Tesla terá que reembolsar cliente em R$ 617 mil por falha em piloto automático

Essa não é a primeira vez que a Tesla perde uma causa na justiça por causa dos seus serviços prestados de maneira precária

tesla model y
Tesla terá de ressarcir cliente por mau funcionamento do piloto automático (Foto: Tesla | Divulgação)
Por Bernardo Castro
19 de julho de 2022 11:16

Os problemas relacionados ao piloto automático da Tesla não param de aparecer e a reputação da tecnologia da marca dos carros elétricos começa a ficar cada vez pior.

Depois de aparecerem inúmeros relatos de falhas no sistema da Tesla – que forçou um modelo a fazer a conversão na linha do trem no momento inapropriado, ou até mesmo entrar na área de descanso de caminhões e causar um acidente fatal – a empresa acaba de perder um processo na Alemanha.

VEJA TAMBÉM:

O Tribunal Distrital de Munique I condenou a marca de Elon Musk a reembolsar um cliente em € 112 mil (aproximadamente R$ 617 mil na cotação atual) pelo mau funcionamento do piloto automático no Tesla Model Y.

A dona do SUV estava com o veículo desde 2017 e em menos de 6 meses de uso o exemplar começou a apresentar problemas com o autopilot. O carro não era capaz de reconhecer os obstáculos à sua frente da maneira correta e, por isso, as vezes freava de maneira forte sem nenhum motivo aparente.

As autoridades consideraram que isso poderia significar um “grande risco”, principalmente nos centros das cidades, podendo resultar em fortes colisões traseiras.

Os advogados da Tesla tentaram se defender alegando que o sistema não foi feito para ser utilizado dentro da cidade, mas o tribunal não aceitou a justificativa. Afinal, de acordo com os juízes, o manual de instrução ao uso da máquina não continha nenhuma informação sobre isso.

“Mais uma vez, isso mostra que a Tesla não cumpre as promessas completas quando se trata de piloto automático”, diz o advogado da demandante, Christoph Lindner.

Má qualidade já fez Tesla perder outras brigas no tribunal

A tecnologia embarcada não é o único calcanhar de aquiles da empresa de Elon Musk. Ángel Gaitán, um cliente da marca dos carros elétricos desde 2013, se cansou do acabamento mal feito e do serviço ruim prestado pela Tesla e entrou na justiça contra a fabricante.

O mecânico de Madri comprou um Model 3 em 2020 e se arrependeu da escolha, após perceber que a qualidade de produção do modelo era baixíssima.

O carro veio com a carroceria mal soldada . Eles me disseram que era um problema bobo e para tirá-lo. Eu tinha a opção de devolver pela internet em quinze dias, mas ele ficou mais tempo em sua oficina e perdi o prazo. Eles me deram a opção de soldá-lo e eu disse a eles que não permitiria isso em um carro novo. Ao não oferecer mais soluções, decidi denunciar.”

Em entrevista ao El Periodico de Espana, Gaitán disse que tolerava problemas como esse há alguns anos. No entanto, agora que a Tesla se tornou uma empresa renomada, contratempos como esse se tornaram inaceitáveis.

As autoridades espanholas consideraram que a montadora deveria indenizar Ángel em € 62,3 mil (R$ 343 mil na cotação atual).

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário