Chevrolet Onix RS ou Hyundai HB20 Sport? Comparamos os dois hatches

Comparamos os dois carros mais vendidos do país em suas versões com desenho esportivo: a disputa entre os dois é apertada

Por Fernando Miragaya 10/11/20 às 16h06
Especial para o AutoPapo
montagem onix rs hb20s frente autopapo
Onix RS e HB20 Sport (Foto: Montagem sobre fotos de divulgação)

Carro esportivo é o sonho de muita gente. Contudo, por vezes é um sonho pouco acessível. São carros com acerto mais firme, freios e suspensões retrabalhados, motores mais potentes, e isso cobra a conta lá na concessionária. Mas no universo automotivo tudo pode parecer o que não é… graças ao design.

As marcas sabem que existe uma turma que não está disposta a pagar uma grana pela esportividade de fato, mas que gastaria um pouco além para ter, pelo menos, a aparência. Desta forma, surgem as versões chamadas esportivadas de modelos.

Os dois carros mais vendidos do país, obviamente, seguem essa receita. Com detalhes estéticos mais arrojados e diferentes, Chevrolet Onix, na recente versão RS, e Hyundai HB20, na variante Sport, entregam um pacote visual esportivo sem precisar mexer na mecânica.

Mas nessa disputa de vitrine, qual o que combina melhor com o seu estilo?

VEJA TAMBÉM:

Alegorias e adereços

Começamos pelo quesito que faz essas versões serem diferentes: os detalhes no design. O Onix RS, por exemplo, tem teto pintado de preto e recebe grade frontal do tipo colmeia com o emblema RS e a gravatinha da Chevrolet também preta. Ainda na dianteira, saias maiores no para-choque e faróis tipo projetor com máscara negra, luzes diurnas e moldura em preto brilhante.

Visto de perfil, destacam-se as capas dos retrovisores pintadas de preto metálico e saias laterais na cor da carroceria. Também é equipado com rodas de liga leve aro 16” exclusivas. Na traseira, spoiler inferior integrado ao para-choque e outro superior, colado à tampa do porta-malas. O emblema com o nome do veículo recebe acabamento escurecido.

Na cabine, vários detalhes em vermelho nas costuras do volante e dos bancos e nas molduras das saídas de ar. O quadro de instrumentos também tem grafismos avermelhados e ponteiros de LEDs – diferentes dos restante da linha.

O HB20 Sport, por sua vez, alterna cores nos adereços espalhados pela carroceria. O preto brilhante está presente nas saias laterais e no spoiler integrado à parte superior da tampa do porta-malas. As saias dianteira e traseira, porém, podem ter filetes vermelhos ou cinzas, conforme a cor escolhida para a carroceria.

A grade frontal é repleta de nichos cromados em “formato de cascata”, conforme a marca sul-coreana propaga. A moldura da entrada de ar dianteira é em preto brilhante. Já as rodas de liga leve aro 16”, além do design exclusivo, trazem logo da Hyundai em vermelho. Na coluna traseira, aparece o nome da versão dentro de um acabamento preto.

Por dentro, o HB20 também aposta na receita das costuras vermelhas no volante e nos bancos com desenho esportivo. Porém, o painel central tem acabamento que imita fibra de carbono, enquanto as maçanetas internas seguem o preto brilhante. As pedaleiras de alumínio chamam a atenção.

Onix RS HB20 Sport
3 ★★★☆☆ 4 ★★★★☆

Preços e equipamentos

O Onix RS custa iniciais R$ 75.590, enquanto o Hyundai HB20 Sport cobra R$ 73.990. Mas os dois têm pacote de equipamentos bem parecidos.

O Chevrolet é equipado com a intuitiva e eficaz central multimídia MyLink, só que agora com tela de 8”. O rival oferece o também elogiado sistema blueMedia, com display do mesmo tamanho, mas o HB20 Sport tem carregador de celular por indução, que o Onix RS não dispõe.

O compacto da GM porém, tem airbags a mais. São seis bolsas, enquanto o Hyundai vem só com as frontais obrigatórias por lei. Do lado da empresa coreana, seu hatch tem trocas de marchas sequenciais em aletas no volante.

No mais, em comum os dois carros têm controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, sensor de ré, ar-condicionado, direção elétrica e trio.

Onix RS HB20 Sport
4 ★★★★☆ 3 ★★★☆☆

Espaço e conforto

No espaço interno do Onix aparenta ser discretamente maior no banco traseiro. Mas nada tão generoso. Ambos os automóveis proporcionam a folga para pernas e joelhos do motorista que se espera em um compacto. A posição de dirigir do GM é um pouco mais alta. No banco de trás, dois adultos viajam bem.

Na fita métrica, o Onix RS só mostra grande vantagem no comprimento. São 4,16 m de comprimento, contra 3,94 m, o que, curiosamente, não se traduz em porta-malas maior.

O Hyundai oferece 300 litros de capacidade, enquanto o carro mais vendido do país fica em 275 litros. No entre-eixos, 2,55 m do Chevrolet, 2 cm a mais que o rival.

Em termos de isolamento acústico, o tratamento do Onix RS é melhor. A suspensão do compacto da GM também tem acerto que filtra de maneira mais eficiente os buracos, e não é tão molenga. A do HB melhorou bastante nesta geração, mas ainda se ressente das imperfeições da pista.

Onix RS HB20 Sport
3 ★★★☆☆ 2 ★★☆☆☆

Desempenho

Como dissemos no início deste comparativo, essas versões esportivadas não têm qualquer trato mecânico. Os dois modelos usam motores conhecidos de outras configurações de suas respectivas linhas. E aqui também são bem parecidos nos números.

O Onix RS usa o 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm de torque combinado ao câmbio automático de seis marchas. O HB20 Sport também usa motor turbinado tricilíndrico 1.0 turbo, mas de 120 cv e 17,5 kgfm. A transmissão também é automática de seis velocidades.

Segundo a GM, o seu hatch acelera de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos e atinge a máxima de 187 km/h. O rival, de acordo com informações da Hyundai, faz o 0-100 km/h 10,7 segundos e tem velocidade final de 190 km/h.

Onix RS HB20 Sport
3 ★★★☆☆ 3 ★★★☆☆

Pós-venda e manutenção

Aqui, destacamos o consumo de cada carro, o plano de revisões com preço fixo até os 60.000 km e a simulação de seguro – preços mais baixos da pesquisa. O Onix se mostra mais econômico e a manutenção é pouca coisa mais barata, mas a apólice do HB20 Sport se revelou mais em conta.

Preços de revisões

Onix Turbo

  • 10.000 km: R$ 320
  • 20.000 km: R$ 616
  • 30.000 km: R$ 516
  • 40.000 km: R$ 684
  • 50.000 km: R$ 496
  • 60.000 km: R$ 616
  • Total: R$ 3.248

HB20 Turbo

  • 10.000 km: R$ 239,52
  • 20.000 km: R$ 502,00
  • 30.000 km: R$ 499,12
  • 40.000 km: R$ 668,44
  • 50.000 km: R$ 470,27
  • 60.000 km: R$ 937,31
  • Total: R$ 3.316,66

Fonte: site dos fabricantes

Consumo

Etanol na cidade

  • Onix: 9,4 km/l
  • HB20: 8,2 km/l

Etanol na estrada

  • Onix: 11,2 km/l
  • HB20: 10,4 km/l

Gasolina na cidade

  • Onix: 13,5 km/l
  • HB20: 11,7 km/l

Gasolina na estrada

  • Onix: 16 km/l
  • HB20: 14 km/l

Fonte: PBEV/Inmetro

Onix RS HB20 Sport
4 ★★★★☆ 3 ★★★☆☆

Seguro

  • Onix RS: R$ 2.977,34  (franquia de R$ R$ 3.320)
  • HB20 Sport: R$ 2.663,44 (franquia de R$ 3.472,92)

Cotação com perfil de homem, 40 anos e residente na cidade de São Paulo

Participe da enquete

Fotos: Divulgação

8 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Fabrício Santos 18 de novembro de 2020

Eu escolho o Onix. Ao contrário do HB20, as linhas do Onix são bem mais agradáveis! Além disso, é também mais econômico, o que torna seu desempenho mais eficiente. Como nenhum dos dois são carros verdadeiramente esportivos, eu fico com a superioridade do desenho e da eficiência energética do Chevrolet.

Avatar
Coutinho 12 de novembro de 2020

Acho que a arrancada do onix de 10,1 seg de 0 a 100 é excelente. Basta comparar com o novo Corolla que tem 177 cv e 21,4 de torque e gasta 9.8 seg de 0 a 100. Vale lembrar que o onix tem apenas 116 cv e 16 8 de torque. Esses carros 1.0 turbo são mais rápidos e muito mais econômicos que a maioria dos 1.6 Ate 2.0 aspirados.

Avatar
Antonio Carlos 12 de novembro de 2020

Entre o Onix e o HB 20 eu fico com o Sandro RS.

Avatar
Antonio Carlos 12 de novembro de 2020

*Sandero.

Avatar
Fernando 18 de novembro de 2020

Sério?! Dentre todas as opções de pseudo-esportivos disponíveis no nosso mercado, incluíndo aí o Up TSi, e forçando a barra porque o carrinho não tem apelo esportivo, o Renault Sandero seria minha última opção! Não pelo design, mas pelo motor aspirado beberrão! Eu fiz um teste e não gostei: relações de marcha muito curtas para manter o giro do motor mais alto, o que resulta em gasto excessivo de combustível para um carro que nem anda tanto assim. O ponto forte dele, que gostei, foram as suspensões.

Avatar
Rodolfo 12 de novembro de 2020

0 a 100 km/h em 10,1 segundos pra mim não é carro esportivo. Devia fazer em 9 segundo para ser uma série esportiva do Onix com um comando de válvulas esportivo e uma relação de câmbio mais curta para ter uma velocidade máxima na rotação de potência máxima, pois isso sim seria série esportiva.

Avatar
Laudivan 11 de novembro de 2020

Realmente está difícil se acostumar com as lanternas traseiras do HB20 (estremidades inferiores alongadas tipo o honda WRV), sem contar a grade dianteira estilo sorriso do Coringa,,, o carro pode ser bom e vender bem, mas esse visual incomoda muita gente.

Avatar
Fabrício Santos 18 de novembro de 2020

Concordo também. O desenho desse HB20, tanto de frente, de traseira como a lateral, está mais repelente que nunca! Do modelo anterior, gostava do perfil, do carro visto de lado.

Avatar
Deixe um comentário