Ao descer, a mesma marcha que usaria para subir. Por sua segurança!

Saber a hora de engatar a marcha certa do carro em determinados trechos proporciona maior segurança ao dirigir, entenda

Por Boris Feldman 14/08/20 às 07h30
motorista com a mão no câmbio de marchas do carro
motorista com a mão no câmbio de marchas do carro (Foto: Shutterstock)

Eu raramente vejo motoristas, às vezes até mesmo alguns profissionais, seguirem uma dica básica de segurança e até de economia. Que é engatar uma marcha mais reduzida em toda descida um pouco mais íngreme e longa.

E muitos não usam, para descer, a mesma marcha que usaria para subir. Em primeiro lugar, porque é inteligente usar a força do motor para reduzir a velocidade; e ajudar, assim, o sistema de freios.

Essa dica vale para automóveis com câmbio manual ou automático. Sendo que o automático leva uma vantagem: seu sistema eletrônico impede o motorista de engatar uma marcha muito forte, que poderia levar o motor para uma alta rotação e até danificá-lo!

motorista com a mão no câmbio de marchas do carro
Por questões de segurança orienta-se usar para descer a mesma marcha que se usaria para subir com o carro (Foto: Shutterstock)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Fernando B 14 de agosto de 2020

    Isso de danificar o motor por rotação alta não existe há, pelo menos, duas décadas. Os carros contam com o cut off quando se passa das rotações máximas. Bóris está em péssima fase para falar de carro. Depois de ler que devemos frear com o pé esquerdo, coloco em xeque muitas informações passadas aqui.

Avatar
Deixe um comentário