Chuva atrapalha sistemas de segurança semiautônomos

Testes de sistemas de segurança ativa são realizados apenas em clima seco, mas como ficaria o funcionamento deles durante chuvas?

teste frenagem autonoma toyota rav4 simulacao de chuva
Sistemas dependentes de câmeras podem ser enganados pela chuva (Foto: YouTube | Reprodução)
Por Eduardo Rodrigues
18 de outubro de 2021 11:27

Sistemas de segurança ativa semiautônomos estão cada vez mais populares e chegaram aos carros compactos brasileiros, como o Peugeot 208. A frenagem automática de emergência e o assistente para manter na faixa de rolagem podem salvar a vida dos passageiros de um carro em um momento de distração do motorista, mas não são infalíveis.

Segundo testes da Associação Automobilística Americana (AAA), esses sistemas possuem um ponto fraco: a chuva. Os testes que vemos desses sistemas, onde funcionam perfeitamente, são sempre em clima seco. A AAA fez testes simulando chuva e descobriu que nessa condição os sistemas são menos efetivos.

VEJA TAMBÉM:

A perda de efetividade dos sistemas semiautônomos

O teste do sistema de frenagem de emergência com simulação de chuva forte mostrou que os carros colidiram em um terço (33%) dos testes. Já no teste do assistente de faixa o carro saiu da trajetória em 31% das tentativas.

Segundo Greg Brannon, diretor de engenharia automotiva do AAA, o ponto fraco desses sistemas é depender de câmeras para identificar as faixas, obstáculos e pedestres. As câmeras podem ser enganadas pela chuva. A associação defende que os testes desses sistemas devem ser conduzidos também em climas adversos para simular as situações do mundo real, não apenas em dias secos e ensolarados.

Em compensação, a AAA realizou testes simulando um para-brisa sujo por poeira, água e insetos onde os sistemas funcionaram sem problemas. Mas a associação reforça que é importante manter o vidro limpo.

Atenção nunca é demais na chuva

Tendo sistemas de segurança ativa ou não, é sempre importante estar com atenção redobrada enquanto estiver dirigindo na chuva. Nessa condição a visibilidade fica limitada e a aderência do carro é reduzida. Portanto mantenha uma distância maior do carro a frente e reduza o ritmo.

Sistemas como o ABS e os controles eletrônicos de tração e estabilidade auxiliam a manter o controle do carro, mas eles não alteram as leis da física. Também é importante estar usando pneus em bom estado, os sulcos dos pneus são responsáveis por escoar a água e mantê-lo em contato com o solo em pisos molhados.

Confira as dicas do Boris sobre dirigir nas primeiras chuvas após um período seco:

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Nós três pelo mundo 22 de outubro de 2021

Isso mesmo, como o próprio nome diz, assistente. Tivemos em nosso Kicks SL Pack-tech, mas em dias de chuva era complicado confiar no sistema.

Avatar
Deixe um comentário