Melhor motor é de um táxi ou do carro de um médico?

Afinal, qual motor de carro pode ser considerado melhor? O de um táxi, que anda muito, o dia todo, ou de um médico, que roda bem menos?

Por Boris Feldman08/10/20 às 07h30

Motor de táxi que rodou mais de 200 mil km pode estar em melhores condições que o motor do carro de um médico que só rodou 50 mil km, indo e voltando ao hospital que ficava perto de sua casa?

Pois eu aposto que o motor do táxi deve estar melhor, porque o maior desgaste sofrido por um motor é devido ao atrito entre seus componentes, ao ser acionado de manhã, quando o óleo lubrificante ainda não chegou às partes superiores.

E mais um problema: como o médico rodou pouco de casa até o hospital, o motor do carro nunca atingiu a temperatura ideal de funcionamento.

Neste caso, os gases da combustão que escapam para o cárter não são dissipados e contaminam o óleo lubrificante pois ele ainda está frio. Esta operação prejudica o óleo principalmente por ocorrer duas vezes por dia, na ida de manhã e na volta para casa à noite.

Enquanto isso, o táxi, depois de acionado, roda praticamente todo o dia, às vezes dia e noite sem ser desligado.

Fotomontagem com um motor de carro ao fundo com um taxímetro e um estetoscópio
O motor que pode ser considerado melhor é o do… taxista! (Foto: montagem André Almeida | AutoPapo)
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
34 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Wellington García 10 de outubro de 2020

    Boris, uma pergunta. Ganhou quanto de locadora para publicar isso? Só uma pergunta, nao leve a mal.

  • Avatar
    Thiago Silva 10 de outubro de 2020

    Kkkkkk tem gente que cai em reportagem tendenciosa. Kkkkk com a aumenta de vendas entre carros usados , locadoras com estoque de seminovos no pico devido a pandemia, táxi = Uber, horas vão se catar ! Não caiam nessa , detalhe as revisões dessas locadora são realizadas em qualquer prestador de serviços e é aquilo 30 minutos e tchau! Kkkkk comprar carro é e sempre será menos rodado , único dono particular, e estado de conservação ! Fujam dessa! Isso é blablabla! E o pior devem estar ganhando um bom TURU para publicarem isso, ou não ?

  • Avatar
    Alexandre 9 de outubro de 2020

    A pergunta é simples vc compraria um carro de um médico com 50 mil km ou de um taxista com 200 mil km?

  • Avatar
    Renato 9 de outubro de 2020

    O taxista da mesma forma liga o carro de manhã e também volta para caso ao final do dia. Além disso fica parado no ponto de táxi, o que reduz novamente a temperatura do motor.

  • Avatar
    Joao neto 9 de outubro de 2020

    Na minha umiude opinião acredito que nem o carro do medico e do taxi são bons o taxi no hodometro esta uma kilometragem não real no trânsito ele parado o motor está em funciomamento isso conta no km,o do medico as peças estragam com tempo por pouco uso e tem que fazer as trocas ex oleo caso nao atinja o km tem que trocar no maximo 6 meses borrachas resecam e assim por diante,sao de uso totalmente diferente.

  • Avatar
    Júnior Dantas 9 de outubro de 2020

    Isso é mera especulação.
    Sou médico, rodo menos de 30km por dia e garanto que meu carro é mais conservado e melhor que muitos carros zero km, imagine de um táxi com mais de 100 mil km.

  • Avatar
    Ragna 9 de outubro de 2020

    Tá, mais e o que devemos pensar então nessas tecnologias novas que desligam o motor após alguns segundos parados (ex semáforo)?
    Aí o cidadão tem um táxi com essa tecnologia empregada e roda o dia todo, por vários anos, no trânsito (principalmente aqui em SP capital), e aí?
    Qual será melhor, o de 200 mil km ou o de 50 mil km?🤔🤔

  • Avatar
    Luiz Gustavo S. Andrade 9 de outubro de 2020

    Kkkkkkk. Conhece algum médico que trabalhe em apenas um local? Como médico, rodo de 800 a 1000 km por semana nas 80hs semanais que trabalho. Bem mais que qualquer táxi de pequenos municípios

    • Avatar
      EDSON SOUZA BISPO 9 de outubro de 2020

      Olá, taxi roda em torno de 10.000 km por mês.

  • Avatar
    Guido 9 de outubro de 2020

    Tenho um fiat argo 1.3 com 240 mil rodados,
    Até hoje não tive nenhum problema com motor!

  • Avatar
    Luiz Claudio Stefani 9 de outubro de 2020

    Essa é uma observação estranha, motor menos rodado, mas com manutenção é melho, na minha opinião!

  • Avatar
    Miguel Chquiloff 9 de outubro de 2020

    Taxista liga e desliga o motor várias vezes ao dia, para e anda, fica parado por horas qdo não está no horário de pico, liga e desliga muitas vezes qdo está em uma fila, faz viagens longas assim como curtas, não tem tempo para fazer revisão mais completa, só vai para a oficina qdo para de vez, a manutenção é mais corretiva do que preventiva, as vezes nem troca de óleo, só completa, motor de arranque desgasta mto mais, o carro do médico como qualquer carro com injeção eletrônica esquenta rápido, chega logo na temperatura de funcionamento, as trocas de óleo são por tempo e não por kilometragem, a manutenção é preventiva, só vai em oficina credenciada ou especializada, peças só originais, qqr sinal de anomalia e o carro vai para a oficina, não roda até parar de vez, o estado de um motor depende do ponto de vista.

    • Avatar
      Rafael 9 de outubro de 2020

      Seu ponto de vista sobre táxi está totalmente errado, carro de proprietário tem rigorosamente manutenção em dia, pois o profissional depende do carro, produtos só originais pq parar duas vezes é prejuízo dobrado, diferente de partícular que roda pouco e pode por peças paralela, está falando sem conhecer proprietário de taxi

    • Avatar
      Carlos Henrique Xavier 9 de outubro de 2020

      Você não sabe o que fala,, táxi 🚕 é o melhor carro
      ….

    • Avatar
      Leandro 9 de outubro de 2020

      Se taxista não cuidar do carro, não sei quem vai cuidar. E se não for cuidadoso não vai conseguir trabalhar, carro vai ficar mais em oficina do que nas ruas..

  • Avatar
    Antonio Carlos 9 de outubro de 2020

    Pronto, agora que eu não consigo vender meu carro mesmo.

  • Avatar
    Gustavo G 8 de outubro de 2020

    Segundo a deixa do site, o motor do taxi estaria melhor. Ok, talvés seja verdade, parece similar ao comparativo do carro de 100k km na cidade x 200k km na estrada.
    Mas para tudo tem um porém… não é todo taxista que cuida exemplarmente do veiculo… nem todo passageiro. Na minha cidade tem muitos taxi´s com acabamentos quebrados, bancos sujos / com cortes / com o tecido fora do lugar, motor batendo enquanto o carro sobe uma ladeira (como se estivesse apanhando, mas claramente com rotações acima de 1600rpm), lataria multi-cores (batem e trocam a peça / pintam… e fica diferente), lataria com quebrados / arranhados, peças faltando, marcas de instalação de equipamentos não originais… (acabou a lista do que eu lembro, de imediato).
    Enfim…
    Sei que não é lei o que eu disse, mas eu continuo confiando mais no veiculo do médico, que teoricamente tem o $ pra bancar a manutenção na concessionária e não “abusa” do veiculo, usando-o como ferramenta de trabalho.
    .
    Qual o intuito da matéria, encher a cidade de sedan´s e peruas brancas ex-taxi? (ironia, caso não tenha ficado claro)

    • Avatar
      Israel 9 de outubro de 2020

      Eu acho que estão falando de motores e seus lubrificantes ( médico x táxi) nada a mais.

  • Avatar
    Leandro 8 de outubro de 2020

    Eu ando 2km pra ir pro trabalho, depois no almoço mais 4km de ida e volta e mais 2km no fim do expediente. Pra esse tipo de uso, tem algum combustível que seja mais indicado?

