Land Cruiser: comprar pode, revender, não!

A Land Cruiser é muito visada por terroristas nos EUA. Por isso, a Toyota estabelece um tempo mínimo que o comprador deve ficar com o veículo

Toyota Land Cruiser se destaca pelo seu comportamento off-road
Toyota Land Cruiser se destaca pelo seu comportamento off-road (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Boris Feldman
12 de agosto de 2021 21:32

Deve ser a primeira vez na história do automóvel que uma fábrica vende um carro mas exige do comprador um compromisso – assinado – de que não irá vendê-lo nos doze meses seguintes.

Foi a decisão da Toyota em relação à nova serie 300 do seu jipão Land Cruiser. Que já existiu no Brasil com o nome de Bandeirantes. E por que essa decisão?

Porque órgãos policiais dos Estados Unidos (e outros países) perceberam que gangues de terroristas são apaixonadas pelo Land Cruiser (e também pelo Toyota Hilux) por ser um 4×4, ter ótimo comportamento off-road e permitir fugas rápidas em qualquer terreno.

VEJA TAMBÉM:

A explicação da fábrica é de que o modelo era vendido para “laranjas” que o compravam nas concessionárias e depois o revendiam para os bandidos. Esta decisão é de verdade. O contrato com o comprador também. Só não se sabe se essa história não passa de uma inteligentíssima ação de marketing da Toyota…

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Edgard 13 de agosto de 2021

Cada vez mais jornalistas são TENDENCIOSOS e pouco CONFIÁVEIS…o fato do de dois modelos da TOYOTA nos EUA terem O TERMO DE COMPROMISSO para NÃO REVENDA no prazo de 12 meses se deve a alta procura, o qual faria com que muitos fizessem a sua compra apenas para revendê-los com lucros para os reais interessados….

Avatar
Land Cruiser owner 13 de agosto de 2021

“Visada por terroristas dos EUA” já começou errado…
Tamanha responsabilidade de informação necessita de um mínimo de dedicação, falta de respeito com o leitor e possíveis proprietários.

Avatar
Entusiasta do Land Cruiser 13 de agosto de 2021

Autopapo, por favor pesquise mais sobre o veículo antes de publicar a matéria, assim como errou o globo.com. O nome Land Cruiser pode causar confusão, já que se trata de três séries diferentes com o mesmo nome.

Eu moro fora do Brasil e atesto que o novo Land Cruiser 300 nada tem a ver com carro de terrorista. Esse novo carro é um modelo de luxo, bem gourmet.

O carro de terrorista seria o Land Cruiser 70 Series. Ainda em produção e muito forte na Austrália e África. Esse sim, um carro mais mecanizado, à moda antiga.
Carro indestrutível … e que se tratado da maneira correta, dura 30 anos, rodando. E até tomando chumbo.

Avatar
Deixe um comentário