Chevrolet só produzirá carros elétricos a partir de 2035

Serão 30 modelos totalmente elétricos em todo o mundo até meados da década; fabricante também anunciou investimentos em carregamento rápido sustentável

Por AutoPapo 29/01/21 às 14h21
mao manuseando cabo carregar carro hibrido plug in eletrico
Ideia da General Motors é produzir modelos 'zero emissões' de todas as categorias (Foto: Shutterstock)

A General Motors anunciou que planeja se tornar neutra em carbono em seus produtos e operações globais até 2040. A empresa trabalhou com o Fundo de Defesa Ambiental (EDF) dos Estados Unidos para desenvolver uma visão compartilhada de um futuro totalmente elétrico e a aspiração de eliminar as emissões de novos veículos leves até 2035. Confira detalhes dos planos para os próximos carros Chevrolet.

LEIA MAIS

O foco da GM será oferecer veículos zero emissão em uma variedade de faixas de preço e trabalhando com todas as partes interessadas, incluindo a EDF, para construir a infraestrutura de carregamento necessária e promover a aceitação do consumidor, mantendo empregos de alta qualidade, que serão necessários para cumprir esses objetivos ambiciosos.

Para atingir seus objetivos, a GM planeja descarbonizar seu portfólio ao fazer a transição para veículos elétricos a bateria ou outra tecnologia de veículos com emissão zero, obtendo energia renovável e aproveitando compensações ou créditos mínimos.

Eletrificação e atualização nos carros Chevrolet

A GM oferecerá 30 modelos totalmente elétricos em todo o mundo até meados da década e 40% dos modelos da empresa oferecidos nos EUA serão veículos elétricos a bateria até o final de 2025.

A GM está investindo USD 27 bilhões em veículos elétricos e autônomos nos próximos cinco anos. Este investimento inclui o desenvolvimento contínuo da tecnologia de bateria Ultium.

Mais da metade dos gastos de capital e da equipe de desenvolvimento de produtos da GM serão dedicados a programas de veículos elétricos e autônomos. E nos próximos anos, a GM planeja oferecer um EV para cada cliente, de crossovers e SUVs a caminhões e sedãs.

A empresa também continuará a aumentar a eficiência de combustível de seus carros a combustão interna, de acordo com a economia e os regulamentos de gases de efeito estufa regionais. Algumas dessas iniciativas incluem:

  • tecnologias de melhoria de economia de combustível, como Stop/Start;
  • melhorias de eficiência aerodinâmica;
  • motores reduzidos;
  • transmissões mais eficientes; e
  • outras melhorias nos carros Chevrolet, incluindo redução de massa e pneus com menor resistência ao rolamento.

Para lidar com as emissões de suas próprias operações, a GM irá fornecer 100% de energia renovável para abastecer suas instalações nos EUA até 2030 e globalmente até 2035, o que representa uma aceleração de cinco anos da meta global anunciada anteriormente pela empresa.

Hoje, a GM é a décima maior empresa em energia renovável do mundo e, em 2020, a companhia recebeu o prêmio 2020 Green Power Leadership da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos.

Para contabilizar as possíveis emissões de carbono remanescentes, a GM planeja investir em créditos ou compensações. A empresa avaliará as soluções de crédito e compensação nos próximos anos, à medida que as ideias mais eficientes, equitativas e inclusivas amadurecerem.

Carregamento rápido sustentável

Embora os veículos elétricos em si não emitam emissões, é fundamental que sejam carregados com eletricidade gerada por fontes renováveis, como eólica e solar. A GM tem trabalhado com concessionárias e desenvolvedores para apoiar investimentos em energia renovável encontrados dentro e ao redor das comunidades que têm instalações da GM por meio de contratos de compra de energia e tarifas verdes.

A empresa também está trabalhando com a EVgo para triplicar o tamanho da maior rede pública de carregamento rápido dos EUA, adicionando mais de 2.700 novos carregadores rápidos até o final de 2025, um movimento definido para ajudar a acelerar a adoção generalizada de veículos elétricos.

Os novos carregadores rápidos serão alimentados por energia 100% renovável. A GM acredita que o setor de energia está a caminho de uma rede descarbonizada e que um futuro totalmente elétrico será apoiado por infraestrutura e tecnologia renováveis.

SOBRE
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Albede 30 de janeiro de 2021

A indústria automotiva hoje só se fala em eletrificação total, emissão zero para todos os veículos, de todas as categorias e tamanhos, de carros populares à caminhões extra-pesados para um futuro não muito distante. A verdade é que essa ditadura do ‘Politicamente Correto’ quer empurrar de goela abaixo de toda população mundial um meio de transporte sem se importar com as opiniões e as preferências individuais nem tampouco com o gosto pessoal de cada consumidor. A eliminação dos combustíveis fósseis ‘na marra’ é apenas uma parte de um sistema perverso, sombrio e tenebroso que está por vir.

Avatar
Cassio Manfre 29 de janeiro de 2021

Carro elétrico pra mim continua sendo uma piada de mal gosto. Estão empurrando goela abaixo do consumidor um produto que ele não pediu e que, mesmo com fortes subsídios de governos são caros e acessíveis a poucos. A capacidade de geração de energia não está preparada e não se resolve rapidamente. A saída são os híbridos.
Isso é resultado de muita politicagem e lobby das montadoras.
O elétrico será autossustentável a longo prazo, de 20 a 30 anos!

Avatar
Arthur Jose Ramos Gasperoni 31 de janeiro de 2021

Concordo. Os híbridos são uma solução melhor.

Avatar
IVAN VASCONCELLOS 31 de janeiro de 2021

Parabéns!
Excelente comentário, fazer carro elétrico é MUITO mais caro, mas não é difícil, veja como a TESLA saiu do nada e hoje vale um “montão” de US$.
O problema é, e será ainda por muitos anos aqui na nossa “terrinha”, ter a infra estrutura adequada, tanto de geração quanto de distribuição adequada. Hoje temos Postos de Combustível nos lugares mais remotos do Brasil. E os postos de recarga elétrica? E o tempo de carga? E o custo da energia elétrica? E a oferta de Energia Elétrica?
Pois então, tem muito mais perguntas do que respostas, ou seja, esses planos da Chevrolet vão por água abaixo, com certeza.

Avatar
Deixe um comentário