Guerra na Rússia pode encarecer — ainda mais — os catalisadores

A Rússia é um dos principais fornecedores globais de paládio, metal usado dentro dos catalisadores automotivos; a guerra fez o preço do metal bater recorde

catalisador carro chassi assoalho shutterstock 1891980973
O paládio é um dos vários metais que são usados no catalisador de seu carro (Foto: Shutterstock)
Por Eduardo Rodrigues
10 de março de 2022 16:03

Com a invasão da Rússia à Ucrânia chegando na segunda semana, estão começando a aparecer escassez de materiais vindos dessa região. Um que está afetando o setor automotivo é o paládio, metal nobre extraído na Rússia e usado na produção de catalizadores.

Segundo a agência Reuters, o lingote do paládio aumentou em 80% nesse ano após o início do conflito. A onça do metal (28,3 gramas) subiu de US$ 1.900 (cerca de R$ 9.601) para US$ 3.440 (R$ 17.383), o maior já visto e mais valioso que o ouro. Entre 25 e 30% do fornecimento global desse metal é proveniente da Rússia.

VEJA TAMBÉM:

O metal já estava em alta devido a normas de emissões cada vez mais restritivas, exigindo catalizadores maiores ou até dois deles. E esse valor alto vem motivando roubos, que fizeram o produto encarecer ainda mais e aumentar a preocupação dos motoristas.

Uma solução para amortizar esse aumento no preço do catalisador é a reciclagem do componente de controle de emissão. Com isso é possível reaproveitar o paládio e outros metais raros que são usados na peça.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário