Hidrogênio: se funciona, por quê pi-ca-re-ta-gem?

Em tempos em que o preço do combustível está nas alturas, converter o veículo para funcionar com hidrogênio parece uma boa alternativa. Será?

Conversão a hidrogênio acaba rapidamente com a bateria do veículo
Conversão a hidrogênio acaba rapidamente com a bateria do veículo (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
Publicado em 02/12/2021 às 07h32

Já se alertou inúmeras vezes neste portal para a pi-ca-re-ta-gem do gerador de hidrogênio (H2). Um equipamento amplamente difundido na internet e que se diz um economizador de combustível. Tão “cara de pau” que anunciam até 40% de redução do consumo. E as fábricas tão “idiotas” que ainda não adotaram este sistema milagroso…

Fui questionado por leitores, pois comentei também que o hidrogênio vem sendo pesquisado no mundo para substituir o combustível fóssil, derivado do petróleo.

Ora, dizem, se o hidrogênio é um bom combustível, então estes dispositivos devem funcionar! Não é bem assim: o hidrogênio é um bom substituto do combustível fóssil nos países em que já existe no posto para abastecer o tanque. Mas o H2 só é eficiente no carro preparado para recebe-lo, pois exige diversas alterações no motor convencional, de combustão.

Neste gerador “doméstico” improvisado, coloca-se um tanquinho de água sob o capô e se obtém o hidrogênio pela hidrólise. Corrente elétrica aplicada na água (H2O) para se extrair o H2. É uma refinada picaretagem, pois, em princípio o sistema funciona e realmente injeta H2 no motor. E poderia, sim, reduzir o consumo.

VEJA TAMBÉM:

Mas, a hidrólise requer uma energia elétrica muito superior à que a bateria do carro é capaz de fornecer. Então, o tal gerador de hidrogênio reduz o consumo mas “derrete” a bateria.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
105 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Anônimo 10 de maio de 2024

Então… Em teoria o sistema funciona como um combustível ADITIVO. NUNCA será possível converter um veículo a gasolina totalmente em hidrogênio com esses kits.
Também NUNCA funcionará ligado no sistema elétrico do carro.
Quando disse que em teoria funciona, me referi a um gerador de hidrogênio de no máximo 5A, com uma bateria(uns 150A) dedicada a esse gerador. Se colocar uma placa solar de 10A no rack do teto, melhor ainda. Não vai precisar plugar a bateria num carregador no final do dia.
Dessa maneira eu acho que seria possível REDUZIR o consumo de gasolina.

Avatar
Vítor Marum 18 de fevereiro de 2024

A amperagem vai depender do gerador de hidrogénio.

Avatar
Karl Eschenbach 5 de abril de 2023

Esse feldman acha que sabe tudo.
Qual é a formação dele? Físico, engenheiro mecânico…?
Ele não prova nenhuma de suas opiniões.

AutoPapo
AutoPapo 5 de abril de 2023

Olá, Karl.

O Boris Feldman é engenheiro eletricista.

Abraço

Avatar
Engenharia 17 de julho de 2023

Já vi muito ” Engenheiro” Construir coisas que caíram e até levou pessoas ao óbito…
Não é porque alguém se diz ” Engenheiro Eletricista” que pode achar se no direito de contestar algo em um contexto geral, acredito que tenha picaretas aproveitando se sabia fé de alguns, porém antes de criticar alguma coisa, prove primeiro o abestalhado!!!

Avatar
João Batista Salomão 6 de janeiro de 2023

Ele acha que sabe de tudo se acha o máximo da sabedoria só porque entende de veículos

Avatar
Abraão 20 de outubro de 2022

Pro favor, reveja o processo que citou para a obstenção do gás hidrogênio a partir da água, hidrólise é muito diferente de eletrólise.

Avatar
Elton 26 de agosto de 2022

Entendi o porém, e ao contrário de muitos, concordo com o problema da bateria, entendo bem desse assunto.

Algumas pessoas até falaram de colocar conversor, mas o conversor só muda a voltagem galera, tem que ficar de olho na potência (Voltagem x Amperagem) que para uma bateria de 12v e 60a é de 720w, mais que isso ou derrete a bateria ou não terá força suficiente (caso de baterias com proteção de carga).

Relê não resolve o problema, mas sim, capacitores, podem tentar usar uma bobina, mas só durará poucos instantes, insuficiente pra hidrólise.

Tem um outro problema agregado, que é o tal do HHO, ao invés desses geradores separarem de fato o H2 de O, só está separando moléculas, assim que elas entrarem em compressão, será gerado água, que deveria ser gerada na queima, não antes, mesmo pq o próprio sistema do veículo já estará injetando oxigênio, sendo assim, haverá excesso de ar oxigênio no cilindro.

Um bom reator deve, ter uma fonte de energia capaz de fornecer a potência ideal para a hidrólise, ser capaz de ter o carregamento dessa fonte sem sobrecarga do sistema ou uso de fonte externa secundária (se for pra criar um banco de baterias, compre um elétrico), por último, o “reator”, que deveria se chamar hidrolisador, deve ser capaz de separar o hidrogênio completamente dos outros gases, além de ser composto por materiais resistentes ao calor e oxidação (não ferrosos) usando compósitos de eletrodos com materiais de melhor condutividade termoelétrica (cobre, irídio, platina, ouro) em seu revestimento.

Avatar
Edson 6 de setembro de 2023

Oxigênio da eletrolise compensa a falta de tal em altitudes

Avatar
Marivaldo 17 de abril de 2024

Acho que algumas informações são contraditório, igual o carro a álcool quando saiu, vai danificar o motor e pura aí. Devemos lembrar que o carro movido a hidrogênio e elétrico, já existe desde século passado, só não indo adiante devido a indústria petroleira. S e esses artesanais funciona eu não testei. Entretanto, devemos lembrar que se houver extração de gaz, com certeza haverá queima. Devemos lembrar dos carros a gaz, carbureto e outros combustíveis como óleo de cozinha nos motores a disseo

Avatar
Rui. 21 de agosto de 2022

Células de Hidrogênio são vendidas em toda Europa, se não funcionasse não estariam no mercado automotivo.

Avatar
André de Sousa 13 de setembro de 2022

Seu Rui o problema não é o hidrogênio e sim a Bateria gasta no processo para obtelo, na Europa e fornecido em cilindros de gás assim como o gnv por isso está mais adiantado

Avatar
Engenharia 17 de julho de 2023

Hoje em dia existe sistemas que funcionam até independente, eu mesmo desenvolvi um sistema que funciona inicialmente no combustível (gasolina ou etanol) depois de 20 segundos de funcionamento, através de um relé, corta a bomba de combustível, e fica funcionando só no hidrogênio, só que é tanta sacanagem pra registrar uma patente no Brasil, que até hoje não fabrico, para comercialização. Mais funciona.

Avatar
Paulo Santos dos Reis 18 de agosto de 2022

Por favor parem de enganar, essa gambiarra não tem nenhuma base científica.

Avatar
Elton 26 de agosto de 2022

Na verdade há muita literatura de fé sobre o assunto, o problema é que quem tem criado os tais reatores, não sabem de fato sobre física e química ao ponto de criarem algo real.

Se pesquisar, vai ver que uma máquina de hidrólise mesmo, é grande, pesada e requer muita energia elétrica para conseguir extrair míseros 40 m3/h (2 tanques de GNV por hora).

Avatar
Joao 4 de maio de 2022

O melhor são os comentários da galera falando que caminhão já saí com isso de fabrica, fazendo referência ao arla32. Arla32 é uréia diluída para diminuir a emissão de componentes tóxicos na queima do diesel. Povo não se informa de nada.

Avatar
Pedro 23 de março de 2022

Já instalou algum e testou para ver se sua teoria esta correta?

Avatar
João 4 de maio de 2022

O melhor são os comentários da galera falando que caminhão já saí com isso de fabrica, fazendo referência ao arla32. Arla32 é uréia diluída para diminuir a emissão de componentes tóxicos na queima do diesel. Povo não se informa de nada.

Avatar
Olhem isso! 13 de março de 2022

Se o gerador de hidrogênio funciona, porem destroi a bateria do carro.
Então vc instala um banco de baterias no carro para alimentar o gerador, chegando em casa vc conecta as baterias no carregador.

Avatar
Antonio 12 de maio de 2022

discordo de sua observação quanto à destruir a bateria, uma vez que o sistema pode ser alimentado diretamente pelo alternador

Avatar
Edson 6 de setembro de 2023

Sim, desde que o consumo ñ exceda 10A, com altaeficiencia claro

Avatar
Miguel Leal Junior 12 de agosto de 2022

Olá! Faça o teste. Com o seu carro em marcha lenta acenda o farol alto. Deu uma caidinha na rotação? Pois é! quem gera a energia que carrega as baterias é o motor. Então voce aumenta o consumo do motor par gerar energia eletrica para produzir hidrogenio e depois devolve essa energia para o motor.. 0 a 0. So que não! Se somar a perda no processo, as adaptações SUPER perigosas no carro e todo proparativa na tal “agua”… Picaretagem pura.. Eu ja fiz o teste e não vale apena..

