General Motors tem patente de software que ensina pessoas a dirigir

General Motors está desenvolvendo dispositivo que "transforma" carros autônomos em verdadeiras autoescolas, substituindo os instrutores

close up view of female student driving a car and instructor holding checklist
General Motors quer utilizar o próprio carro para ensinar as pessoas a dirigir (Foto: Freepik)
Por Bernardo Castro
27 de abril de 2022 12:36

Desde que comprou a Startup Cruise, em 2016, a General Motors tem investido pesado na tecnologia de carros autônomos e agora quer viabilizar que esses modelos “aposentem” as autoescolas e ensinem as pessoas a dirigir.

A empresa entrou com um pedido de patente no Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos(USPTO), propondo um software capaz de substituir instrutores e examinadores em aulas e provas de direção. O documento é chamado de “Métodos e sistemas para treinar motoristas de forma autônoma”.

De acordo com o documento, o software da General Motors seria capaz de substituir a função de uma autoescola, pois trabalha fazendo o rastreamento das entradas de controle por meio de sensores, fornecendo feedback em tempo real. Dentre os equipamentos utilizados para tornar a tecnologia viável estão o LiDAR, câmeras e GPS.

VEJA TAMBÉM:

O desempenho do “candidato” é medido a partir de sensores que o próprio carro autônomo utiliza para se locomover. Com as informações adquiridas, a tecnologia fornece um feedback, indicando a hora correta de acelerar e frear, se é preciso mais atenção ao trocar de faixa, uso da seta, etc.

Apesar de a General Motors apostar nos carros completamente autônomos no futuro, ela acredita que em alguns momentos os humanos podem ter que assumir o controle do veículo. O cenário pode ser em situações de emergência em que o carro não consiga trafegar sozinho, ou no caso do condutor querer dirigir por vontade própria.

Por isso, a empresa decidiu criar esse espécie de “autoescola“. Segundo ela, isso pode trazer benefícios como redução da quantidade de instrutores, menor custo de ensino e mais disponibilidade para as aulas.

No entanto, o projeto ainda é embrionário e não passa de um pedido de patente. Se ele realmente se tornar real, ainda deve demorar alguns bons anos, visto que nem o sistema de carro autônomo da GM está completamente desenvolvido.

Carro autônomo é confiável? Boris Feldman ainda não concorda!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário