Não julgue pela aparência: caminhão de leite do anos 50 tem motor com potência de superesportivo

Caminhão que era utilizado para entrega de leite nos anos 1950, foi modificado e agora é um potente veículo de corridas de arrancada

caminhao leite anos 1950 motor turbo 815 cv
Apesar do motor potente, a velocidade máxima registrada pelo caminhão de corridas de arrancada foi de 183 km/h (Foto: Reprodução | Youtube)
Por Bernardo Castro
31 de maio de 2022 16:02

As Drag Race, conhecidas também como corridas de arrancada, são muito famosas nos Estados Unidos e os americanos tem o costume de preparar os carros para participar desses eventos.

Uma preparação bem legal foi feita por pai e filho em Seymour, Connecticut. Nick e seu pai encontraram um anúncio de venda de um caminhão de leite enferrujado dos anos 1950, e decidiram que ele seria a base do carro de corrida que eles sempre quiseram construir. Assim, com o caminhão na garagem, os dois começaram a trabalhar no furgão que seria utilizado nas corridas de arrancada.

VEJA TAMBÉM:

Para o projeto dar certo, foi preciso se desfazer de quase todos os componentes do caminhão de leite e a única parte que se manteve original foi a carroceria. Os logotipos originais que a empresa de laticínios usava na época, e foram pintados a mão, foram mantidos – inclusive o nome do motorista do furgão. As outras partes, no entanto, foram completamente descartadas.

O corpo do quadro foi retirado e no lugar foi construído uma escada totalmente personalizada. Na frente do quadro e a suspensão dianteira são de uma Chevy 95. Já as outras peças utilizadas precisaram ser fabricadas para comporem o veículo dos anos 1950.

A mudança que mais chama atenção está debaixo do capô: um motor V8 8.2 que foi turboalimentado e fornece 826 cv de potência. A transmissão é automática, com marchas para as corridas de arrancada.

Já o interior é bastante confortável para um carro de competição. Afinal, ele foi equipado com assentos de um Dodge Caravan e tem piso de madeira acácia, que foi retirado de um trabalho de piso doméstico.

Apesar do motor monstruoso, o caminhão de leite não atinge velocidades muito altas: sua máxima registrada foi 183 km/h. É um bom número para um caminhão dos anos 1950, mas pouco quando se está falando de um motor de 826 cv. A falta de velocidade máxima deve ser explicada pela péssima aerodinâmica do veículo, que se parece muito com uma caixa de sapato.

Apesar de não ser o maior vencedor das corridas de arrancada, Mick garante que o modelo chama a atenção e todo mundo gosta do que vê.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Diego 7 de junho de 2022

O povo não tem mais o que inventar… daqui a pouco vão criar bicicletas turbinadas de competição!

Avatar
Deixe um comentário