Avatar
Tiago o Proprio 2 de setembro de 2022

Mas e se colocarem uma fonte de energia externa ?
Tipo eólica
Um gerador eolico encima do carro não conseguiria gerar energia suficiente para gerar h2 suficiente para funcionar o carro ?

Avatar
Engenharia 17 de julho de 2023

Fico com muita dó de vocês, pessoas sem capacidade de pensar, raciocinar ou ter idéias…
Quando Leonardo o também pintor e inventor, inventou o transistor, muita gente disse que era doido, e Santos Dumont, quando falou que ia fazer o primeiro avião, muita gente riu da cara dele, pois bem, a única coisa sensata sobre vocês, questionadores que eu possa dizer é: TENHO PENA DE VOCÊS!
SE ACHANDO A EXPERTISE DA HUMANIDADE… , SÓ UM BANDO DE COITADOS!!!!

Avatar
Daniel 6 de fevereiro de 2022

O meu que eu fabriquei funciona, meu carro fazia 9km ta fazendo 12,7km , como explica? Detalhe: 5ampere apenas de bateria , mei carro e motor 1.8aut , claro que nao e so o processo de eletrolise que cai gerar consumo, a alguns segredos e ajustes na instalacao , as pessoas que nao sabem instalar e falam que nao funciona, vcs ficam so na teoria mas na pratica funciona sim, ja instalei em 4 1 a gasolina e tres a diesel todos funcionando, explica ai como se eu comprovo.

Avatar
Gustavo Fernandes 29 de março de 2022

Bom dia Daniel.
você que instalou ? caso nao tenha sido onde foi ? pode me passar seu contato por favor ? estou interessado…
obrigado.

Avatar
Fábio Henrique Borges de Oliveira 8 de abril de 2022

Boa tarde Daniel, vc que instalou ou mandou instalar, me passa o contato telefone, porque tenho interesse

Avatar
Luciano 25 de janeiro de 2022

O mais engraçado e o valor que não paga nem o reservatório kkk como pode ser tão liso tão sem vergonha e o começo do fim mesmo .

Avatar
Ednilson 30 de abril de 2022

Meu amigo desinformado, os caminhões já saem de fábrica com isso!!! Pergunta no posto de combustível pra que serve o arla 32 no tanque de plástico do caminhão!!!

Avatar
Joao 4 de maio de 2022

Arla32, rsrsrs, tá falando besteira campeão

Avatar
José Ricardo 17 de setembro de 2022

Simplificando para entender.
Para transformar co2 em moleculas de água, isso acontece no escapamento, nos gases obitidos pela queima do combustível, o Arla 32 não entra na Câmara de combustão.

Avatar
ALAN FLORES MACHADO 6 de dezembro de 2021

Nossa gasolina e batizada de mais e o carro anda

Avatar
Rocha 6 de dezembro de 2021

Pois é estes P I C A R E T A S gostam de gente inocente. Povo que cai no conto do vigário. Um carro a hidrogênio é um carro totalmente feito para isso. E fora que ainda estão a passos lentos (a Toyota com o seu Mirai).

Pessoal vamos ser mais CÉTICOS!

Avatar
Elizeu Mendes 15 de fevereiro de 2022

Boa tarde,concordo com você sobre muitos picaretas,mas o reator fuciona de verdade,mas não é barato,faço um desafio a vc,se o nosso não der resultado no seu carro,te pego o dobro do nosso valor….

Avatar
Luiz 19 de junho de 2022

Funciona claro… Me mostra um resultado medido na bomba. Essas porcarias enganam a sonda lambda enquanto injetam hidrogênio e fazem o computador de bordo bugar. Outra coisa que é irredutível são as leis da física. A energia consumida para gerar hidrogênio é maior que a energia gerada por ele. O alternador pesa assim que a bateria começa a ser descarregada e a injeção tem que enviar mais combustível pra câmara de combustão, tornando o sistema mais ineficiente do que sem ele. É picaretagem sim.

Avatar
Edson 6 de setembro de 2023

A proposta ñ é transformar o motor para hidrogênio, sim aplicar um aditivo q fará queimar todo combustível, no caso do diesel 20% é desperdiçado, isso sai em monóxido de carbono, misturando HHO chega zerar este poluente, os demais como dióxido de carbono e hidrocarbonetos baixam

Avatar
Rocha 6 de dezembro de 2021

Pois é estes P I C A R E T A S gostam de gente inocente. Povo que cai no conto do vigário. Um carro a hidrogênio é um carro totalmente feito para isso. E fora que ainda estão a passos lentos (a Toyota com o seu Mirai).

Pessoal vamos ser mais CÉTICOS! Se funcionasse iria vir de fábrica; seria bom para as fabricantes venderem!!!!

Avatar
Ednilson 30 de abril de 2022

Meu amigo desinformado, os caminhões já saem de fábrica com isso!!! Pergunta no posto de combustível pra que serve o arla 32 no tanque de plástico do caminhão!!!

Avatar
Joao 4 de maio de 2022

Arla32, esses, tá falando besteira fera!

Avatar
Joao 4 de maio de 2022

Arla32 tem nada a ver. Arla 32 é uréia para reduzir emissão de poluentes.

Avatar
VITORINO 17 de maio de 2022

Bom dia o arla 32 que agua com 32% de nitrogenio e injetado no catalizador do caminhao a diesel s10 e regem com o monóxidos de carbono transformando em óxido de nitrogênio, não passa pela combustão do motor, faz parte do tratado euro 5 de 2012.

Avatar
H Rameupinto 10 de maio de 2024

Opa! Acabamos de descobrir um dono de posto de gasolina, hahahahahahahahahahahaha!!!

Avatar
Cláudio Delfino 6 de dezembro de 2021

É só colocar uma bateria maior e sem problemas, eu utilizo um transformador de corrente de 2000 watts uso máquina de café microondas etc e não derrete a bateria, isso de derreter a bateria não é assim, apenas vai diminuir para uns 2 anos a vida útil, o benefício e muito maior.

Avatar
Eder 5 de dezembro de 2021

A toiota apresentou um veículo a hidrogênio recentemente.

Avatar
LEVI RODRIUGUES DE LIMA 5 de dezembro de 2021

Boa tarde, tenho profunda admiração pela sua pessoa pois são poucas pessoas que por meios de comunicação relatam fatos com tanta honestidade,respeito e proficionalismo,são matérias de muita qualidade, tanto para quem tem conhecimento, do assunto, como de leigos que ignoram o mesmo,tenho 42 anos de manutenção em motos e muita coisa se aprende com seus comentários, parabéns, que Deus lhe conceda muitos anos de vida e muita saúde, para continuar seu trabalho

Avatar
Gerson 4 de dezembro de 2021

Picaretagem, somos enganados de todos os jeitos imagináveis
Já começa na Petrobras que por sinal já devia ter sido privatizada pra tirar esse elefante branco das nossas costas, sai de lá por 2,35 depois vai para os postos chegando a 7 reais com tanto imposto acumulado pra saciar a fome dos políticos que não estão nem aí com a sua miséria com tanto que mantenha a mordomia deles. Já passou da hora de dar um basta nisso.O que destrói o Brasil são os políticos.
Depois aparecem os 171 da vida, uns com empresas e até bancos e outros picaretas de rua,aplicando pra cima de todo mundo
Pra não alongar demais ainda tem posto que adúltera o combustível ou instala plaquinhas na bomba pra roubar na quantidade

Avatar
Antonio 4 de dezembro de 2021

Nem gasolina,alcool,gnv,hidrogenio, quer economia?
Botijão de gás de cozinha no porta malas, não tem nada mais economico que isso

Avatar
Antonio cruz 4 de dezembro de 2021

do tenho a dizer neste pais onde esta a fiscalizacai para colocar estaes vagabundos na cadeia si fasebdo so outros de trouxa

Avatar
Tiago jose silva 4 de dezembro de 2021

Sobre hidrogénio eu não tenho o que fala mais um assunto eu queria ver explicação .
Que o carro rodar na gasolina da maior km que no álcool todo mundo sabe ,mais notei uma diferença muito estrenha alem do exagerado km 7 km a mais o torque e força do carro mudaram e caiu a rotações isso è normal pois gasolina não tem o mesmo fugo do álcool mais esta equação não ta batendo pois carro a álcool tem mais torque e mais cavalo e força .
A materia que gostaria de ver Boris esplica o que aconteceu com álcool pois mesmo mudado de posto funciona igual.

Avatar
Anderson Marcos 4 de dezembro de 2021

O álcool possui mais octano, que na prática é o responsável por essa força a mais

Avatar
Elmyr da Silva Ribeiro 12 de dezembro de 2021

a diferença está na taxa de compressão. Álcool 12:1, gasolina 9:1

Avatar
Geni 4 de dezembro de 2021

Os reles existem para isso para nao consumir a bateria claro que vao dizer que nao funciona, pra nao ficar sem vender o combustivel caro que disponibilizam para os brasileiros.picaretagem e gasolina a 7 reais…

Avatar
Dalton 4 de dezembro de 2021

É muito pior que derreter a bateria. O balanço energético é desfavorável ao financeiro. Se gasta muito mais, tanto energia quanto dinheiro, para gerar e injetar o hidrogênio da câmara de combustão. D melhora no consumo de gasolina. No sistema bem sucedido de propulsão do carro, o hidrogênio gera eletricidade através da célula de combustível para os 4 motores elétricos nas rodas do automóvel. E acumula uma parte numa bateria, que logo será de grafeno, não mais de lítio.

Avatar
Luciano Barros Oliveira 4 de dezembro de 2021

O balanço energético da geração do hidrogênio é negativo. Devido as perdas a energia presente no h2 gerado é inferior à energia mecânica gasta pelo alternador para fornecer a corrente elétrica utilizada no processo, sem contar as perdas no aproveitamento da queima do h2 acima de 50%. Vale lembrar q a bateria só será drenada se o consumo total for superior à capacidade do alternador, seria o primeiro a “derreter” no caso de um consumo elevado de corrente. Portanto se o kit solititar uma corrente compatível à capacidade de geração não vai gerar danos elétricos. Uma possibilidade do kit apresentar algum efeito seria devido a atenuar a deficiência da propagação da frente de chama gerada pela ignição da centelha nas baixas rotações devido ao fato do h2 queimar muito mais rápido q a mistura ar combustível.

Avatar
Marcos 4 de maio de 2022

Prezado Luciano Oliveira / Boris

Devido a demonstração de conhecimento, como posso entrar em contato contigo para maiores informações?

Avatar
vitorino 17 de maio de 2022

Resposta excelente resposta concordo com tudo que foi descrito e acrescento a centelha ocorre antes do ponto morto superior provocando a queima antecipada do hidrogênio.

Avatar
Wilmar Kunde 14 de agosto de 2023

Acho que a sua explicação pode ser verdadeira. As melhoras de consumo (não substituição) podem ser indiretas. O que Vc diz é similar ao efeito do alcool ou mesmo do GNV em oposição aos combustíveis pesados (diesel). Estes mais pesados com cadeias de carbono mais longas (C9~C12) queimam tão mal que o carbono sai livre e poluente como fumaça preta. E é por isso tb que tais motores são muito mais lentos, pra dar mais tempo para a oxidação dos carbonos se completar já que a dos hidrogênio é muito mais rápida.
Talvez o hidrogenio puro seja um bom aditivo para a gasolina fornecido junto com o ar, tão pobre de oxigênio (apenas 21%, os restantes 79% são nitrogenio), que combina com o N2 sob altas temperatura+pressão Roubando energia do sistema e produzindo poluição muito mais perigosa (Óxidos de Nitrogênio). Pelo que entendi, é nesse ponto que o ARLA entra: reduzir esse tipo de poluente.

Avatar
Carlos alberto 3 de dezembro de 2021

Está picaretagem e tão grande que pena que não dá pra mostra uma foto com o símbolo da picaretagem
Mas vou descrever
Eu vi a casca roubando a laranja

Avatar
Edmison S Massi 3 de dezembro de 2021

Tenho uma bomba de um kits desse impotente dóo ao pirareta anunciante dessa fria usei como cobaia junto plug economizador outra bomba muita sacanagem abre franquia seus picaretas intalam e dão garantia não vendam e falam que é fácil instalação tenho pacotes fechado de hidrogênio comprei na época 3 anos atrás paguei pelo produto uma nota movido a água gente papai Noel El duende saci existem?

Avatar
PAULO HENRIQUE DOS SANTOS 3 de dezembro de 2021

Boa tarde blz
Quanto tempo passa a ter a vida útil da bateria

Avatar
DUART júnior de Meira Barbosa 3 de dezembro de 2021

É tanta picaretagem que não tem pra onde correr, vamos aguardar .

Avatar
Francisco Bittencourt Neto 3 de dezembro de 2021

Se você observar e entender o funcionamento de motor movido a célula de hidrogênio, vai entender porque a hidrólise feita diretamente no sistema elétrico do carro não é viável… cientificamente comprovado. O restante é ganhar dinheiro encima de quem não entende, de maneira fraudulenta.

Avatar
Stéfano Márcio Baptistão 3 de dezembro de 2021

Infelizmente o autor da matéria não tem experiência e nem conhecimento o suficiente pra saber o que funciona e o que não funciona! Então vamos, antes de falar sobre você mesmo tem que tirar a prova real. Te desafio a usar o meu gerador de hidrogênio, já vendido mais de 800 unidades pelo projetista e Antonio José, e se não te der uma economia de no mínimo 30% você joga fora o produto, não paga nada por ele e ainda pode falar o que quiser com a maior propriedade do mundo

Avatar
Jose Luiz 16 de maio de 2022

Eu fostaria de fazer o teste com um destes kits. Como entro em contato e longe de polemica.

Avatar
Alvino 15 de julho de 2022

Gostaria de fazer o teste de vosso equipamento. Sou de Londrina/Pr

Avatar
Jose 3 de dezembro de 2021

Entendi!
Junta todos os comentarios, os a favor e os contra, são todos da mesma equipe.
Um critica pra dar margem pro outro rebater e fazer propaganda do produto e desta forma enganar as pessoas.
Bem pensado a estratégia parabens.

Avatar
Claudio D Calori 3 de dezembro de 2021

Em primeiro lugar, deveria entender o sistema q foi dito
Assim saberia q está falando bobagem

Avatar
Paulo Ricardo da Silva 3 de dezembro de 2021

Não e bem assim como você fala
O sistema deve ser ligado no alternador do veiculo, o alternador tem um dispositivo que quando a voltagem está muito alta, acima de 14 volta desliga o mesmo para não prejudicar a bateria
Esse dispositivo deve ser retirado.
E se deve colocar vários pares de eletrodos, cada par de eletrodo tira um pouco da voltagem e o que sobra carrega a bateria.
Então estamos usando o excesso de voltagem
Vamos gerar hidrogênio cê oxigênio que devem ser entrar pela entrada de ar
Veja que colocamos um combustível mas também colocamos oxigênio que vai deixar a mistura mais rica e teremos uma melhor queima.
E esse excedente de energia que vai ser transformado em hidrogênio gera sim uma economia.

Avatar
Fernando 3 de dezembro de 2021

… bem funcionar , funciona oq estão questionando… os descrentes , é q não é suficiente para uma performance como um combustível líquido… tb acontecia com o gnv, e no caso desse novo ” equipamento ” q retira o hidrogênio da água , tb com a evolução, haverá uma central eletrônica q ajustara o ponto de ignição conforme a necessidade de queima , uma vez q : mesmo sabendo q funciona,a quantidade de de hidrogênio no caso de uma aceleração forte não será suficiente para a queima solicitada, então deverá haver um ” suprimento ” do combustível líquido para essa aceleração, então como existe a diferença do ponto de ignição entre um e outro ( hidrogênio X combustível líquido), deverá haver uma central eletrônica q
” leia ” a queima , mo sensor lambida e altere a ignição, avançando ou atrasando o ponto de ignição.
Mas pelo andar da carruagem, logo logo, aparecerá um ” milagroso” com algo parecido …

Avatar
Diego 3 de dezembro de 2021

Olha, já usei, senti que economiza sim, mas não são 40% e sim 20% no máximo. E não substitui o combustível líquido mas auxilia.
Bom cada um cada um, mas eu parei de usar pois a terra vermelha que sobra é muito corrosiva e mancha fácil qualquer material.
Mas economizar sim economiza e ajuda porém, tem que ser água desmineralizada e o componente líquido recomendável pelo fabricante pois o metal tem que reagir com o composto específico para acontecer a eletrólise.

Avatar
Roger Moraes 3 de dezembro de 2021

Diego melhor resposta foi a sua, completo com o seguinte
A Centralina e os sensores que monitoram o processo injeção de combustível, precisa ” Saber” que está complementando a mistura “ar, combustível “gasolina ou álcool” com o Hidrogênio.
Hoje o Hidrogênio não é identificado até porque pelo processo desenvolvido cada sistema gera um volume, então oque tem sexo seguido é uma melhora de performance dependendo do pé vc do piloto.
E do volume do hidrogênio gerado

