Suposta compra de Mercedes de Hitler cria problema para político australiano

Suposto atual proprietário pode ter feito negócio ilegal para adquirir o veículo: caso ganhou grande repercussão

mercedes benz 770k grosser offener tourenwagen que pertenceu a hitler
Veículo já esteve em leilão, mas não foi vendido (Foto: Worldwide Auctioneers | Divulgação)
Por AutoPapo
09 de março de 2022 19:03

Um Mercedes-Benz 770K Grosser Offener Tourenwagen, ano 1939, provavelmente detém o título de veículo antigo mais controvertido do mundo. Isso porque o carro foi fabricado para Adolf Hitler: o ditador nazista, inclusive, o utilizou em desfiles e solenidades durante a Segunda Guerra Mundial. Agora, o conversível estaria nas mãos de um bilionário australiano, o que tem provocado a ira da população e de autoridades do país.

VEJA TAMBÉM:

Isso porque o novo dono do veículo, identificado como Clive Palmer, é também político. E a notícia sobre a suposta compra do carro de Hitler caiu como uma bomba para ele. A repercussão negativa já envolve, inclusive, outros parlamentares, como Patrick Gorman, que usou o Twitter para criticar o colega: “não há razão para que alguém, bilionário ou não, importe esses objetos obscenos para a Austrália”, declarou.

Mas o maior problema é que Palmer pode ter violado leis ao adquirir o veículo. É que o último proprietário do Mercedes-Benz 770K Grosser é um magnata russo, e a Austrália aderiu às sanções impostas ao país após a invasão da Ucrânia. Portanto, se tiver importado o carro de Hitler depois o anúncio das retaliações econômicas, o novo dono teria cometido um grave crime.

Após a repercussão negativa, Palmer, por sua vez, negou a compra do veículo. Ele classificou as informações sobre o negócio como “falsas” e afirmou que processará quem tentar ligá-lo ao carro de Hitler. O caso, agora, está sob investigação de autoridades australianas e, se confirmado, pode trazer sérias consequências ao bilionário.

Sobre o Mercedes-Benz 770K Grosser, o carro de Hitler

Um grande paradoxo envolve o carro de Hitler. Por um lado, o veículo está estreitamente ligado a um dos líderes mais cruéis que a humanidade já viu. Trata-se de um artefato que pode simbolizar culto ao ex-ditador e também ao regime nazista. Por outro lado, o Mercedes-Benz 770K Grosser é uma obra-prima da engenharia da década de 1930 e desperta grande interesse histórico. Pouquíssimas unidades do modelo existem atualmente.

Com 6,70 metros de comprimento, 3,50 m de entre-eixos e 2,13 m de largura, o Mercedes-Benz 770K Grosser destinava-se a chefes de estado e a milionários. O modelo mescla um interior luxuoso a uma carroceria blindada: por isso, o peso chega a 3,5 toneladas. O motor é um 7.7 de oito cilindros em linha, sobrealimentado por um compressor, capaz de desenvolver 230 cv, potência incrível para a época.

O mesmo Mercedes-Benz 770K Grosser que hoje é alvo de polêmica na Austrália já esteve em um leilão, há cerca de quatro anos. Porém, os lances não atingiram o valor mínimo, estipulado em US$ 10 milhões (cerca de R$ 50,1 milhões). Na época, documentos comprovavam a ligação do carro com Hitler. Ao que parece, o melhor destino para ele seria um museu, com toda a contextualização histórica inerente ao horror do nazismo.

Você sabia? Carro preferido de Hitler tem nome de menina Judia: Boris Feldman conta essa história em vídeo! 

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Nanael Soubaim 10 de março de 2022

Então se eu ouvir A Cavalgada das Valquírias, eu serei nazista?

Avatar
Deixe um comentário