Por que o Start-Stop nem sempre funciona?

Leitores do AutoPapo têm reclamado que, vez ou outra, o Start-Stop não funciona quando deveria; Entenda o motivo por trás disso

O Start-Stop não funcionar não é, necessariamente, um problema no dispositivo
O Start-Stop não funcionar não é, necessariamente, um problema no dispositivo (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
28 de março de 2022 21:32

Toda novidade tecnológica traz sempre dúvidas e questionamentos.

Recentemente, venho recebendo algumas do pessoal que comprou pela primeira vez um automóvel com sistema “start stop”. Aquele dispositivo eletrônico que desliga e liga automaticamente o motor quando o carro para. E são várias as reclamações de que nem sempre o start-stop funciona.

Porém, curiosamente, ele foi projetado para às vezes não funcionar mesmo. E são diversas as situações em que ele pode não se “manifestar”.

Algumas das mais frequentes:

– Quando o ar condicionado automático foi programado para reduzir a temperatura interna para, por exemplo, 22ºC, mas ele ainda está, digamos, em 25ºC. Então, só quando ele atinge a temperatura programada que o sistema funciona;

– Outra situação em que o Start-Stop não funciona é quando o sistema percebe que a bateria está fraca, correndo o risco de pifar;

– Uma outra quando o motorista solta o cinto de segurança, pois o dispositivo “acha” que ele vai sair do carro. E não liga novamente o motor.

VEJA TAMBÉM:

E em várias outras situações em que pode colocar a segurança em risco.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Marcelo Trevisam 29 de março de 2022

Boa tarde…. Tem como desabilitar isso ??? Acontece que moro em uma cidade que nem tem semáforos, e qualquer parada ele tem acionado ( desligado ) e assim, entendo que forçaria a bateria. Para mim esse sistema deveria ser acionado à vontade do condutor. Já procurei publicações à respeito e não achei. Obrigado.

Avatar
Rodrigo 29 de março de 2022

Dá uma pesquisada na rede… existem alguns “macetes” para driblar o sistema, dependendo do carro/montadora… Mas, assim como você parece desejar, eu também gostaria de um simples botão ativa/desativa, afinal, quem deveria decidir se quer utilizar deveria ser o proprietário do veículo e não a montadora!!!

Avatar
Andre Rocha 30 de março de 2022

Muitos veículos possuem esse botão/função para desabilitar start/stop. Eu ao menos não ouvi falar de algum que não tenha. Mas vai que…

Qual marca/modelo, Marcelo Trevisam?

Avatar
Eduardo couto 7 de maio de 2022

O Stepway tem um simples tecla no painel para isso. Mas a cada vez que se religa o carro tem que se desligar a função novamente, pois ela é ativada .

Avatar
Luiz 29 de março de 2022

Existe algum estudo comparando o valor da economia de combustível resultante do uso de start-stop com o valor do desgaste que o start-stop produz no sistema de arranque (motor de arranque, bateria, alternador) no uso urbano?

Avatar
Andre Rocha 29 de março de 2022

Eu já li algo a respeito de consumo e tals, mas não me recordo os dados. Não era um estudo.
Ao meu ver o sistema não reflete economia, visto que o tempo que não permanecemos parados em um semáforo por muito tempo. Fazendo uma suposição de que o veículo gaste, sei lá, 10,2km/L sem start/stop, e 10,8km/L. Acredito que essa economia seja tão ínfima e acredito que o desgaste das peças, embora projetados para tal, seja muito maior e o custo de reparo tanto quanto que não valha a pena utilizar esse sistema. Pra mim, se esse veículo que faz 10,2km/L passasse a fazer 11,2… 12.. algo em que se veja de fato uma economia, ok, mas creio que não seja assim. Claro que em se tratando de Brasil e com o preço dos combustíveis do jeito que está, qualquer economia é bem vinda.

Avatar
Deixe um comentário