Avatar
Luiz 27 de fevereiro de 2023

Lembro bem , os carros anteriormente só usavam gasolina, com a crise do petróleo , começamos a pesquisar alternativas renováveis, veio o álcool. No meu caso tinha um carro Monza 1982, nessa época instalei um kit com sensor que aceitava o novo combustível (álcool), tinha até um botãozinho para escolher se o combustível que eu ia utilizar era álcool ou gasolina. A gambiarra durava pouco tempo pois o carburador não aguentava, perdi 2 deles para a corrosão . Depois de um tempo começaram a vender kits de conversão para álcool mais confiáveis, incluindo novos carburadores projetados para aguentar o álcool. Passado muito tempo depois , nova crise do petróleo, aí veio o GNV, também coloquei no meu carro, mas da forma correta em oficina autorizada com inspeção veicular em órgão oficial que autorizava a liberação do veículo para licenciamento, utilizando gasolina, álcool ou GNV, O Kit instalado no meu carro (Gol “bolinha” 2003) era da geração 1 ,na época fui muito criticado por mecânicos e amigos, diziam que ressecava as borrachas e queimava as válvula, mas eu nunca tive problemas, não forçava o carro , andava sempre a velocidades abaixo de 100Km/h. Viajava muito, economizei muito dinheiro , a relação valor R$ gasolina X GNV era muito grande, mesmo que GNV fizesse menos Km por litro e potência caísse um pouco . Hoje os Kits estão na geração 8, além de lubrificar as borrachas combina combustível liquido com GNV. Hoje tenho um carro Flex. Não tenho muita opção ou álcool ou gasolina ou GNV, carros híbridos ou elétricos puro são muito caros. Não acredito muito na indústria automobilística para mudança do motores atuais de combustão interna a médio prazo quanto mais a curto prazo., eles tem muito a perder com a realidade atual e o mundo de peças sobressalentes. Acredito que não serão atropelados pelas mudanças, acredito que a tecnologia já exista , não só no papel mas na realidade , e será escondida até o último momento, como aconteceu com o DVD, quem não tem um aparelho de DVD em casa ? Não vão deixar a China comandar o cenário mundial automobilístico . Vez por outra lançam algo que de nada é inovador, isso só para distrair ambientalistas e consumidores cansados da mesmice. , Nós temos o privilégio de ter a internet para nos orientar, e parabenizo os professores pardais pela tentativa. Um dia sem querer a exemplo da penicilina , da vulcanização etc … ,um desses professores pardais vão dar um fim nessas carroças poluidoras. Acreditem esse professor pardal não vai sumir nem morrer misteriosamente , ele vai vender sua patente por alguns milhões quando na realidade valerá bilhões. Quando vai acontecer ? talvez agora ou está muito perto, o ser humano é muito adaptável e engenhoso ante as adversidades. Continuem tentando professores pardais, e consumidores fiquem atentos ao real e o irreal., pesquisem muito antes de tudo. Forte abraço.

Avatar
Wilmar Kunde 14 de agosto de 2023

Os computadores de motor já fazem o ajuste do ponto de ignição há alguns anos. Alguns dos mais refinados estão nos motores de tecnologia VHC (compressão muito alta, ~12:1).

Avatar
Fernando 3 de dezembro de 2021

Na verdade esse ” dispositivo ” sinda está engatilhado, falta implantar alguns detalhes , e tem campo para muitos ganharem dinheiro com isso … como foi o caso no início do GNV …

Avatar
Luís Carlos Braga 3 de dezembro de 2021

Se você remover este dispositivo do alternador, que é o regulador, iras queimar tudo o que for de 12 Volts no carro: desde as lâmpadas do farol à central de injeção eletrônica. Quanto queimar hidrogênio no motor Otto, este não dá uma queima eficiente. Teria que desenvolver um motor apropriado para o hidrogênio. Mas já tem alemão e japonês desenvolvendo isso.

Avatar
Jorge branco 3 de dezembro de 2021

Quanta bobagem em um único texto!!!
Lamentável!!

Avatar
Américo Elio 4 de dezembro de 2021

É mesmo muita ignorância junta…..nem comento!

Avatar
Vítor Marum 12 de maio de 2023

Esse excedente de energia na verdade saiu do motor, logo não há economia nenhuma por esse motivo.

Avatar
Washington Rodrigues Fernandes 3 de dezembro de 2021

Deve ter ganhado uma grana extra para postar uma bobagem dessa, a verdade é que funciona mesmo e isso não deve repercutir,..

Avatar
Jacaúna ramos dos anjos 3 de dezembro de 2021

Concordo com vc

Avatar
Nilton Tadashi Hamada 3 de dezembro de 2021

Verdade

Avatar
Fabio 3 de dezembro de 2021

Boris, desista. Quem fugiu da aula de português não vai entender.

Avatar
José Henrique 2 de dezembro de 2021

Eu tenho como provar q funciona, o Sr. eu n sei, e afirmo q o o seu texto e muito infeliz, e de que bateria n entende nada se quiser fazer uma aposta, coisa grande, estou dentro.

Avatar
José Henrique 2 de dezembro de 2021

O Sr. Como engenheiro está muito errado, pq se 3 amperes derrete a Bateria e uma Vergonha para seu Diploma, sugiro q o Sr. Se informe melhor antes de fazer um comentário infeliz.

Avatar
boris 2 de dezembro de 2021

Será que o verbo “derreter” foi mesmo levado a sério? Achei óbvio os leitores imaginarem que eu estava me referindo a esgotá-la rapidamente. Será que,quando digo que a reação química exige mais energia do que ela é capaz de fornecer, não dá para entender que as contas não fecham e que o sistema desafia as leis básicas da física? Ninguém imagina que a energia fornecida pelo H2 ao motor é menor que a requerida para extraí-lo da água? Vergonha é meu texto ou seu comentário?

Avatar
Cairo Humberto da Silva 3 de dezembro de 2021

Mas a relação custo benefício, referente ao preço do combustível e da bateria, não faria o projeto viável??

