Consumo da Toro 1.3 turbo: Fiat deve explicações!

Novo propulsor da marca italiana está carregado de tecnologia, entrega bom desempenho, mas consumo pode ser pior do que o ultrapassado 1.8 E.Torq

motor gse fca stellantis capa 1
Boris Feldman questiona o consumo da Toro turboflex (Foto: AutoPapo)
Por Boris Feldman
23 de maio de 2021 15:00

Olha, é de tirar o chapéu esse motor lançado  agora pela FCA, que é Fiat/Jeep. Aliás, agora,  já virou Stellantis, Fiat/Jeep/Citroën/Peugeot.  Esse novíssimo motor segue aquele padrão do downsizing: reduz a cilindrada, mas com um bom  desempenho e baixo consumo.

O motor 1.3 de  quatro cilindros desenvolve até 185 cv. Sim, estou falando de um motor1.3: ele dá um show de desempenho, de performance. Ele  primeiro apareceu na Toro e agora está chegando  também no Jeep Compass. Mas com um pequeno  probleminha.

VEJA TAMBÉM:

A Fiat Toro é oferecida com o motor antigo, motor E.Torq 1.8 com 139cv. O um 1.3 desenvolve 185cv,  porque é muita tecnologia aplicada nesse novo motor.

Agora, a Fiat  fica só devendo uma explicação: o consumo com o etanol na estrada do antigo motor 1.8 da Toro,  é de 9,6 km/l de etanol. O novo motor 1.3 turbo  também com etanol, também na estrada, ao invés de 9,6 km/l, faz apenas 9,3km/l.

Essa diferença de  consumo a favor do motor mais antigo, ainda não me  convenceu. Isso é na estrada; na cidade o 1.3 tem um consumo, realmente, um pouco melhor. Ele tem 7,2 km/l contra 6,5 km/l do antigo motor 1.8. Mas  o consumo de etanol na rodovia tá faltando alguma explicação.

SOBRE
235 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
MARCELO GUARAGNI 1 de junho de 2021

Ela é 33% mais potente consumindo 2% a menos e isto não é ser mais econômica?
E se a 1.8 tivesse 185CV Quanto faria em ambiente controlado? 7km/l como faz com 139CV no real e uns 4km/l no real?
Vamos aguardar os comentários dos proprietários da 1.3 sobre o consumo. Se for 7 já é lucro.

Avatar
Francisco C B Silva 31 de maio de 2021

Admiro esse questionamento. Pelas leis da física é óbvio que um motor feito pra gerar mais potência terá de consumir mais combustível. É exigir demais da Fiat querer potência e economia de um motorzinho turbinado, não acha?

Avatar
Francisco 19 de junho de 2021

O motor do Cruze 1.4 é mais econômico que o Onix 1.4 aspirado. Em relação a potência não vou nem falar

Avatar
NIELSEN KAEZER 31 de maio de 2021

Tenho um HB20 e sempre abasteci no etanol já faz 3 anos. Se eu colocar gasolina será que dá ruim?

Avatar
Roberto vilde 31 de maio de 2021

Bom dia, preciso de uma informação,comprei um uno 12/13,e já abasteco com etanol por mais de um ano!terei problemas se abastecer com gasolina? Roberto Bhte.

Avatar
NIELSEN KAEZER 31 de maio de 2021

TB gostaria de saber

Avatar
Francisco Sérgio Taveira 31 de maio de 2021

O problema é que quando se constrói o motor flex não se consegue tirar melhor consumo do motor, se fosse só a gasolina com certeza conseguiríamos um consumo melhor que o atual consumo com o mesmo combustível…

Avatar
MACHADO. 31 de maio de 2021

Toro Flex…nao da…fica mais no posto de combustível do que na rua/estrada…4.5lt no alcol..e 6.5lt na gasolina…da não.sai fora..e a mesma coisa da s10 Hilux Flex….nunca mais. Conselho te aí em já teve.

Avatar
Celso Roberto Frasson Scafi Scafi 31 de maio de 2021

Acho que a intensão do autor, foi dizer que,que de um motor tão moderno, que gera tanta potência,esperava se, um consumo melhor, e ele até cita o ultrapassado motor ETorque 1.8.Concordo, espera se motores mais eficientes em todos os sentidos, inclusive no consumo.

Avatar
Rafael Oliveira 30 de maio de 2021

A cada dia que passa convenço em ficar com minha Idea 2008 que faz 13.6 na estrada com 8 sacos de cimento na mala e tenho um custo de manutenção e seguro bem baixos. Não vale comprar carro novo, por causa de economia. Vc perde em depreciação e manutenção.

Avatar
Pedro Antônio olivato 30 de maio de 2021

Pelo amor de deus! Alguém me ajude então o que eu faço com minha toro. No etanol na cidade ela faz em torno de 4,7 km/l. Na estrada não chega a 6. Na gasolina está fazendo 7,2 na cidade.pode ser a cidade pequena que quase não tem avenidas e a gente tem que parar em todas as esquinas.

Avatar
Henrique Chaves 30 de maio de 2021

Vende e compra uma a diesel, tinha uma flex, horrível tem que ser dono de posto para manter, troquei por uma diesel e a economia foi enorme

Avatar
Fernando 30 de maio de 2021

Rsrsrsrs . Todos pensam que seria uma grande diferença no consumo , mas , é muito pesado o carro. A aerodinâmica tbm não ajuda. Então, acho que não teve jeito. Mas como dizem , pelo menos tem torque em baixa. Mas talvez reclamem porque a gasolina já está 6 reais . Qdo estiver mais cara , aí vão lembrar do consumo. Aqueles que não tiver dinheiro.

Avatar
Santos Pereira 30 de maio de 2021

Brasileiro é burro merece estás bombas mesmo .compra qualquer coisa ruim e este é apenas mais uma pra explodir .lembram da Parati 1.0 turbo .

Avatar
H. Romeu Pinto 30 de maio de 2021

Na cruel verdade, mesmo os 1.0 turbo de tres cilindros, não são espetáculo no consumo como muita gente pensa , na prática fica quase na mesma. O ganho ai é na potência e aceleração que se consegue a mais com um consumo semelhante.
O Onix Plus mesmo, se quer bom consumo, vai no aspirado com câmbio manual.
Ainda nos sedans compactos, o Nissan Versa tem consumo muito parelha e anda suficientemente bem. Aí contabiliza confiabilidade e custo de manutenção do Nissan 1.6 aspirado quatro cilindros versus esse tres cilindros turbo cheio de vícios da GM chinesa… Sei lá, vai de cada um. Acho que essa onda do turbo em motores downsizing ainda vai dar muita decepção.

Avatar
Lecio 30 de maio de 2021

Eu sou português aqui na Europa com tanque de 50 litros a gente faz 1400Km todos carros menos com 1 litro a gente faz mais de 17Km

Avatar
Fernando 30 de maio de 2021

Aqui a gasolina tem 27% de álcool.
Então em 1litro 730ml é gasolina e 270ml é álcool.

Avatar
Humberto da Silva Dorneles 30 de maio de 2021

Aí em Portugal ou europa usa bom combustível, a gasolina tem menos álcool que no Brasil ou nem tem. Nossa gasolina não é boa.
Outro fator que contribui para o baixo consumo é estrada Boa.
Sou dobrio de Janeiro aqui as estradas são ruins e acidentadas muita subida e cheio de que molas, o consumo de gasolina aqui no meu versa 1.6 chega a 14,5km/l estrada, em São Paulo por exemplo as estradas são boas e quase não tem quebra molas meu versa faz 17km/l.
O mesmo acontece com meu Honda Civic o consumo para os dois estados são bem diferente, em São Paulo o consumo é muito menos.

Avatar
Beto 17 de agosto de 2021

Aqui no Brasil não faz isso , porque sabemos matemática , 17 X 50 aqui só dá 850 km.

Avatar
Julio 31 de maio de 2021

Downsizing é mundial, não é onda, veio para ficar. No Brasil que ainda há mentalidade de que motor bom é de alta litragem e o pior é que continuam a vender motores sem tecnologia a mais de 100 mil reais. Vide novo Kicks, Creta, Spin, 208 entre outros. E 1.0 tricilindrico turbo é econômico seja na linha Hyundai, GM ou VW. Vw UP faz perto de 800 km com tanque de etanol, mais de 1000 km em alguns casos com gasolina, depende muito do pé e condições de uso cotidiano.

Avatar
H. Romeu Pinto 30 de maio de 2021

Tenho um Renegade Sport MT, o consumo é bem bom para um SUV compacto 4×2 , mas o Renegade de mesmo ano (19) com câmbio automático bebe bem mais. Acho que o problema é mais com o programa do câmbio que com o motor. O MT faz com etanol o que o AT faz na gasosa! Isso é muita diferença. Se tiver essa Toro 1.3 turbo com câmbio manual de seis marchas, aposto que fica com consumo bom.

Avatar
Fernando 30 de maio de 2021

O problema é que estamos na onda dos automáticos. A venda e revenda dos manuais estão cada vez menores.
Gostaria de ver qdo ficar mais velhos, hoje tenho manual e no momento não quero um automático .

Avatar
João 29 de maio de 2021

Minha Outlander V6 faz 8 e eu não tô reclamando kkkk quem dera 9.3 no alcool

Avatar
Daniel 29 de maio de 2021

São repórteres de manual mesmo só pode.
Qualquer um que chegou perto de uma Toro a gasolina sabe que ele não chega em perto de fazer 9 no álcool em situação alguma, nem na lenta.

Se o motor 1.3 entrega esse consumo eu não sei, de toda forma.. 9.5no álcool, nesse trambolho de toro automática.. tá longe de ser ruim, esperam milagre do motor.. sendo que ele tá amarrado a um tanque de guerra.

Avatar
Fernando 30 de maio de 2021

No dia a dia realmente, vai gastar mais . Não existe milagre sem diminuir o peso.
Estava esperando números melhores.
Melhor consumo, vai ter que ser um carro pequeno e leve.

Avatar
Antonio Jose Pereira 29 de maio de 2021

Quem precisa dos quase 50 cv a mais em relação ao motor antigo, vai achar natural os 0.3 km a menos no consumo.

Avatar
Alexandre pires 29 de maio de 2021

Então, comprei uma propaganda enganosa, apesar de der uma fiat toro 2017, ja rodada, esperava pelo menos uns 9 a 10 km por litro em rodovia. Simplesmente nao passa de 6.7 c etanol. Ai vc me questiona, e com gasolina, nao chega a 7 km litro. Vergonhoso!

Avatar
TARCISIO FONSECA CERQUEIRA 29 de maio de 2021

A economia tá nos tamanhos dos motores . O 1.8 faz 9,6km/l e o 1.3 faz 9,3km/l assim Comparando os tamanhos se o 1.3 perdeu 500cc e faz 9,3 ainda está mais econômico que o outro 1.8 … porque tem 500cc a menos gera mais potencia e faz quase a mesma kilometragem do 1.8 são apenas 300metros a menos que será recuperado quando o motor ficar amaciado 😌🤔

1.8/139cv=9,6km/l
1.3/185cv=9,3km/l -500cc

Avatar
andreise vieira de alencar tourao 28 de maio de 2021

Isso é brincadeira. Vocês só fazem besteira. Na hera da tecnologia . Vocês estão brincando com cara de nós consumidores. Se me coloco arem numa fabrica dessa aí com todas essas tetnologia e pesquisas. Voces não vão precisar mas fazer abastecimento em carros . Infelizmente. Cuidem mais de nossas crias sem distinção de raça e cor. Deus seja louvado. Para Sempre seja louvado amém. Deus é conosso. .. vida vida com muita saúde. ..

Avatar
Carlos Roberto Sena 28 de maio de 2021

Estou perplexo com os comentários do Sr Boris.Excelente motor, ótimo desempenho,excelente consumo urbano mas nos seus comentários, ao invés de elogios pelo excelente motor, faz uma encenação quase teatral com a diferença de 3 décimos que no meu modo de ver são compensados pelo grande desempenho do novo motor, um show.
Há de ser ver também como foram adotados parâmetros comparativos, pois por uma pequena diferença na dirigibilidade pode trazer resultados bastante favoráveis ou desfavoráveis.
Trocaria sem nenhuma sombra de dúvida pelo novo motor, que trará muito mais prazer ao dirigir, pois afinal são mais de 180 CV.Wuem se importará com 3 décimos.Isto poderá ser largamente compensado pela forma mais econômica ao dirigir, mas será que valerá a pena trocar uma pequena economia por um enorme ao navegar pelas estradas?

Avatar
João C. A. B. 28 de maio de 2021

Procura por economia, conforto, desempenho, potência, consumo, estabilidade, segurança…? Compre uma Subaru Forester !

Avatar
Wanderley José melin 27 de maio de 2021

Olha a Fiat touro 1/8 tenho semi zera não ultrapassa entre cidade e estrada a média de 6.8 kms por litro feito teste entre mais na estrada São todas gastonas

Avatar
Rodrigo 27 de maio de 2021

Para os reclamões de plantão, como querer que um motor que desenvolve mais de 180cv não importa a cilindrada seja um motor econômico. Relativo motores mais potentes são mais gastões necessitam de mais combustível para produzir mais energia(força).

Avatar
Christian 27 de maio de 2021

Deveríamos estar falando de motores elétricos e não desta tecnologia ultrapassada que está com os dias contados na Europa.

Avatar
Marcos Bernardo 28 de maio de 2021

Ultrapassada? Que nada. Primeiro que o Brasil não tem infraestrutura pra receber carros elétricos. Segundo, os carros elétricos são mt mais caros de se manter. Terceiro, e último, a Porsche está desenvolvendo um combustível 100% sintético, e os avanços são consideráveis, e a Mazda, investindo na eficiência dos motores. Em breve teremos carros a combustão com emissões próximas a 0, fazendo com que eles sejam economicamente viáveis, e sustentáveis. Até lá, você acha que as marcas conseguirão resolver o problema do descarte de baterias, tal como reduzir o imenso gasto de recursos para sua produção?

Avatar
Thiago Cordeiro Orzechowski 26 de maio de 2021

Na rodovia você estará andando com a turbina carregada o tempo todo. Ou os cara acha que andar com uma Toro extremamente pesada é possível manter a fase aspirada de um motor 1.3 a 110km/hr?

Avatar
Fernando costa 26 de maio de 2021

A Compass 1.3 turbo também gosta de um mézinho…
4.5km/l na cidade com etanol e 8.5 km/l na estrada.Rodando em condições normais, claro.

Avatar
Cladio 27 de maio de 2021

Como esperar milagre no consumo? Compare por ex com a Strada 1.3 dupla da mesma empresa, que pesa 486 kg a menos, e tem 76 cv a menos. Consumo urbano da Strada 8,4km por litro, na real não faz isso nunca.Nao há milagre possível.

Avatar
Roni oliver 27 de maio de 2021

Sou fã dos carros da Fiat, mas acho q a marca errou a mão na potência, pois si a toro com 139 CV dava conta do recado pra q 185 poderiam ter uns 150 CV e diminuir o consumo,afinal a onda é redução de poluição e consumo também, pois o futuro é gasolina cada vez mais cara por causa do híbridos e elétricos e essa e carro como fica depois no mercado de usados consumo alto e manutenção cara falo por mim sem grana pra zero

Avatar
Rodrigo Barbosa 26 de maio de 2021

Não a explicação cavalo que anda é cavalo que bebe! E se limitar a pontencia do 1.3T a 139 hp? nessas condições ele tivesse um consumo maior, neste caso teria motivo para tal explicação! Agora querer explicação por quê esse motor em uma situação consome 300 ml a mais entregando um ganho superior de quase 50 Hp! Sinceramente isso é uma ofensa aos engenheiros que tiveram tanto estudo e dedicação para fazer um produto desse porte!!!

Avatar
Rodrigo 26 de maio de 2021

Tá certíssimo meu chará!

Avatar
Simão Farias 28 de maio de 2021

Pois e, concordo 100%. No fim,tratou-se apenas de mais uma manchete caça cliques.

Avatar
Hisham 25 de maio de 2021

No Brasil estamos penalizados com tal mistura gasolina com etanol, lá fora você gasta gasolina 98 octane ou 95 com motor 3.0 e roda mesma coisa que carro 1.0 econômico aqui, aqui no norte não podemos colocar etanol por que custa 0,30 centavos menos que gasolina. Respeito a este motor 1.3, com certeza as revisões vão ser absurdos, por me prefiro a Toyota cross 2.0 com motor confiável e revenda super tranquila.

Avatar
Jose Augusto Faria Vieira De Freitas 25 de maio de 2021

Ainda reclamo de andar 200 km com 16 m3 de gnv. Versa 1.6 2014 mexicano 400 mil km nunca fiz motor . Estou muito feliz na nissan.
Já tive um Siena tetra embreagem trocava a cada 80 mil km .
Resumo quando se tem um Honda Toyota e nissan é difícil voltar a trás

Avatar
Darinei Lucas Lacerda 25 de maio de 2021

Acho q todo esse consumo alto é por causa do tal flex esses motores moderno sáo acertados pra usar só gasolina em outros paises náo tem etanol

Avatar
LUCIANO 25 de maio de 2021

Seu tivesse uma dessas aqui no sul ,ela só ia beber gasolina, até porque aqui o álcool é 0,01centavo mais caro kkkkk. Não tô nem aí pra essa diferença e aposto que o cara q compra esse tipo de veículo quer potência e não essa diferença absurdamente ridícula.

Avatar
Jefferson Soares 25 de maio de 2021

Coloca esse motor num Fiat Uno vamos ver o consumo como fica em relação ao peso-potência. Saaii da freeenteeee………..

Avatar
Wanderson 25 de maio de 2021

Cara, mais potência mais consumo, mas também depende muito do condutor, tem gente que pisa por nada ou pra se amostrar

Avatar
Marçal Junior 25 de maio de 2021

Já viram que todos os carros vendidos no Brasil tem praticamente a mesma autonomia?

Isso é porque somos o C… do mundo e tudo que é feito para o bel prazer do resto do planeta sara pago pelos bestas daqui?

Avatar
MARCELO 25 de maio de 2021

Sempre que vejo esse consumo fico feliz com meu golf 1.6, 15 a 18 na estrada, 10 a 12 na cidade, sempre com gasolina. Não sei onde vocês moram, mas aqui a gasolina tá uma fortuna. Bom consumo é essencial.

Avatar
Cipiano 25 de maio de 2021

Para alguns, parem de ser hipócrita, todos aqui acho que tem condição de comprar os carros em questão, agora se não pode fazer uma sugestão de economia é porque alguns se acham melhor que os outros e aceitam tudo calado, cuidado com que vc vai aceitar calado na vida, pois mesmo com todo seu dinheiro em certo momentos não lhe garante nada, pois estar ai hoje a pandemia veio e não distinguir ninguém com dinheiro ou não pra levar daqui do mundo. Dinheiro não é tudo amigo para quem tem princípios, volte para a escola e pratique a educação antes de expressar com as pessoas aqui ou em qualquer lugar

Avatar
Buggy cia 25 de maio de 2021

Tudo consome de acordo com a potencia final. Não quer dizer que 1.3tenha que ser mais econômico. Mas sim pelo fato de ser turbo, tem potencia maior que um 2.0. então o consumo será maior que um 2.0. isso é óbvio.

Avatar
Victor Hugo Vital Weber 25 de maio de 2021

Muita polêmica para pouco problema, mas claro concordo que o correto tem que ser sempre alta potência, baixo consumo,baixo peso e baixa manutenção juntos.

Avatar
Douglas 25 de maio de 2021

Mete 2 kilo d pressão q a cavalaria vem

Avatar
Felippe 25 de maio de 2021

Isso é fácil de resolver: empobrece a mistura até ficar com 139cv também que vai ver o consumo despencar…

Avatar
ANDERSON DA SILVA NASCIMENTO 24 de maio de 2021

Pessoal cilindrada não quer dizer nada o que importa é o cavalo 46 cavalos de diferença por antigo é muita potência e principalmente em estrada onde a pessoa pisar valendo, na cidade em baixa da pra ver que ele é muito mas eficiente consumindo bem mas pouco esse é o x da questão

Avatar
Alan Luiz Ichitani Santos 25 de maio de 2021

Não se trata só de cavalaria, um câmbio bem escalonado também conta muito em termos de desempenho x consumo…

Avatar
Givaldo 25 de maio de 2021

Garoto esperto vc heim?

Avatar
FERNANDO ROGERIO 24 de maio de 2021

Com relação aos churrascos da Toro vc não vai falar nada? Isonomia total né?

Avatar
Willy 24 de maio de 2021

Potência e consumo são grandezas inversamente proporcional.

Avatar
Glauber 24 de maio de 2021

Linda picape Fiat Toro

Avatar
Marco Aurélio Lucchiari 24 de maio de 2021

Pra variar a Fiat errou de novo com este motor, minha Toro 2018, 1.8 ja considerava gastona imagine com este 1.3 consumindo mais que o 1.8 aspirado, coisas da Fiat

Avatar
carlos 25 de maio de 2021

Eu acho o consumo da toro bom….vc quer comprar uma camionete de quase 1700kgs com aerodinamica ruim e esse peso com consumo de 1.0? O hb20 1.6 faz exatamente o mesmo consumo da toro com alccol na estrada

Avatar
Valdeir 24 de maio de 2021

Claro que é contraditório um motor 1.3 beber mais que um 1.8.porém o ganho de potência foi de 33 por cento.não dá pra fazer milagres

Avatar
Denison Carlos 24 de maio de 2021

Concordo plenamente com você!

Avatar
Fernando 24 de maio de 2021

Boa noite,Boris, e verdade q Honda fit vai sair de linha.

Avatar
Vinicius de M. T. Chaussard 24 de maio de 2021

“Cavalo que anda, bebe!” Fim de conversa…

Avatar
Paulo 24 de maio de 2021

Exato, quer economia, compra um mobi.

Avatar
Reinaldo 24 de maio de 2021

Tem um quê falou quê carro e Corolla você esqueceu da GM GMc volvo Mercedes porsch Cadillac BMW e outras mais pangaré Fiat e bomba porcaria

Avatar
Mendel Bernardes 24 de maio de 2021

Boris, não se preocupe, ninguém coloca etanol no carro, só as revistas que testam carros. Será por que???

Avatar
Eric 24 de maio de 2021

No caso dos motores de menores cilindradas atuais, a intensão não é diminuir o consumo de combustível, mas sim estão relacionado a tecnologia de diminuição de emissões de poluentes. A Fiat fez o que muitas montadoras não fazem, que é entregar maior pressão no turbo. Sim terá um consumo maior, além de ter um sistema de válvula eletrônica para resfriar o motor para aumentar a potência que pela lógica aumenta o consumo também.

Avatar
Fabrício 24 de maio de 2021

Não entendi essa matéria, kkkk, o motor novo tem baixa cilindrada e tudo de melhor, muito mais CV e ainda quer que consome bem menos que o melhor? Tinham que ter vergonha de divulgar uma matéria dessa.

Avatar
Rodrigo 24 de maio de 2021

Concordo. De 139 CV pra 185 CV e gastar menos, meio impossível. Se fosse potência equivalente até a questão teria razão.

Avatar
Daniel 24 de maio de 2021

Acho q vc não entendeu,um motor 1.3 não poderia consumir mais q um 1.8

Avatar
Guilherme 24 de maio de 2021

Desculpe. Mas acho que você que não entendeu. Independente de tamanho do cilindro interno, se a potência e muito acima com certeza precisa ter mais combustível pra rodar. 1,3 pra 1,8 com mesma potência justificativa menos consumo. Mas essa situação com certeza o motorzinho e muito exigido, é igual os antigos motor 1.0 com 200 CV e os 4.3 com 80 CV. relação peso potência.Engenharia não faz milagre

Avatar
Lucas 25 de maio de 2021

1.0 consome mais que um 1.6

Avatar
Wasington Matildes campos 24 de maio de 2021

Eu tenho um Palio adventur 1.8 ele faz na cidade 6.2a 6 estou muito feliz por meu gol ele só fazia 5 por litro…no álcool mas motor itorq ele e muito bom pra estourar juntas broco fino ficou as paredes dele…mas e bom pra andar…. carro e Corolla o resto e resto….um dia eu vou comprar um carro que tem respeito no mundo todo ….

Avatar
João Victor 24 de maio de 2021

Engraçado o povo se doendo por causa do consumo kkkkkkk quem tem dinheiro pra comprar esse carro abastecer nem faz cócegas no bolso. SE eu tivesse dinheiro comprava e não estaria nem aí, podia fazer 4km/L, não me faltando potência que é o que me interessa, tá ótimo.

Avatar
Boni 24 de maio de 2021

Penso do mesmo jeito,sem pode cagar não come!

Avatar
Alan Luiz Ichitani Santos 25 de maio de 2021

Por isso a gente não tem dinheiro, quem tem pensa diferente da gente 🤣

Avatar
alecs 24 de maio de 2021

Pra dizer a verdade ,também estranhei…muita potência para um motorzinho de nada…não sei não.Talvez esqueceram de diminuir o consumo!

Avatar
Andre Rocha 24 de maio de 2021

9,6km/L declarados x 9,3km/L real… mano… pelamordeDeus… se fosse algo do tipo 9,6 x 8,3, ok, é uma diferença absurda… mas 0,3 é ridículo!

Avatar
José Luiz 24 de maio de 2021

Vc precisa urgentemente aprender a interpretar texto, para não falar asneiras…

Avatar
Nei 24 de maio de 2021

Adoro a Fiat, nada a reclamar. Sempre apaixonado e satisfeito. Manutenção baixa, baixo consumo peças baratissimas. Muito feliz com meu 147

Avatar
Caique Medeiros 24 de maio de 2021

Me desculpem os fãs da Fiat! Mas o consumo está horrível sim! O conceito do motor turbo de baixa cilindrada é basicamente um bom desempenho aliado com baixo consumo de combustível! Vide os tsi VW ,o próprio Onix turbo o HB20 gdi e etc ! A Fiat errou na calibração do motor ! 185 CV pra 1.3 tá meio estranho isso aí ! Talvez fosse melhor nter os pés no chão e ter calibrado pra uns 140 150 cvs tipo o tsi 1.4 ! E assim acredito que o consumo seria bem melhor! Desse jeito aí é melhor comprar a 1.8 etorque mesmo! Pelo menos a Manutenção vão ser bem mais barata !! Agora fico imaginando se fosse a VW ou a GM fazendo essA cagada aí ia chover de critica e haters! Mas é Fiat aí todo mundo ou quase todo mundo passa um pano né !

Avatar
CELSO NERONE 24 de maio de 2021

Concordo…cavalo anda cavalo bebe…exagerado 185hp pra 1.3…

Avatar
ERIC 24 de maio de 2021

O motor foi feito para gerar potência, não economia. O que a Fiat fez foi extrair a potencia da turbina, enquanto outros motores maiores (1.4,1.5 e 1,6) tem menos pressão na turbina. As tecnologias para motores modernos e menores, estão relacionados a tecnologia para diminuição de emissão de poluentes, não diminuição de consumo.

Avatar
jose vitor pires 24 de maio de 2021

CONSUMO MUITO ALTO

Avatar
jose vitor pires 24 de maio de 2021

Melhor ANDAR DE BURRO FICA MAIS BARATO A PALHA.

Avatar
Rey Cruz 24 de maio de 2021

Minha Toro Ranch (diesel) está fazendo 11.8/litro na cidade e 14 na estrada. Tô felizão!!

Avatar
rogerio 24 de maio de 2021

mais também custou um rim 😂😂😂😂😂😂

Avatar
Rey Cruz 24 de maio de 2021

Pelo que eu ando, compensa. Ah, e é blindada, ou seja, 150kg a mais.

Avatar
Marcelo 24 de maio de 2021

Faz o Remax e o acelerador da SFI chips a minha está com 30 cavalos a mais e está fazendo 13 na cidade 17 na pista muda totalmente a pegada do carro.

Avatar
Rey Cruz 24 de maio de 2021

Valeu pela dica Marcelo! Já tinham me falado sobre isso. Vou fazer sim.

Avatar
Junior 24 de maio de 2021

QUASE comparado a um omega, pensei q ia melhorar

Avatar
Eustaquio silva de aguiar 24 de maio de 2021

Gosto da fiat sempre gostei…estou feliz com meu spazio 147…economico compacto.manutençao barata e simples.

Avatar
Juliano da Silva viana 24 de maio de 2021

Acho que simples a resposta, meteram potência até o talo do motor e ele ficou fora da melhor faixa de eficiência dele.

Avatar
Marcello 24 de maio de 2021

Isso acontece também com onix turbo 1.0 anda bem bom de dirigir mas gasta igual um vectra 2.0 como nosso amigo falou no comentários muitos cavalos muita comida kkkk.

Avatar
Denner 24 de maio de 2021

Só se for o seu!!! Porque o meu faz 25 km por litro na estrada e 17 na cidade!

Avatar
Renato Bandeira 24 de maio de 2021

Acho engraçado que todo mundo aqui tem todos os carros e são mais econômicos que híbridos, daqui a pouco vão dizer que tão até voando! Kkkkk

Avatar
Marcelo 24 de maio de 2021

Carro mágico esse seu. Essa cidade não pode ter trânsito e muito menos engarrafamento. Deve demorar 5 minutos pra chegar aos 60km/h após parar em cada semáforo e na estrada não deve passar de 80km/h

Avatar
Boris 25 de maio de 2021

@DENNER Sua Mãe não ensinou que é pecado falar mentiras!?

Avatar
Lemuel 24 de maio de 2021

Pessoal tá muito exigente
Quer pagar barato , andar de SUV ou pick-up pesados pela robustez e equipamentos, quer potência, desempenho e quer ter consumo de HB20!!! Compra diesel então ou então paga mais caro !!!

Avatar
MÁRCIO MARTINS 24 de maio de 2021

A Fiat está na contra mão Ives de melhorar está cada vez pior a touro e o jep bebê um absurdo assim valta nos tempos do Opala 6 cilindros do Maverick é por isso que os jovens continua comprando carros antigos é a mesma coisa,e os preços são autissimo.

Avatar
Ferro Gomes 24 de maio de 2021

IVES saint Laurent

Avatar
Douglas Antônio Datti 24 de maio de 2021

Ficar mendigando consumo num carro comparando ao valor de custo do veículo 0 km é ridículo.
O valor empatado entre o valor do veículo, seguro, IPVA, e outros, frente ao consumo de combustível é insignificante.

Avatar
Miguel Resende 24 de maio de 2021

Eu entendi muito bem. Vc que é meio devagar. Quer trocar 8 por 80 e quer o mesmo consumo. Seu Manoel Joaquim.

Avatar
Antonio Leal 24 de maio de 2021

Fire hoje, amanhã e sempre.

Avatar
Marco Antonio Caetano 24 de maio de 2021

Tive uma Flex e o autonomia sempre esteve entre 3,8 a 4,8 km. Triste demais isso, Bem longe do prometido em manual. Me livre da Toro rapidinho.

Avatar
Marcelo 24 de maio de 2021

Acho que a Fiat entrou no mercado com a toro foi um carro que entrou no gosto povo! Já tive várias caminhonetes a dois anos optei em comprar uma toro diesel estou muito satisfeito com o carro! Tudo bem que a conversa é na flex mas me dás uma caminhonete flex que faz na cidade mais que 6km l e na estrada mais que 9km l !! Quer economia e gastar pouco compra um híbrido

Avatar
Dary 25 de maio de 2021

Kia sportage que eu tive 2.0 16v fazia entre 7,5 a 8,5 km/l na cidade. (gasolina).

Avatar
ANTONIO CARLOS 24 de maio de 2021

Eu tinha um Renegade 2018 que na estrada, carregado com 5 adultos e ar ligado,a 110/hora, fazia os mesmos 10,6 km/l que minha T- Cross faz. Ou seja, na estrada,a briga é boa. Mas na cidade,os turbos levam vantagem, ainda mais se tratando de pequenos percursos.

Avatar
Diego 24 de maio de 2021

Cavalo que trabalha mais, tem mais sede!

Avatar
Barbara 24 de maio de 2021

Eu creio que essa palhaçada foi efetuada pela própria ” Fiat”, para divulgar sua marca. A economia é muito pequena. E quer saber nunca gostei da Fiat. Fiquem em paz, nada mudou !!!!!

Avatar
Gustavo de Melo 24 de maio de 2021

Não tem nada estranho. Mais potência, mais consumo.
Não é por ter menor volumetria na câmara de combustão que vai ser mais econômico.

Avatar
Xerox 24 de maio de 2021

Simples: tem muito mais potencia

Avatar
Eduardo 24 de maio de 2021

Relação peso x potencia. É simples!

Avatar
João Ferrazzini 24 de maio de 2021

O brasileiro procura um milagre automotivo. Tudo tem que ser barato, potente, confortável, econômico, estável, aguentar off road, etc. A Fiat resolveu um problema gravíssimo na Toro flex que era o desempenho. O consumo, na média, também melhorou. Na minha opinião a Fiat não deve explicação alguma. O peso do carro é o mesmo e a potência aumentou em 33%. O consumo se manteve estável, com leve melhora. Acho que não tem pecado nenhum aí.

Avatar
Raul 24 de maio de 2021

Creio que não é correto comparar consumo de motores de potências muito diferentes, o 1,8 com 139CV, e o 1.3 Turbo com 185CV. Consumo ficou bem.próximo, 9,6 e 9,3 km/l. Motor é mais moderno mas não faz milagres.

Avatar
Eder Teófilo 24 de maio de 2021

Queria um comparativo entre a Toro 2.4 e essa Toro 1.3! a potencia e o torque são praticamente iguais!…alguém sabe de algum?

Avatar
João Victor 24 de maio de 2021

Estou procurado também, temos uma 2018 2.4 aqui em casa e queríamos ter a certeza se vale a pena o investimento de pelo menos 40k para trocar para esse novo 1.3 turbo

Avatar
ENAX 24 de maio de 2021

Com mais potência disponível, subir carregado fica mais fácil e rápido, logo justifica o pequeno aumento de consumo. Aliás, pelo grande aumento da potência, até que o aumento do consumo foi muito pequeno. A Fiat acertou na mosca…

Avatar
Eduardo Rosas 24 de maio de 2021

O motor já é, por si só, de maior eficiência. São 185 cv contra 139 cv do anterior, com diferenças de consumos pouco significatvas, sem considerar o torque disponível muito superior do novo motor. Mesmo sendo um “down size”, o novo motor é sobrealimentado e ainda que de menor cilindrada física a massa efetiva admitida é, em maior parte dos “break points” operacionais superior ao aspirado de maior cilindrada.

Avatar
Cleber 24 de maio de 2021

Penso que se a pessoa souber andar de modo econômico ela conseguirá um valor bem melhor que este.. Tive um Tempra Turbo e o informado de média era 11,8km/l. Eu tanto conseguia fazer média acima de 14km/l na estrada (a 90km/h chegava a manter 17km/l), quanto fazer média de 8km/l, tudo dependendo do pé direito. Nesse motor 1.3 essa variação pode ser ainda maior…

Avatar
Luis Ademario Viana 24 de maio de 2021

Acredito que para a maioria dos brasileiros a economia está valendo mais que o desempenho,mais se poder juntar os dois melhor,mais não é o que está acontecendo com esse novo motor da Fiat 1.3.

Avatar
Mauro Sérgio 24 de maio de 2021

Nova camionete com preço muito elevado!
Tenho uma strada 2013 ,faz 8 km por ir urbano e 10,5 estrada! Valor $33 mil ,pra fazer o mesmo trabalho que a nova! E a nova com esse consumo! Não sei se vale a pena!!

Avatar
Jonas Machado De Morais 24 de maio de 2021

Prá quem usava um Citroen 1.8 por longos cinco anos e depois passa a um Vivace já há cinco anos também sabe a diferença, a única coisa boa é a economia de combustível, mas o resto fica muito a desejar, faz jus ao refrão do ex presidente impeactimado, “as carroças nacionais”. Um exemplo: entre o mob traking e o kuid, estou decididamente a adquirir o kuid.

Avatar
Vinicius 24 de maio de 2021

Cavalo que anda e cavalo que bebê carro desce tamanho quer que beba igual carro mil seco faz favor quem compra um carro desce ou até nível abaixo não vai ligar pro consumo

Avatar
bruno alves vasconcelos 24 de maio de 2021

Toro MARAVILHOSA com suspensão multilink muito segura e confortável parece um SUV faz muito mais curvas que picapes médias…! Para economizar pode clicar na função econômica no tablet que vem no meio do painel

Avatar
Leandro Agostinho de Oliveira 24 de maio de 2021

Deixa eu te explicar uma coisa… a Fiat nao deve nada. Ela simplesmente fez um motor brilhante e muita gente nao entendeu. O consumo so teria o dever de ser menor se a potencia e o torque fossem iguais. O downsizing aumentou a eficiencia energetica (item que nao foi mencionado) e ainda reclamam? Tem muuuuito motor com donwsizing que gasta muito mais, tendo em vista o peso e o coeficiente aerodinamico da Toro.

Avatar
Rafael Machado Rizzi 24 de maio de 2021

Cavalo anda…cavalo bebê. Me admira é ter um carro com quase 200 cavalos e estar preocupado com o consumo. Quer economia de combustível? Procure outras opções de veículo/motor.

Avatar
Renato jose vargas 24 de maio de 2021

Está melhor que meu KA sedan 1.5 AT faz 6,0 na cidade e 9,0 na estrada com etanol… Mas queria ver o teste na gasolina… O meu na estrada com Gasolina andando entre 90 e 110 chega a fazer 18km/L… É muita diferença em relação ao etanol.

Avatar
Raul 24 de maio de 2021

Bom dia tive o Fiat Toro um dos primeiros que saiu bom desempenho c muito gasto ,não sei se compensa pegar c este novo motor 1.3

Avatar
Israel Alves 24 de maio de 2021

E natural que uma cavalaria maior consuma mais ração e água, quando se aumenta a quantidades de cavalos a lógica e aumentar o trato e a água.

Avatar
Gustavo de Araújo Silva 24 de maio de 2021

Boris está certo o nome disso é tecnologia se trabalha para aumentar vá potência e diminuir o consumo, já que fizeram um alvoroço sobre esse motor e agora sai essa palhaçada de um consumo exagerado de combustível para um motor 1.3 eu quero evoluir não retroceder eu pago por isso senso compro o carro da tecnologia anterior mesmo!!

Avatar
Ney Caldas 24 de maio de 2021

creio que se aceleramos bastante o veículo embalando-o e colocando no ponto morto ,andaremos bastante ,solucionando o problema do alto consumo e acabaremos com essa polêmica.

Avatar
Pedro 24 de maio de 2021

Procedimento não recomendado por nenhum especialista. Ao invés de diminuir o consumo, isso faz é aumentar e ainda tem o risco de danificar o disco de embreagem.

Avatar
bruno alves vasconcelos 24 de maio de 2021

Certíssimo! Faço isso em carros manuais e economizo MUITOOO… E já existe esta tecnologia para carros automáticos chamada roda livre, o carro joga pra neutro automáticamente ao aliviar o acelerador

Avatar
PAULO ROBERTO GRASSI 24 de maio de 2021

Só pode ser brincadeira!

Avatar
MILTON QUADROS 24 de maio de 2021

A coisa mais poderosa na Toro é o marketing. Seu belo designe ajuda a vender um carro ruim, de baixo MTBF e preço absurdo cuja versao 4×4 é uma piada no off-road.

Avatar
Fernando 24 de maio de 2021

Cara e muito simples compra quem tem dinheiro. Com certeza vc nao entende nada de carro.

Avatar
Weder Silva 24 de maio de 2021

Para esses novos motores turbo da Stellantis, só o tempo dirá se realmente são bons, a questão não só do consumo, mas a manutenção que é o principal. Lembrando da qualidade do nosso combustível, e da capacitação da maioria dos mecânicos. Espero que não seja uma nova bomba. Apesar que motores a combustão estão com os dias contados.

Avatar
Ney Caldas 24 de maio de 2021

Pra que tanta confusão? Liga o carro , acelera bastante, e põe no ponto morto pra andar no embalo. Com certeza ele vai chegar onde queremos!

Avatar
Silmar Jose Biazioli 24 de maio de 2021

Em veículos injetados, quando o motor gira acima da marcha lenta, a injeção corta o combustível. Por isso, o carro gasta mais em ponto morto. Tenho um Santana injetado, e, com esse recurso, o consumo dele nunca é inferior a 10km/l na cidade. Na estrada, é sempre acima de 15. O mesmo vale para veículos diesel e carburados com cut off. Em tempo, sou engenheiro mecânico.

Avatar
bruno alves vasconcelos 24 de maio de 2021

Desculpe mas Duvido! Eu economizo muito com carros manuais pizandro na embreagem ou jogando no neutro o carro vai rolando rolando até a curva ou sinal parado a 300 metros de distância… O carro em ponto morto rolando consome muito menos do que acelerando e freando logo depois.

Avatar
david dias patricio 24 de maio de 2021

Isso eh válido só pra carros carburados

Avatar
Cícero 24 de maio de 2021

São 45 cavalos de explicações

Avatar
Mario Belfort 24 de maio de 2021

Boris, bom dia. Gostei do Aston Martin atrás de você… Que show! Abs

Avatar
Rafael Rodrigues Ferreira 24 de maio de 2021

Eu não quero nem saber de consumo, estou custando esperar o lançamento SUV projeto 363.
Eu amo ter um FIAT…

Avatar
Julian 24 de maio de 2021

Tá reclamando ainda? De 139cv para 185cv!

Queria que fizesse quanto 20km/l?

Avatar
Leandro Agostinho de Oliveira 24 de maio de 2021

Exatamente amigo. A midia jornalistica esquece do fator eficiencia energetica e sai pelos videos falando bobagens

Avatar
Filipe Santos 24 de maio de 2021

Eu realmente não entendo porque de todo esse alvoroço em relação ao consumo. Sendo que a diferença é muito pequena se levarmos em consideração a quantidade de cavalos que o novo motor tem esse consumo já seria esperado caiu de 9.6 Km por litro para 9.3 Km por litro. Isso é quase que consumo de um carro 1.4 rodando no álcool em uso rodoviário. Por um outro lado em relação ao motor 1.8 antigo, a nova Fiat Toro ganhou em economia de combustível na cidade então não acho isso um absurdo igual eles estão falando na internet e nas reportagens sobre o carro são 0,3 Km por litro a menos isso não é exorbitante.

Avatar
JOSE ROBERTO DE GASPARI 24 de maio de 2021

Concordo, você tem um implemento de 33% de potência, com uma redução de 3% em relação ao consumo anterior, seria melhor se houvesse uma queda, mas todos sabemos que consumo depende mais da forma de condução do que apenas do motor não adianta ser econômico se a pessoa andar sempre com o pé embaixo, então discutir consumo é besteira.

Avatar
Yuri 24 de maio de 2021

Realmente, há um porém pouco percebido pelos fãs da Fiat. Toda tecnologia apontada para o downzising tende a gerar melhor desempenho e redução de consumo, inclusive para atender às novas normas de emissão de poluentes e redução de uso do combustível fóssil. Isso é uma tendência mundial fora do país, haja vista o que a VW fez com o Golf, que teve desempenho superior, com grande redução no consumo. Isso é inteligência tecnológica e ambiental. Europa está anos luz à frente.

Avatar
Maurico David moreno 24 de maio de 2021

Minha opinião e que o Brasil e o País que paga mais caro em qualquer país , pois o juros aqui se paga dois carros .
Não e faz mais carros e sim abaixar imposto daqueles que já temos aqui .

Avatar
Joao 24 de maio de 2021

Tive uma toro flex e uma diesel, na verdade na estrada sempre tive consumo inferior ao divulgado oficialmente, enquanto que na cidade era difícil conseguir o consumo que a Fiat divulgava. Não sei esse 1.3 turbo. Queria mesmo era esse motor 1.3 associado ao gnv. Aqui no Rio teríamos muita vantagem a começar pelo ipva. A Fiat domina a tecnologia e ajudaria do ponto de vista potência com um motor mais eficiente como esse, aliada ao consumo com o gnv.

Avatar
Luiz 24 de maio de 2021

Cavalos a mais com alto consumo = burros para expertos.

Avatar
Wilson Catarina. 24 de maio de 2021

Bom dia , não perderam o vício, não critique a engenharia , tem muita gente trabalhando ,pra dizer que é malfeito ,espere as alterações para melhor .

Avatar
Efraim s Soares 24 de maio de 2021

Acho que poderiam utilizar o mesmo câmbio da diesel 9AT interessante é que no jeep esse motor melhorou muito o consumo, ante o 2.0

Avatar
Samuel Baier 24 de maio de 2021

Não existe almoço grátis. Se a Fiat tivesse calibrado o motor para menos potência máxima e boa potência intermediária talvez ficasse melhor o consumo.Mas querem vender carro como se fosse carta de Super Trunfo…

Avatar
José Luíz Escodeiro 24 de maio de 2021

Estão falando em consumo porém quanto a vida útil deste novo motor qual seria?

Avatar
Pedro 24 de maio de 2021

Pelo menos é de quatro cilindros. O pessoal questiona mais é o de três cilindros que anda sempre na sua capacidade máxima e diminuindo a vida útil.

Avatar
Ernani 24 de maio de 2021

Minha opinião maior palhaçada só o Brasil preocupado com meio meio ambiente Paraguai além do combustível ser bem mais em conta ainda pode ter carro de passeio a diesel corola e outros

Avatar
Jorge 24 de maio de 2021

Esses motores é muito fraco para um carro pesado .Os testes reais deveriam ser feito em subidas por quem vai comprar o veículo .Quando é exigido potência na subida o bicho refuga ,

Avatar
bruno alves vasconcelos 24 de maio de 2021

27 de torque é maior que 25 do 1.4 da VW

Avatar
Caique Medeiros 24 de maio de 2021

Mas os 1.4 VW são mais econômicos e andam muito bem obrigado!!!

Avatar
CARLOS EUGENIO SOARES RODRIGUES 24 de maio de 2021

Da fato o grupo FCA deve respostas sobre esse consumo. A chegada desses motores criou uma grande espectativa no mercado, tendo em vista que o propulsor anterior é o calcanhar de Aquiles de toro a Renegade.

Avatar
Peterson 24 de maio de 2021

Fiat Toro?
Pensei q estávamos falando de pickup!!!

Avatar
jaguaraci Cardoso 24 de maio de 2021

O golpe tá aí cai quem quer, e não conheçe de motor

Avatar
Bruno rossetti de mello 24 de maio de 2021

Uai meu caro Boris, é simples demais, o milagre já foi feito: um motor que entrega 44CV a mais, um torque bem maior, com um consumo praticamente equivalente na rodovia e um bem melhor no urbano? Se fosse um motor 1.3 com os mesmos 139CV teríamos que cobrar um consumo extremamente melhor, mas com o ganho de potência enorme que teve o veículo? Não achou defeito e se apegou a uma comparação injusta. Obrigado pelo espaço.

