Como dirigir pela primeira vez: confira 10 dicas que fazem a diferença!

É motorista novo? Vai estrear na estrada? Então, saiba como se manter seguro e confortável ao volante do carro

motorista dirigindo viagem de carro rodovia estrada
Bons hábitos ao volante asseguram conforto, segurança e até menor consumo de combustível (foto: Shutterstock)
Por Fernando Miragaya
18 de outubro de 2021 19:02

Quem acabou de tirar CNH ou vai pegar pela primeira vez o trânsito costuma ficar apreensivo. Uma ansiedade totalmente normal para boa parte dos motoristas inexperientes. Só que não é nenhum bicho de sete cabeças. São simples e básicas as dicas que vamos dar de como dirigir pela primeira vez.

VEJA TAMBÉM:

10 dicas para quem vai dirigir pela primeira vez

Trata-se de um passo a passo para você conduzir o carro de forma atenta, segura e confortável – e, o mais importante, sem pânico. Obviamente são recomendações que vão além dos bons hábitos que qualquer motorista tem de ter, como respeitar a sinalização, dar seta, ser prudente e não passar do limite de velocidade.

1. Posição de dirigir

conforto posicao dirigir volante
Motorista deve dirigir sempre com as duas mãos ao volante, na posição “10 para as duas” ou “15 para as três”, com os braços levemente arqueados

Este é o ponto de partida para dirigir pela primeira vez. Encontrar a posição correta de condução impacta diretamente na sua segurança e no seu conforto. Acomode-se no banco de modo com que quadris e costas estejam firmemente posicionados contra a parte de trás do assento. Evite usar capas nos bancos, pois elas podem fazer você escorregar.

Estique o braço totalmente e ajuste o banco até que o seu punho pouse naturalmente sobre o aro superior do volante. A partir daí você pode ajustar também a coluna de direção, na altura e caso seu carro tenha regulagem de profundidade. O correto é que, com as duas mãos ao volante – na posição “10 para as duas” ou “15 para as três” -, os braços fiquem levemente arqueados.

Boris Feldman explica, em vídeo, como ajustar o volante e o cinto de segurança: assista!

Outro aspecto importante é que você acione os pedais – em especial o da embreagem – de um modo em que não precise esticar toda a perna. Se o carro que você for dirigir pela primeira vez for automático, esqueça sua perna esquerda e a repouse em um descansa-pé ao lado dos pedais que esses tipos de veículos geralmente oferecem.

Fique atento também à altura do banco de um modo que você consiga ver a ponta direita do capô. E nada de elevar demais o assento. Sua cabeça tem de ficar a uma distância de cinco dedos do forro do teto da cabine.

2. Cintos de segurança

cinto de seguranca
Uso do cinto é obrigatório por lei para todos os ocupantes do veículo

O cinto de segurança deve ser afivelado antes de você dar a partida no motor. Ao puxá-lo, verifique se a correia do dispositivo não está torcida A faixa superior deve passar por sobre os ombros – e não sobre os braços ou muito próxima ao pescoço -, enquanto a inferior deve passar sobre o colo.

Para motoristas grávidas que vão dirigir pela primeira vez, a faixa de cima deve estar centrada na clavícula e a inferior deve ser colocada abaixo da barriga da gestante. Se o seu automóvel dispor de ajuste de altura do cinto de segurança fica mais fácil fazer a regulagem.

Depois de puxar o cinto, insira a correia metálica na parte da fivela (na lateral direita inferior do assento) e quando ouvir o “clique” significa que o equipamento já está afivelado. Depois, afaste um pouco e suavemente a faixa para longe do seu corpo, desde a fivela até o ombro, e solte-a para eliminar qualquer folga.

Não use clipes ou outras peças para prender o cinto. Em um acidente, você pode ter uma lesão séria na coluna ou mesmo quebrar o pescoço, já que o dispositivo terá folgas e seu corpo será deslocado – algo que a peça devidamente afivelada evita.

3. Encosto de cabeça

A peça deve cobrir preferencialmente toda a nuca. Ou seja, a parte mais alta do encosto não pode nunca ficar no nível do pescoço. Uma dica é que suas têmporas fiquem posicionadas sempre ao centro do apoio para a cabeça.

4. Espelhos

retrovisor direito carro
Retrovisores devem permitir o maior ângulo de visão possível

A regulagem dos retrovisores para quem vai dirigir pela primeira vez é de suma importância. Então, já na sua posição de dirigir, ajuste os espelhos externos todos para o ângulo mais aberto possível. Depois, vá trazendo a lente lentamente para “dentro” da carroceria até aparecer uma parte do carro.

O certo é que, sem deslocar a cabeça ou o pescoço, você consiga visualizar a parte traseira do seu carro pelos retrovisores de fora. Já o espelho interno deve estar posicionado de uma maneira em que o motorista, só com o movimento dos olhos, consiga visualizar a janela de trás como um todo. Lembre-se que um espelho mal ajustado pode aumentar em 40% a área de ponto cego do carro.

5. Fique íntimo do carro antes de dirigir pela primeira vez

Antes de dirigir pela primeira vez, é importante também estar familiarizado com o automóvel. Lembre-se que você ainda não tem o hábito de ficar ao volante, então faça um treino básico mesmo dentro da garagem.

Ligue e desligue o carro, faça as mudanças de marchas com o veículo estacionado, baixe e levante o freio de mão, acione faróis, setas e limpadores para se ter ideia de onde estão (e como se comportam) os principais comandos.

6. Pegue leve

acelerador acelerar pedais istock
Motorista deve ter o hábito de acelerar com suavidade: manobras bruscas devem ser exceção, e não regra

Pisar de forma suave no pedal do acelerador está entre as dicas para quem vai dirigir pela primeira vez. Na verdade, é uma recomendação para todos os motoristas, especialmente para não forçar o motor e economizar combustível. Mas quem é inexperiente ao volante deve ir com calma.

Ao acelerar devagar, o motorista novato terá mais tempo de sentir o carro e a direção. E também terá mais facilidade para controlar o veículo ou mesmo freá-lo em alguma situação de emergência.

Não significa que você tenha de dirigir a velocidades muito baixas, o que inclusive é infração de trânsito e pode causar acidentes. Mas preferencialmente fique um pouco abaixo do limite da via e na pista da direita.

7. Muita atenção ao dirigir pela primeira vez

Meu velho falava que você tem de estar de olho não no carro à sua frente apenas, mas também no que está vindo por trás, no que está dois veículos à frente, no outro que vai fechar o colega do lado etc. Dirigir é dirigir pelos outros, não tem jeito. E quem tem CNH recente deve estar mais atento do que nunca.

Por ser inexperiente, o condutor deve ter em mente que suas reações e reflexos serão mais demorados do que o pessoal que tem mais vivência em ruas e estradas. Isso vale para todos, mas para quem vai dirigir pela primeira vez é imprescindível manter uma distância segura para o carro da frente.

Uma regra legal é contar dois a três segundos a partir de um ponto de referência. Se o carro da frente passou ao lado de uma árvore, inicie a contagem e veja se você está muito próximo. Isso pode evitar colisões traseiras.

8. Freie antes

rua via avenida trafego transito carros automoveis semaforos sinais calcada
Viu o semáforo vermelho lá atrás? Então, diminua progressivamente a velocidade

Uma dica que vale também para economizar combustível e evitar o desgaste de pastilhas e discos. Viu o semáforo vermelho lá atrás? De nada adianta acelerar o carro para frear em cima. Já que vai parar, diminua a velocidade bem antes, se der reduza uma marcha e pise no pedal do freio levemente até o carro parar a uma distância segura da faixa de pedestre ou do carro à frente.

9. Ao dirigir pela primeira vez, prefira horários calmos

Evite o rush nos primeiros dias de direção. Os horários de maior tráfego (inícios da manhã e fins de tarde) costumam ser caóticos e estressantes. Além de ser tradicionalmente o período de maior incidência de imprudências por parte dos motoristas, já que está todo mundo doido para chegar em casa ou no trabalho.

10. Caminho tranquilo

Você não precisa deixar de pegar vias expressas e avenidas movimentadas na cidade quando for dirigir pela primeira vez. Mas, se puder, dê preferência a ruas mais calmas, com fluxo menor de carros. Isso é bom até para você treinar melhor a direção, sem ter algum mala colado na sua traseira ou outros carros te dando fechadas.

Bônus: carona experiente

Dê carona a um motorista mais vivido quando for dirigir pela primeira vez. Mas que seja um colega ou amigo que tenha paciência e não te deixe nervoso. Ele poderá dar orientações sobre quando mudar de pista, como fazer a curva e até qual marcha usar para encarar uma ladeira.

Você sabia que o AutoPapo também está presente em suas redes sociais favoritas? Clique e confira:

TikTok YouTube Facebook Twitter

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rodrigo MARTINIANO 26 de outubro de 2021

Eu postei dois comentários praticamente iguais, o que começa com “MELHORANDO SEMPRE!” corrigindo erros de digitação e acrescentando ‘firulas’, mas ambos mantendo a… Digamos pegadinha.
Caso alguém responda, vamos ver como está a ATENÇÃO dele (ou dela) na resposta quanto a encontrar a pegadinha…
ATENÇÃO É FUNDAMENTAL AO DIRIGIR!
Rodrigo.

Avatar
Rodrigo MARTINIANO 25 de outubro de 2021

MELHORANDO SEMPRE!
Dirigir pela primeira vez…
Para mim aconteceu a mais de 50 anos passados, num Aero Willys do pai do meu saudoso primo Raymundinho, o carinha que me ensinou a dirigir, ou melhor, praticamente a ‘pilotar’ carros, mas com um agravante terrível: nas vias públicas! O – digamos – atenuante é que isto aconteceu no final da década de 1960, não tendo evitado, entretanto, de eu atropelar e ferir seriamente uma senhora por conta da correria.
Autoescola eu só fiz ao trocar a minha carta normal por PCD, conforme determina a Lei, após onze anos de tentativas (operações cirúrgicas) para tentar consertar minha perna esquerda, quase destruída também na pressa absurda, entre outras tragédias muitíssimo piores.
Fato é que, mazelas a parte, sem a gana de ‘andar na frente de Dodge Charger com Fuscão’ aprendi a dirigir.
E, com permisso do colega Boris Feldman, acrescento as seguintes dicas destinadas não apenas aos iniciantes e sim a todos os motoristas, sobretudo atualmente quando o trânsito parece com “briga-de-foice-no-escuro”:
(1) DIRIJA CALMO E SÓBRIO.
(2) NÃO CORRA NUNCA (imagine-se a pé e verá a vantagem de estar ‘motorizado’).
(3) SE QUISER IR DEVAGAR (menos do que a velocidade máxima permitida) PELO AMOR DE DEUS USE A FAIXA DA DIREITA!
(4) JAMAIS SE ENGRACE COM O CARRO À SUA FRENTE (mantenha distância! / trânsito não tolera brincadeiras!).
(5) MÁXIMO CUIDADO COM OS PEDESTRES (que hoje atravessam desafiadoramente as ruas como se estivessem andando nas salas de suas casas).
(6) FIQUE FORA – BEM LONGE! – DAS BRIGAS DE TRÂNSITO (pois é possível você morrer numa delas!).
(7) NÃO VACILE QUANTO A MUDAR DE FAIXA, SINALIZE (‘dê seta’) E NUNCA FAÇA ISSO DE ÚLTIMA HORA.
(8) ANTIGAMENTE OS POSTES DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA (de aço, lembra Boris?) FICAVAM NO MEIO DAS RUAS, ÀS VEZES JUNTO ÀS ESQUINAS, O QUE OBRIGAVA QUEM IA FAZER UMA CONVERSÃO A ESQUERDA, PARA ENTRAR NUMA RUA DE MÃO-DUPLA, CONTORNAR O POSTE. MESMO NÃO HAVENDO O POSTE JUNTO DA ESQUINA, CRIOU-SE NA MENTE DO MOTORISTA A FIGURA DO ‘POSTE IMAGINÁRIO’, OU SEJA, O MOTORISTA NÃO ‘INVADIA’ A PISTA DA DIREITA AO CONVERTER À ESQUEDA PARA UMA RUA DE MÃO DUPLA (não ‘fechava’ a curva) . Então, apesar de hoje não existirem mais postes no meio das ruas, pelo amor de Deus lembrem-se do poste imaginário! NÃO’FECHEM’ A CURVA!
(9) SE O SEU CARRO TEM CÂMBIO MECÂNICO (embreagem a pedal) NÃO ARRANHE AS MARCHAS AO TROCÁ-LAS (não “afie os dentes da caixa”!). BASTA VOCÊ TER EM MENTE A SEQUÊNCIA NATURAL DE COMER (comida) PARA NÃO ARRANHAR AS MARCHAS: boca aberta [= EMBREAGEM PISADA ATÉ O ‘FUNDO’] >> garfo com comida dentro da boca [= ALAVANCA DE MARCHAS COMPLETA A TRAJETÓRIA DESEJADA: de 1ª até 2ª, de 2ª até 3ª, etc.] >> retira o garfo [= SOLTA E TIRA O PÉ DA EMBREAGEM] >> mastiga [= ACELERA E PROSSEGUE] (perceba quão é natural! / se mastigar antes de tirar o garfo estará sujeito a quebrar um dente…).
(10) DIRIJA CALMO E SÓBRIO, PORÉM NÃO LERDO (‘bestolado’, segundo os baianos), POIS VOCÊ ESTARÁ CONTROLANDO UMA MÁQUINA (lembre-se que determinado ex-presidente perdeu um dedo por controlar ‘bestoladamente’ – talvez nervosamente – determinada máquina! / depois ele ficou “esperto” como o diabo!).
Abraços gerais!
Rodrigo MARTINIANO.
. . . . .

Avatar
Rodrigo MARTINIANO 24 de outubro de 2021

Dirigir pela primeira vez…
Para mim aconteceu a mais de 50 anos passados, num Aero Willys do pai do meu saudoso primo Raymundinho, o carinha que me ensinou a dirigir, ou melhor, praticamente a ‘pilotar’ carros, mas com um agravante terrível: nas vias públicas! O – digamos – atenuante é que isto aconteceu no final da década de 1960, não tendo evitado, entretanto, de eu atropelar e ferir seriamente uma senhora por conta da correria.
Autoescola eu só fiz ao trocar a minha carta normal por PCD, conforme determina a Lei, após onze anos de tentativas (operações cirúrgicas) para tentar consertar minha perna esquerda, quase destruída também na pressa absurda, entre outras tragédias muitíssimo piores.
Fato é que, mazelas a parte, sem a gana de andar na frente de Dodge Charger com Fuscão aprendi a dirigir.
E, com permisso do colega Boris Feldman, acrescento as seguintes dicas destinadas não apenas aos iniciantes e sim a todos os motoristas, sobretudo atualmente quando o trânsito parece com “briga-de-foice-no-escuro”:
(1) DIRIJA CALMO E SÓBRIO.
(2) NÃO CORRA NUNCA (imagine-se a pé e verá a vantagem de estar ‘motorizado’).
(3) SE QUISER IR DEVAGAR (menos do que a velocidade máxima permitida) PELO AMOR DE DEUS USE A FAIXA DA DIREITA!
(4) JAMAIS SE ENGRACE COM O CARRO À SUA FRENTE (mantenha distância! / trânsito não tolera brincadeiras!).
(5) MÁXIMO CUIDADO COM OS PEDESTRES (que hoje atravessam desafiadoramente as ruas como se estivessem andando nas salas de suas casas).
(6) FIQUE FORA – BEM LONGE! – DAS BRIGAS DE TRÂNSITO (pois é possível você morrer numa delas!).
(7) NÃO VACILE QUANTO A MUDAR DE FAIXA, SINALIZE (‘dê seta’) E NUNCA FAÇA ISSO DE ÚLTIMA HORA.
(8) ANTIGAMENTE OS POSTES DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA (de aço, lembra Boris?) FICAVAM NO MEIO DAS RUAS, ÀS VEZES JUNTO ÀS ESQUINAS, O QUE OBRIGAVA QUEM IA FAZER UMA CONVERSÃO A ESQUERDA, PARA ENTRAR NUMA RUA DE MÃO-DUPLA, CONTORNAR O POSTE. QUANDO NÃO HAVIA O POSTE DA ESQUINA, CRIOU-SE NA MENTE DO CONDUTOR A FIGURA DO ‘POSTE IMAGINÁRIO’, OU SEJA, O MOTORIATA NÃO ‘INVADIA’ A PISTA DA DIREITA AO CONVERTER À ESQUEDA PARA UMA RUA DE MÃO DUPLA. Então, apesar de hoje não existirem mais postes no meio das ruas, pelo amor de Deus lembrem-se do poste imaginário!
(9) SE O SEU CARRO TEM CÂMBIO MECÂNICO (embreagem a pedal) NÃO ARRANHE AS MARCHAS AO TROCÁ-LAS (não “afie os dentes da caixa”!). BASTA VOCÊ PENSAR DA SEQUÊNCIA NATURAL DE QUANDO COME PARA NÃO ARRANHAR AS MARCHAS: boca aberta [EMBREAGEM PISADA ATÉ O ‘FUNDO’] >> garfo com comida dentro da boca [ALAVANCA DE MARCHAS TERMINA A TRAJETÓRIA DESEJADA] >> retira o garfo [SOLTA E TIRA O PÉ DA EMBREAGEM] >> mastiga [ACELERA E PROSSEGUE] (se mastigar antes de tirar o garfo estará sujeito a quebrar um dente / perceba quão é natural!).
(10) DIRIJA CALMO E SÓBRIO, PORÉM NÃO LERDO (‘bestolado’, segundo os baianos), POIS VOCÊ ESTARÁ CONTROLANDO UMA MÁQUINA (lembre-se que determinado ex-presidente perdeu um dedo por controlar ‘bestoladamente’ – talvez nervosamente – determinada máquina! / depois ele ficou “esperto” como o diabo!).
Abraços gerais!
Rodrigo MARTINIANO.

Avatar
Nanael Soubaim 19 de outubro de 2021

No caso do encosto de cabeça, o problema é que eu nem sempre alcanço…

Avatar
Deixe um comentário