Acha caro trocar o óleo? A deste carro custa mais de R$100 mil! Veja o vídeo

Além de caro, dá trabalho para fazer a troca de óleo de um hiperesportivo com motor de 16 cilindros. Detalhe: ela deve ser feita anualmente

Por AutoPapo 07/12/20 às 15h48
bugatti veyron troca de oleo
Bugatti Veyron Mansory Vivere (Foto: Reprodução | YouTube)

Muitos podem achar caro o valor da troca de óleo do motor do carro. O valor médio para a substituição do lubrificante pode variar entre R$ 100 e R$ 250, podendo variar nas regiões do Brasil.

Em carros ditos comuns, é um preço aceitável e acessível. Entretanto, os hiperesportivos – como um Bugatti Veyron Mansory Vivere, avaliado em R$ 15 milhões, exige uma fortuna quando é necessário trocar o óleo de seu motor.

O proprietário de um desses modelos em Las Vegas, EUA, gastou o preço de um sedã médio para fazer o procedimento: R$ 106 mil. Detalhe: a troca deve ser feita anualmente

VEJA TAMBÉM

A dificuldade está no nível de complexidade do serviço. Duvida? Para começo de conversa, enquanto um automóvel convencional tem um bujão para escoar o óleo velho do cárter, o Bugatti Veyron tem nada menos que 16!

Afinal, não se trata de um motor convencional, e sim de uma unidade 8.0 de altíssima performance, com 16 cilindros em quatro bancadas (a arquitetura é em W) e quatro turbocompressores, capaz de gerar nada menos que 1.032 cv de potência.

Além disso, o motorzão está montado em posição central-traseira, num veículo baixo, aerodinâmico e relativamente pequeno, com 4,46 m de comprimento e 2,71 m de distância entre-eixos.

O resultado é que não há muito espaço para executar serviços de manutenção, o que torna necessário desmontar boa parte do veículo.

bugatti veyron royal exotic cars
Bugatti Veyron da Royal Exotic Cars (Foto: Reprodução)

Além disso, a especificação do uso do fluido é um óleo mais espesso, e o Bugatti Veyron não conta com bujão de drenagem no cárter – o esvaziamento é feito em cada cilindro – um total de 16. Isso tudo torna mais difícil o escoamento de seu óleo do motor.

Veja abaixo o processo completo da troca do óleo de um Bugatti Veyron Mansory Vivere

A brincadeira começa antes mesmo de elevar o bólido: como o vão livre do solo é mínimo, o modelo precisa ser posicionado sobre tubos com rodinhas, para que a estrutura do elevador possa ser posicionada de modo a sustentá-lo.

Uma vez suspenso, é preciso remover uma série de componentes apenas para ter acesso aos bujões do cárter. Isso inclui desmontar as as rodas dos dois lados, o para-choque traseiro, vários painéis de fibra de carbono, parte da tubulação de combustível, etc, etc, etc…

Dois dias de serviço

Todo esse processo demora várias horas: no caso do Veyron mostrado no vídeo, as operações de desmontagem e remontagem dos componentes, além da troca de óleo em si, demandou dois dias de trabalho.

Todo esse tempo de serviço eleva consideravelmente o preço da mão de obra, que, obviamente, precisa ser especializada para não se perder em meio à complexidade mecânica dos superesportivos e acabar fazendo alguma besteira. No fim das contas, o que pesa menos no preço da troca são 16,5 litros de óleo no motor.

O Veyron do vídeo é da Royalty Exotic Cars, empresa especializada em aluguel de carros exóticos. O mais barato é um Corvette Stingray: ele está em promoção e você pode passar 24 horas com o esportivo por R$ 1.500.

Um dos mais caros é um Lamborghini Aventador S, que sai por pouco mais R$ 8.600 para passar o mesmo período. O Veyron está indisponível para a locação.

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
elioricardo 22 de maio de 2021

Para quem gosta de gastar fazer o que ?;mesmo se fosse rico jamais teria um desses

Avatar
Deixe um comentário