Harley-Davidson Fat Boy: 30 anos do ‘garoto gordo’

Em comemoração a três décadas de estrada, a Harley-Davidson produz um modelo especial da Fat Boy, com acabamento exclusivo e motor V2 Milwaukee 114 Eight

Por Teo Mascarenhas11/06/20 às 10h50

A legendária Harley-Davidson Fat Boy, ou “Garoto Gordo”, está completando 30 anos em 2020, com direito a edição especial de 2.500 unidades identificada com placa numerada em cima do tanque, pintura e acabamentos especiais.

Curiosamente, a história do nome da Fat Boy contraria os vultosos recursos empregados em pesquisas pelas marcas para encontrar uma alcunha que, além de fácil, simpática, curta e sonora, inspire força, confiança, velocidade, robustez, modernidade e potência para seduzir e despertar o incontrolável desejo em sair correndo para a concessionária e comprar a sua à vista. Com a Fat Boy, a centenária Harley-Davidson fez exatamente o contrário.

Surpreendentemente, o socialmente controverso Garoto Gordo, partiu do próprio departamento de marketing da Harley-Davidson para, irreverentemente, brincar com a marca e também com as próprias avantajadas dimensões do modelo, sem quaisquer outras conotações.

E o irônico tiro não saiu pela culatra. Pelo contrário. A Harley-Davidson Fat Boy foi apresentada em 1989, já como modelo 1990, e faz parte da família Softail (rabo macio em tradução literal), que camufla a suspensão na parte de trás, para se parecer com as antigas hard tail (rabo duro), sem suspensão traseira.

Em 2018, a Harley-Davidson Fat Boy sofreu sua mais recente modernização, sem, contudo, alterar suas características originais, o nome e também as gorduchas rodas maciças.

O projeto da Harley-Davidson Fat Boy foi de Willie G. Davidson, estilista e descendente dos fundadores da marca, ainda hoje na ativa, com inspiração no modelo Hydra-Glide de 1949.

A Fat Boy tem design robusto com influência dos parrudos modelos militares do pós-guerra, mantendo o guidão bem largo e um enorme farol dianteiro destacado, além de pneus mais largos e as rodas maciças, sem raios, que viraram uma espécie de marca registrada do modelo.

A Fat Boy de série, montada em Manaus, faz parte da linha comercializada aqui pela Harley-Davidson. Desta forma, o Brasil também pode receber um lote dos modelos comemorativos Fat Boy 30 Anos, dividindo, com outros mercados.

Fat Boy: a moto do Exterminador do Futuro

Em 1991, a Harley-Davidson Fat Boy participou do hollywoodiano filme com repercussão mundial “Exterminador do Futuro 2”, em movimentada cena de perseguição com o protagonista Arnold Schwarzenegger, o que a deixou ainda mais conhecida.

Veja as cenas do filme nas quais a Fat Boy aparece

A Harley-Davidson Fat Boy Edição Especial 30 Anos, tem pintura predominantemente em preto (Vivid Black), incluindo os escapes, as capas da suspensão dianteira e as rodas maciças, que são em alumínio fundido, com destaques usinados.

A roda dianteira está calçada com pneu de 160 mm de largura, enquanto a roda traseira com aro de 18 polegadas ostenta um enorme pneu com 240 mm, maior do que a maioria dos carros.

O acabamento tem ainda detalhes em bronze nos cabeçotes do motor e no tanque, com a placa comemorativa que indica a numeração do modelo, além de tomada tipo USB para conectar aparelhos eletrônicos.

A suspensão dianteira é invertida e a traseira, mono, com regulagem manual na pré-carga. Ambas Showa. O farol em LED tem luz diurna, enquanto na traseira o farolete foi abolido, com luz de freio incorporada pelas setas, deixando a traseira mais limpa.

O painel, com um único relógio, fica em cima do tanque, com capacidade de 18,9 litros.

Motor da Fat Boy

O motor da série especial da Fat Boy é unicamente o Milwaukee 114 Eight. O nome do motor é uma homenagem à cidade onde a Harley-Davidson nasceu, no estado de Wiscosin, o número 114 indica o tamanho do motor em polegadas cúbicas, que equivale a 1.868 cm³ e palavra Eight, ou número oito, a quantidade de válvulas.

Equipado com a tradicional configuração de dois cilindros em vê (V2), com inclinação de 45 graus e arrefecimento a ar, ele fornece 16,4 kgfm de torque máximo, com novos eixos balanceiros para reduzir as vibrações.

Com base no modelo 2018, o “Garoto Gordo Especia” edição de aniversário de 30 anos, insolitamente, perdeu peso. A Harley-Davidson Fat Boy teve que se adaptar aos novos tempos fitness, passando por um rigoroso regime que reduziu o peso em 14 kg, com adoção de quadro com nova geometria e 34% mais rígido, proporcionando melhor dirigibilidade.

Fotos: Harley-Davidson | Divulgação

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
8 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Denis Campos 15 de junho de 2020

    Sou fã da marca, faltou o valor.
    Motos feitas para durar,

  • Avatar
    Luiz Fernando 12 de junho de 2020

    Essa eu quero, quanto vai ser?
    Muito lindaaaaa, show de bola!!!!!

  • Avatar
    Carlos cear 12 de junho de 2020

    Gostei só faltou falar o preço da máquina

  • Avatar
    Wagner Guilherme 12 de junho de 2020

    Tenho uma Road King 2005. Que delícia rodar com essa máquina na rodovia…
    A vida passa muito rápido, então vamos viver o hoje.

  • Avatar
    Carlos Azevedo 12 de junho de 2020

    Monumento!

  • Avatar
    Valdeci j. Guth 11 de junho de 2020

    Estou só curtindo, aínda chego la, não sei como, mas, ninguém sabe o dia de amanhã.

  • Avatar
    João Ferreira Neto 11 de junho de 2020

    Entendo, apesar de pouco tempo de Harley, que a fábrica poderia unir o tradicional com o novo; noto que passo a passo estão descaracterizando o tradicional estilo; o farol retangular é um exemplo.

  • Avatar
    José Roberto 11 de junho de 2020

    Ainda ai de ter uma boa motocicleta como está parabéns a todos vocês do grupo Harley pelos 30 anos dê tradição e bons serviços prestados à todos nós motocicletas do mundo todo abraços fica com Deus abraços José Roberto Araruama RJ região dos Lagos CEP 28970 000 valeu tmj se cuidem e fiquem EM CASA, para que possamos nos encontrar nas estradas dá vida.

Avatar
Deixe um comentário