Popular completaço: conheça 5 carros 1.0 que eram bem equipados

Nos últimos anos ter um carro 1.0 era sinônimo de ter um carro simples, o Peugeot 208 Style trouxe de volta a oferta de carro popular bem equipado

renault twing initiale prata frente detalhe
Acredite! Até o Twingo teve uma versão de luxo (Foto: Renault | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
29 de maio de 2022 10:03

O Peugeot 208 2023 chegou com a opção de motor 1.0 mas não deixou os equipamentos de conforto e conveniência de lado. Nos últimos anos ter um carro com motor 1.0 aspirado tinha voltado a ser sinônimo de ter um carro “pelado”, com as versões mais bem equipadas sendo associadas a motores mais fortes.

Os fabricantes já tentaram algumas vezes oferecer carros mais completos equipados com motor 1.0. As reações foram variadas, alguns deram certo enquanto outros foram preteridos em prol de um modelo mais potente e menos equipado.

VEJA TAMBÉM:

1. Fiat Mille ELX

O Fiat Mille inaugurou o conceito dos carros populares e conseguia boas vendas. O lançamento do Chevrolet Corsa abalou a tranquilidade da Fiat, com seu projeto mais moderno, injeção eletrônica e preço competitivo. Os italianos revidaram dando um banho de loja no seu popular.

O resultado foi o Mille ELX, que teve a primazia de ser o primeiro 1.0 a oferecer ar-condicionado. Além disso ele podia contar com calotas integrais, rádio, alarme com telecomando, cintos com regulagem de altura e relógio digital (como em um Corolla). A estratégia durou pouco pois a missão de ser um popular bem equipado passou a ser do Palio.

2. Renault Twingo Initiale

O Renault Twingo por si só era um 1.0 bem diferente dos outros vendidos no Brasil. Seu interior espaçoso e o estilo ousado destacava o importado perto dos compactos mais utilitários fabricados aqui. A versão Initiale chegou no final da vida do modelo como uma opção luxuosa.

Enquanto para o Mille ELX tinha o ar-condicionado opcional como luxo, o Twingo Initiale chegava trazendo bancos de couro, CD-Player, alarme, air-bag duplo, rodas de liga leve, faróis de neblina e travamento automático das portas de série.

Ao contrário da nova Oroch, sua direção trazia assistência elétrica. Sob o capô estava a primeira interação do motor D4D, o 1.0 16v que foi usado pela Renault até ser sucedido pelo SCe de 3 cilindros. Esse motor também foi usado pelo Nissan March e pelo Peugeot 206.

3. Ford Ka Black

propaganda de epoca ford ka black
A edição especial testou a receptividade do brasileiro por um compacto luxuoso (Foto: Facebook | Reprodução)

O conceito de carro popular de luxo do Twingo Initiale foi repetido pela Ford no Ka Black. Essa série especial limitada a 1.000 unidades  foi oferecida com os motores 1.0 ou 1.6. A decoração trazia adereços do esportivo XR e rodas de liga leve exclusivas.

Por dentro o Ka Black trazia bancos em couro, ar-condicionado, detalhes cromados, conta-giros, vidros e travas elétricas, direção hidráulica e relógio analógico no painel. Os únicos opcionais eram o sistema de som, o comprador podia escolher entre o toca-fitas ou o CD-player, e a blindagem.

4. Fiat Palio ELX e Attractive

A terceira geração do Palio — ou segundo face-lift — elevou o nível do compacto com o desenho assinado por Giorgetto Giugiaro e um interior renovado. O modelo pode se dar alguns luxos pois abaixo ainda estava a geração anterior, chamada de Palio Fire, e o Mille.

A lista de opcionais cresceu com essa renovação. Era possível comprar o hatch na versão ELX 1.0 com regulagem elétrica dos bancos, airbags laterais, retrovisor fotocrômico, CD-player com MP3, sensor de chuva e sensor crepuscular. Como esses itens eram opcionais, é difícil encontrar um carro com tudo isso, mas existem unidades assim.

Outra vez que o Palio foi oferecido com muitos equipamentos foi com a quinta geração — que no sentido técnico deveria ser a segunda. O modelo Attractive 1.0 já vinha com o essencial e poderia ser melhorado com freios ABS, retrovisor fotocrômico, sensor de chuva, sensor crepuscular e teto solar. Essa foi a última vez que um 1.0 ofereceu teto solar, até a chegada do 208 Style.

5. Kia Picanto

O Kia Picanto talvez seja o carro 1.0 mais bem equipado que teve o Brasil até a chegada do Peugeot 208 Style. O compacto coreano chegou em sua primeira geração e equipado com um motor 1.1 de quatro cilindros. Em seu face-lit o motor teve o deslocamento reduzido para 1.0. O destaque era o cambio automático, item que só vinha em carros com motores maiores.

A segunda geração do Picanto elevou o nível do popular. O antigo motor de quatro cilindros deu lugar a um novíssimo de três, que era flex. Esse é o mesmo motor que equipa o HB20 até hoje. Na lista de equipamentos estavam o trio elétrico, direção elétrica, ar condicionado e rádio com MP3. Versões mais completas podia trazer até seis airbags.

A terceira geração era até mais equipada, pois veio apenas na versão GT. O interior já tinha central multimídia, faróis automáticos, bancos em couro, câmera de ré e rebatimento elétrico dos retrovisores. Apenas 100 unidades foram importadas, todas com câmbio automático.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Damaris 8 de junho de 2022

Porquê estamos falando de carro velho?

Avatar
Jo 31 de maio de 2022

Sou fã do Twingo. Um em estado impecável completo, de colecionador, não se acha hoje por menos de 30 mil. Daí fica um pouco difícil. Pra segundo carro, excelente opção.

Avatar
AUGUSTO 30 de maio de 2022

Não entendi a que blindagem se refere o texto ao ford Ka black?

Avatar
Rodrigo 29 de maio de 2022

Para mim, até hoje, o verdadeiro popular “de luxo”, racional, econômico e que oferecia um ótimo custo X benefício foi o Mille ELX.

Avatar
Deixe um comentário