Kwid 0 km ou usado completo? Veja 10 opções com preço até R$ 45 mil

Selecionamos modelos mais completinhos, dos mais variados tipos, que custam o mesmo que custam o mesmo que um Renault Kwid 0 km

Por Fernando Miragaya 20/10/20 às 14h32
Especial para o AutoPapo
mercedes benz classe c 2009
Mercedes Classe C 2010 (Foto: Mercedes-Benz | Divulgação)

Essa é uma questão que costuma ser cruel para quem quer comprar ou trocar de carro. Pegar um 0 km mais simples ou partir para um usado completão? Pois o AutoPapo resolveu te deixar ainda mais em dúvida.

Selecionamos 10 carros já rodados, porém mais espaçosos e equipados por até R$ 45 mil, preço próximo de um Renault Kwid intermediário e novo.

Mostramos os mais variados tipos de carroceria e até opções de marcas de luxo, só que com até 10 anos – ou mais – de estrada. Como dito, são bem mais confortáveis e equipados, porém não têm o cheiro de novo e a garantia da versão Zen do subcompacto da marca francesa – a que oferece o mínimo de dignidade em termos de itens de série para se viver.

VEJA TAMBÉM:

Volkswagen Jetta 2012/13

volkswagen jetta 2012
  • Preços: entre R$ 41 mil e R$ 44 mil

O VW Jetta se destaca pela ótima dirigibilidade e robustez da marca alemã. A versão Comfortline é uma boa opção e o motor 2.0 16V aspirado de até 120 cv com o câmbio automático Tiptronic de seis marchas não decepciona.

Já vinha com quatro airbags, controle de tração, sensores de estacionamento na frente e atrás na parte de segurança, além dos previsíveis ar, direção hidráulica, trio e som com USB. É possível encontrar exemplares com ar automático, bancos de couro, retrovisor eletrocrômico e teto solar, que eram opcionais na faixa de carros até R$ 45 mil.

Ford Focus 2015/16

ford focus hatch
Ford Focus Ford | Divulgação
  • Preços: entre R$ 43 mil e R$ 45 mil

Tem saudades de hatch médio? Nós também, e em especial do Focus, com aquela suspensão multibraço na traseira com um dos melhores acertos que se tem notícia na história da indústria. Aqui, indicamos modelos mais recentes, com motor 1.6 16V Sigma de até 135 cv e câmbio manual de seis marchas.

Nesta faixa de carros até R$ 45 mil, é possível comprar a versão SE, que saía com controles de tração e estabilidade, assistente à partida em rampas, Isofix, vetorização de torque, chamada de emergência, ar, trio, direção elétrica, volante com ajustes de altura e de profundidade, som com USB, entre outros.

Também é possível levar uma SE 2.0 automática, mas fique de olho na caixa Powershift de dupla embreagem, que deu muitos problemas em vários Ford.

Chevrolet Tracker 2013/14

chevrolet tracker freeride
  • Preços: entre R$ 43 mil e R$ 45 mil

Se você tem obsessão por SUVs, vai aí uma opção de utilitário esportivo seminovo e equipado pelo preço de um Kwid. O Chevrolet Tracker de segunda geração só peca mesmo no espaço interno do banco traseiro (mais apertadinho que os rivais da sua época), já que o motor 1.8 16V de até 144 cv é bem competente para o jipinho.

O Tracker Freeride não tem uma fartura de itens de segurança (levava os obrigatórios airbag duplo e freios com ABS), mas pode ser uma pedida boa de carros até R$ 45 mil pelo custo-benefício, com ar, direção hidráulica, trio elétrico, som com entrada USB, Isofix rodas de liga leve e volante com ajustes de altura e de profundidade.

Mercedes-Benz Classe C 2009/2010

mercedes benz classe c 2009
  • Preços: entre R$ 38 mil e R$ 42 mil

Por que não um Mercedes? Isso aí, nossa lista tem lugar para um modelo de marca de luxo. Por menos de R$ 45 mil é possível levar o Classe C de geração passada. Apesar de ter mais de 10 anos de uso, carrega o requinte do fabricante e, desde então, era bem recheado.

Olha o C200K Classic com motor 1.8 com compressor mecânico de 184 cv e 25,5 kgf.m a 2.800 rpm. Tem controles de estabilidade e tração, bancos de couro, retrovisor eletrocrômico, teto solar, ABS, airbags, sensor de ré, entre outros. E ainda carrega o status da estrela de três pontas…

BMW Série 1 2010/11

bmw serie 1
  • Preços: entre R$ 40 mil e R$ 43 mil

Para os fãs da marca bávara não ficarem com ciúmes, selecionamos também um BMW usado pelo preço de Kwid 0 km. E logo o divertido 118i Top, com sua tração traseira e motor quatro cilindros de 136 cv que garantem uma pegada, senão esportiva, mais arrojada ao hatch.

O câmbio é automático de seis marchas e o 0 a 100 km/h é prometido em bons 10,1 segundos. Equipamentos? Tem tudo que o subcompacto da Renault e ainda mais, além da sofisticação inerente aos carros da montadora com a vantagem de estar entre os carros até R$ 45 mil.

Toyota Corolla 2010/11

toyota corolla 2011jpg
  • Preços: entre R$ 41 mil e R$ 45 mil

Não achou que a gente ia deixar de fora o queridinho do mercado entre os carros até R$ 45 mil né? E é possível comprar o Corolla sedã médio mais vendido do país, com bastante equipamentos.

Da geração anterior à atual, o Corolla 2011 garante desempenho confortável e bem disposto com o motor 2.0 16V flex de 153/142 cv de potência aliado à transmissão automática de quatro marchas.

Era relativamente equipado para a época. A linha 2011 da versão XEi já trazia quatro airbags, freios com ABS (ainda não era obrigatório), sensor de luminosidade, rodas de liga leve e ar-condicionado automático.

Tinha até “mimos” como espelho interno fotocrômico e retrovisores externos rebatíveis eletricamente. Tem carro no mercado de usados com opcionais como bancos de couro e piloto automático.

Honda Civic 2012/13

honda civic 2012
  • Preços: entre R$ 44 mil e R$ 45 mil

Onde tem Corolla, tem que ter Civic. No caso, separamos modelos um pouco mais novos do arquirrival da Honda. O sedã médio, também em geração anterior, é outro que goza de boa reputação mecânica no mercado e tem uma legião de fãs.

O Civic EXS é a pedida entre os carros até R$ 45 mil, com motor 1.8 16V de 140/139 cv de potência. Entre os equipamentos, destaque para câmera de ré, ar automático, Isofix e controle de cruzeiro.

Renault Duster 2015/16

renault duster 2016
  • Preços: entre R$ 44 mil e R$ 45 mil

Se você gosta tanto da Renault, tem a opção de não sair da marca e ter um carro bem mais robusto, espaçoso e equipado do que o Kwid – e com pouco mais de quatro anos de uso.

É o caso do Duster, SUV com preço de compacto e tamanho de médio. E logo na sua variante topo de linha em 2015/16, a Dynamique 2.0 com tração 4×4.

O motor rende até 148 cv e trabalha com o câmbio manual de seis marchas. Saía com o básico ar, direção hidráulica, trio, computador de bordo, mas também oferecia sensor de ré e central multimídia com entrada USB e navegador GPS nativo.

Couro, câmera traseira e piloto automático são opcionais encontrados nos seminovos anunciados.

Fiat Argo 2018/19

fiat argo1
Fiat | Divulgação
  • Preços: entre R$ 40 mil e R$ 45 mil

Não quer voltar muito no passado para ter um carro usado equipado pelo preço de um Kwid? Bem, é possível levar para a garagem o Argo com um ou dois anos de uso como opção de carro até R$ 45 mil. E não se engane, pois mesmo na versão Drive, o motor 1.0 Firefly de três cilindros dá conta do hatch.

A variante vem com o básico para o segmento dos chamados compactos premium, com ar, direção elétrica, vidros e travas elétricos, computador de bordo e ajustes de altura e profundidade do volante.

Aqui, a dica é pesquisar por modelos que receberam opcionais como ESP, assistente de rampas, retrovisores elétricos e central multimídia.

Hyundai Santa Fe 2010/11

hyundai santa fe 2011
  • Preços: entre R$ 39 mil e R$ 43 mil

Aqui tem lugar até para uma extravagância entre os carros até R$ 45 mil. O Hyundai Santa Fe é um SUV médio-grande com conforto de sobra, tração 4×4, suspensão independente multibraço na traseira e motorzão V6 de 285 cv.

O jipão da antiga geração é dotado de câmbio automático de seis marchas, que distribui o torque de 34,1 kgf.m para as quatro rodas sob demanda.

A lista de equipamentos anima. Olha só: controles eletrônicos de estabilidade, de tração e de descidas, quatro airbags, ar automático dual zone, banco do motorista com regulagem elétrica, sensores de luminosidade e de chuva, retrovisor eletrocrômico e central multimídia com GPS. Couro, câmera de ré e chave presencial são opcionais comuns entre os seminovos.

Fotos: Divulgação

10 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Lucas Furlan 5 de novembro de 2020

    Olha a matéria é bem legal, mas tem um porém, o custo de manutenção ! E claro, a procedência do carro e sua revisões contam muito na hora de fechar a compra.
    Eu compartilho desde mesmo pensamento, ter um carro com alguns anos de uso e ter luxo e conforto do que uma monte de plástico duro com motor, mas tudo de pende da relação custo x benefício.

  • Avatar
    Lauro 23 de outubro de 2020

    Meu kwid é completo , consigo fazer 13,8km/l etanol na cidade com ar ligado no talo. 3 a 5 anos rodando na garantia , além da manutenção e peças mais em conta.. não tenho duvida q fiz a melhor escolha!

  • Avatar
    Felipe Fagundes 23 de outubro de 2020

    Peugeot 408 THP, Peugeot 308 THP e Citröen C4 Lounge THP também são ótimas opções nessa faixa de preço.

  • Avatar
    Leitor 22 de outubro de 2020

    O melhor carro usado é aquele duas portas pq os completos quatro portas, na maioria ja foi Uber. Ou seja, o mesmo que táxi. 😁

  • Avatar
    Carlito 22 de outubro de 2020

    Faltou citar o Citroen C4 Lounge que pode ser encontrado na faixa dos R$ 45.000,00. Com um motor 1.6 THP, 173cv e 24 kgfm de torque, sensor de luminosidade e de chuva, câmbio automático etc.

  • Avatar
    Alexander Weigel Rotermund mat 21 de outubro de 2020

    Meu new i30 2014/2015 esta próximo a esta faixa é um excelente carro .Motor 1.8 150cv e vários itens ja na versão de entrada. Muito bonito e otima dirigibilidade. Não quebra mas se acontecer as peças estao dentro do razoavel.

  • Avatar
    Fernando B 21 de outubro de 2020

    Compre carro que vc consiga manter. Não adianta comprar uma Mercedes 2005 por 50 mil reais e não aguentar dar a (pesada) manutenção

  • Avatar
    João Bosco 20 de outubro de 2020

    Tenho um Mercedes C180, motor CGI, 1.8 turbo, 2011, preço em torno de 50.000 reais, estou a três anos com o carro e recomendo,luxo, potência, conforto e economia em um veículo.

  • Avatar
    Marcelo 20 de outubro de 2020

    Só uma observação: o motor do Jetta era um 2.0 8V, não 16V.

  • Avatar
    Leandro 20 de outubro de 2020

    Civic faltou dar um destaque maior nos equipamentos, pq os citados já tem na versão de entrada, a LXS, que é mais barata…

Avatar
Deixe um comentário