Recarga de carro elétrico tão rápida quanto abastecer é promessa da Ford

Calor gerado na operação de recarga é um dos limitadores na velocidade, mas refrigeração promete minimizar o tempo a poucos minutos

f 150 lightning sendo recarregada
Hoje, calor gerado (Fotos: Ford | Divulgação)
Por AutoPapo
17 de novembro de 2021 17:47

Um dos problemas enfrentados hoje pelos carros elétricos é o tempo de recarga dos carros elétricos. Em média são pelo menos 40 minutos de espera em um eletroposto – ainda raros aqui no Brasil. Hoje, a tecnologia mais rápida é o Supercharge da Tesla, que gasta 20 minutos.

Uma das limitações relacionadas a velocidade de carregamento da bateria do carro elétrico é o perigo representado pelo aquecimento excessivo: uma recarga rápida requer mais corrente e quanto maior a corrente, maior a quantidade de calor que é gerada.

VEJA TAMBÉM:

Mas uma solução apresentada pela Ford, em parceria com a Universidade de Purdue, promete tornar esse processo 4,6 vezes mais rápido e oferece recarga de carro elétrico no mesmo tempo gasto para abastecer um carro a combustão no posto. O segredo para isso é um cabo de carregamento com refrigeração líquida.

“Quanto mais elevada for a corrente, maior é a quantidade de calor que tem de ser removida, de forma a manter o cabo operacional”, explica o líder técnico da Ford Research & Advanced Engineering, Michael Degner.

Com a refrigeração, o cabo pode lidar com uma corrente mais elevada, o que se traduz em um aumento da potência e, consequentemente, da velocidade de recarga.

Limitação da recarga de carro elétrico

universidade de purdue testa cabo refrigerado carro eletrico
Pesquisadores da Ford e da Universidade de Purdue trabalhando na nova tecnologia de recarga de carro elétrico

De acordo com os técnicos da universidade, existe um limite atual de 500 amperes para o que um cabo refrigerado de forma tradicional pode suportar, valor que aumenta 4,6 vezes com este novo sistema de refrigeração por vaporização, podendo assim atingir os 2500 amperes.

Infelizmente, ainda não há uma data concreta para que essa solução seja oferecida ao público. A tecnologia ainda tem de ser desenvolvida, e passará por testes em laboratório nos próximos dois anos, onde protótipos desse cabo ultrarrápido serão usados para definir velocidades de carregamento mais específicas para determinados modelos.

Além disso, a recarga de carros elétricos também dependem de outros fatores, como a própria bateria e os sistemas aplicados aos próprios carros.

Veja o vídeo com a explicação dos cabos refrigerados (em inglês)

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Sir.Alves 18 de novembro de 2021

Xíii,,, nem que a Ford tivesse uma marca de garrafinhas de 200ml de agua mineral e eu estivesse em pleno sertão do ceara debaixo de 40 graus na sombra… eu NÃO comprava… tchau Ford.

Avatar
Deixe um comentário