Rússia pode utilizar plástico reciclado na construção de estradas

Especialistas do Departamento de Estrada da Rússia querem baixar o preço da construção das vias utilizando plástico reciclado

Rússia quer usar plástico para reduzir o custo das rodovias e aumentar a sua resistência
Rússia quer usar plástico para reduzir o custo das rodovias e aumentar a sua resistência (Foto: Montagem AutoPapo | Ernani Abrahão)
Por Bernardo Castro
23 de maio de 2022 14:31

Especialistas do Departamento de Estradas e Transportes de Lipetsk estão sugerindo o uso de plástico reciclado na construção das vias na Rússia. De acordo com o site local Ria, essa medida parte de uma novo projeto de reciclagem e melhoria da qualidade da superfície das estradas. De acordo com os responsáveis, isso poderia resultar em estradas mais baratas e resistentes.

A matéria prima pode ser extraída de sacolas, garrafas e outras embalagens. Após ser triturado e derretido o plástico é utilizado como uma espécie de aditivo ao betume. De acordo com os autores do projeto, quando o betume é parcialmente substituído, o plástico triturado é misturado e derretido a uma temperatura de cerca de 170ºC, e adicionado ao betume quente.

VEJA TAMBÉM:

Essa é uma das formas de cortar os custos da produção do asfalto e pode até mesmo dobrar a sua vida útil. Os cálculos dos desenvolvedores foram baseados na experiência de outros países e estimam que a participação do material pode variar entre 8% e 20% da composição.

Na Índia, a empresa que patenteou essa tecnologia construiu 2.000 quilômetros de estradas reciclando 8.000 toneladas de resíduos plásticos, com uma participação de plástico na superfície da estrada de 8%. No Canadá, anunciou a criação de uma tecnologia que permite o aproveitamento de até a 20% de materiais reciclados para criar um plástico de estrada”

Uma outra opção é fazer módulos para uma estrada de assentamento rápido a partir de resíduos plásticos reciclados. A tecnologia reduz o tempo de construção de estradas pode ser reduzidos em algumas semanas, no entanto, ainda não foi especificado se essa opção é adequada para carros. Antes de colocá-lo em prática, os responsáveis pela ideia pretendem realizar alguns testes para saber se a alternativa é viável.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário