Stellantis confirma Abarth no Brasil, com versões esportivas de verdade

A Stellantis havia insinuado uma volta da Abarth ao Brasil e agora chega a confirmação — a promessa é de fazer versões esportivas de verdade

teaser stellantis abarth logo sobre carroceria cinza
Ao que tudo indica, o o Pulse equipado com motor 1.3 turbo trará esse emblema (Foto: Stellantis | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
10 de março de 2022 12:19

O AutoPapo adiantou nessa semana que o retorno da Abarth no Brasil estava próximo. Agora a própria Stellantis confirma tal retorno com um teaser. O fabricante apenas revelou a foto acima, com o emblema do escorpião em um veículo pintado na cor Cinza Strato.

No anúncio a empresa apenas diz que chegará às concessionárias do país um “veículo projetado sob medida para quem é obcecado por performance, esportividade e que não abre mão de uma experiência única de direção que somente a ‘picada’ de uma marca provocante poderia proporcionar.”

VEJA TAMBÉM:

Porém, nossos colegas da revista Quatro Rodas já adiantaram qual é o carro que anúncio se trata, que poderá se chamar apenas Abarth Pulse. O SUV compacto trará sob o capô o motor 1.3 turbo de 185 cv que já equipa modelos maiores da Stellantis. O câmbio será o automático de seis marchas, nada de CVT para esse Pulse.

Um breve histórico da Abarth

O austríaco naturalizado na Itália Carlo Abarth foi um piloto de motocicletas antes da Segunda Guerra Mundial. Ele fundou a empresa Abarth & C em 1949, onde fazia carros de corrida baseados nos Cisitalia e também vendia peças de preparação para modelos da Simca. O escorpião foi escolhido como logo da empresa por esse ser o signo do zodíaco de Carlo Abarth.

Em 1951 ele mudou a sede da empresa para Turim e no ano seguinte começou a trabalhar com os carros Fiat. A parceria foi de sucesso, a ponto da Abarth ser comprada pelo fabricante italiano em 1971. A partir daí a preparadora passou a cuidar dos carros de corrida da marca e de suas filiais, além de assinar versões esportivas de rua como o Fiat Ritmo e o Autobianchi A112.

Após o fim do Stilo Abarth, a Fiat iniciou uma nova fase da preparadora, tratando ela como uma marca separada. Os Fiat Punto e 500 esportivos não traziam a marca da Fiat, apenas o escorpião. O Pulse Abarth nacional será assim, sem emblemas da Fiat. Porém não está certo se será vendido apenas como Abarth Pulse ou se ainda terá a Fiat no nome.

Enquanto não chega a versão apimentada do Pulse, confira nossa avaliação do modelo 1.0 turbo — que já é esperto.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
alecs 10 de março de 2022

Há um problema a considerar : a suspensão alta ! os Abarth sempre foram carros rebaixados em termos de suspensão.acho que para ser um autêntico Abarth como o 500 ,passa pela preparação de rodas e suspensão “no limite ” como eles são !

Avatar
Deixe um comentário