    • Avatar
      Fernando B 8 de outubro de 2020

      Troque o óleo na metade do tempo recomendado pela montadora

      • Avatar
        Leandro 9 de outubro de 2020

        Eu troco +/- a cada 3.000km

      • Avatar
        Paulo Roberto Laube 9 de outubro de 2020

        Meu carro é um prisma motor 1.4 SÓ TROCO ÓLEO COM 10 MIL KM RODADOS DESDE NOVO COLOCADO ÓLEO SINTÉTICO ATÉ HOJE O MOTOR NÃO INFUMACA TÁ COM 265 MIL KM

      • Avatar
        Oliomar 9 de outubro de 2020

        Rodei 320 mil km com um etios 1.5 trocando óleo a cada 20 ou 30 mil ou quando me lembrava vendi sem vazamentos e sem estar baixando óleo motor redondinho.

      • Avatar
        Paulo henrique guedes 9 de outubro de 2020

        Tive taxi rodei quase 500 mil kilometros em um.siena tetrafuel nem fumaça o kotos tb so botava óleo recomendado 5w 30 sintético isso é relativo.

      • Avatar
        Leandro 9 de outubro de 2020

        Paulo, o problema é que o meu uso é severo, tanto que esses 3000km eu rodo em 1 ano. Se eu for trocar o óleo a cada 6 meses eu não vou rodar nem 1500km kkkkkk

    • Avatar
      Joel cruz 8 de outubro de 2020

      Sim etanol,não iria contaminar tanto o motor devido sua queima não existe carvão.

      • Avatar
        Leandro 9 de outubro de 2020

        Vish, eu sempre andei na gasolina aditivada da Shell rs

      • Avatar
        Leandro 9 de outubro de 2020

        Matéria do site garagem360.com.br:

        Gasolina ou etanol, qual combustível é melhor para um carro flex?

        O etanol tem uma queima mais limpa, forma menos carbonização, mas tem uma lubricidade menor que a gasolina, então há uma tendência em forçar mais a bomba de combustível. Por outro lado, o que é conhecido é que se a pessoa usa o carro em trajetos pequenos na cidade, e o motor nunca chega na temperatura ideal, há um risco que o etanol se dilua no óleo lubrificante, então é recomendado trocar o óleo com mais frequência nesses casos, tanto que é recomendado pelo manual dos veículos. O etanol é melhor para potência, agora em trajeto de cidade com o motor frio, a gasolina é mais apropriada.

      • Avatar
        Fernando B. 12 de outubro de 2020

        O ideal de trajeto pequeno usando etanol é dar a partida e aguardar uns 2 a 3 minutos antes de sair

    • Avatar
      Valmir 9 de outubro de 2020

      Respondendo o amigo que roda 2km pra ir 2 pra voltar você devia fazer isso apê fazer isso apê viu!

      • Avatar
        Leandro 9 de outubro de 2020

        Sabia que alguém ia comentar isso asuahsuahs.. Mas se eu for trabalhar a pé não consigo almoçar em casa, são só 2km, mas é uma subida sem fim, demoraria uns 25 minutos pra ir pra casa e mais uns 20 minutos pra voltar pro trabalho.. ia sobrar meia hora pra comer e descansar. Mas você até tem razão, pensei em comprar uma bike tb, mas no ano que vem fica pronto meu apartamento e a distância vai pra 3,5km e sei lá, é tão boa a comodidade de chegar no serviço em 5 minutos kkkkkk

    • Avatar
      Silmar 9 de outubro de 2020

      Tem sim. Uma bicicleta.

      • Avatar
        Leandro 13 de outubro de 2020

        Prefiro usar meu carro e chegar mais rápido e principalmente me dar o luxo de almoçar em casa.

    • Avatar
      Fernando B. 12 de outubro de 2020

      O tal Oliomar trocava óleo a cada TRINTA MIL KM… kkkkkkk e ainda querem que acreditemos que brasileiro é apaixonado por carro. Olha o tamanho dessa bucha. Por isso compro carro zero, uso entre 8 e 10 anos e quando troco é por outro zero. BRASILEIRO NÃO SABE DAR MANUTENÇÃO NO CARRO. Aí quando quebra, ele culpa a montadora.

Avatar
Deixe um comentário