É oficial: carros antigos voltarão a ter placa preta em 2022

Chapa para veículos de coleção terá novamente fundo negro; decisão foi publicada do Diário Oficial da União e começa a valer em 1º de junho de 2022

placa preta nova padrao mercosul
Placa ganhou fundo na cor preta, mas manteve a nova padronização Mercosul (Foto: Contran)
Por AutoPapo
22 de dezembro de 2021 16:37

Com o início da vigência do padrão Mercosul, os veículos de coleção perderam a licença de cor negra: a chapa passou a usar caracteres cinzentos sobre um fundo branco. A mudança não agradou e ainda dificultou a identificação desses clássicos. Porém, o pedido dos antigomobilistas foi ouvido pelo Contran: carros antigos voltarão a ostentar a icônica placa preta a partir de 2022.

No último dia 13, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) autorizou que a placa para veículos de coleção volte a ser preta. Agora, nesta quarta-feira (22), a decisão saiu publicada no Diário Oficial e entrou oficialmente em vigor. Porém, os emplacamentos com a chapa negra só começarão em 1º de junho de 2022: esse período servirá para que fornecedores e órgãos de trânsito se adequem ao “novo” padrão da chapa de coleção.

VEJA TAMBÉM:

Vale esclarecer que a placa para veículos antigos voltou a ser preta, mas passou a seguir o formato Mercosul. Desse modo, terá quatro letras, três números e tarja superior em azul, além das demais especificidades. O AutoPapo procurou o Ministério da Infraestrutura, que confirmou a mudança.

A placa preta foi uma conquista importante para os colecionadores de carros antigos de todo o Brasil. Ela foi estabelecida em 1998, com a publicação da Resolução nº 56 do Contran. A mudança é apenas visual: o processo para a obtenção continua o mesmo.

Quais veículos podem receber a placa preta?

A placa preta é destinada a veículos com, no mínimo, 30 anos de fabricação e alto grau de originalidade. O objetivo é preservar os carros antigos de intervenções que possam comprometer a originalidade e, consequentemente, o valor histórico. Veja o que diz o texto:

​São considerados veículos de coleção aqueles que atenderem, cumulativamente, aos seguintes requisitos:

I – ter sido fabricado há mais de trinta anos.

II – conservar suas características originais de fabricação;

III – integrar uma coleção;

IV – apresentar Certificado de Originalidade, reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).”

Qualquer veículo emplacado que atenda a essas exigências está apto à chapa de coleção. Isso significa que não apenas carros, mas também motocicletas e até ônibus e caminhões podem receber a placa preta.

Proprietários interessados em obter a placa preta devem procurar um clube de antigomobilismo credenciado ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e agendar uma vistoria. Se o veículo for aprovado, será emitido um Certificado de Originalidade: com esse documento em mãos, basta procurar o órgão de trânsito local e efetuar o emplacamento.

É importante ressaltar que, além de original, o veículo precisa estar em excelente estado geral. Isso significa que carros pouco alterados, mas malconservados, não serão aprovados nas vistorias.

Assista ao vídeo e conheça um Dodge Dart da primeira safra que ostenta a placa preta:

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Marcio aparecido vicente 23 de dezembro de 2021

NÃO CONCORDO COM ESSA PLACA NOVA, TEM QUE DEIXAR COMO ESTÁ. SE UM MOTORISTA ATROPELA ALGUÉM, COM A PLACA ANTIGA, VOCÊ CONSEGUE VER A CIDADE E INFORMAR A POLÍCIA; AGORA COM ESSA PLACA NOVA NÃO, APARECE O NOME DA CIDADE, AÍ EU PERGUNTO QUAL A INTENÇÃO, SERÁ PARA DIFICULTAR A INDENTIFICACAO DE AUTORIDADES E POLÍTICOS.

Avatar
Anônimo 23 de dezembro de 2021

Faz mais sentido anotar a placa ao invés da cidade. Com a numeração da placa qualquer órgão policial tem acesso à todos dados do veículo, incluso o endereço de registro do veículo.

Avatar
Nome 24 de dezembro de 2021

E VOCE ACHA QUE O LEGISLADOR VAI MUDAR AS LEIS SÓ PORQUE VOCÊ “NÃO CONCORDA”? AH, VÁ! É CADA UMA QUE SE VÊ POR AQUI… 😡

Avatar
Hugo Paulo Trindade Dos Santos 1 de janeiro de 2022

É só puxar a placa no sistema do Detran que aparece o endereço do dono.

Avatar
Fernando 4 de janeiro de 2022

E no que vai ajudar eu saber a cidade? É melhor anotar a placa ou até mesmo o modelo do carro (exemplo: um Voyage preto) do que eu saber somente a cidade.

Avatar
Jesuino Leão 23 de dezembro de 2021

Muito boa noticia !
Agora uma pegunta , como ficarão os veículos antigos que já possui placa Mercosul de coleção ( Letras cinzas ) , é trocar as placas ?
Grande abraço , obrigado .

Avatar
Hugo Paulo Trindade Dos Santos 1 de janeiro de 2022

Pode trocar se quiser…..os carros com a placa de fundo preto NÃO PODERÃO RODAR NOS OUTROS PAÍSES DO MERCOSUL. Pode colocar a de fundo preto para rodar dentro do Brasil e caso vá para outro país é só trocar pela anterior….

Avatar
xt660 22 de dezembro de 2021

agora os mimizentos vão parar de encher o saco??? kkkk

Avatar
Lucy 22 de dezembro de 2021

Agora sim!!! Parabéns CONTRAN por atender as solicitações.

Avatar
Deixe um comentário