Produção e venda de motos crescem em agosto; veja dados por categoria

Abraciclo mostra a recuperação do mercado; entre as categorias mais comercializadas, destaque vai para off-road e Scooter

Por AutoPapo10/09/20 às 15h40

A indústria brasileira de motocicletas produziu, em agosto, 98.358 unidades no Polo Industrial de Manaus, de acordo com os dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). O volume registrado corresponde a uma alta de 0,4% na comparação com julho (97.920 unidades). Confira mais detalhes da fabricação e venda de motos.

LEIA MAIS

funcionários seguram motocicletas vermelhas na fabrica da honda em Manaus
Motos do estilo Street são as mais produzidas e vendidas no Brasil, apesar do crescimento de outras categorias ser mais expressivo (Foto: Honda | Divulgação)

No acumulado de janeiro a agosto foram fabricadas 588.495 motocicletas, o que representa uma retração de 20,9% na comparação com o mesmo período do ano passado (743.556 unidades).

Venda de motos no Brasil

As fábricas venderam para as concessionárias 96.415 motocicletas em agosto, volume 5,4% superior na comparação com julho do presente ano (91.454 unidades) e 7,9% menor ante agosto do ano passado (104.649 unidades).

No acumulado do ano, as vendas no atacado somaram 564.988 unidades, significando uma queda de 21,6% na comparação com o mesmo período de 2019 (720.782 motocicletas).

Categorias mais escolhidas em agosto

As categorias Off-Road e Scooter foram as que registraram maior crescimento em termos de variação percentual. As motocicletas Off-Road registraram alta de 113,9%, passando de 287 unidades vendidas no atacado em julho para 614 unidades em agosto.

As Scooters somaram 7.727 unidades repassadas das fábricas para as concessionárias, o que representou aumento de 65,7% em relação ao mês anterior (4.664 unidades).

Em números absolutos a Street se manteve como a categoria mais comercializada no atacado, com 50.662 unidades em agosto, correspondendo a um aumento de 0,5% na comparação com o mês anterior (50.393 motocicletas) e de 7,2% em relação ao mesmo mês do ano passado (47.255 unidades).

Veja o comparativo da venda de motos mensal por categoria:

Categoria Agosto 19 Julho 20 Agosto 20
Street 47.255 50.393 50.662
Trail 23.350 16.075 17.337
Motoneta 18.417 15.724 15.673
Scooter 8.296 4.664 7.727
Naked 2.219 1.535 1.540
Bigtrail 2.309 1.633 1.916
Off-Road 1.843 287 614
Custom 558 479 335
Sport 402 664 611
Total 104.649 91.454 96.415
 

Street também lidera o ranking das vendas no acumulado do ano, com 295.284 unidades e 52,3% de participação no mercado. Em segundo lugar, está a Trail com 103.247 unidades e 18,3% de participação, seguida pela Motoneta com 86.586 unidades e 15,3% de participação.

Segundo levantamento do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) analisado pela Abraciclo, foram licenciadas 95.961 motocicletas em agosto, correspondendo a uma alta de 12,7% na comparação com julho (85.148 unidades). Em relação a agosto de 2019 (88.625 motocicletas), a alta na venda de motos foi de 8,3%.

A média diária de vendas em agosto, que teve 21 dias úteis, foi de 4.570 unidades, indicando um crescimento de 23,4% em relação a julho do presente ano (3.702 unidades/dia e 23 dias úteis). Na comparação com agosto de 2019 (4.028 motocicletas/dia e 22 dias úteis) a elevação foi de 13,4%.

Com 34.215 unidades emplacadas e 35,7% do mercado, a região Sudeste liderou o ranking de agosto. O Nordeste ficou em segundo lugar (31.705 motocicletas e 33% de participação), seguida pela Norte (11.577 unidades e 12,1% de participação), Centro-Oeste (9.430 unidades e 9,8% de participação) e Sul (9.034 e 9,4% de participação).

São Paulo foi o estado que registrou o maior número de emplacamentos: no total foram licenciadas 19.362 motocicletas. Em segundo lugar ficou Minas Gerais, com 7.469 emplacamentos, seguido por Bahia, com 6.223, Ceará, com 6.175 e Pernambuco, com 5.885 unidades.

No acumulado do ano a venda de motos no varejo somou 531.250 unidades, correspondendo a uma retração de 25% em relação ao mesmo período do ano passado (708.707 unidades).

Teo Mascarenhas

Especialista na cobertura do mercado de motocicletas e competições com mais de 30 anos de experiência.

Teo Mascarenhas
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário