Caminhões com motores absurdos? Sim, existem! Conheça 5 deles

Não apenas para trabalho, às vezes, caminhões podem ser insanamente potentes e divertidos ; confira a nossa lista e veja os vídeos

shockwave tg4 foto fast action photo 2020 denis currier
Shockwave usa turbinas de avião a jato como propulsores (Foto: Fast Action Photo 2020 | Denis Currier)
Por Érico Pimenta
11 de agosto de 2021 14:00

Caminhões são ferramentas de trabalho, e isso é fato. É claro que nós que amamos esses pesadões já pensamos em ter um para trabalho ou apenas para o fim de semana. Indo além deste pensamento, alguns “loucões” fizeram de fato caminhões não apenas para um passeio mas como também colocaram um motor exageradamente grande e potente que chama atenção até de quem não é lá um apreciador dos pesados.

Sendo assim, vamos conhecer 5 desses modelos.

VEJA TAMBÉM:

1. Thor24 – 3.424 cv

caminhao thor 24 2
Thor24, modelo foi leiloado a um valor de 13,2 milhões de dólares

O Thor24 ou “Big Mike”, como era conhecido o projeto, é um Peterbilt 359 de 1979 (um verdadeiro clássico americano) que recebeu nada mais, nada menos do que dois motores Detroit 12V71 que foram extraídos de um velho iate.

Construído pelo corretor de imóveis, Mike Harrah, o Thor24 levou incríveis 7 anos para ficar pronto. Inicialmente, Mike adquiriu os 2 motores, e com ajuda dos construtores Tim Spinks e Paul Abram e o gerenciamento de projetos de Steve Huff, construiu peça a peça o que foi necessários a união dos dois motores, além de um novo chassi capaz de suportar todo o peso dos dois motores.

O modelo ainda teve sua cabine alongada e acrescentadas mais 2 portas, fazendo com que seja um caminhão de 4 portas. O interior também foi personalizado e ganhou um conjunto de 30 manômetros para monitorar o motor em cada aspecto.

caminhao thor 24 1
Interior do modelo também foi personalizado

Apesar de toda dedicação ao projeto e os longos 7 anos que o Mike levou para construir, o modelo foi leiloado em 2019 pelo valor de US$ 13,2 milhões (R$ 68,8 milhões em conversão direta) (12 milhões + 10% de imposto!). O valor recorde foi compensatório para Mike, que afirma ter gastado cerca de US$ 7 milhões para construir.

2. Shockwave – Motor a jato e 36.000 cv

shockwave tg4 foto fast action photo 2020 denis currier
Shockwave pode chegar a 600 km/h (Foto: Fast Action Photo 2020 | Denis Currier)

Ok, aqui temos um famoso mundialmente! Com certeza você já viu o vídeo de um caminhão ultrarrápido e soltando uma megafumaça ou até mesmo fogo: bom esse e Shockwave, um caminhão com motor a jato.

Construído em 1984 por “Les Shockey”, o Shockwave usa como base um Peterbilt e três motores a jato Pratt & Whitney J34-48, mesmo motor do jato T-2 Buckeye. Cada propulsor consegue gerar 12 mil cavalos de potência com sistema de pós-combustão.

Com essa insanidade de potência, o Shockwave é o detentor do recorde de velocidade de um caminhão a jato, marcando incríveis 605 Km/h, sendo mais rápido que um Bugatti Veyron.

É claro que para chegar a essa incrível velocidade, o Shockwave precisa beber, e ele em um simples arrancadão pode usar até 600 litros de JET-A1 (combustível de aviação), o tanque de combustível tem capacidade para 720 litros.

Neste ano de 2021, o Shockwave recebeu uma nova pintura especial chamada de TOP GUN Edition – uma homenagem às forças armadas americanas. Além da pintura, o modelo conta com metralhadoras e um míssil em alusão a um jato de combate.

3. Scania Chimera – 2.190 cv

Uma das últimas grandes criações do grande Sven-Erik “Svempa” Bergendahl, da customizadora de caminhões Svempas, o Chimera foi apresentado em 2014 e se trata de um Scania série R com cabine do série P e um motor V8 diesel que recebeu 6 turbocompressores, rendendo 2.190 cv.

O modelo levou 5 anos para ser construído e pesa incríveis 4.700 kg. Mesmo assim, ele acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,6 segundos.

Infelizmente por ter sido uma construção do Svempas para apenas ser um truck show, o modelo não tem muitas informações técnicas divulgadas. Ma a velocidade máxima, segundo estimativas, pode passar dos 250 km/h.

4. Volvo Iron Knight – 2.400 cv

volvo the iron knight
O ‘cavaleiro de ferro’ foi construído especialmente para quebrar o recorde de velocidade de um caminhão

Aqui temos um modelo em especial: esse foi construído pela própria Volvo com o único objetivo de quebrar recordes de velocidade e com isso aqui cabe uma breve explicação.

A Volvo já tinha outros recorde de velocidade, sendo o último de 2011 com o modelo Mean Green, um Volvo híbrido com motor elétrico e um motor Diesel D16 gerando 2.100 cavalos. Mas ela queria atualizar o recorde.

Revelado em agosto de 2016, o The Iron Knight ou apenas Iron Knight usa o motor Volvo D13, o mesmo que equipa o FH 540, modelo pesado mais vendido do Brasil, que foi preparado para chegar a 2.400 cavalos de potência e 611,8 kgfm de torque.

Ele conta também com a caixa automática i-Shift Dual Clutch (caixa com dupla embreagem disponível para o FH na Europa) turbocompressores, software reprogramado e eletrônica reduzida para manter o peso do modelo baixo e por fim intercooler refrigerado a água.

Já a cabine do modelo tem o desenho semelhante ao do FH, porém é feita inteiramente de fibra de vidro para manter leve. O modelo ainda conta com para-choque frontal desenhado especialmente para auxiliar na refrigeração como também para auxiliar no downforce do modelo.

As saias laterais contam com gigantes entradas de ar para refrigeração do motor e dos seus freios. Outro detalhe que chama atenção é o pneu traseiro que foi desenvolvido especialmente para o modelo com a colaboração da Goodyear.

Toda essa cavalaria foi capaz de levar o modelo de 0 a 1.000 mil metros em 21.29 segundos, a uma velocidade média de 169 km/h. Já no 0 a 500 metros o modelo percorreu o trajeto em apenas 13,71 segundos a uma velocidade média de 131,29. Já a máxima atingida foi de 276 km/h.

O The Iron Knight no Brasil

Em 2019, a Volvo realizou uma tour sul americana com o modelo, com passagem no Brasil. O evento voltado para clientes e imprensa foi na pista de teste da Goodyear em Americana SP, no qual esse colunista que lhe escreve teve a honra de ser convidado para dar uma volta no modelo.

O piloto Boije Ovebrink, famoso piloto de corrida de caminhões e que também comandou o Mean Green, levou o Iron Knight ao máximo na pista e mostrou o quão brutal é a aceleração do modelo.

No mesmo ano, o modelo esteve presente na 22º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga (Fenatran) em exposição, e na sexta feira, além do tradicional buzinaço de encerramento, o Iron Knight foi ligado fazendo o ronco dos 2.400 cv ecoar por toda a feira.

Ah, como curiosidade, o número 26 na lateral do modelo se refere ao ferro, que é 26° elemento na tabela periódica.

5. Kenworth C510 6×4 – 1.000 cv

kenworth c510
Modelo carrega até 300 toneladas de carga líquida (Foto: Roadtrains.com.au | Reprodução)

Chegamos ao nosso último modelo que, de certa forma é especial, já que ele é o único dessa lista que realmente trabalha, ou seja é um caminhão usado diariamente.

Desenvolvido na Austrália, o Kenworth C510 conta com um motor Cummins QSK-19 de 19 litros, 606 cavalos de potência e torque máximo de 269,7 kgfm. A caixa de transmissão é uma EATON Fuller RTLO-22918B de 18 velocidades, com uma relação de primeira marcha de 14,4: 1 a 0,73: 1 em overdrive.

Os eixos traseiros com redução no cubo são feitos pela Axle Tech com uma proporção final de 9,59: 1 O eixo dianteiro é Rockwell FL941 com capacidade de 9,1 toneladas, ou seja, esse caminhão ostenta grandes números, porém o melhor ainda está por vir.

Para empurrar as 450 toneladas de PBTC, (capacidade de carga líquida de 300 toneladas) o modelo conta com um segundo motor que é instalado no implemento ou “carreta”. O implemento foi construído pela Smith e conta com um motor Cummins ISX de 450 ou 500 cavalos.

Neste caso o de 500 cavalos foi instalado, no qual gera 255,9 kgfm de torque O implemento conta com uma caixa automática Allison. O implemento no qual o motor é instalado conta com 3 eixos com redução nos cubos e usa eixos desenvolvidos pela SISU, empresa especializada em caminhões rodoviários para aplicações severas.

kenworth c510 implemento
Motor instalado na traseira do implemento. Nota-se os 3 eixos com redução nos cubos (Foto: Roadtrains.com.au | Reprodução)

O motor instalado no implemento é controlado de dentro da cabine, e, em subidas, o motorista pode colocar o motor em aceleração máxima para auxiliar a empurrar todas as 450 toneladas, a incríveis 75 km/h.

O conjunto ainda impressiona na quantidade de eixos e pneus. O cavalo 6×4 conta com 3 eixos e 10 pneus 385/95-R25, o que é normal, porém ao contar os 5 implementos e um dolly chegamos a 88 pneus 295/80R 22.5 e 22 eixos.

Outro fato curioso é que a mineradora dona desse conjunto conta com 5 conjuntos iguais que trabalham diariamente no transporte de carvão moído até o porto.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Omega 12 de agosto de 2021

Eu sempre gostei de unir o útil ao agradável e é por isso que achei o Kenworth C510 6×4 – 1.000 cv, o supra sumo dos caminhões mostrados no texto.
Quanto a velocidade de 75 km/h para empurrar as 450 toneladas, é incrível mesmo. Nossos caminhões estradeiros das décadas de 60 e 70 mal passavam dos 65 km/h.

Avatar
Deixe um comentário