10 carros que devem sair de linha em 2021

Veja os modelos que já estão pela hora da morte e podem se despedir do mercado brasileiro no ano que começa

Por Fernando Miragaya 03/01/21 às 09h00
toyota etios 2019 1
No acumulado de janeiro a novembro, o hatch do Etios emplacou pouco mais de 8 mil unidades (Foto: Toyota | Divulgação)

Não sou vidente. Se o fosse, provavelmente estaria em uma ilha paradisíaca sem me preocupar com os boletos do ano que vem. Apesar de não ser adivinho para ganhar na Mega Sena, a cada virada de ano preciso estar atento aos movimentos do mercado automotivo e exercer a futurologia. E assim como 2021 promete lançamentos interessantes, o novo ano já tem um funéreo de veículos mais ou menos encaminhado. São carros que devem sair de linha.

Pois é, todo ano novo tem aquela lista de automóveis que estão pela bola 7. Modelos prontos para se despedir do mercado, seja pela idade avançada, pelas baixas vendas ou mesmo por um sucessor que já bate à porta. Muitos, é verdade, já tiveram sua sentença decretada em outras épocas, mas continuaram em linha – porém, uma hora, a Dona Morte chega.

LEIA MAIS

1. Toyota Etios

O primeiro dos carros que vão sair de linha é o Etios. O carro que “popularizou” a Toyota no Brasil e foi alvo de duras críticas já está em ritmo de despedida.

O Etios até teve bom desempenho comercial nos primeiros anos após o lançamento, em 2012 – praticamente vendia-se tudo que era produzido na fábrica de Sorocaba (SP) -, e o modelo passou por atualizações constantes desde então, principalmente em termos de acabamento.

A verdade é que a chegada do Yaris em 2018 deixou o Etios em segundo plano. Muito melhor acabado, com desenho menos controverso e com câmbio automático mais moderno, o novo modelo caiu nas graças dos Toyoteiros. Já o primo mais simples desidratou nas vendas.

No acumulado de janeiro a novembro, o hatch do Etios emplacou pouco mais de 8 mil unidades e o sedã, 5 mil – menos da metade que as respectivas carrocerias do Yaris no mesmo período.

A própria Toyota faz o rito de passagem. Logo após a chegada do Yaris, o Etios perdeu suas versões mais caras XLS e Platinum. Neste ano de 2020, deixou de ser oferecido com o motor 1.3. Hoje, só é negociado com o 1.5 e em duas opções de acabamento, com câmbio manual de seis marchas ou automático de quatro.

2. Fiat Doblò é um dos carros que devem sair de linha em 2021

A multivan é que nem o samba do Nelson Sargento: “Agoniza, mas não morre”. Todo o ano o Doblò parece que vai encontrar a paz eterna e está entre carros que devem sair de linha, mas vai lá a Fiat e produz um punhado de unidades do carro.

O que se comenta em Betim (MG) é que na fábrica o carro só entra na linha de montagem quando surge uma encomenda, geralmente de frotistas e locadoras.

fiat doblo essence 1 8 7 lugares 2020 lateral esquerda cor prata
Três mil unidades do Doblò 2020 foram emplacadas (Foto: FCA | Divulgação)

Seja como for, esse ano foram quase 3 mil Doblò vendidos no acumulado dos 11 meses de 2020. Um ano em que sua morte, mais uma vez, era aguardada. Só que aí veio a Fiat e, além de não encerrar a produção, ainda lança uma versão já configurada para ambulância e ressuscita o Doblò… Cargo!

Contudo, o futuro do minifurgão em 2021 é bastante incerto. Apesar de ser um projeto de 2001, que teve uma única atualização em 2009 e só é vendido com motor 1.8 – ou seja, está mais do que “pago” como costuma-se dizer na indústria -, a logística de manter o carro em produção não deixa de ser complexa.

3. Citroën C3 e Aircross

Para esses só falta a pá de cal. Os dois modelos praticamente sumiram das revendas da Citroën em 2020, apesar de a marca francesa garantir que ainda estão em linha. De janeiro a novembro foram apenas 942 unidades entregues do hatch.

dois citroen c3 2021 projecao aircross
Citroën C3 é um dos carros que deve sair de linha em 2020 (Foto: PSA | Divulgação)

Já o Aircross nem figura nos dados da Fenabrave (até março, não teria alcançado duas centenas de vendas). O que se fala é que depois da pandemia, o monovolume aventureiro nunca mais foi visto na fábrica de Porto Real (RJ).

O luto oficial dos dois, de qualquer modo, pode ser encomendado. A PSA já abre espaço na linha de produção para uma nova geração do C3, mais altinha e inspirada no modelo indiano de mesmo nome, e posteriormente para o crossover que usa o hatch como base e será inspirado no C3 XR que é vendido na China.

Oficialmente, o C3 continua à venda por aqui em duas versões, com preços a partir de R$ 62.790, e o Aircross, em opção única por R$ 79.990.

4. Honda Fit também deve sair de linha

Para os fãs de Honda e do compacto, é difícil encarar a realidade. Mas sejam fortes, porque o Fit está realmente em estágio terminal e está entre os carros que devem sair de linha em 2021. Não que o automóvel esteja mal das rodas: além da qualidade indiscutível, emplacou mais de 12 mil unidades em 11 meses de 2020. Acontece é que uma nova geração do Fit já foi lançada na Ásia e ela se transformou em um problemão para a Honda brasileira.

honda fit lx 2020 cinza visto de frente
Honda Fit 2020 parte de R$ 66.300 (Foto: Honda | Divulgação)

Primeiro, porque é um projeto caro, feito sobre uma plataforma moderna, eletrificada e repleta de tecnologias de condução semiautônoma. Ou seja, o Fit, que custa a partir de R$ 66.300 em uma versão manual e “pelada” hoje, ficaria ainda mais caro. O segundo ponto é o desenho. O japonês não é unanimidade em estilo e nem mesmo a versão chinesa – que tem visual diferente – agradou nas clínicas de mercado incipientes feitas aqui. Desta forma, fica difícil investir em uma categoria que perde força em relação aos SUVs compactos.

A alternativa mais viável para não abrir mão deste segmento também vem da Ásia, porém na forma de um City hatch. O modelo será lançado no segundo semestre logo após a estreia por aqui da terceira geração do sedã de mesmo nome, com motor turbo tricilíndrico, para ocupar a vaga que será deixada pelo Fit.

5. Chevrolet Cruze

O quinto dos carros que devem sair de linha em 2021 é o Cruze. Quando a matriz da General Motors avisou que ia deixar de produzir o modelo, em 2018, o alerta soou no Mercosul. Coreia do Sul e México também deixaram de fazer a linha média da Chevrolet em 2019/20. Mas aqui esperava-se um pouco mais de sobrevida. O problema é que as vendas da gama encolheram rapidamente.

O Cruze, que é o terceiro sedã médio mais vendido da categoria no Brasil e até encostava no vice-líder Civic em alguns períodos, hoje é só uma sombra do passado. Nos 11 primeiros meses de 2020, teve pouco mais de 8.700 unidades licenciadas. O Honda vende mais que o dobro e o Toyota Corolla, o quádruplo.

Chevrolet cruze premier 2 marrom rodando em estrada
Chevrolet Cruze é o quinto dos carros que devem sair de linha no Brasil em 2021

O Sport6, então, dá pena. Único representante de uma categoria inerte (hatches médios), só anotou 3 mil emplacamentos no período. A canibalização da linha com a chegada do novíssimo Tracker só fez acelerar a morte do Cruze, que deixará de ser produzido em Rosario (Argentina) e dará lugar na fábrica para uma picape médio-compacta que vai brigar com a Toro.

6. Volkswagen Up! é outro dos carros que devem sair de linha

O carro é bom, seguro, econômico e tem ótima dinâmica. Mas isso nunca se refletiu nas vendas do subcompacto. Além de roubar vendas do Gol – e tirá-lo da liderança histórica – sempre foi visto como um carro caro para o seu tamanho.

Sua morte foi dada como certa em 2020, o carro ficou na concessionária a base do estoque de 2019 para poder ser vendido já dentro da nova legislação que obriga os veículos a terem cintos de três pontos e encontros de cabeça para todos os ocupantes.

vw up 2021 xtreme vermelho de frente
up! Xtreme foi confirmado para 2021 (Foto: Volkswagen | Divulgação)

O sopro de vida veio no dia 24 de dezembro, com a linha 2021 do Up em versão única Xtreme e agora configurado para quatro passageiros para a VW economizar. Mas com pouco mais de 6 mil unidades vendidas em 11 meses, não deve chegar nem ao fim de 2021.

7. Fiat Grand Siena

A linha Fiat sempre tem umas mortes anunciadas, mas que são postergadas (Weekend, Idea, Doblò já citado…). Aqui temos o caso deste sedã. Lançado em 2012 como o sucessor do antigo Siena, com jeitão de carro chinês e bem mais espaçoso, gozou de sucesso no início. Mas aí chegou o Cronos para mudar a realidade e por o Grand Siena como forte candidato ao corredor da morte.

grand siena gnv 002 1
Grand Siena tem versão movida a GNV (Foto: FCA | Divulgação)

O três-volumes se desfez de versões e motores ao longo do tempo. Hoje, resiste em quatro configurações, com os velhos 1.0 e 1.4 Fire, e preços entre R$ 51.890 e R$ 58.090. A questão é que a rede Fiat é agressiva nas promoções e é fácil encontrar ofertas de Cronos por iniciais R$ 55 mil, com bom espaço, acabamento interno bem superior e motor 1.3 Firefly muito mais eficiente. Não é de se espantar que o Grand Siena tem 9 mil emplacamentos no acumulado dos 11 meses, enquanto o parente novato anotou mais de 14 mil.

8. Hyundai ix35

O oitavo dos carros que devem sair de linha em 2021 é esse velho utilitário esportivo que, verdade seja dita, vive do passado e de algum custo/benefício. Foi lançado em 2010 importado para se valer das boas vendas daquele primeiro Tucson mais quadradinho – lá fora ele mantinha o nome em muitos mercados. Passou a ser fabricado em Anápolis (GO) a partir de 2013, mas foi esquecido, ainda mais depois de o New Tucson (a terceira geração do SUV médio) ser feito por lá.

hyundai ix35 prata
ix35 somou 2.312 licenciamentos de janeiro a novembro de 2020 (Foto: Hyundai | Divulgação)

Vendido em uma solitária versão de acabamento por R$ 116.200, o ix35 somou 2.312 licenciamentos de janeiro a novembro e deve dar adeus em 2021. O Grupo Caoa já avisou que vai produzir novos SUVs na unidade goiana (além de modelos das linhas Chery Tiggo, o novo Tucson e mais um sedã da marca sul-coreana) e são poucas as chances do veterano carro sobreviver.

9. Chevrolet Montana

A gente só lembrou que a Montana ainda sobrevive no mercado brasileiro quando a General Motors anunciou que, na linha 2021, a picape compacta seria oferecida apenas em versão única. Mesmo assim, resistiu a 2020 com quase 6.300 modelos emplacados até novembro. Porém seu futuro é incerto no ano que vem e está entre os carros que devem sair de linha em 2021.

Isso porque a GM quer investir na picape médio-compacta que fará na Argentina sobre a base do Tracker para disputar mercado com a Fiat Toro. Nas internas da montadora, vale mais a pena tentar ser protagonista em um segmento promissor, do que insistir em ser figurante em uma categoria totalmente dominada pela Strada.

chevrolet montana 2020 frente
Chevrolet Montana encara Fiat Strada e Volkswagen Saveiro (Foto: GM | Divulgação)

Bom sempre lembrar que essa segunda geração da Montana é um caso inusitado. A primeira picape de mesmo nome era feita sobre o Corsa II (de 2001). Essa substituta, além de se valer do controverso design do falecido Agile, é produzida sobre a plataforma do hatch de primeira geração, datado de 1994…

10. O último dos carros que vem sair de linha em 2021: Mitsubishi Outlander

O SUV médio até está em sua segunda geração, lançada em 2013, e passou por um face-lift dois anos depois. Mas depois disso está lá encostado na prateleira, sem a devida atenção. A chegada do Eclipse Cross acabou atraindo holofotes para um utilitário mais atual e barato, apesar do menor e com desenho controverso – e esvaziou as versões de entrada do Outlander.

mitsubishi outlander sport 2021 cinza visto de frente
De janeiro a novembro de 2020, o Outlander comercializou pouco mais de 1.700 unidades (Foto: Mitsubishi | Divulgação)

As vendas também pouco empolgam. De janeiro a novembro de 2020, o Outlander assinalou pouco mais de 1.700 unidades comercializadas no país. Fica bem atrás do Eclipse e perde até nas vendas para a linha Pajero, mais cara. Pode engrossar a fileira dos carros que devem sair de linha em 2021.

SOBRE
149 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Marcos Campos 12 de janeiro de 2021

Vocês esqueceram do Ford Ka e do Ecosport.

Avatar
luiz 12 de janeiro de 2021

só tem carroça com peço de avião

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

Concordo!!!

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

Tenho um Marea 2001 agora com quase 100 mil km. Só coloco peças de qualidade e faço manutenção preventiva. Só alegria. Excelente carro, mas não deixo qualquer mecânico mexer não!

Avatar
luiz 12 de janeiro de 2021

alegria com FIAT? vc deve ser funcionário da fabrica …

Avatar
Jorge de Souza 8 de janeiro de 2021

Que já teve Etios, sabe da qualidade do carro

Avatar
Rodrigo MARTINIANO 5 de janeiro de 2021

>> …up! <<
Sobre o up! sair de linha, é o esperado, sempre foi.
Na Volkswagen existe uma, digamos ala ‘tupiniquim’, originária dos criadores da (ou do) Brasília, do SP-1 e 2, e do GOL, da linha GOL.
Eu gosto de Brasília, de Gol & descendentes, SP nunca tive; admiro muitíssimo o ex-colega de UFMG Márcio Piancastelli; porém, existem ‘pequenas moções’ a fazer.
Quando, no frigir dos ovos, o Passat disputou seriamente com o Gol, Passat ‘GTS’ Pointer x Gol GTS, a partir do fim de 1987, o Passat ‘GTS’ Pointer era um bocado melhor que o Gol GTS, este o “bam-bam-bam” de 1987: era mais bonito, muito mais espaçoso em todos os sentidos – interior e porta-malas, mais veloz, mais estável, etc., PORÉM, ‘JOGADO ÀS TRAÇAS’, perdeu até o antes exclusivo volante “quatro-bolas”, a partir das versões ‘1988 exclusivo, mas do Gol GTS, e jamais teve um escapamento ‘sofisticado’ como o do Gol GTS, ou painel ‘satélite’. Na realidade, nem ‘GTS’ ele era mais: era Passat 1.8 Pointer. No ano seguinte, 1988, a ala ‘tupiniquim’ conseguiu seu intento, ‘matando’ o Passat: “meia-dúzia” de modelos 89 foram vendidos e ponto-final. Para não ser injusto, o modelo 1988 ganhou para-choques envolventes, ficando ainda mais bonito. Márcio Piancastelli era bom, Giorgetto Giugiaro era melhor, o bom era o bastante.
Em 2017 eu precisava trocar de carro, meu notável GM Astra 2.0 não cabia no meu novo trabalho de entregar produtos andando no centro da cidade, pois ele “mordia forte” o lucro dos produtos. Um amigo meu, diretor de concessionária VW, enviou-me um up!, “- … pra ver o que cê acha…”.
EU GOSTEI DEMAIS! Ia comprar um GOL e desisti, pois o up! provou não ser um carrinho estruturalmente ‘desconjuntado’ como é o GOL. Ao contrário, o up! me transmitiu a sensação de monolítico, qualidade vinda ao encontro da minha origem de Engenheiro de Estruturas; bem-acabado (pelo padrão Volkswagen de carros populares, of course), ele poderia trazer – e trouxe – tudo o que eu queria, simples questão de pedir; então, pedi rodas 15” de alumínio e spoilers laterais, o restante – volante multifuncional em couro, som e ar-condicionado fizeram parte do ‘pacote’. No teste inicial, o up! me deixou embasbacado pelo consumo reduzido, cheguei a desconfiar da marcação: 20 km/l de gasolina, consumo sobre o qual fora avisado, mas desimportante para mim, pois só uso álcool (etanol). Sem esnobação, mesmo porque comercialmente vale pouco, meu “xodó” BMW M3 ano 2000 anda legal com álcool, sua UCI (seu computador) ‘descobriu’ rapidinho o modo de adequar a estequiometria da mistura, embora a ‘batalha’ da partida-a-frio seja derrota para 99% dos motoristas; daí, ninguém 99% tente, é o recomendável.
O up! começou na nossa Pátria Amada como um carrinho ‘chinfrim’, evoluído à um complexo veículo turbo, o TSI, verdadeiramente sensacional, resposta da VW a quem pedia a volta do GOL GTI: com motor forte o up! não iria quebrar a ‘parede-de-fogo’, conforme não quebra; um PROVÁVEL GOL GTI PROVAVELMENTE SIM, parece que o protótipo dele comprovou a previsão, impedindo o lançamento da série.
Versões interessantíssimas do up! surgiram, uma-a-uma…
A ala ‘tupiniquim’ jamais ‘dormiu-no-ponto’, nem pode! Como o Passat, o up! é um tremendo incomodo, sobrepujando a ótima criatividade brasileira, ‘tupiniquim’, tanto super meritória quanto super sagaz, menor – contudo – ante aos recursos da matriz da VW.
Com efeito, aqui o bom é ‘mais do que suficiente’, pois não!
O BOM AQUI É O BASTANTE, O GOL AQUI JÁ BASTA:
GOOOOL DO BRASIL !!!
Rodrigo.
. . . . .
P.S.: quem me dera fazer parte da sua equipe, caríssimo Boris, escrevendo a respeito de carros antigos! É só combinarmos a “$ilindrada” !!!
Que tal se comentássemos sobre um Buick ’35?
. . . . .

Avatar
Mario 5 de janeiro de 2021

Bom dia você esqueceu do vw Fox que está agonizando e more este ano

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

As montadoras são obrigadas a fornecer peças sim, durante 10 anos, vende não é um excelente carro

Avatar
Tiago TEC. Automobilística 4 de janeiro de 2021

Obrigadas não viu, me fala qual lei e esta

Avatar
Luiz 4 de janeiro de 2021

Cruze vende muito nos países da América do Sul e a imprensa imbecil do Brasil acha que os vovôrollas vão durar eternamente, vejam um teste do modelo sport ok cambio manual são 151 Hp de quarta marcha e 250km no dinamômetro, vovôrollas e civicus são carros da década de 50 e só velhos gostam e a imprensa para descolar uma grana a mais

Avatar
Paula Melo Rego 4 de janeiro de 2021

O vovorola, como vcs carinhosamente o chamam, é um dos melhores carros do Brasil. Meu pai está no quarto Corolla zero km, ( 2010, 2013, 2017 e 2020 ), e não troca o carro por nenhum outro sedâ. Eu também adoro o Corolla. Confortável, econômico e muito ágil. De todos os sedãs do Brasil, é o que menos desvaloriza.

Avatar
Rosaria 5 de janeiro de 2021

De fato é o sedam que menos desvaloriza pela sua durabilidade. Quando fui comprar meu fluence privilege em 2015 o Corolla ainda não tinha alguns itens de série como tinha no meu como controle de tração, 6 air-bags, câmbio cvt, controle de estabilidade, freio full…. central multi mídia, teto solar , piloto automático, farol de xenonio , espelho rebatidor , e uma série de outros adereços que não vinha no Corolla antigao ….só no ano seguinte que alguns deste itens passaram a ser de série no Corolla. Foi só por isso que não comprei . Agora até fui ver um pra trocar mas o modelo que me agradaria seria o top de linha …muito caro ! Mas de fato é um ótimo carro ! Os japoneses são bom para durabilidade mas aqui no Brasil poderiam dar uma melhorada ….assim.como acontece na Honda , são carros caros se melhorassem a entrega ninguém mais compraria outras marcas …só Toyota e Honda !!

Avatar
Eddie 7 de janeiro de 2021

Quem quer sedan médio 0km no Brasil a preços razoáveis, com cambio automático de verdade e não de Mobilete, só tem três opções, Cruze, Jetta e Cerato, por isso acredito que o Cruze sedan continuará em produção.

Avatar
Pedro 8 de janeiro de 2021

A categoria de sedãs médios terá o mesmo fim dos hatches médios, ou seja, acabar ou ter uma participação ínfima no mercado. O Civic tem grandes chances de não ser mais fabricado no Brasil, a Toyota irá fabricar o Corolla Cross (SUV), que poderá roubar clientes do próprio Corolla, o Cruze vendeu em um ano menos que o T-Cross no melhor mês de vendas. O Jetta e Cerato venderam menos ainda. Infelizmente os consumidores preferem SUVs.

Avatar
ANTENOR FISCHER 4 de janeiro de 2021

Tenho saudades do meu Fiat 147. Não tinha dinheiro para motel. Resolvia a parada ali mesmo.

Avatar
Rosaria 5 de janeiro de 2021

Foi meu primeiro carro que era do meu pai e passou pra mim quando fiz 18 anos . Bati o carro 2 vezes . Mas o bichinho durou pra caramba rsrs

Avatar
Nelson Fernandes 4 de janeiro de 2021

Etios sedã não deve sair de linha, um baita carrões muito econômico, basta mordenizar mudar as lanternas traseiras darumaa cara nova, é um excelente carro,meu é 2020

Avatar
ANTENOR FISCHER 4 de janeiro de 2021

É muito feio.

Avatar
Marcola 4 de janeiro de 2021

Bom mesmo é o meu Marea Turbo. Carro excelente, não quebra, manutenção barata, econômico,e anda muito. Só perde para o C4 Pallas da minha esposa, outro carrão maravilhoso. Essas porcarias de hoje não valem nada.

Avatar
Rosaria 5 de janeiro de 2021

Marcola estou com vc !!! Veja o meu comentário abaixo sobre o marea. Do meu marido e 2.4 faz 10k com 1 litro . É o melhor de todos os tempos!!!!

Avatar
MARCOS JOSE DA SILVA OLIVEIRA 4 de janeiro de 2021

Acho uma pena tirar o Etios sair do mercado
Deveria ter uma sequência como modelos do Corolla e a Honda Civic e city. Até porque o modelo mais barato da Toyota é o Etios. Público que compra atualmente um carro até 58, mil . Não vai comprar um Yaris por quase 80 mil. Por este valor tem vários mais interessante. Fica a dica…

Avatar
Eloisa Sanches 5 de janeiro de 2021

Concordo com vc,o etyos é um carro além de versatil, é super econômico, só precisa mesmo de aperfeiçoar seu designer.
Uma vez sendo um carro popular, dou nota 10 para o etyos.

Avatar
Alexandre 4 de janeiro de 2021

Encerrar a fabricação do novo Cruze é brincadeira em GM!!!
Quando conseguem fazer um carro econômico, confortável, silencioso, potente e com custo/beneficio bom, fazem isso… lamentável

Avatar
Luiz 4 de janeiro de 2021

Vai não, vende muito na America do sul, dê um passeio pela Argentina, Chile, perú, Uruguai, etc

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

É que a maioria dos brasileiros pensa que o novo é igual ao antigo Cruze, de igual só tem a gravatinha.

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

A Gm está tegredindo assim como a Ford. Abrindo espaço para os japas dominarem o mercado. Brasileiro parece uma manada de bois. Quando cisma com uma coisa vai tudo pra mesma direção Temos outros otimos carros de outras marcas. Mas o PRECONCEITO é FODA!!

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

CONCORDO!!!

Avatar
Lucio 4 de janeiro de 2021

Boa mesmo é a minha Peugeot 207 XRS…. econômica, completa e confortável!!! Quem disse que Peugeot incomoda e quebra, é porque não cuida!!! Faço todas as manutenções em dia, e nunca me incomodei….. Também, a hora que me incomodar, eu vendo esta ,merda…… hahahahahah

Avatar
Rosaria 5 de janeiro de 2021

Lembrei do meu marido ele tem um.marea 2002, ele achou um comprador que veio do Mato Grosso para SP comprar ficou apaixonado porque o marea do meu marido é relíquia. Então eu não deixei vende-lo e queria que ele pagasse 20 mil ao invés de 13mil na época. Então o comprador disse eu compro ! Então eu.disse mas pensando bem não vendo e não vou vender nunca mais ! Desculpe mas agora que a gente encontra peça as vezes barata ou só no desmanche e mecânico bom lá em Mauá …kkkk resolvi casar com este italiano para sempre assim como o meu marido tb o é kkk. Estamos com o.marea até hoje é o melhor carro da casa porque é pau pra toda obra , digamos assim !!! Bomba foi o que fizeram com o.marea quando no manual.do.carro mandava trocar o óleo a cada 15 mil. Erraram e como o Brasil.nao tinha mão de obra para esta bela máquina , o mara foi pro.saco tipo furo de reportagem . Ficou refém de comentários ignorantes !!!! Qualquer carro requer manutenção e cuidados. Ser humano que não se cuida tb morre !!!

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

Tenho um Marea 2001 agora com quase 100 mil km. Só coloco peças de qualidade e faço manutenção preventiva. Só alegria. Excelente carro, mas não deixo qualquer mecânico mexer não!

Avatar
Rosaria 10 de janeiro de 2021

Paulo faça isso mesmo . Não terá problema o carro e durável. O marea do meu marido tem 260mil e é 2002. Como disse o carro é o melhor da casa ! Temos mais outros dois e uma.moto . O Marea na verdade é um Lancia né. Então eata marca foi feita para competir com a Mercedes na Europa. Ah e meu.marido quando me.conheceu tinha um Ideal ótimo carro adorava. E eu tinha um passat alemão. Mas a fase que eu amei mais meu marido foi quando ele comprou o Marea kkkkkk.vakeu abs !!!

Avatar
Gilberto Sanchez de Carvalho 4 de janeiro de 2021

Eu tenho uma Parati GTI 2000/2000, 2.0, 16v,completa (banco de couro original, trio eletrico, airbag, freio abs, vidro verde, travas, etc) é um carrão tenho muito sentimento por ele, pena que tenho que vendelo.

Avatar
Reinaldo 4 de janeiro de 2021

Puxa, que pena, hein? Nossa, muito triste mesmo…

Avatar
Gilberto Sanchez de Carvalho 4 de janeiro de 2021

Obrigado Reinaldo pelo seu comentário. Infelizmente tenho que vende-la pois estou precisando. É com dor no coração, más não tem outro jeito. É um ótimo carro(é um carro família)

Avatar
Ivan Peixoto tentiliano 4 de janeiro de 2021

Muito bom o vislumbre antecipando a tomada de decisão vw auto papo

Avatar
Marcos 4 de janeiro de 2021

Vamos lá,
É uma sacanagem sem tamanho o que as montadoras fazem.
Tiram o carro de linha, o valor dos mesmos caem em torno de 30%.
Depois de 2 anos colocam o mesmo carro em produção com cara nova e quem comprou que se lasque, perde muito dinheiro e as vezes nem terminou de pagar o carro.
Idiota quem compra carro novo hoje em dia.

Avatar
Rosaria 5 de janeiro de 2021

Eu concordo !

Avatar
Ronaldo Duarte 4 de janeiro de 2021

Ainda bem que não vão parar de fabricar o ford KA. Tenho um 2019/2020 e não estou arrependido.

Avatar
Mozarildo de Abreu Gomes 4 de janeiro de 2021

Denuncia: fiz inquisição de um kit de camisas dia 11/12/20. Recebo a confirmação da compra, dizendo que enviariam um email, porém ate hoje nao recebi nenhuma notícia da entrega do kit.

Avatar
Clélio Roberto 4 de janeiro de 2021

Um carro interessante que tive o prazer de possuir com baixo custo de manutenção foi a Uno Mille ano 92, rodei 20 anos e 400 mil Km sem mexer no motor e troquei a embreagem com 390 mil km.

Avatar
Matheus 4 de janeiro de 2021

Rodou sim. E a Terra é plana.

Avatar
Rosaria 4 de janeiro de 2021

Pessoal o problema pior é que num país como esse onde não se respeita a vida humana, a saúde e a educação, vcs acham que iriam respeitar modelo de carro ??? Então o jeito é se conformar, afinal o brasileiro dá muito valor pra carro !!!! Por isso somos reféns e idiotas do consumo capitalista desenfreado. Cada carro atende uma expectativa de um consumidor mas todos os carros devem atender primeiro os lucros empresariais. É assim que funciona. Bom mesmo seria se o Ministério Públio obrigasse as montadoras oferecer peças e mão de obra por pelo menos mais 5 ou 10 anos depois do carro sair de linha, ai sim o bicho iria pegar!!! Eu tenho um fluence privilege melhor carro que todos estes daí da lista e já saiu de linha muito antes. Uma pena também!!!

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

As montadoras são obrigadas a fornecer peças sim, durante 10 anos, vende não é um excelente carro

Avatar
Rosaria 5 de janeiro de 2021

Alcides obrigada pelo conselho. O fluence pode não ser o melhor carro que poderia ter , mas foi o melhor que pude comprar. Não estou pensando em desvalorização porque até aí já tive outros como passat alemão, linea tjet’, polo , entre outros . Todo carro sofre desvalorização …afinal carro não é investimento. Todavia o fluence privilege até o momento não me decepcionou . O atendimento da Renault sim . Quanto a peças, na prática as peças não existem por 10 anos para alguns carros , depende da marca e modelo . As peças também não podem ser caras a ponto de uma pequena colisão dar perda total . E isto tb é uma questão omissa às autoridades . Entre os carros que estão saindo de linha , óbvio que todos tem suas qualidades , mas dentro do que meu carro custou e pelo que ele entrega tenho a certeza de ser um dos melhores que já tive até que um dia eu me surpreenda do contrário. Por enquanto tenho carro desde dez/2015 e não pretendo vende-lo até que um dia chegue o momento adequado. Por enquanto vou usufruir o que paguei não compensa vende-lo!!! O carro quanto mais usado maior o seu valor sobre vários pontos de vista , pois demonstra durabilidade, diminui o IPVA, o seguro do fluence não o dos mais caros e por enquanto várias seguradoras estão aceitando até que um dia a casa caia vou ficando com ele. Conheço diversas pessoas que já me disseram que o dia que eu quiser vende-lo ela compra . Então e tudo muito relativo . Compreende? Já que vc disse que o carro não é bom , então qual seria o melhor pra mim ? Eu gosto de carro sedam e grande ? Abs obrigada !

Avatar
Alcides 5 de janeiro de 2021

Aonde eu disse que o carro não é bom?

Avatar
Rosaria 6 de janeiro de 2021

Kkkk….ahhhh; sabia que iria dizer isso. Isto é o fluence é bom mas não é excelente. Mas vc mandou vender???? Pra dizer a verdade eu acho que nenhum carro tem padrão de excelência no Brasil, principalmente no quesito segurança! Mas não vamos fugir do foco da questão que era sobre os carros injustiçados que saem de linha certo??? Eu assim como todos os donos dos carros que vão sair de linha em 2021 ou antes disso fizeram seus comentários e eu tb fiz o meu que tenho um carro bom ou excelente ou péssimo para alguns que ja saiu de linha há mais tempo. Então seria tudo farinha do mesmo saco e temos que nos conformar e tirar proveito do que ainda é possível aproveitar. O UP por exemplo fizeram um favor tirar de linha , nunca vi um carro com tanta segurança pra pouca gente que cabe dentro dele kkkk. Mas vc não me indicou um sedam para substituir o fluence. Eu não gosto dos jaspions ok. Prefiro um coreano disfarçado de francês kkk ou qq outra coisa …. mas de bom mesmo esta sendo o papo! Ate

Avatar
Rosaria 6 de janeiro de 2021

Corrigindo o coreano por japonês, estas pragas….mas eu amo uma comida japonesa!

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

Meu genro ficou com um Fluence mais de 5 anos. Ano passado resolveu comprar um Corolla semi novo de um parente com apenas 18 mil km. A pouco tempo me disse estar arrependido pois o FluenFluence oferecia MUITO MAIS!! TOYOTA carro mesmo de cabeça de quem achava antigamente que o Fusca era o melhor carro do MUNDO! Cabeça de brasileiro não muda.!!! Muito preconceito sem conhecer que tem coisa muito Melhor!!!

Avatar
Rosaria 10 de janeiro de 2021

Piois é Paulo . Todo mundo que teve um fluence me diz o mesmo . Eu mesma antes de comprar tinha preconceito infundado . Um belo dia fui devolver um logan alugado na Renault e aproveitei para ver quanto era um novo pra comprar , daí tinha um fluence sorrindo pra mim, mas era o dinamic fiz o teste drive fiquei apaixonada !!!!. Pedi para vir um privikege da fábrica no Paraná. Estou muito satisfeita considerando o custo e o que ele esta me entregando. As peças não são caras!!! Até agora só manutenções de praxe e a troca da abraçadeira da porta do motorista é um problema comum a Nissan que fabricou e é japonesa…F . Carro tá inteirasso!!!

Avatar
GUILHERME RAMOS JUNIOR 4 de janeiro de 2021

verifiquem bem pois no Brasil quando se fala em tirar um carro de linha o substituto muda alguma coisa no interior e na lataria se você olhar a mecânica e o carro por baixo vera que é exatamente igual o conteúdo é o mesmo olhando por baixo não se consegue identificar o carro.

Avatar
Fabio 4 de janeiro de 2021

Carro de verdade era meu Corsa 2001 vendi com 297.000 km sem precisar fazer o motor 😎😎👍👍

Avatar
Alisson Rogério 4 de janeiro de 2021

Verdade, não se faz carro antigamente

Avatar
Geraldo Magela dos Santos Silveira 4 de janeiro de 2021

Ainda bem q o jeep renegado não está aí, amo meu jeep bebedor e pesadão ( fazer o q?). Agora vou comprar o modelo MOAB.

Avatar
Valdir 4 de janeiro de 2021

Geraldo. Pode comprar. Eu tenho um Renegade Traillhawk 2016 Diesel 2.0.
Muito econômico e Disposto. Topa qualquer parada.
Faz 13km/l na cidade e 17 na BR.
6 anos de uso, cheio de dispositivos eletrônicos que, até o momento, não deram nenhum problema.
Troquei apenas a bateria, pneus e algumas partes mecânicas (caixa de direção, bieletas, etc…) que são coisas que desgastam normalmente em um 4×4. Adoro meu carro.

Avatar
Túlio 4 de janeiro de 2021

Se o seu carro é 2016 como tem 6 anos de uso?

Avatar
Túlio 4 de janeiro de 2021

O cara que faz uma matéria dessa não entendi nada de carro

Avatar
cleriston rabelo dos santos 4 de janeiro de 2021

4×4 só no adesivo né kkkkkkkk não sobe nem rampa de mercado

Avatar
João grande 4 de janeiro de 2021

Boa noite tenho uma Montana esporte a melhor caminhonete que já tive

Avatar
ítalo Daniel 4 de janeiro de 2021

compre uma l200 e chame de caminhonete

Avatar
Rober 4 de janeiro de 2021

Compra a Renegade do Walter 2016 e seis anos de uso vc vai ver que o carro e maravilhoso kkkkkkk

Avatar
Sheila 3 de janeiro de 2021

Tenho um Idea 2010 Flex completo era meu sonho e tb NÃO troco por nenhum outro.

Avatar
TANIA SALES 3 de janeiro de 2021

Gente, como pode o top dos top sair de linha: CRUZE É UM CARRO LINDO. Por dentro e por fora. É uma pena. Espero que essa informação fique só na previsão. O Cruze é um super veículo: silencioso, econômico, confortável e uma tecnologia de última geração. Eu amo o meu CRUZE. Não troco por nada.

Avatar
Luiz Carlos Bezerra 4 de janeiro de 2021

Concordo com você TANIA, estou no 3° CRUZE desse modelo novo, incomparável com os “japas”.
Com tecnologia superior, de estilo super moderno, e tudo q vc mencionou, único turbo dessa categoria/preço,a febre por caminhonetes vem da própria Chevrolet Americana, a primeira a cessar a produção, daí sinalizou a intenção. Não me abalou, adquirí um 20/20 ficarei com ele p/sempre.

Avatar
ROGERIO RODRIGUES DA SILVA 4 de janeiro de 2021

Concordo plenamente,tenho um 2018 mas infelizmente chegou a hora de mandar meu pretao embora , excelente carro ,sem palavras,melhor custo benefício q tem .

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

Igualmente eu, motor turbo e econômico.

Avatar
Rosaria 9 de janeiro de 2021

Oi vc é o mesmo Alcides que falou pra eu vender o FLUENCE ? Se sim então vc tem um Cruze ??? Não brinca ??? Rsrs

Avatar
Robertom 4 de janeiro de 2021

Chevrolet sempre faz isso .
Ao invés de manter o nome do carro e sempre atualizando como novo.
Simplesmente eles tira de linha .
Nada a ver isso .

Avatar
MAURO SALLES 4 de janeiro de 2021

Concordo com a Tania…… O meu caso é o mesmo com meu Cruze.

Avatar
Alisson Rogério 4 de janeiro de 2021

Meu sonho de consumo

Avatar
Alexandre 4 de janeiro de 2021

Comprei um Cruze em Maio desse ano, modelo 2018, completo, cor azul, como 24 mil KM, lindo… o carro é muito bom, agora o motivo de sair de linha não sei… a GM inventa moda e acaba perdendo a identidade… foi assim com o Vectra, agora com o Cruze… qual sedan médio da marca irá restar?

Avatar
Matheus 4 de janeiro de 2021

Nenhum, pois brasileiro não compra mais sedã médio.

Avatar
Luiz 4 de janeiro de 2021

Kkkkkk sub capota mais que bêbado no gelo, sub nunca, não gosto, gosto de segurança

Avatar
Pedro 5 de janeiro de 2021

O problema é que os sedãs médios estão com os dias contados. Em 2020 o T-Cross sozinho vendeu (60.125 unidades) quase o mesmo que Corolla (38.380), Civic (20.449) e Cruze (8.803) juntos. As pessoas preferem SUV, mesmo sendo derivado de carros mais simples que os sedãs médios. Será o mesmo destino dos Hatchs médios, infelizmente. Com relação ao Cruze li algum tempo atrás que a GM estava pensando em trazer o Monza chinês que está entre o Cruze e o Ônix sedã, ou seja, seria um sedã inferior ao Cruze, novamente infelizmente.

Avatar
Rosaria 9 de janeiro de 2021

O vectra durou mais tempo. O Monza então nem.se fala ….agora os tempos são outros , uma.pena mesmo !

Avatar
Matheus 4 de janeiro de 2021

Cento e tantos mil num carro com freio de estacionamento de alavanca e lâmpada halógena nos faróis. Carrão…

Avatar
Gerson 4 de janeiro de 2021

A Argentina é o último país a fabricar o Cruze. Ele já deixou de ser fabricado na China e EUA, então o modelo vendido aqui pode até ficar mais algum tempo porém não terá mais uma nova versão. Isso foi decisão da GM dos EUA que juntamente com a Ford decidiram matar os sedãs e apostar somente nas caminhonetes e SUVs.

Avatar
Rosaria 9 de janeiro de 2021

Ê moda agora ….a tendência será sempre os SUVs primeiro porque tem a ideia de robustez , status, e acomodar para várias finalidades …. só quero ver quando os híbridos abaixarem de preço? Se é que os Árabes vão deixar isso acontecer …. mas nos aqui do Brasil que ficamos com os piores carros na hora da compra se não quiser sentir o peso da desvalorização ou as consequências de ficar fora de linha , Ou compramos um carro bem baratinho que tb é difícil ou usado ou um bem top das galáxias para pelo.menos aproveitar enquanto dure….nao tem outro jeito….ligar o FD-se! Correr atrás e ganhar de dinheiro …

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

GM e Ford regredindo aos anos 60. Só fabricavam caminhões, camionetes, Rural Willis primeiro
SUV brasileiro, Chevrolet Amazonas…. kkkkkk essa mania de SUV no Brasil já está enchendo o saco!!!!

Avatar
Luiz 4 de janeiro de 2021

Papo da imprensa Brasileira a fibrica de Rosário na Argentina não dá conta de fabricar para entregar no Mercosul

Avatar
Paulo 10 de janeiro de 2021

Concordo!!!

Avatar
José Carlos do nascimento 3 de janeiro de 2021

Eu tenho minhas dúvidas,por exemplo o Honda fit um puta dum carro,o Up TSI por 61000,na categoria dos turbos hoje só mais barato,e mais e tanta certeza já anunciada desde 2019 o Fox não sai de linha por isso que acho meia furada esta lista

Avatar
Edson 3 de janeiro de 2021

Puts a Montana vai sair de linha

Avatar
Joaquim 3 de janeiro de 2021

Fico com minha Saveiro Cross. Essa tem mercado.e confiança vw

Avatar
Alves 3 de janeiro de 2021

Wrv e Fit sao o mesmo carro, com a difrencao de leve alteamento na suspensao. Ainda sou mais o fit pelo design mais bem acertado… Esse wrv alem de feioso ta canibalizando o irmao fit…

Avatar
Rick 3 de janeiro de 2021

Será que o ford Belina 2 vai sair de linha tbm . Se sim fico triste ótimo carro . Sério

Avatar
Jáciro dos Santos 3 de janeiro de 2021

Não tô nem aí porq tu compra uma carro novo financiado e paga o dobrou em parcela porq os bancos tão fazendo vendas casada tenho um fiesta sedan 2014 pág não me vejo hoje pagando o carro e outra parcela de embutido pro Banco

Avatar
Matheus 4 de janeiro de 2021

Aí você bate uma desgraça dessa não sobra nem teus dentes pra fazer o DNA.

Avatar
Carlos Alberto Vieira da Silva 3 de janeiro de 2021

Adorei excelente visão de mercado gostaria muito de ter um desse para concluir os meus negócios e tem mais ainda mas só que estou sem dinheiro para comprar

Avatar
Domingos Sebastião 3 de janeiro de 2021

Com os preços que estão sendo praticados, e a qualidade apresentada, além de aumentos em pneus, juros de financiamento, combustíveis e outros itens ligados a automóveis…. não sei se vale a pena comprar um carro novo no Brasil. Vou fazer a manutenção do meu quitado e quando não houver mais condições econômicas para manter…. talvez mude de país.

Avatar
Jorge 4 de janeiro de 2021

Concordo, estou fazendo o mesmo. O valores praticados pelas montadoras no Brasil São uma discórdia.

Avatar
daniella 4 de janeiro de 2021

Concordo com vc, os preços dos carros no Brasil são muito altos….se o governo abaixasse os impostos dos veículos e documentações, os preços ficariam menores e com certeza ficaria muito melhor o mercado de autos 0KM…pq as pessoas teriam condições de comprar.

Avatar
Gustavo Matos 3 de janeiro de 2021

A imagem do outlander que vocês colocaram é do “novo ASX”, o Outlander Sport, não da versão original da Outlander. E que vale a observação que essa da imagem também tá passada da hora de nos despedir hahaha.

Avatar
Tereza Andrea de Araujo 3 de janeiro de 2021

O CRUZI É UM CARTO EXELENTE ECONÔMICO MODERNO JAMAIS DEVERIA SAIR DE LINHA O 2021 É LINDÍSSIMO POR DENTRO E POR FORA

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

Tenho um e concordo com vc.

Avatar
Victória 4 de janeiro de 2021

Carro Chevrolet é sempre assim.. todos lindos, econômicos, pouca manutenção… mas precisam mudar, trocam um farol, uma lanterna, um acabamento, mudam o nome e o preço.

Avatar
Alexandre 4 de janeiro de 2021

A GM com essas manias de não manter o modelo… acaba perdendo cliente, pois não é confiável comprar um carro zero e depois de 4 anos tiram de linha…. o modelo novo do Cruze se não me engano está somente desde 2017, completando apenas 4 anos…. por isso tem chuva de Corola na rua, pois a Toyota só reformula o carro, sem tirar de linha… uma pena GM!!

Avatar
Lúcia 3 de janeiro de 2021

Eu tô nem aí o meu é um fusca 95, não troco por nenhum carro.

Avatar
Alexandre Dionisio Milanez 3 de janeiro de 2021

Kkkkkkkk !!! To nem ai !!! Nao tenho nenhum desses mesmo !!! O meu saiu de linha faz 50 anos e um corcel 72 e vou para todo lugar com ele (com detalhe e economico e licenciamento barato) kkkkkkkkkk !!!

Avatar
Berenice 3 de janeiro de 2021

Depois de muitas decepções, quando pararam a produção de veículos excelentes com filas de esperae trouxeram lixos chineses e outras aberrações…. não estou nem aí! Se é para não ter peças, péssimo atendimento do concessionário e uma depreciação…optei por autos de luxo de verdade importados e com atendimento personalizado do fabricante tradicional e de fora da Ásia.

Avatar
Marco 3 de janeiro de 2021

Projetos descontinuados no exterior são lançados no Brasil.
Os consumidores brasileiros sevem para minimizar os custos do processo de fabricação destes veículos descontinuados no exterior.
Os veículos que são mantidos em todos os países até inclusive no Brasil são adaptados para o mercado brasileiro ou seja customizado e muitos destes veículos não atendem a nossa realidade a estrutura rodoviária urbana de nossas cidades ou até mesmo das áreas rurais. Ficamos sempre com a sobra. Até os nossos vizinhos na América do Sul tem carros melhores. Veja o exemplo da Mercedes fábrica de automóveis vai parar a fábricação mais uma vez em curto espaço de tempo. Porque? Pesquisem e saberão essa resposta.

Avatar
Fábio França 3 de janeiro de 2021

Grand Siena e Etios Sedan ainda tem muita procura entte motoristas de aplicativo e taxistas e devem seguir o caminho do Versa ao se tornar V-Drive e serem ainda procurados no mercado de udados e os seminovos aumentarem o preço absurdamente. Quem pegar as últimas versões do Cruze irá se dar bem, assim como aconteceu com o Fluence. Enquanto isso ninguém fala da viúva do Rei dos Taxistas Cobalt, e sua esposa capengando Spin que ainda é sucesso na Praça de Bandeira 2.

Avatar
JOAO DA SILVA 3 de janeiro de 2021

Não é nenhuma novidade esses modelos sairem de linha. Todos, a excessão do Cruze e do Fit, são ultrapassados. Estou muito feliz com um corolla 20/21. é carro pra sobrar.

Avatar
Adriano 3 de janeiro de 2021

Na minha opinião, todos esses carros devem sair de linha, pelo preço que cobram e pelo pouco que entregam ao proprietário, inclusive esse Corolla 20/21 seu tbm deveria sair pq não sobra em nada, carro de 130mil com 21kg de torque é ridículo kkk, oque sobra é minha BMW M3 2017 com 56kg de torque, isso sim é sobrar!

Avatar
Eder 3 de janeiro de 2021

Comparar uma M3 com um corolla? Kkkkk

Avatar
Adriano 3 de janeiro de 2021

Não quis comparar, quis dizer que o Corolla não sobra em nada a não ser nas vendas comparados a outros sedãs médios, na minha opinião esses sedãs médios Corolla assim como o cruze e outros não valem o preço!

Avatar
Claudecy.souza 4 de janeiro de 2021

Nós encontros de carro o Honda 21/21 e chamado de( dublê de rico.)
Creio que e pelo fato de ser oponente, porém com o motor abaixo dos concorrentes.

Avatar
Eder 3 de janeiro de 2021

Entendi

Avatar
JOAO DA SILVA 4 de janeiro de 2021

Não adianta 56kg de torque, se não temos estradas pra acelerar. Eu prefiro meu corolla, e vc prefere sua BMW. Viva a diversidade de gosto. Seja Feliz. Jesus ama vc.

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

Corolla vai virar bisarola.

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

Corolla esta ultrapassado nem motor turbo têm, nem ejeção direta, más o Cruze têm, mas o Vovorola vende bem, se sair vai dar prejuízo.

Avatar
Fabio 4 de janeiro de 2021

Ejeção direta kkkkkkk… o banco e o motorista saem voando?

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

Foi mal kķkkkkkkkk

Avatar
Jackson 5 de janeiro de 2021

Vc não sabem de nada meu fusca que é carro

Avatar
joao da silva 4 de janeiro de 2021

Acredito que vc nunca teve um corolla pra falar desse jeito. O caro é bom, pra mim é um dos melhores sedãs. Gosto não se discute. O motor turbo não faz falta no 2.0. Tem pressão de sobra.

Avatar
Luiz 4 de janeiro de 2021

Vovôrollas são carroças de velhos, pesadas, freio ruim param bem distante e lata de leite glória.. vovozada adoram o beberão lerdo.

Avatar
Joaquim 4 de janeiro de 2021

A VW desenvolveu o Up! Na Europa e logo trouxe ele pra cá… Lá agora nessa mesma carroceria ele é e-Up! Elétrico, ainda, uma carroceria moderna com 5 estrela no crash teste.

Avatar
Angela Maria Marques 3 de janeiro de 2021

Eu tenho um Ethios 2013, 1.3 e fora as revisões anuais nunca tive problema. Alguns podem considerar feinho, mas ô carrinho gostoso de dirigir, econômico na cidade e um espaço excelente no banco traseiro. Pode sair de linha, mas vou ficar com ele ainda por um longo tempo.

Avatar
Antonio Pereira 3 de janeiro de 2021

Eu tenho um etios Cross não troco por nada ano 2015 novo não mida problemas gosto vou concerva o meu show

Avatar
Jadilson 3 de janeiro de 2021

Opa também tenho um muito Bom o carro detro da cidade econômico e forte superou minhas espenkitativas ja na BR acho q é um pouco gastador mais mesmo assim n vendo ótimo carro

Avatar
Fernando 4 de janeiro de 2021

Tenho um Etios Sedan 1.5 automático 2017 com 123 mil km, comigo desde zero. Carro que mais rodei e não penso em trocar. Econômico, confiável e confortável. Faço a manutenção em dia, não dá nenhum problema. Freios, pastilhas, amortecedores, ainda são originais. Velas trocadas apenas uma vez aos 100 mil km, como estabelece o manual de manutenção. Consumo médio na bomba de 14,5 km/l na gasolina, 70% estrada. Carro desvalorizado por seu design controverso, mas amado por quem avalia carro de forma racional.

Avatar
MÁRCIO 4 de janeiro de 2021

Nunca tinha tido Toyota e na onda do pessoal que elogia, acabei comprando um Etios zero. Com 26.000 km acabei vendendo, tirando motor e câmbio o carro deu todos os defeitos imagináveis, suspensão, freios, embreagem, quase tudo deu algum defeito. Coloquei apenas mais R$ 13.000,00 e tirei um Fox Connect, o melhor negócio que fiz na vida. Carro completaço que dá de dez a zero no feioso em todos os quesitos, apenas na economia o Etios é pouca coisa melhor. Dirigibilidade, freios, câmbio, embreagem, conforto, espaço interno, tudo o fox ganha. Muito mais carro em tudo, até no valor de revenda: eleito um dos cinco carros que menos desvalorizaram em 2020. Toyota? NUNCA MAIS!!!!

Avatar
MÁRCIO 4 de janeiro de 2021

Também pensava assim até trocar o meu, que me deu um monte de problemas (comprei zero e vendi com 26.000km) por um Fox Connect zero. Carro maravilhoso, mais barato que o Etios, completaço, bem mais espaçoso e muito mais gostoso de dirigir. Faça um teste drive grátis em qualquer concessionária e comprove, Toyota NUNCA MAIS!!!

Avatar
joao da silva 4 de janeiro de 2021

Tá de brincadeira né? Comparar um Corolla com um Fox ? Anda no novo Corolla, e tire suas conclusões. O carro valorizou: paguei 120.000,00 no meu no mês novembro passado. Hoje ele vale 126.900,00 Qual carro aconteceu isso ? Consulte tabela FIPE ou Webmotors pra vê se falo a verdade.

Avatar
Fernando 5 de janeiro de 2021

Também tive um Fox Prime 1.6 2013 que comprei zero, vendi com 80 mil km e comprei o Etios. Também não tive problemas e gostava do carro. Troquei pelo Etios pois precisava de um automático. Sim, o Fox é mais completo que o Etios, tem mais itens de tecnologia. Gastava mais combustível, revisões mais caras, fora política de empurroterapia das concessionárias VW.

Avatar
ricardo 3 de janeiro de 2021

Uma pena a Gm encerrar a produção do Cruze, pois sou um feliz proprietário e ainda me espanto de como esse modelo anda bem e não consome quase nada de gasolina.

Avatar
Luiz Carlos Bezerra 4 de janeiro de 2021

Febre americana por caminhonetes a Ford e G M forçando a mudança cedo demais.

Avatar
Celio Ribeiro 5 de janeiro de 2021

Cruze é a melhor compra, pena que com estas ruas malfeitas não dá pra tirar proveito do carro.

Avatar
Jair messias 3 de janeiro de 2021

Tirando o cruze, tudo umas carniça.

Avatar
Gilberto 3 de janeiro de 2021

Porque é esse q você deve ter o melhor carro e o do gente o resto não presta

Avatar
Fernando B 4 de janeiro de 2021

Gilberto já passou o gabarito.

Avatar
Diego 6 de janeiro de 2021

Nada, tenho um etios 2015 150 mil rodados, nunca me deu problema, excelente carro

Avatar
Marcelo 3 de janeiro de 2021

Na minha opinião os carros da Volks são descartáveis carros que com certeza não duram mais de 100 mil km e com a produção dos 3 cilindros a tendência e piorar ainda mais .

Avatar
Brenner 3 de janeiro de 2021

Não são descartáveis, são carros de Guerra, outras bosta não aguenta o tranco…

Avatar
Comi seu cu 3 de janeiro de 2021

Você acha e mecânico pra fala isso

Avatar
aron 4 de janeiro de 2021

Tenho um UP 2017 com 195 mil/k rodados e um gol 2008 com 315 mil/k a propria agencia autorizada garantiu o motor ate os 350 mil com todas revisões feita em agencia autorizadas e nunca tive problemas . E quando tiver de troca los será sempre da VW e do mesmo modelo .

Avatar
Rogério p. Silva 3 de janeiro de 2021

No Brasil, o automóvel é barato pra quem fabrica, e caro pra quem comprou! Desvalorização do Real frente ao dólar.

Avatar
Celina Yamamoto 4 de janeiro de 2021

Se não fossem embutidos 45%d imposto no valor do valor do carro , não pagaríamos tão caro assim nos carros. Afinal isso é a lei da oferta e procura.
Enquanto tiver gente disposto a pagar o valor alto que é empregado nos carros, eles continuaram caros.
Agora para de comprar carros para ver se os preços não baixam .

Avatar
João Ferraz 3 de janeiro de 2021

Não dá pra entender o FIT está lista. Excelente carro e pouca desvalorização. Etios +muito feio) e Citroen (sem valor de revenda) já vão tarde. Cruze não emplaca, mesmo tendo versões melhores que Corolla, não dá pra entender

Avatar
Viggiano M Souza 3 de janeiro de 2021

Amigo o Honda Fit deve sair de linha para entrada do modelo novo, porém ele é um carro extremamente caro (a atual geração) e a Honda está estudando uma maneira de viabilizar o seu projeto para o Brasil. Infelizmente o que acontece aqui como vários outros carros é bem simples, eles permanecem com a mesma plataforma em vários veículos durante vários anos, as vezes ocorre pequenas facelifts apenas para dar uma “sobrevida” ao veículo, porém tem carros que as montadoras tentam espremer o bagaço até sair a última gota do suco que eles ainda possam gerar. O que acontece aqui é bem simples, é mais fácil vender 1 carro com uma margem de lucro bem gorda, do que vender vários carros com a margem baixa para obrigar eles a trabalharem mais e ganhar menos em grande volume, essa é a realidade do mercado automotivo brasileiro, se você for para região sul do país como SC, PR e RS você verá carros dos nossos países vizinhos, e amigo eu vou ser bem sincero, é assustador o carro do pessoal, são carro 1000x superiores aos nossos.

Avatar
Leandro 3 de janeiro de 2021

Eles vão fazer o Honda City hatch, aí por isso vai sair o fit

Avatar
Valdecir Junior Ribeiro 3 de janeiro de 2021

Concordo.
Já vi muitos por aqui.
Melhores e mais baratos.

Avatar
Marcelo 3 de janeiro de 2021

Simples, brasileiro vive de modinha e não interessa o que pague por ela. Nem que seja por veículos sem tecnologia mas na moda.

Avatar
Gilson Soares 3 de janeiro de 2021

É isto mesmo, brasileiro vive de modinha. Já tive gol, pálio, fiesta, uno, focus e saveiro, atualmente tenho um etios 1.5 hatch manual. Tirando o Focus, o etios é de longe o melhor carro. É 19/20 e está com apenas 13 mil KMs. Podem tirar de linha que não estou nem aí. O carro é excelente, simples assim.

Avatar
Alcides 4 de janeiro de 2021

Tbm tenho um desse e já é o segundo,esse não venderei, melhor que esse só o outro meu Cruze.

Avatar
Supersincero 3 de janeiro de 2021

O cambio quebra fácil . Lastimável

Avatar
Viajão 3 de janeiro de 2021

Tirou a informação sobre o câmbio de onde? Das vozes na cabeça?

Avatar
Edvando souza 3 de janeiro de 2021

Fale sobre o prisma o meu é 2015

Avatar
Kaliandro 4 de janeiro de 2021

Todos esses carros são ultrapassados em tecnologia, exceto o cruze, sou proprietário de um novo onix hatch Premium turbo e meu carro tem todas as tecnologias do cruze e muito mais.

Avatar
Deixe um comentário