Elétrico Mercedes-Benz EQXX crava 1.202 km de autonomia

O Mercedes EQXX viajou da Alemanha até o Reino Unido e bateu o próprio recorde de autonomia durante o percurso realizado em condições de estradas reais

mercedes eqxx prata de frente em movimento
O alemão rodou precisamente dois dias, 14 horas e 30 minutos nas estradas europeias (Foto: Mercedes-Benz | Divulgação)
Por Lucas Silvério
24 de junho de 2022 16:52

O mercado dos carros elétricos está cada vez mais tecnológico e a Mercedes-Benz desafia estes avanços. Em um momento em que os automóveis percorrem cerca 400 km como uma carga de única bateria, como por exemplo o Volvo XC40 de 418 km de autonomia (elétrico mais vendido do Brasil), a alemã triplica esse valor. O elétrico conceitual EQXX atingiu autonomia de 1.202 km. A façanha foi conquistada quando o automóvel viajou de Stuttgart, na Alemanha, até Silverstone, no Reino Unido.

O Mercedes EQXX bateu seu recorde, que antes era de 1.008 km de autonomia, em sua segunda viagem de testes. Para conseguir este resultado a fabricante fez um upgrade na eficiência do carro.

VEJA TAMBÉM:

O alemão rodou precisamente dois dias, 14 horas e 30 minutos nas estradas europeias. Segundo a Mercedes, os principais desafios desta viagem foram as altas temperaturas e o aumento da densidade do tráfego em Stuttgart.

Na primeira vez que o Mercedes EQXX atingiu mais de 1.000 km de autonomia, ele se deslocou da cidade de Stuttgart, na Alemanha, até Cassis, na França. Logo depois das melhorias aplicadas ao carro que seus números foram batidos, aumentando em 194 km a sua autonomia.A eficiência energética do carro alemão subiu de 8,7 kWh/100 km para 8,3 kWh/100 km, se comparados os dois percursos.

O membro da diretoria da Mercedes-Benz e chefe de tecnologia da marca, Markus Schäfer, afirma:

“A jornada continua, ainda mais longa e mais eficiente. Novamente, o Vision EQXX provou que pode rodar por mais de 1.000 km com uma única carga na bateria, desta vez em uma situação totalmente diferente no mundo real. Como a Mercedes-Benz busca ser totalmente elétrica a partir de 2030 nos mercados que permitirem, é importante mostrar ao mundo o que pode ser alcançado em termos reais pela combinação de tecnologia de ponta, trabalho de equipe e determinação.”

No fim da viagem de teste do Mercedes, o piloto de Fórmula E da montadora,Nyck de Vries, foi quem dirigiu o carro. O jovem fez 11 voltas em alta velocidade, no circuito de Silverstone, e ainda afirmou que o carro poderia ir além dos 1.202 km se estivesse em uma pegada menos exigente e mais devagar.

Acompanhe o canal do AutoPapo no YouTube.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
francisco 24 de junho de 2022

Maravilhoso mais quando essa beleza chega no Brasil , acredito que vamos esperar um tempo bem longo.

Avatar
Deixe um comentário