Carregador de bateria de carro é seguro? Veja cuidados ao usá-lo!

Mercado conta com diversos modelos de carregadores portáteis para uso residencial - conversamos com especialistas para saber como usá-los

Por Bárbara Angelo 02/04/20 às 10h00

Tem se encontrado no mercado muitas ofertas de carregador de bateria de carro. O aparelho é portátil e se propõe a recarregar uma bateria arriada, salvando o motorista quando seu veículo se recusa a ligar. Mas será que esse aparelho é seguro?

LEIA MAIS:

“Esse aparelho, considerando seu custo, pode ser uma comodidade. Seu carro ou moto não pega, e você pode resolver isso sozinho. Não vejo grandes riscos em utilizá-lo”, analisa Ricardo Takahira, engenheiro elétrico membro da comissão técnica de Veículos Elétricos e Híbridos da Sociedade de Engenheiros da Mobilidade (SAE) do Brasil.

O especialista aponta, entretanto, que não é normal a bateria de um carro se descarregar. Quando isso fica acontecendo com frequência, é porque o veículo tem um defeito e deve ser levado a uma oficina.

Apesar disso, para o engenheiro, não há grandes riscos envolvidos no uso do carregador de bateria de carro. Na análise de Takahira, esses aparelhos já são voltados para um usuário leigo, e impedem que se cometa um erro grave.

E a Baterias Moura concorda com o engenheiro. Contudo, apesar da aparente simplicidade do dispositivo, ambos apontam precauções que devem ser tomadas ao utilizá-lo.

Leia o manual

Em primeiro lugar, Takahira recomenda que se leia, com atenção, o manual do carregador de bateria de carro antes de utilizá-lo. Existe mais de um tipo à venda, e cada um terá um especificidade.

carregador de bateria de carro portatil vermelho sem marca com cabos para ligar na tomada e na bateria
Carregador de bateria de carro portátil: foto ilustrativa, pois modelos vendidos no Brasil para o público leigo têm aparência um pouco diferente e costumam ter o medidor digital

Todos eles funcionam ligados a uma tomada, então, esse é o segundo cuidado, de acordo o engenheiro: certifique-se de que a voltagem do dispositivo é a mesma que a da tomada (110 v ou 220 v), caso ele não seja bivolt (funciona em qualquer uma das duas).

Como saber que a bateria foi carregada?

Outra coisa que é diferente de acordo com o modelo são as funções do carregador de bateria de carro.

Alguns equipamentos vão ter uma luz que indica quando a bateria está carregada, outros têm um mostrador digital que indica a tensão alcançada pela bateria, e outros desligam sozinhos quando ela está carregada.

Por causa disso, é importante ler o manual.

Caso o modelo indique apenas a tensão da bateria, espere ela chegar entre 12 v e 14,8 v. Com essa tensão, o motor já consegue funcionar, enquanto 14,8 v é a tensão máxima de todas as baterias do mercado, explica Takahira.

A Baterias Moura também faz recomendações na hora de escolher o tipo do carregador de bateria de carro. De acordo com a fabricante, ele deve ter tensão constante e corrente variável, modelo conhecido como “carregador inteligente”.

Se for preciso programá-lo, a fabricante indica a tensão de 14,8 v.

Não é recomendado carregadores com corrente constante. Esse tipo de equipamento requer uma especialidade quanto ao uso”, completa a fabricante.

Corrente do carregador de bateria de carro

Outro detalhe importante na hora de comprar e usar o aparelho é saber a corrente necessária para recarregar a bateria do seu carro.

“A corrente deve ser de, no máximo, 25% da capacidade nominal da bateria. Por exemplo, se a bateria é de 80 Ah, a corrente máxima deve ser de 20 A”, orienta a Baterias Moura.

Cada carro tem uma bateria com amperagem específica. Por isso, é importante também consultar o manual do veículo ou olhar na própria bateria qual é sua capacidade.

carregador de bateria de carro vermelho com cabos conectados a uma bateria sobre fundo branco
Carregador de bateria de carro deve ter corrente compatível com o modelo da bateria

O engenheiro elétrico da SAE, Ricardo Takahira, reforça a orientação.

“A recomendação é sempre trabalhar com uma corrente baixa, caracterizando uma carga lenta, pois há menos chances de você se acidentar com um choque e vai prolongar a vida útil da bateria”, explica ele.

A carga lenta é quando a bateria é recarregada com uma corrente baixa. Isso requer mais tempo, mas garante que ela não seja danificada. Quando recebe uma carga rápida, sua temperatura sobe e isso prejudica seus componentes químicos, reduzindo sua vida útil.

Não inverta os polos do carregador de bateria de carro

Mais um cuidado que o usuário deve ter na hora de usar um desses aparelhos é com os fios. Da mesma forma que na “chupeta”, quando outro carro é utilizado para acionar o arranque, eles devem ser ligados em seus respectivos polos na bateria.

Primeiro, o fio vermelho deve ser conectado ao polo positivo (+) da bateria. Depois dele, o fio preto deve ser conectado ao polo negativo (-).

Essa ordem não deve ser alterada, assim como as cores dos cabos devem, obrigatoriamente, ser ligados nesses polos. Caso contrário, podem haver danos.

“O ideal é que o carregador tenha um sistema de proteção contra inversão de polaridade. Caso o consumidor inverta a ligação no momento da conexão com a bateria, isso evita danos, tanto ao carregador quanto ao veículo”, acrescenta a Baterias Moura.

Riscos ao usar o carregador

O único grande risco é de o usuário causar um curto circuito na bateria, aponta a Baterias Moura.

Isso só pode ocorrer se ele conectar o polo positivo ao polo negativo da mesma, na hora de ligar o carregador ou se estiver usando alguma ferramenta de metal. Por isso, tome cuidado para isso não acontecer.

Além disso, só é preciso se atentar para não inverter os fios e não deixar a bateria esquentar, como explicado acima.

pessoa conecta cabos de um carregador portatil nos terminais da bateria no motor de um carro
Ordem de conexão e cor dos cabos não devem ser confundidos na hora de conectar o carregador à bateria do carro

Outras precauções na hora de manusear uma bateria são de proteger os olhos com um óculos, pois ela contém ácido que pode se vaporizar. Esse líquido também pode vazar dela caso esteja muito velha, podendo queimar a pele.

Também é uma boa ideia remover anéis ou pulseiras de metal na hora de mexer com equipamentos elétricos no geral, incluindo o carregador de bateria de carro.

Em último dos casos, se o usuário levar um choque por descuido, ele não corre grande perigo. Takahira, engenheiro elétrico da SAE, garante que a corrente da bateria e do carregador não é forte o suficiente para matar uma pessoa.

Como usar carregador de bateria de carro?

Agora que você já sabe quais são os riscos e as precauções a serem tomadas na hora de comprar e utilizar esse tipo de equipamento, veja o passo a passo de como usá-lo:

  1. Prefira comprar um carregador do tipo inteligente, especialmente se não tiver experiência com a recarga de baterias
  2. Certifique-se, também, de que o produto tem a amperagem correta para a sua bateria
  3. Se for preciso, regule a corrente para no máximo 20% da amperagem da sua bateria
  4. Mantenha o carro desligado, e certifique-se de que todos os seus componentes elétricos (faróis, luzes internas, som ou central multimídia) também estejam desligados
  5. Ligue o cabo vermelho no polo positivo
  6. Ligue o cabo preto no polo negativo
  7. Conecte o carregador de bateria de carro na tomada
  8. Mantenha o carro desligado até que o aparelho indique que a bateria está carregada; alcance entre 12 v e 14,8 v; ou desligue sozinho
  9. Desligue o carregador da tomada
  10. Desconecte os cabos do carregador da bateria
  11. Dê a partida no carro

Se o carro não pegou mesmo assim, tente dar a partida de novo. Se com duas tentativas ele não funcionar, refaça o processo com o carregador de bateria de carro, recomenda Takahira, da SAE.

Quando o carregador não deve ser usado

Por fim, existem algumas situações em que usar um carregador não é uma boa ideia.

“Ele não deve ser utilizado nos casos em que a bateria estiver com característica de seca. Isso pode ser verificado pelo visor, quando ele estiver amarelo ou incolor”, aponta a Baterias Moura.

Outra situação é se, ao utilizar o carregador de bateria de carro, ela começar a esquentar muito, passando de 60º C. “Isso pode indicar que a bateria tem um defeito, e ele pode ser provocado devido ao longo tempo em que ficou parada”, indica a fabricante.

Por fim, Takahira lembra que utilizar o carregador não resolve defeitos no carro. “Usá-lo não vai eliminar a necessidade de levar o carro na auto elétrica, só vai resolver aquela situação ruim de não conseguir ligar o carro na hora”, explica o engenheiro elétrico da SAE.

Assim, uma vez que a bateria for recarregada, leve o veículo a uma oficina para identificar a razão do problema, recomenda o especialista.

Confira o comentário de Boris Feldman sobre a bateria arriada:

2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Fabíola 10 de agosto de 2020

    Bem explicado, tb me ajudou muito, obrigada!!!

  • Avatar
    Waldir 29 de maio de 2020

    ótimas dicas, me ajudou bastante.

Avatar
Deixe um comentário