Homem processa Mercedes após ter dedo decepado por SUV da marca

Vítima alega que acidente foi causado pelo sistema de fechamento de porta do Mercedes GLE 450 foi o responsável pelo acidente

Mercedes enfrenta problema judicial por causa de incidente com GLE 450
Mercedes enfrenta problema judicial por causa de incidente com GLE 450 (Foto: Mercedes | Divulgação)
Por Bernardo Castro
28 de janeiro de 2022 15:42

Esse é um incidente relativamente comum. Se você nunca prendeu o dedo em uma janela, porta – seja do seu carro ou de casa – certamente conhece alguém que já passou por essa situação incômoda. No entanto, em casos como esse, é comum o dedo inchar e, no máximo, a unha cair. Perder a digital por um acidente como esse, de fato não é algo muito normal.

Mas Richard J. Kastigar Jr., do Arizona, não teve tanta “sorte” e após a porta de sua Mercedes GLE 450 fechar em seu polegar, ele acabou perdendo um pedaço do dedo. Por isso, o proprietário do SUV está entrando na justiça contra a Mercedes pedindo U$ 500 mil de indenização.

VEJA TAMBÉM:

Segundo Richard, a tecnologia de fechamento suave das portas que está presente no Mercedes GLE 450, foi responsável pelo incidente. Kastigar relata que a porta do veículo se fechou enquanto ele estava de costas enquanto seu polegar direito estava no batente da porta.

Mercedes prejudicou Richard em tarefas diárias

O resultado foi o pior possível. A porta esmagou e decepou a metade superior de seu polegar. Após o ocorrido, Richard relata dificuldades para fazer tarefas do dia a dia:

Um homem outrora orgulhoso e independente que protege o público do mal agora depende de sua esposa para ajudá-lo a ir ao banheiro, tomar banho, escovar os dentes, vestir-se e abotoar a camisa. Agora tenho grandes dificuldades para segurar uma caneta, alimentar-se, amarrar os próprios sapatos, usar ferramentas e ajudar nas tarefas domésticas, como lavar roupa e lavar a louça.

Kastigar é um dos chefes do Departamento do Xerife do Condado de Pima, no Arizona, e além das dificuldades nas atividades diárias, afirma que perderá pelo menos US$ 500 mil em salários devido à perda de seu polegar.

A Mercedes GLE 450 tem uma posição de trava secundária que é puxada por um motor elétrico e, possivelmente, foi isso que resultou no acidente com Richard.

Possível solução para o fechamento de portas

Além da indenização, Kastigar exige que a Mercedes instale sensores nas portas de seus veículos para evitar futuros incidentes como esse.

Contudo, é difícil imaginar que Richard ganhe o caso. Em 2017 aconteceu um incidente parecido envolvendo a BMW e o juiz responsável pelo caso alegou que aquela lesão estava alinhada com as outras milhares de pessoas que prendem o dedo nas portas dos carros.

Você conhece a história da Mercedes? Boris Feldman conta como começou a história da marca das três estrelas

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Sir.Alves 15 de março de 2022

Kastigar? Como esse nome, foi castigado mesmo por ter comprado uma BMW! rsrsrs

Avatar
Sir.Alves 15 de março de 2022

Kastigar? Como esse nome, foi castigado mesmo por Não ter comprado uma BMW!! rsrsrs

Avatar
Dino 1 de fevereiro de 2022

Ô meu eu já prende o dedo na tampa do porta mala isso é normal, no estresse do dia,dia agente esqueci, o fabricante não tem na haver com isso, o carro tá querendo é levantar uma graninha extra, kkkkk

Avatar
O mestre do veículo dos anos 90 1 de fevereiro de 2022

O a trava e segunda dia primeiro vc tem que fechar a porta pra depois ela ser acionada de forma. Automática então ele já tinha fechado o próprio dedo acho que ele foi testar e se arrependeu igual quando os carros começaram com àquele negócio de quando vc abrir. A porta ele baixava o vidro um pouco para o deslocamento de ar quem nunca prendeu o dedo ali achando que não ia subir kkkkkk

Avatar
Cese Severino de Freitas 1 de fevereiro de 2022

Quem nunca fechou e amassou o dedo na porta do carro? Muitos.doi muito.ja perdi a unha. Já vi amigos meus decepar o dedo. Comigo todas as vezes foi falta de atenção. Garanto que no caso em questão também. Não concordo com o processo contra a fabricante. A imperícia foi do condutor.imagina todos processando a tramontina por cortar um dedo!! Preste mais atenção . Se fosse assim todas as marcas seriam processadas. Rapaz deveria estar no mundo da lua. Detesto vítima. Só com ele. Vá se ferrar

Avatar
Rafael 1 de fevereiro de 2022

Por isso prefiro meu fiat 147!

Avatar
Edson 1 de fevereiro de 2022

Bom mesmo é bugre, não tem portas .

Avatar
DANILO BRANDAO PEPE 1 de fevereiro de 2022

Mas tem um detalhe a tecnologia é pra ajudar principalmente quem pode pagar mais então tinha ter uma tecna na portas vidros porta malas que evitasse de a pessoa se acidentar cara tem razão sim pago mais caro carro e teve prejuízo desse teria ser ser ressarcido mesmo no mínimo quinhentos mil dolares

Avatar
PAULINHO 1 de fevereiro de 2022

No FIAT (Família Italiana Atrapalhando)147 com certeza você não vai decepar os dedos, até porque as portas não fecham, mas o tétano é certo que tu vai contrair porque ferrugem tem pra todo lado.KKKKKK

Avatar
Adriano 1 de fevereiro de 2022

Kkk pior e o tétano

Avatar
Deixe um comentário