Desligar ao parar: vale a pena?

Desligar e ligar o motor do veículo no engarrafamento pode até ajudar a economizar combustível. Porém, pode gerar desgaste em alguns componentes

Desligar e ligar o motor do veículo no engarrafamento não é tão vantajoso assim como muitos pensam
Desligar e ligar o motor do veículo no engarrafamento não é tão vantajoso assim como muitos pensam (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
21 de setembro de 2021 07:32

Um motorista de aplicativo pergunta se vale mesmo a pena, como ele vê com frequência, desligar e ligar o motor ao parar num congestionamento ou semáforo. Ele pergunta se há mesmo uma redução de consumo.

Então, quando se vê um carro desligando e ligando o motor ao parar, é provavelmente por já ter o sistema automático chamado start-stop. Com um sensor que desliga o motor quando o carro para e volta a ligá-lo ao arrancar novamente.

E o start-stop existe exatamente para reduzir consumo e emissões.

Porém, usar a mesma prática em carros não projetados para este sistema vai,  sim, reduzir o consumo. Porém, arranque, bateria e alternador não foram projetados para um número tão grande de acionamentos.

VEJA TAMBÉM:

Então, o que se economiza com o consumo poderá representar uma despesa extra para reparar um desses componentes que poderão apresentar um desgaste prematuro com este esforço extra.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
8 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Renato 11 de abril de 2022

Muito bom.. então acredito que, uma vez ou outra num percurso longo, vale a pena desligar o motor em sinais mais lentos!!

Avatar
Fernando B 21 de setembro de 2021

Ninguém compra a pessoa. O que ocorre é que o clube Y paga ao clube X o valor da multa rescisória do contrato do jogador, com a anuência do jogador que quer ir trabalhar no clube X, recebendo um salário que lhe agrada.

Avatar
Fernando B 21 de setembro de 2021

Pessoal, desculpem, esse comentário era pra responder o Olímpio (primeiro comentário descendo a tela)

Avatar
Z_H 21 de setembro de 2021

“Desligar ao parar: vale a pena?”
…acho que tb vale para carro que tem o start-stop: a economia de combustível compensa o custo MUITO maior da bateria desses carros? Aliás, bateria que terá que ser substituída nos mesmo 2 anos e pouco que uma bateria “comum” seria…
Acho que não vale a pena…

Avatar
Carlos 21 de setembro de 2021

O Start-stop é uma gambiarra para melhorar um pouco o consumo urbano de motores muito gastões.
Como a melhora no consumo é pífia, o elevado custo da bateria e o desconforto causado pela falta de ar-condicionado em dias quentes torna o custo benefício altamente negativo.

Avatar
Rodrigo 21 de setembro de 2021

Perfeito!!! Concordo com você em cada palavra…
Abraços

Avatar
Polvo 22 de setembro de 2021

O Start-stop só é bom para o fabricante de baterias, pois custa um absurdo e o tempo médio de vida é o mesmo de veículos sem Start-stop e com bateria convencional.

Avatar
OLÍMPIO PEREIRA BARROZO 21 de setembro de 2021

Meu comentário é sobre esporte. O jogador de futebol ou outro esporte, na hora de ser vendido não é considerado escravo? Porque o que eu sei, a pessoa que é vendida é considerada escrava.

Avatar
Deixe um comentário