Motos Peugeot? Sim: novidades são fruto de negócio com a Mahindra

Marca pretende lançar 7 novos modelos entre 2021 e 2023, incluindo motocicletas com motores de até 500 cm³ e scooters

Por AutoPapo17/09/20 às 18h00

Talvez você não saiba, mas bicicletas e scooters com a marca Peugeot estão longe de constituir novidade. No passado, também existiram motocicletas com o logotipo do leão, embora a empresa não atue há muito tempo nesse segmento. Mas as coisas devem voltar a ser como antes: o fabricante promete sete novos produtos entre 2021 e 2023, entre os quais motos de até 500 cm³.

VEJA TAMBÉM:

A ofensiva sobre duas rodas é resultado de um negócio envolvendo a Mahindra. Em 2015, a multinacional indiana comprou 51% da Peugeot Motorcycles (PMTC). Em 2019, os outros 49% também foram adquiridos, de modo que a divisão passou a ser inteiramente controlada pelos asiáticos.

Nesse ponto, vale destacar que a divisão de automóveis da Peugeot segue completamente ligada ao Grupo PSA, que controla também as marcas Citroën, DS, Opel e Vauxhall. A Mahindra, por sua vez, detém apenas a PMTC. As equipes dos dois conglomerados, porém, desempenham alguns trabalhos conjuntos, inclusive o de design.

moto peugeot p2x cafe racer

Embora as novas motos Peugeot ainda não tenham sido reveladas, o site RideApart antecipou que as duas primeiras devem seguir o estilo da P2X Concept, apresentada como estudo na última edição do Salão do Automóvel de Paris, em 2019.

Uma das motos terá estilo Cafe Racer e motor de 300 cm³, enquanto a outra, mais convencional, ficará com 123 cm³.Outra informação revelada extra-oficialmente é que ambas terão mecânica com duplo comando de válvulas e arrefecimento a líquido.

A expectativa é de que essas duas motos sejam lançadas já no ano que vem. Até 2023, chega um modelo maior com motor entre 400 cm³ e 500 cm³. As demais novidades serão focadas no segmento de scooters, que já é tradicional para a PMTC.

moto peugeot p2x

Motos Peugeot virão para o Brasil?

O plano da Mahindra é vender as motos Peugeot na Europa, inclusive nos países do leste, e na Ásia. O Brasil, portanto, está fora do mapa da empresa, pelo menos nesse primeiro momento.

Fotos Peugeot | Divulgação

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Jo 26 de setembro de 2020

    Independente do gosto pessoal de cada um, não dá pra negar que o estilo das motos é bem resolvido. Se viesse para o Brasil, eu encarava. Ancioso por lançamentos de motos que não são mais do mesmo. Principalmente na faixa entre 300 e 500 Cm3.

Avatar
Deixe um comentário