10 caminhões que podem ser dirigidos com ‘carteira B’

Modelos classificados como "Veículos Urbanos de Carga" são ideais para grandes centros urbanos com restrições de circulação

Hyunday HR sem implemento
Hyundai HR: um dos preferidos da categoria (Foto: Hyundai | Divulgação)
Por Érico Pimenta
11 de fevereiro de 2021 17:20

No Brasil, um motorista com carteira de motorista (CNH) categoria B pode dirigir veículos de carga cujo peso bruto total (PBT) não seja superior a 3.500 kg (3.5 toneladas).

Diante deste fato, mais as restrições a veículos de cargas em grandes centros urbanos como por exemplo São Paulo ou Belo Horizonte, as montadoras viram uma oportunidade e criaram modelos especificamente para esse fim: assim nasceu o VUC (Veículo Urbano de Carga), que atende não só a questão de limite de peso mas também como os limites de altura, largura e comprimento que são empregados em muitas cidades.

VEJA TAMBÉM:

Outra vantagem desses modelos, é que tecnicamente eles são equiparados a carros, com isso por exemplo em uma praça de pedágio você paga o valor de um automóvel e não o valor por eixo como é cobrado dos demais caminhões.

Apenas fique atento que para trabalhar com um caminhão com categoria B é necessário que em sua CNH conste a observação EAR (Exerce Atividade Remunerada). Para isso, é necessário realizar exame psicológico no Detran e pagar as taxas, que podem variar de valor dependendo do estado.

Vamos aos 10 caminhões que podem ser dirigidos com carteira “B”

1. Volkswagen Delivery Express

caminhão volkwagen delivery
Delivery Express, modelo foi desenvolvido especialmente para categoria B (Foto: Érico Pimenta | Divulgação)

Apresentado ao mercado em 2017, a nova versão do Delivery focou em ser um caminhão VUC com interior de carro, sendo ideal para o dia-a-dia nos grandes centros urbanos.

A receita deu certo e o Delivery se tornou um caminhão esperto, com bom conjunto mecânico é com uma dirigibilidade semelhante a um carro.

Uma curiosidade: o Delivery também foi o primeiro caminhão a anunciar a nova “frente única” dos próximos modelos da Volks no Brasil – o modelo mais recente a adotar esse conceito foi pesado/extrapesado Meteor.

Ficha Técnica VW Delivery Express

  • Motor: Cummins ISF 2.8L
  • Potência: 150 cv @3.500 rpm
  • Torque: 360 Nm entre 1.500 a 2.800 rpm
  • Transmissão: Eaton ESO Manual
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg

2. Hyundai HR

Hyunday HR sem implemento
Hyundai HR é o utilitário com maior valor de revenda do país

Com nome simples e fácil, o HR, modelo que basicamente estreou o segmento de VUC, conta com a maior capacidade de carga do segmento, chegando a 1.800 kg (dependendo do peso do implemento a ser utilizado).

O modelo tem a seu favor o pós-venda do grupo Caoa, além do valor mais acessível. Há também uma generosa lista de itens de série como farol de neblina por exemplo.

Ficha Técnica Hyundai HR

  • Motor: 2.5 A2 Diesel (D4CB)
  • Potência: 130 cv a 3.800 rpm
  • Torque: 254 Nm entre 1.500 e 3.500 rpm
  • Transmissão: Manual de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.400 Kg

3. Iveco Daily City (30-130)

Iveco daily city sem implemento
Modelo foi lançado neste mês de fevereiro de 2021

A linha Daily City, que fez sua estreia no mercado em 2017 e recebeu uma geração totalmente nova neste ano, mira o segmento de e-commerce, que tem como características entregas em diversos pontos e geralmente cargas mais leves.

Dentre os modelos citados, a nova Iveco Daily segue mais no padrão atual de “luxo”, incluindo volante de base reta, central multimídia e conexão bluetooth com o sistema.

Ficha Técnica do Iveco Daily City (30-130)

  • Motor: FPT Industrial F1A WG
  • Potência: 130 cv a 3.600 rp,
  • Torque: 320 Nm entre 1.800 e 2.500 rpm
  • Transmissão: ZF 6S 480 OD (ZF EL55) de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg

4. Iveco Daily 35-150

Iiveco new daily 2020 sem implemento
Modelo usa um truque com PBT técnico superior aos 3.500 kg, mas é homologada é 3.500 Kg

Aqui vemos uma boa jogada da italiana Iveco. O VUC Daily 35.150 tem um Peso Bruto Total (PBT) técnico de 4.200 kg, porém o legal é 3.500 Kg que ainda cabe a motoristas com categoria B dirigir. Já o seu CMT (capacidade máxima de tração é de 6.500 Kg, enquanto o da City é de 5.500 Kg.

Ficha Técnica da Iveco Daily 35-150

  • Motor: FPT Industrial F1A WG
  • Potência: 146 cv a 3.500 RPM
  • Torque: 350 Nm entre 1.400 e 2.900 RPM
  • Transmissão: ZF 6S 480 OD (ZF EL55) de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg

5. Renault Master

Talvez esquecida, mas ainda com boa participação de mercado, a Renault Master tem boa capacidade de carga e, tecnicamente falando, não fica atrás das demais concorrentes. Ainda conta com versão chassi-cabine e furgão.

Para o mercado europeu, a Renault Master ganhou uma nova geração, mas  não há sinais de ela vir para o Brasil.

