Motores a gasolina ou diesel serão proibidos no Brasil?

Projeto de Lei quer instituir obrigatoriedade de fabricação e importação de automóveis movidos exclusivamente a biocombustíveis a partir de 2030

mitsubishi pajero sport 2021 10
Proposta não trata de motores a gasolina ou diesel com mais de 1.8 litros, como é o caso do 2.4 16V turbodiesel da Pajero Sport (Foto: Mitsubishi | Divulgação)
Por AutoPapo
06 de outubro de 2020 11:09
Agência Câmara de Notícias

O Projeto de Lei 3368/20 quer determinar que, a partir de 2030, os automóveis e utilitários leves fabricados no Brasil ou importados usem exclusivamente biocombustíveis, como o etanol. A migração para o novo padrão, que extinguirá motores a gasolina ou diesel, será gradual.

Pela proposta que tramita na Câmara dos Deputados, em 2030 a regra valerá para todos os veículos com motor de 1,6 L a 1,8 L de cilindradas. Depois, será a vez dos carros 1.4 a 1.6 (em 2033) e 1.4 para baixo (em 2035).

LEIA MAIS

O projeto obriga que até mesmo os carros elétricos saiam de fábrica adaptados para receber biocombustível, tornando-se, na prática, veículos híbridos.

O texto é de autoria do deputado Jose Mario Schreiner (DEM-GO). Segundo ele, a proposta estimula o uso, no Brasil, do etanol, biocombustível que tem várias vantagens, principalmente ambientais, sobre a gasolina e o diesel.

“Quando avaliado o ciclo de vida completo do combustível, o etanol proporciona uma redução de até 90% na emissão de gases do efeito estufa”, disse Schreiner. Outras vantagens apontadas são a menor emissão de partículas na atmosfera e a maior capacidade de biodegradação.

motor 2.4 diesel do mitsubishi pajero sport 2021
Proposta não trata de motores a gasolina ou diesel com mais de 1.8 litros, como é o caso do 2.4 16V turbodiesel da Pajero Sport (Foto: Mitsubishi | Divulgação)

Para garantir o abastecimento do mercado interno de biocombustíveis, o projeto obriga o governo federal e os estaduais a desenvolverem programas de incentivo e financiamentos para produção de etanol e outras fontes de energias renováveis.

Pelo projeto, até que o prazo de migração para o biocombustível esteja completo, os fabricantes de veículos deverão aumentar a eficiência dos motores flexíveis (flex fuel), visando a paridade entre o etanol e combustíveis fósseis.

O objetivo é chegar a 2030 com os motores movidos a etanol tendo desempenho idêntico aos movidos a gasolina.

12 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Leandro broek 28 de fevereiro de 2021

Proibir ou prejudicar consumidor que já comprou algo sempre ruim. Mas, a mim, proposta pareceu muito interessante e bem elaborada. Por outro lado, moro no RS também. Atualmente, no inverno, ainda temos problemas com o álcool puro. Como toda lei ( algo importante) amadurecer a ideia sempre se faz necessário antes de votar…. ouvir os interessados e possíveis prejudicados antes de votar

Avatar
Gilson Araújo 17 de dezembro de 2020

isso é porque os brasileiros têm a mania só de eleger empresários e Milionários veja um Só no que vai dar

Avatar
Fabrício Vilela 2 de dezembro de 2020

Piada né? Primeiro que a produção de etanol não tem capacidade para cobrir toda a demanda por combustíveis, segundo que o governo não sobrevive 1 ano sequer sem os impostos oriundos do petróleo e derivados. Mais de 60% do preço final da gasolina que pagamos na bomba são impostos

Avatar
Divonei 8 de outubro de 2020

Como será no sul do Brasil onde no inverno, carros a gasolina já apresentam certa dificuldade na primeira partida do dia com etanol vão fazer fogo embaixo do motor para depois dar partida

Avatar
Salomao Lindolfo 6 de outubro de 2020

esse Deputado que fala uma asneira dessa pode ter certeza que ele tem no minimo uma usina que fabrica etanol, se eles querem que os carros não usem gasolina, reduza os preços dos carros eletricos que são hoje um absurdo de caro, fazendo assim todo mundo pode comprar um carro eletrico porque so quem compra esses carros são os ricos um carro popular eletrico custa em media 250,000 mil reais preço de uma hillux ou S10 vamos tirar esses imposto que esses salafraios colocar nus carro pra ajudar na compra de um carro hibrido..

Avatar
Gelson 6 de outubro de 2020

Concordo com você

Avatar
Gilberto Nakagaito 8 de outubro de 2020

Tenho um híbrido 1.5 aqui no Japão, faço 31 km/L,

Avatar
Leandro broek 28 de fevereiro de 2021

Muito legal sua declaração, Gilberto. Bom consumo mesmo. Assim já muda bastante as emissões. Se todos fizessem consumo parecido, já tá bem razoável.

Avatar
Fabio 6 de outubro de 2020

Se vc pedir para algum parlamentar garantir que os motores elétricos não tem metais pesados e se tem como serão reciclados nos seus países de origem (não aqui), vc ouvirá o som do silêncio pleno. Isso sim é para lamentar!

Avatar
Vinicius Santos 6 de outubro de 2020

Isso só mostra o tamanho da ignorância dos legisladores Brasileiros! Só vai tirar carro popular da rua, porque os carros de luxo, suv’s e pickup’s tem motores maiores que os indicados no projeto. Alguém duvida que isso tem influencia dos usineiros?

Avatar
HELENO DE ALMEIDA PINTO 6 de outubro de 2020

Sim, será proibido no Brasil a partir de 01/07/2114 desde que todas as resoluções do Contran sejam aprovadas até lá. Fonte: Congresso Nacional.

Avatar
Vf 6 de outubro de 2020

Ou seja, so serão proibidos os veículos a gasolina, porque não existe hoje nenhum motor a Diesel menor que 2.0 no Brasil.

Avatar
Deixe um comentário