Bati o carro e o airbag não acionou; posso pedir indenização?

Muitas vezes as pessoas sofrem um acidente de trânsito e ficam confusas com o airbag não inflando, a explicação disse fica na dinâmica da batida

shutterstock detalhe escrito airbag em painel de carro
Dependendo do tipo de batida as bolsas realmente não abrem (Foto: Shutterstock)
Por Eduardo Rodrigues
14 de julho de 2022 14:07

Uma dúvida frequente de nossos leitores é se pode cobrar indenização do fabricate após sofrer um acidente e os airbags não abrir. Apesar da pergunta ser simples, a resposta depende de muitas variáveis e o AutoPapo vai lhe ajudar a entender o motivo das bolsas infláveis não acionar.

Primeiramente é preciso saber quantos airbags o seu veículo possui. Desde 2014 é obrigatório ter os dois dianteiros. As bolsas laterais, instaladas nos bancos, estão se popularizando e já equipa modelos populares como o Renault Kwid. Já os de cortina e de joelho são reservados a carros mais equipados.

VEJA TAMBÉM:

Em qual situação cada airbag é acionado

shutterstock volkswagen golf de quarta geracao batido com os dois airbags dianteiros acionados
As bolsas dianteiras se abrem apenas em batidas frontais (Foto: Shutterstok)

Os airbags são dispositivos de segurança importante, mas não é em todo tipo de batida ou acidente que ele será acionado. A deflagração das bolsas depende de onde foi o impacto, a velocidade e o ângulo. A velocidade mínima para o acionamento e uma batida frontal contra objeto imóvel é de 30 km/h.

Em caso de batidas laterais, traseiras e até capotamento, os airbags dianteiros não serão acionados. Isso não é falha de projeto ou algo do tipo, nesse tipo de batida essas bolsas serão inúteis e o acionamento não afetaria na proteção.

Em batidas laterais e capotamentos quem irá proteger os ocupantes são as bolsas laterais e de cortina. Ou seja, se seu veículo tiver apenas o airbag duplo, sofrer uma batida lateral e ele não for acionado, não cabe culpar o fabricante pois o dispositivo não foi feito para tal tipo de batida.

O airbag deveria ter acionado e não foi

Durante esse mega recall dos airbags Takata, houveram casos onde a primeira fase foi apenas desativar as bolsas e mais tarde, quando chegassem os componentes, o proprietário deveria levar o carro para instalá-lo. Existem também proprietários que preferiram desativar o airbag, esses tiveram que assinar um termo de responsabilidade.

Se você comprou um carro usado que se envolveu nesse recall, consulte se a troca realmente foi feita ou se ele ficou apenas na primeira fase.

Em carros modernos o airbag é desativado caso o motorista ou passageiro não afivele o cinto. Como as bolsas são infladas em alta velocidade, uma pessoa sem cinto irá se de encontro com esse “estouro” e se machucar ainda mais. É importante lembrar que as bolsas são suplementares ao cinto.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário