Lista secreta de seguradoras com carros batidos pode ser revelada

De acordo com projeto de lei, Susep deverá divulgar na internet os carros que foram atendidos; proposta será votada na Câmara dos Deputados

mecanico utiliza cyborg para reparar carro
Carro batido consertado sem critérios técnicos coloca em risco a vida dos ocupantes (Foto: Shutterstock)
Por AutoPapo
Com Agência Câmara
Publicado em 08/02/2024 às 11h03

No Brasil, não há registro preciso no Detran de carros batidos e quase destruídos. Teoricamente, o policial de trânsito deveria elaborar um relatório descrevendo o tipo de dano sofrido pelo veículo classificando-o como leve, médio ou grave. Neste último caso, a seguradora o classifica como “PT” (Perda Total) e o vende em leilão.

O consumidor sem conhecimento técnico ou sem assistência de um profissional corre o risco de comprar um carro com a segurança comprometida por um reparo mal-feito. E, como as seguradoras de carros têm acesso a lista destas unidades comprometidas, elas se recusam a fazer uma nova apólice para ele, ou seja, o infeliz comprador sai duas vezes prejudicado.

VEJA TAMBÉM:

O Projeto de Lei 5599/23 prevê a divulgação na internet de uma lista com veículos que sofreram danos cobertos por seguradoras. O texto em análise na Câmara dos Deputados altera a Lei do Seguro Privado.

Proteger os consumidores

“A ideia é proteger os consumidores que compram carros usados”, explicou o autor da proposta, deputado Saulo Pedroso (PSD-SP). “O comprador que não tenha as condições técnicas para avaliar um veículo está exposto a fraudes”, alertou o parlamentar.

Pelo projeto, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) deverá divulgar os carros com danos médios ou grandes que foram consertados. A Susep emitirá ainda o Certificado de Registro de Sinistro de Veículo Automotor.

carro batido em estrada do sul do brasil aciddente de transito
Hoje, consumidor não sabe se o seu carro passou por uma colisão grave

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Risco do carro batido

Uma entidade inglesa independente de segurança veicular decidiu fazer um teste tipo tira-teima para avaliar as consequências de reparos efetuados fora do padrão em automóveis seriamente acidentados: ela provocou uma grave colisão entre dois Ford Focus e levou-os para a oficina.

O primeiro carro batido teve a longarina substituída, de acordo com a recomendação da fábrica. O segundo carro batido manteve a longarina original, porém recuperada e com sinais de solda e de reparo mal-feito. Os dois automóveis foram então submetidos a uma espécie de crash-test.

O carro batido, mas reparado corretamente se deformou, mas preservou os “ocupantes” (bonecos). O outro teve uma deformação muito maior, as rodas dianteiras se deslocaram para trás com intrusão de nove centímetros do painel e pedais no interior da cabine. Os dummies revelaram que os passageiros do primeiro carro sairiam andando.  Os do segundo Focus iriam para o hospital, ou para o necrotério.

Newsletter
Receba semanalmente notícias, dicas e conteúdos exclusivos que foram destaque no AutoPapo.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook X X Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Polvo 8 de fevereiro de 2024

Como sempre, esse tipo de lei deixa margem para dúvidas e eventuais abusos. O que seriam danos médios e graves? Qual o critério para definir e quem define? Detran, seguradoras? E aqueles carros que sofreram uma leve “encostada” ou que teve o parachoque reparado por seguradoras? Entram na lista negra?

Avatar
Andre Rocha 8 de fevereiro de 2024

Com a própria matéria diz, lista negra para danos MÉDIOS (que ponham a segurança dos ocupante em risco em casos de reparos mal feitos) s e GRAVES (PT)

Avatar
Deixe um comentário