Em fim de carreira, Chevrolet Cruze hatch e sedã ganham séries especiais

As duas carrocerias do Chevrolet Cruze emplacaram 8.823 unidades durante 2021, a versão RS do hatch e Midnight do sedã prometem dar um ânimo nas vendas

cruze rs e midnight
Novas versões trazem estilo diferenciado ao médio da Chevrolet (Foto: Chevrolet | Divulgação)
Por Eduardo Rodrigues
27 de janeiro de 2022 14:40
  • O Chevrolet Cruze hatch agora virá apenas no modelo RS, com estilo mais esportivo e acerto de suspensão mais firme
  • Já o sedã ganhou a edição Midnight com detalhes escurecidos
  • Confira as novidades para a linha de médios da Chevrolet

O Chevrolet Cruze Sport6 resiste como o último hatch médio não-premium do Brasil. Ele e o seu irmão sedã amargam com vendas baixas: segundo os dados da Fenabrave, foram 1.733 do hatch e 7.090 unidades do sedã. Ainda assim, o fabricantes norte-americano trouxe novidades a essa dupla.

O Cruze Sport6 ganhou a versão RS e o sedã recebeu a versão Midnight. Ambas contam com estilo diferenciado e seguem a tendência das versões homônimas do Onix e Onix Plus. O preço deles ainda não foi divulgado.

VEJA TAMBÉM:

O Cruze RS promete ir além do visual

A Chevrolet decidiu por racionalizar a linha Cruze com o lançamento do modelo RS. Os modelos LT, LTZ e Premier saíram de linha. Agora quem procura um hatch médio só poderá levar o Cruze RS ou deverá partir para os importados Audi A3, BMW Série 1 e Mercedes-Benz Classe A.

As mudanças visuais do Cruze RS são mais discretas que as adotadas pelo Onix RS: frisos cromados foram trocados por outros escurecidos, a gravatinha da Chevrolet traz o centro preto, faróis de máscara negra e as capas dos retrovisores são pintadas em preto brilhante.

O fabricante também acrescentou um acerto exclusivo de direção e suspensão para o hatch, prometendo mais esportividade. O motor também recebeu uma calibração nova, que promete melhor dirigibilidade. Porém a ficha técnica apresenta a mesma potência de 153 cv a 5.200 rpm e torque de 24,5 kgfm a 2.000 rpm do modelo 2022.

O pacote de equipamentos completos leva a crer que o modelo RS foi baseado no Premier. O carro traz a central multimídia MyLink com tela de 8 polegadas capaz de receber atualizações remotas, Android Auto e Apple CarPlay com espelhamento sem fio, WiFi nativo e sistema OnStar. Apenas quatro cores estão disponíveis: Branco Summit, Cinza Satin Steel, Vermelho Chili e Preto Ouro Negro.

O Cruze Midnight é uma opção intermediária

A Chevrolet manteve as versões LT, LTZ e Premier para o Cruze sedã. O novo modelo Midnight irá se encaixar abaixo do LTZ e terá como diferenciação o estilo escurecido. As mudanças são similares às recebidas pelo Cruze Sport6 RS, porém o para-choque dianteiro usa o desenho menos agressivo das outras versões do sedã.

Diferente do Onix Plus Midnight, o Cruze Midnight oferece outras cores além do Preto Ouro Negro: Azul Eclipse e Cinza Satin Steel. Por dentro o interior é todo preto, incluindo o forro de teto. Isso só é quebrado pelas costuras contrastantes nos bancos e os detalhes cinza e cromados no painel.

O sedã também recebeu a nova calibração do motor usada no hatch RS, com promessa de melhor dirigibilidade. A suspensão não recebeu o acerto mais esportivo, mantendo a prioridade no conforto tradicional do Cruze.

Fotos: Chevrolet | Divulgação

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Hermógenes da Silva Santos 27 de janeiro de 2022

Sedãs, peruas, hatches, todos em vias de extinção por aqui. E viva o manco Kwid por R$ 60 mil!

Avatar
Deixe um comentário