Avatar
Geovani 3 de dezembro de 2021

Raposa velha igual a velha pulitica

Avatar
Marcos 3 de dezembro de 2021

Boa noite amigo. José Henrique vc vende este adicional? Eu colocaria na zafira pra teste. Vi no YouTube, acho q Paulo, um japonês que ensina a fazer com carcaça de filtro d’água e placas de inox … ele fez um de 6 ampres depois aprimorou é passou a 3 ou 4 amperes, meu alternador produz até 90 amperes em ALTA, a bateria é de 60 amperes, então não vejo problema….. fala aí. Qual sua experiência no RAMO? OBRIGADO

Avatar
Eng. Cloves Oliveira 3 de dezembro de 2021

impressionante como vcs acreditam em Milagres ou almoço grátis, eu já usei o kit original da HHO de USA, tive sim ganho de potência em torno de 5% e economia de outros 5 a 8% , mas a durabilidade de meu motor caiu demais, ferrou… Eu faria denovo pq sou curioso, mas não sou otário de indicar, sou Eng. Eletricista e já imaginava algo perto do resultado, não vale a pena, e muito menos nesses carros novos que já estão com o “peso” de geração menor

Avatar
Jacaúna ramos dos anjos 3 de dezembro de 2021

Esse engenheiro deve ganhar pra manter a galera se lascando com o preço do combustível

Avatar
Hilton 3 de dezembro de 2021

Derrete nesse caso é força de expressão para “diminui muito a vida útil”.

Avatar
SERGIO 3 de dezembro de 2021

Texto conspiratorio… Se 3 amperes derrete uma bateria imagina o que um motor de arranque faria na partida do veículo

Avatar
Sérgio 3 de dezembro de 2021

Derrete a bateria.. Pior outro jeito que derrete o bolso

Avatar
Bruno 19 de setembro de 2022

Como eu consigo esses 3 amperes no carro

Avatar
Vítor Marum 18 de fevereiro de 2024

A amperagem vai depender do gerador de hidrogénio.

Avatar
Hanns Langer 2 de dezembro de 2021

Concordo 100% , com o Sr. Feldman. Somente o pouco H2 gerado ė por eletrólise (Célula de Hoffmann)

Avatar
Ricardo 2 de dezembro de 2021

Acho que o Sr. Está equivocado. Como derrete a bateria? A energia necessária para a eletrólise nunca irá danificar a bateria. Se fosse isso bastaria instalar outra bateria. Devemos pensar sim em economia de combustível fóssil.

Avatar
Toni 3 de dezembro de 2021

Gasta cem reais de gasolina pra produzir
Dez reais de hidrogenio

Avatar
Gilliard vieira de barros 2 de dezembro de 2021

HIDROGÊNIO NUNCA TESTEI NO MEU CIVIC, MAS VAPOR DE GASOLINA SIM, SÓ OBTIVE MAIS TORQUE, ECONOMIA ZERO.

Avatar
Toni 3 de dezembro de 2021

Gasta mais energia pra produzir Hidrogênio
Com retorno de energia muito menor de energia

Se usa um motor a gasolina pra aciona um gerador para produzir cem por cento do hidrogênio que o carro precisa
O carro com esse motor a gasolina se fizer
Vinte quilômetro por litro de gasolina
Se usa o hidrogênio que ele produziu
Vai fazer dois quilometro

Avatar
Francisco Nunes Duarte 3 de dezembro de 2021

Eu acreditei, paguei o boleto e tiau perdi o meu suado dinheirinho.
Picaretagem pura
Não tem lei para punir estes bandidos

Avatar
Zenildes 3 de dezembro de 2021

E dependesse de certos cérebros, até hoje não haveria um avião. Pois seria muita ousadia ou loucura fazer qualquer tentativa.
É muito pessimismo!

Avatar
Jorge branco 3 de dezembro de 2021

Pessimismo…..por favor, informe-se antes de escrever algo do qual não tem domínio.

Avatar
Dúvida 2 de dezembro de 2021

Nos carros a hidrogênio existe um motor a combustão adaptado para queimar hidrogênio ou eles utilizam o fuel cell?
Outra dúvida, se para produzir hidrogênio é consomida tanta energia, qual a vantagem no quesito eficiência energética se for comparar com os carros elétricos? (isolei a pergunta para eficiência energética pois sei que carros elétricos atualmente possuem grandes desvantagens como tempo de recarga, excesso de peso por causa das baterias, perda de autonomia pelo desgaste natural das baterias)

Avatar
José Fernandes 20 de março de 2022

Custo x benefício: uma bateria tem garantia de 12 a 30 meses, nesse período é pouco provável um defeito. Outro fato é o alternador que vai gerar mais corrente.
Ainda assim, uma instalação bem feita, trará uma economia significante.

Avatar
Deixe um comentário