Turbo? Rigor dobrado!

Existe a ideia de que os motores turbo são mais problemáticos e dão dor de cabeça; Mas basta ser rigoroso com as manutenções, que eles raramente aparecem

Motor turbo exige uma manutenção mais rigorosa
Motor turbo exige uma manutenção mais rigorosa (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
18 de maio de 2022 07:32

O motor turbo vem provocando muita controvérsia e um dos argumentos contrários seria de provocar um excessivo consumo do óleo do motor. É verdade? É e não é.

Teoricamente, o turbo exerce uma maior pressão na câmara de combustão. Bem maior que a exercida no motor naturalmente aspirado. Essa pressão adicional poderia provocar um ligeiro aumento da combustão do óleo lubrificante. E talvez também uma passagem um pouco maior dos gases da combustão para o cárter.

VEJA TAMBÉM:

Especificamente em relação à turbina, o óleo é também responsável por sua lubrificação, o que pode interferir no consumo.

Ou seja, a rigor, se o motor foi projetado para receber a turbina, estas variáveis estão previstas e não reduzem nem sua durabilidade, nem aumenta o consumo de óleo, porém exige uma manutenção mais rigorosa.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rodolfo 18 de maio de 2022

Na minha opinião o consumo de óleo sempre estará relacionado ao desgaste dos motor, em especial retentores de óleo das válvulas de admissão e escapamento e anéis segmento do pistão.
Quem garante que o consumo de óleo seja o mesmo de um motor que rodou 200.000 km (uso misto cidade e rodovia) em relação a um motor 0-km?

Avatar
raffaele orofino 18 de maio de 2022

os fabricantes de automóveis (nem todos) mudaram para cilindradas menores adotando turbocompressores. Deduzo que este acessório se tornou “confiável” ao longo do tempo. Não me interesso por motores turbo há 26 anos (sou aposentado da Alfa Romeo): na minha época eles tinham sérios problemas de lubrificação, especialmente no impulsor “lado quente” (gás de escape …) e altas temperaturas sob o capô ; então eu uso na cidade ´ (tipo go & stop: tipo táxi) era problemático.os fabricantes de automóveis (nem todos) mudaram para cilindradas menores adotando turbocompressores. Deduzo que este acessório se tornou “confiável” ao longo do tempo. Não me interesso por motores turbo há 26 anos (sou aposentado da Alfa Romeo): na minha época eles tinham sérios problemas de lubrificação, especialmente no impulsor “lado quente” (gás de escape …) e altas temperaturas sob o capô ; então eu uso na cidade ´ (tipo go & stop: tipo táxi) era problemático. Pessoalmente prefiro um aspirado.

Avatar
Deixe um comentário