seria um carro praticamente auto-sustentável.Esse tipo de carro já é fabricado no Japão á décadas.
E num país tropical como o Brasil seria FANTÁSTICO.
O meu sonho de consumo é adquirir um carro elétrico ou pelo menos triciclo elétrico internamente protegido da chuva. ALGO que é muito commum na china.
Tenho 14 placas solares no teto da minha casa o que gera em media 500 kw/h mês.Não sei exatamente o consumo em kw/ h de um carro elétrico. Mas acredito que uma ou duas placas no teto já ajudaria bastante seria uma espécie de reserva pra alimentar até mesmo uma segunda bateria.

Avatar
Beto Lima 3 de junho de 2021

……e saber q o meu sonho de consumo e abastecer minha jubiraca com gasolina ao preço de $ 5,50, o LT….

Avatar
JOABE BERNARDES VIEIRA 3 de junho de 2021

Jornandes, apenas quis deixar claro que energia solar não pode ser confundida com energia elétrica. Placas fotovoltaicas no teto do veículo não é capaz nem de alimentar os faróis. Sinto muito.

Avatar
Laerio A Garcia 4 de junho de 2021

Nao sera necessário colocar placa solar no teto para recarregar pois nas descida e nas frenagens ele recarrega

Avatar
Antonio Felipe Santos Lima 4 de junho de 2021

Já há carros que já vem com placas solares, como o ZION e o PARADIGM, que se auto-carregam, ou seja, custo zero de energia!!! Doido pra comprar meu primeiro elétrico!

Avatar
edison bykudo 1 de junho de 2021

Eu acredito que o caminho dos elétricos em definitivo ao Brasil, é muito curto, creio que em no máximo 5 anos 40% da frota será elétrica, se houver algum incentivo do governo para estimular e acelerar o processo, iremos mais longe nos próximos 5 anos. Porém eu vejo um adiantamento significativo das distribuidoras de energia, aumentando seu kwh absurdamente e não se vê um investimento potencial na geração desta energia a ser gasta, que está ai nos olhos de todos uma realidade concreta, que são os parques heolicos. Outra vez o sacrificado pobre, proletário e que carrega esta nação nas paletas, não terá acesso a este benefício, devido a ganancia governamental em impostos, além do valor da energia que já está batendo no fundo do bolso do consumidor mais humilde, como exemplo lhes dou o meu que, até 3 anos atrás gastava por volta de R$ 85.00, mês, hj com um pouquinho mais de conforto em casa, já estou na casa dos R$ 250.00 e já atingi os picos dos R$ 350.00, no verão, com um carro elétrico, certamente se adquirir algum, não vai baixar dos R$ 500.00, aproximadamente, mas vá que o Messias enganje nesta terra, talvez, melhore em pouco mais. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!

Avatar
Maicon Alves 3 de junho de 2021

Puts, falou tão bem, tão coerente e quando chegou no final, vomitou até às fezes do intestino grosso. 🤦🏻

Avatar
Beto Lima 3 de junho de 2021

É sempre assim Maicon, gado é gado, já vem com “marca’ registrada……

Avatar
Waslon 3 de junho de 2021

I think it’s unlikely that in 5 years the fleet will be 40% electric.

Avatar
ANDERSON SALASAR ROCHA 4 de junho de 2021

Em compensação, só de gasolina vc livra mais de 500,00 e por aí vai. Estamos no caminho certo.

Avatar
MARIO ROBERTO PONCIANO 4 de junho de 2021

Fico pensando que no caso do Brasil onde estamos pagando bandeira vermelha na nossa conta de energia pelo fato da necessidade das termo eletricas movidas a energia fóssil, de que adiantará massiça quantidade de carros elétricos? É o cachorro querendo morder o rabo.

Avatar
Benjamim 1 de junho de 2021

No Brasil nunca fazem e nunca iram fazer nada para melhorar a vida das pessoas … pagamos muito para pouco retorno … enquanto a maioria fica com a lavage e restos a eleite rota caviar…

Avatar
Alexandre 31 de maio de 2021

A saída pra o carro elétrico, passa por cada um de nós produzirmos nossa própria energia solar off, ou seja sem a distribuidora de energia. Porém isto ainda é muito caro também e se a metade da frota for eletrificada e melhorarmos um dígito no PIB, teremos apagão e a tarifa irá na lua. Portanto no momento temos de aguardar, porém a conta irá vir e será salgada, pois não temos um projeto de nação desenvolvida pra este e muitos outros quesitos.

Avatar
João Monteiro Estanislau 3 de junho de 2021

Você está muito pessimista, o país está crescendo, trabalhando e com Deus acima nos abençoando conseguimos mais do que imaginamos

Avatar
JOSE ALVES PIRES 31 de maio de 2021

Bom dia a todos!

O carro elétrico hoje é inviável no Brasil. Por algumas razões: tecnologia para fabricação, durabilidade das bateria, performance das mesmas e talvez o principal, produção de energia elétrica. Este último item tem que melhorar e rápido. Para termos uma ideia já estamos na bandeira vermelha e nem começamos o inverno, as indústrias estão ainda “meia boca” e já precisamos produzir energia por termoelétrica. Imaginem com o fim da crise que nos assola?, como poderíamos fornecer energia se o Brasil produz sua grande maioria apartir da água? e nas últimas décadas o consumo de água disparou (agricultura, pecuária, mineração e o próprio consumo humano nas cidades, pois com desenvolvimento humano vem o consumo de “brinde”).Com isso o risco de apagões “hídricos” vai aumentar com certeza. Por isso precisamos (quanto a questão de energia) aumentar a produção de energia apartir do sol, vento e outras energias “verdes” e limpas.
Agora o carro Elétrico:
O carro no Brasil roda em média 13 000 km/ano (13 kkm/ano), vamos colocar 14 kkm/ano ou (1,17 kkm/mês). Em média, hoje, a bateria do carro elétrico consome 20 kwh/100 km ou 5 km/kwh. Considerando 1 R$/kwh.
Temos o custo de consumo do carro Elétrico de 0,20 R$/km.
Um carro a combustão, bem econômico roda em média 10 km/l.
Considerando um redução no custo da gasolina que viria com seu menor consumo (a final, mais carro elétrico, menos combustível, com isso menor procura. Como estamos em um mundo capitalista, menor procura o preço cai). Para igualar o consumo de um carro elétrico a gasolina deveria custa (hoje) cerca de 2,00 R$/l.
Com isso o custo do consumo do carro a combustão hoje no Brasil é no mínimo 170% maior. Logo gastamos no mínimo R$ 4500 por ano a mais com um carro a combustão para rodarmos 14kkm/ano.
Embora um custo elevado no consumo, no caso do carro a combustão, o preço do carro elétrico é inviável (se considerarmos apenas o consumo). Pois se pegarmos a média do custo de um carro elétrico (200 kR$) e um bom carro a combustão no Brasil (100 kR$). Logo para diluirmos este custo seria 100 mil pagos a mais no carro elétrico dividido por 4500/ano economizados no combustível = 22 anos para um carro elétrico compensar sua compra.
Logo temos duas opções (Risos):
1- Carro elétrico cair de preço no mínimo 40% para compensar a compra em 5 anos.
2- O preço do combustível cair no mínimo 63% para compensar o custo.

Avatar
Raimundo Emilio Barbosa Randel 1 de junho de 2021

Qualquer ideia nova pra diminuir o custo dos brasileiros, o governo brasileiro, não importa quem esteja no comando, vai procurar uma maneira de anular essa diminuição de custo. O objetivo dos governos é sempre não perder arrecadação. É por isso ele atrapalha energia solar, carro elétrico. Não existe preocupação com meio ambiente,com o bolso do brasileiro, A PREOCUPAÇÃO É EXCLUSIVAMENTE COM A FAMIGERADA ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS.

Avatar
João Leão Lyrio 30 de maio de 2021

E-Car tem 1/3 das peças de carro my a gasolina, Custo muitíssimo menor, mão de obra baixíssima, PORQUE é + caro ! ?

Marketing de novos negócios, Propapaganda e
Enganosa ?
… preferível reformar a frota existente e aguardar 10 anos, não … ! ?

Avatar
RODRIGO SIMIONI 1 de junho de 2021

Os 10 anos chegaram, não só terá redução preço como serão mais baratos, com incentivos diversos, não gera calor nem poluentes será q não compensa para mobilidade urbana no Brasil?

Avatar
Marcelo Nelson 30 de maio de 2021

Ou o brasileiro compra carro elétrico ou as fábricas saem do Brasil, não tem como fugir disso no futuro.

Avatar
Edgard Arantes Moutinho 30 de maio de 2021

Então para população de classe média será melhor os preços abaixarem dos veículos elétricos e ter esperança de melhorar os desempenhos. O jeito será esperar.