Ficha Técnica da Renault Master

  • Motor: M9T
  • Potência: 130 cv a 3.500 rpm
  • Torque: 310 Nm a 1.500 rpm
  • Transmissão: PF6 de 6 velocidades.
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg

6. Foton Minitruck 3.5-14 ST

Foton Minitruck 3.5-14 ST
A Foton está no mercado desde 2010 e vem diversificando seus produtos e ganhando mercado

A Foton, chinesa que atua no mercado brasileiro desde de 2010, tem no seu portfólio de produtos o caminhão VUC Minitruck 3.5-14 ST que usa chassi com a mesma arquitetura dos utilizados em caminhões pesados.

O modelo ainda oferece de série itens como ar-condicionado, vidros elétricos, trava elétrica das portas, rádio com MP3/USB além de defletor de teto, volante regulável, acelerador manual eletrônico e sensor sonoro de ré.

Ficha Técnica do Foton Minitruck 3.5-14 ST

  • Motor: Cummins ISF 2.8
  • Potência: 131 cv a 3.600 rpm
  • Torque: 275 Nm entre 1.400 rpm e 3.000 rpm
  • Transmissão: Manual de 5 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg

7. Kia Bongo K 2500

Kia Bongo K 2500
Modelo recebeu encosto de cabeça e cinto de 3 pontos para se adequar a legislação

O único modelo comercial da Kia no Brasil, o Bongo K 2500 recebeu algumas novidades para a sua linha 2021, como o ar-condicionado de fábrica e a incorporação do cinto de 3 pontas e encosto de cabeça para os três ocupantes.

Ficha Técnica do Kia Bongo K 2500

  • Motor: D4CB 2.5 L Turbodiesel Intercooler
  • Potência: 130 cv a 3.800 rpm
  • Torque: 255 Nm entre 1.500 rpm e 3.500 rpm
  • Transmissão: manual de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.392 kg

8. Fiat Ducato

Fiat Ducato
Modelo é importado do México atualmente

O Fiat Ducato era feito na fábrica da Iveco em Sete Lagoas na geração passado em um acordo entre Fiat e CNH Industrial. Desde que ganhou uma nova geração, passou a ser importado diretamente do México Com a alta do dólar, pode não ser a melhor opção de compra atualmente entre os VUC. Mas quem vem da geração anterior, pode ser um bom upgrade.

Ficha Técnica Fiat Ducato Chassi-cabine

  • Motor: FPT Industrial F1A diesel Turbo 2.3
  • Potência: 130 cv a 3.600 rpm
  • Torque:  320 Nm a 1.800 rpm
  • Transmissão: manual de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg

9. JAC V260

JAC V260
Modelo mais “manco” desta lista com apenas 103 cavalos de potência

Desta lista, chegamos ao caminhão VUC menos potente, com apenas 103 cavalos e também com PTB de 3.200 Kg o modelo é destinado a cargas mais leves, já que a sua capacidade de carga e em torno de 1.500 kg dependendo claro do tipo de implemento que você coloque nele (baú, tanque, carroceria aberta).

Ficha Técnica JAC V260

  • Motor: 2.0 diesel
  • Potência: 103 cv a 3.600 rpm
  • Torque:  260 Nm entre 1.800 e 2.400 rpm
  • Transmissão: manual de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.200 kg

10. Sprinter Street 314 CDI

Por fim, chegamos a Sprinter, uma das vans comerciais de maior sucesso do Brasil. Ela conta com versões que vão de chassi-cabine até passageiro, porém como o foco é a carteira B: a Sprinter oferece a versão Street 314 CDI tanto na versão chassi-cabine como furgão.

O modelo ainda é ofertado com dois pacotes, sendo o Comfort e Hi-tech porém de série ela já oferece entrada Rádio AM/FM, bluetooth, sistema de partida sem chave, airbag duplo, volante com ajuste de altura e profundidade, vidros dianteiros elétricos, espelhos retrovisores elétricos com aquecimento, alarme, fechamento central das portas via controle remoto, faróis de neblina, direção elétrica e ar condicionado frontal, luzes de circulação diurna, (piso naval com ancoragem, estribo traseiro e abertura total da porta traseira, estes na versão furgão).

Ficha Técnica da Mercedes-Benz Sprinter 314 CDI

  • Motor: OM 651 CDI Bi-turbo Diesel 2.2 Litros
  • Potência: 143 cv a 3.800 rpm
  • Torque: 330 Nm entre 1.200 e 2.400 rpm
  • Transmissão: ZF – 6S 480 de 6 velocidades
  • Peso Bruto Total (PBT) Homologado: 3.500 kg
SOBRE
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Jackson 4 de outubro de 2021

A reportagem ta equivocada. O peso deve ser considerado com a carga. Entao vc ate pode andar nesses utilitarios, desde que estejam vazios.

Avatar
Kayky 9 de agosto de 2021

Isso não é caminhão!, Isso era uma van que que cortaram a parte de trás e falam que é caminhão nunca será a mesma coisa é que pra quem nunca dirigiu um sabe diferenciar puta ignorância.

Avatar
jose de arimateia fragoso 21 de julho de 2021

tenho um caminhao vuc Agrale 1600d com rodagem dupla na trazeira bau de 3,50 mt posso dirigir com a habilitaçao categoria B remunerada

Avatar
Raimundo Francisco da Silva 4 de julho de 2021

Qual a categoria mínima exigida para conduzir quadriciclos?

Avatar
Érico 4 de setembro de 2021

quadricíclos a mínima é categoria B.

Avatar
Jarbas 24 de maio de 2021

Valor desse caminhão

Avatar
Márcio 2 de maio de 2021

Gostei muito, com muitas informações dos veículos.

Avatar
JOSE PEDRO SILVA 7 de abril de 2021

Dentro dos caminhões apresentados não há câmbio automático , até quando o Brasil ficará fora do primeiro mundo ?

Avatar
Lúcio 6 de maio de 2021

Até o dia que mudar o nosso poder aquisitivo

Avatar
Deixe um comentário