Avatar
Andre da Silva Berlesi 30 de maio de 2021

Tivemos um apagão de energia elétrica no auge da produção industrial, como já bem disse um leitor, esse país de oportunistas e os chineses adquirindo tudo, farão do gargalo da produção de energia elétrica o fator primeiro para a elevação do custo. Oferta e demanda. Essa é a lei.

Avatar
Anderson 29 de maio de 2021

Acredito que não podemos nos iludir com a relação custo x benefício, pois afinal de contas estamos no Brasil e sabemos bem como esse país de oportunistas funciona…transforme 60% da frota de carros no Brasil em elétricos e veja pra onde vai o preço da energia elétrica…

Avatar
Oswaldo 29 de maio de 2021

Tem razão no Brasil os políticos estão sempre de olho gordo no dinheiro do povo

Avatar
Jhoy 29 de maio de 2021

Com certeza, é só ver o que estão querendo fazer com os pequenos produtores de energia solar, isso porque não representam nem 15%. Já estão querendo taxar. Penso que a maioria da frota ando elétrica a eletricidade e tudo que é utilizado para gerar energia será a nova gasolina em termos de preço.

Avatar
Paulo 3 de junho de 2021

Boa noite, eles não querem taxar, eles querem é aumentar mais ainda esta taxa, eu tenho energia solar, e pago todos os meses uma taxa de 98,00 R$ aqui na Bahia, mesmo gerando bem acima do meu consumo, eu tenho que pagar esta taxa.

Avatar
LUIZ RODRIGO 29 de maio de 2021

esse carro elétrico aqui no brasil nao serve tudo aqui e caro pode ser ate fabricado aqui mas mesmo assim o valor e absurdo algumas pessoas falam que os políticos vão roubar mas quem colocar eles la somos nos entao nao podem reclamar,em quanto algumas pessoas ficar nesse dilema roubou mas fez essa pessoa nao pode reclamar de injustiça porque ela mesma e a favor, mas voltando o assunto aqui no brasil vai ser um problema carros elétricos para pessoas menos favorecidos,as companhia elétricas vão querer ganhar cobrar para colocar os dispositivo para carregar o carro e vão cobra taxa de manutenção vai precisar de uma relógio próprio so para o carro e nem todo lugar tem um posto para carregar

Avatar
Franklin Josimar 29 de maio de 2021

Acho alguns comentários aqui insanos. Obviamente lugar nenhum no mundo vai dormir com menos de 1% de frota elétrica e acordar com 20% ou 30% causando um apagão. Primeiro que a indústria tá longe de conseguir entregar isso. E como é caro, ainda é pra poucos. E o que se tenta é deixar os elétricos interessante a esses poucos. E falando objetivamente em quantidade de energia. Para carregar uma bateria de um carro de 60KWh, precisa de 60KWh. Quantas vezes ao mês vai precisar encher o tanque? Depende. Mas na média é quase como alguém que já é rico, pode comprar um carro elétrico, instalar um ar-condicionado de 18.000 BTUs para climatizar a sala de estar. Talvez uns 240kWh. Se toda noite esse privilegiado ligar numa tomada de 380V para garantir o uso do dia seguinte, ele nunca vai precisar abastecer em nenhum outro lugar. Então esse super consumo catastrófico que quem tem medo de carro elétrico prever, é gradual. E fácil de administrar. Já que os investimentos em diversas fontes de energia não param. Polui muito produzir baterias? Com certeza. Inclusive pra produzir módulos fotovoltaicos. Mas nada se compara com as emissões que saem do escape e entram imediatamente em nossos pulmões nas cidades. Carro elétrico está longe de ser um solução definitiva. Mas é sem sobra de dúvidas um grande passo. No futuro quando esse “ar-condicionado de 18.000 BTUs” começar a pressionar o fornecimento de energia elétrica, medidas como cobrança diferenciadas em horários de pico, popularizar a energia solar, serão fundamentais para essa transição dá certo.

Avatar
Carlos Moro 29 de maio de 2021

Sensacional seu comentário!
Isso aí!
Matriz de energia limpa é investimento de anos a fio, décadas talvez…
Complementar com “Hidrogênio Verde” e tecnologias de estruturas de Carbono (como o Grafeno) para baterias.
Décadas. Mas a caminhada de 1000km começa com o primeiro passo.

Avatar
Mauricio Muller Lopes de Oliveira 29 de maio de 2021

As montadoras precisam se preparar mais!!! Autonomia desejada de uma carro elétrico deve ser superior a 1000km percorridos recarga completa deve acontecer em no máximo 2h e o valor de um carro desses não deve ser superior a 50 mil. E o carro deve ser completo sem retirar opcionais

Avatar
Nelson Aquino de Menezes 29 de maio de 2021

Eu acho que o carro elétrico poderia ser muito mais barato do quê automóvel a combustão, porque é só um motor pegueno
E todas as pessoas poderia fábrica seu próprio veículo comprando motores no mercado livre

Avatar
Thiago 29 de maio de 2021

Pois é. Lembrando que etanol polui sim.
Usa muito, mas muito diesel do plantio da cana até a colheita.
E muita terra nisto tudo.
Preço, ????

Avatar
josue 29 de maio de 2021

Enquanto não eliminarem o litio das baterias o carro elétrico só será para os muito rico pois este minério está com os dias contados para deixar de existir.

Avatar
Jose edivaldo brito 29 de maio de 2021

Uma coisa que ninguem fala é o preço dos bancos de bateria. Sera quem em 8 a 10 anos o custo do kit nao seria superior ao uso de gasolina? Fica a pergunta. Pagar meio carro eletrico de tempo em tempo.

Avatar
WANDERLEY APARECIDO DE SOUZA 28 de maio de 2021

Vão dar jeito de encarecer logo logo. Foi assim com etanol, o petróleo produzido aqui.

Avatar
Thiago 29 de maio de 2021

Pois é.
Lembrando que etanol é consumidor de diesel poluente, do plantio até a colheita.
E muita terra envolvida nisto.

Avatar
Marcelo 29 de maio de 2021

Com certeza aqui nesse país os ladrões que ficam sentado sem fazer nd vai dar um jeito para que fique td caro como sempre povão que se foda, forca para esses ladrões e povo que acorde para esses ladrões e criminosos que estão no poder , terra de ninguém.

Avatar
Jose agnaldo 28 de maio de 2021

Numa colonia como a nossa tera que manter carros atuais e combustiveis por muito tempo pois eu mesmo desistir ei por questaoes financeiras de possuir um carro eletrico irei de Busao pense quanto custara uma bateria e mao de obra especializada sera so para ricos.

Avatar
Benedito lima 28 de maio de 2021

Quem não vai gostar são os sangue sugas das petrolíferas; Só fabricarao alguns lubrificantes.

Avatar
Aldo Stela Junior 28 de maio de 2021

O que fazer com as baterias pós uso!?
Temos falta da energia elétrica para o consumo atual, a geração de energia elétrica deverá passar por investimentos enormes
A conta ainda não fechou

Avatar
Marcelo 29 de maio de 2021

Sim só sera para país de primeiro mundo como sempre. ,Brasil kkkkkkkkkkkkkkkk

Avatar
darcyfacundo 28 de maio de 2021

Fabricar bateria não polui não é? Brasil e autosuficiente em energia elétrica né?

Avatar
Angelo Corsetti 28 de maio de 2021

Afinal, estamos debatendo o presente ou o futuro?
Há pouco mais de 100 anos, veículo a combustão era produto de milionário. E cavalo era mais confiável e mais veloz. Manutenção e combustível era alfafa.
Veículo elétrico é um processo de evolução sem volta. Claro que demora. Não foi diferente a evolução do Alfafa Romeu. 20 anos sim, mas a cada ano evoluindo.

Avatar
ALEXSANDER RIBEIRO SOLANGE DO ROCIO RIBEIRO DE LIMA 28 de maio de 2021

Caminho sem volta tá começando pelos milionarios que querem testar tecnologia e geram a sua própria aliás o Brasil manda bem na fotovoltaica.

Avatar
IVAN VASCONCELLOS 28 de maio de 2021

Pois é. O Governo anunciou hoje a possibilidade de cortes de energia em função da baixa ocorrência de chuvas no Sudeste. Como se continua discutindo carros elétricos numa situação destas?
Desde o início dessa insistência em elogiar e inflar as vantagens do “carro elétrico” eu venho batendo na mesma tecla. Estão vendendo sonhos como o Elon Musk, a diferença é que ele está milionário as custas dos ingênuos, e dos não tão ingênuos, que compram.
A diferença de custo até pode existir hoje, mas quanto mais carros elétricos maior será a demanda por fornecimento da energia elétrica e para construir a infraestrutura necessária só há um caminho, aumentar os preços. E aí “babau” os custos imbatíveis e sem contar a possibilidade de ficar na garagem, ou em qualquer lugar, por corte no abastecimento.
É bom parar de se iludir e de tentar iludir as pessoas. O carro elétrico no Brasil, talvez daqui a 20 anos seja viável, mas mesmo assim, pelo sim e pelo não, será de bom alvitre manter um “backup” que funcione “queimando” hidrocarbonetos…

Avatar
Vilmar Afonso 28 de maio de 2021

Vc ainda esta pensando na era dos dinossauros. Ou com os mesmos da Kodak…

Avatar
Dilson 28 de maio de 2021

Para quemjá aderiu à energia solar a realidade é outra, amigo. Se você pretende um dia ter um carro elétrico, pense primeiro em gerar sua própria energia, a partir de geração fotovoltaica. Nessas circunstâncias, ter um carro elétrico é o paraíso.

Avatar
Abel 30 de maio de 2021

Acertou em cheio com esse comentário

Avatar
Marcelo VASCO 1 de junho de 2021

Evidentemente seria a independência do cidadão produzindo seu próprio combustível em casa…affs,sonhar não custa nada…O SISTEMA NAO ACEITA

Avatar
Carlos JOHW 29 de maio de 2021

Energia solar está chegando com força, se não inventar de taxar o sol!

Avatar
João carlos 28 de maio de 2021

Hoje o preço do carro elétrico está acima das condições financeiras da maioria do brasileiro. Mas com o tempo esse valor tende a cair, na medida que aumenta a produção, o custo final diminui.

Avatar
Carlos Alberto Alves da Silva 28 de maio de 2021

O problema é que no Brasil as empresas de petróleo vão mexer seus pauzinhos pra sempre burocratizar os carros elétricos.

Avatar
Jailson Matos 28 de maio de 2021

Sem dúvidas

Avatar
Henrique 28 de maio de 2021

Acredito que não irão tanto mais, já é um caminho meio sem volta e que está caindo no gosto do povo.
Essa questão da energia a base de petróleo, só será movida, pois quando tivermos muitos carros elétricos, acredito que irão construir muitas termo pra suprir, o petróleo só vai ser queimado em outro lugar… Fora que se falando em Brasil, tbm acredito que as concessionárias irão cobrar mais pelo kw/h de quem tem um carregador elétrico em casa, não será tão vatanjoso assim… Mas veremos o que nos aguarda.

Avatar
LUIS ALBERTO SILVA DE OLIVEIRA 28 de maio de 2021

Vamos fazer um cálculo
Si vc instalar um ar condicionado na sua casa, o valor da sua conta vai sobrar!
Agora imagina carregando esses carros elétrico, o valor q vai ficar
Agora vamos imagina q td deu certo, os políticos vão criar algum imposto pra ganhar, foi assim q eles fizeram com o GNV
Quando começou era assim, o valor da gasolina vc rodava 4 vezes mais com o GNV
Olha o preço q tá hoje…

Avatar
Lamb 28 de maio de 2021

O Mercado de Carros eletricos como a Tesla esta anos luz na Frente das fabricabtes dos Motores a Combustão…

O sistema Brasileiro da as Costa ao Carros 100% elétricos no Brasil…

Avatar
Marcelo Jose Gonçalves Melo. 28 de maio de 2021

De nada adianta todo esse floreio sobre os carros elétricos, porque eles custam muito caro! Tem que haver a acessibilidade financeira, tem que ter preço acessível senão nesse país do arco e flexa de salários miseráveis, somente os 10% ricos deste país poderão ter um desses na garagem! Seria o grande momento de implantar uma fábrica de elétricos no país do arco e flexa mas o governo pensa pequeno, quando pensa! Falta iniciativa por parte do Governado Federal para impulsionar a mobilidade elétrica.

Avatar
Pcgl de Minas 28 de maio de 2021

Impostos, o verdadeiro roubo estatal independente de qual governo seja

Avatar
Raul 28 de maio de 2021

O carro mais lixo é 100 mil por baixo, zoe

Avatar
RONALDO PERONI 28 de maio de 2021

Vontade não falta de ter um mas o custo é triste

Avatar
Alessandro Pedro da Silva 28 de maio de 2021

Pelo preço que cobram nele, essa “imbatibilidade” passa a não existir se perde toda no absurdo do preço.

Avatar
Douglas 4 de junho de 2021

Não se iludam , porque mais cêdo ou mais tarde o Governo vai se encarregar de aumentar assustadoramente o pvalor da energia eletrica, ou estão esquecódo do Etanol que veio para rrvolucionar e o Gás .

Avatar
Deixe um comentário