Avatar
Leandro Agostinho de Oliveira 24 de maio de 2021

Falou tudo!! 👏👏

Avatar
Luis F M Echeverria 24 de maio de 2021

Exatamente !!!

Avatar
LEONARDO DE OLIVEIRA CHAVES 24 de maio de 2021

Maravilha. Mas ngm fala que Qt mais potência e menor o motor, menor a durabilidade!
Mais um artifício das montadoras para tirar dinheiro do leigos consumidores!

Avatar
Bruno rossetti de mello 24 de maio de 2021

Boa tarde. Não fecha essa sua conta. Turbinar um motor pequeno que não foi preparado para a potência sim, compromete durabilidade (até 4.1 de opala não aguenta), mas se bloco, virabrequim, mancais, bronzinas, bomba de óleo…foram dimensionados para a potência, não faz diferença ser 1.0 ou 3.0 para durabilidade. Motor turbo tem alta durabilidade, vide as vans e pick ups diesel, o que não pode esquecer de forma alguma em veículos turbo é de trocar filtro de ar e óleo de motor.

Avatar
Arnaldo 24 de maio de 2021

Concordo plenamente Leonardo, gosto muito dos v 6(camry e accord) na ponta do lápis são muito mais econômicos, sobra motor.

Avatar
Israel Halmenschlager 24 de maio de 2021

Não quer que 185cv consuma a mesma coisa que 80cv, não é mesmo?

Avatar
Ricardo 24 de maio de 2021

Gostaria muito de saber realmente como um motor 1.3 consome o mesmo de um motor 1.8

Avatar
Wagner Assis Ribeiro 24 de maio de 2021

Simples caro amigo ele gera 185cv enquanto o 1.8 comun gera apenas 130 simples assim

Avatar
Eron 24 de maio de 2021

E se turbinar o 2.0…

Avatar
Marco Antonio Ferreira vieira 24 de maio de 2021

A verdade é que estão se lixando para o bolso do consumidor. Fora é que a natureza também agradece. Veio um monte de tecnologia e os nossos carros continuam bebendo mais que os motoristas. Velhos tempos do 1.6 carburado qu
e fazia 11 km/litro e que qualquer bunda mole dava um jeito para continuar rodando.

Avatar
Pablo 24 de maio de 2021

Uai amigo, coloca esse mesmo 1.6 em um carro do peso da Toro.. me conta como ficou o desempenho e consumo..

Avatar
Mateus 24 de maio de 2021

“Mas o consumo de etanol na rodovia tá faltando alguma explicação.”

A explicação é simples, 46 cavalos a mais de potência. É tão simples. Mas querem mesmo é cornetar.

Avatar
DAVI PALADINI DA SILVA 24 de maio de 2021

Os testes são feitos nas mesmas condições e velocidade. Então, um motor 1.3 na mesma velocidade, não pode jamais, gastar mais que um obsoleto 1.8.
Dificuldade em entender isso?

Avatar
George Carvalho 24 de maio de 2021

E a gasolina quanto faz, o álcool é uma segunda opção.

Avatar
Ricardo 24 de maio de 2021

Concordo com vc, mas concorde comigo também que, o tal do motor FLEX, nada passa de um motor a álcool calibrado pra funcionar (satisfatoriamente) com gasolina.

Avatar
Fernando Margonato 24 de maio de 2021

já li revista quatro rodas , falando sobre o Fiat 147 fazendo até 20 km/1 litro.

Avatar
Thiago Barbosa 24 de maio de 2021

Fácil , compra um ONiX turbo e seja feliz com 13km/l

Avatar
Othon 24 de maio de 2021

Onix bota fogo na pista (literalmente… Hehehe). Jamais compraria um carro com histórico de incendiar, como o onix turbo… Excelente veículo, mas só compraria uns 2 ou 3 anos após eles resolverem os problemas do motor…

Avatar
Cipriano de Sá 24 de maio de 2021

Eu entendi o que os amigos estão falando e acredito que o calibre do motor estar dentro da realidade, o meu estigma não é para uma montadora e e seus engenheiros e sim para todas as montadoras e engenheiros para que busquem não só inovação mas cada vez uma melhor eficiência em plena tecnologia que vivemos ja era pra termos carros mesmo potente fazendo de 15 a 20 km/L, ou seja mais econômicos mesmo a combustão pois entra ano e sai ano e não temos muita novidade nesse sentido de eficiência em economia isso nos carros a combustão que são os mais acessíveis a todos, uma hora pode ser que alguma consiga até para colaborar com os consumidores já que os preços de combustíveis são muito instáveis

Avatar
Gustavo Paneto 24 de maio de 2021

Eu sempre digo que o que faz o carro beber é o freio e não o acelerador! Os carros estão mais econômicos sim, mas aí vem radar, quebra molas, cemafaros, rodovias e cidades lotadas, tudo isso faz qq carro ficar gastão e ainda deicha o motorista sem vontade de dirigir. Meu caso! Kkkkk

Avatar
Ricardo 24 de maio de 2021

Com 27% de álcool misturado na gasolina, além das adulteracoes, tá longe de isso acontecer. Esqueci de mencionar a “tecnologia” FLEX, que jamais permitirá médias equivalentes a um motor somente a gasolina.

Avatar
MARCO ANTONIO BORGES TEIXEIRA 24 de maio de 2021

Simples ,motores flex da Fiat sempre foram beberrões , e essa média na cidade é só para inglês ver, pois Toro , Renegade com álcool não dá mais só que 4km/l e na gasolina não passa de 5,5 isso com trânsito favorável ainda , minha Toro Ranch que é a diesel não dá mais que 6,5 na cidade , na estrada varia entre 12 a 15km/l , só na estrada que ela se torna econômica. Quem quer ter um carro de consumo razoavel da FCA , tem que optar pelo motor diesel , caso contrário , vai gastar horrores para manter um FCA flex rodando , eu comprei um Renegade longitude para minha esposa e não aguentei 15 dias , mal emplacou e eu já vendi , bebe mais que minha Pajero Full 3.8 V6 Mivec , só um detalhe, Full é um SUV de verdade ,para mim o melhor SUV de série do mundo. Então essas médias fornecidas pela FCA para motores flex é totalmente furada , são médias feiras em bancada e não num circuito hurbano ou na estrada como deveria ser feito de verdade.

Avatar
Oscar José Maluche 24 de maio de 2021

No caso do consumo da Toro 1.3,o Sr menciona consumo de 7,2 km/l e 6,5km/l, gostaria de informar que isto é unidade de autonomia.
Consumo pode ser em l/100km.
Só para esclarecer

Avatar
Ryan 24 de maio de 2021

“Cavalo anda, cavalo bebe”. Pra ter mais potência precisa de mais combustível.

Avatar
Leandro Cazarotto Cezar 23 de maio de 2021

Tenho uma 2021 1.8 na cidade ela está fazendo 7,6 e na pista 8,4 as vezes 8,7 mas na casa dos 9 ela não está fazendo.

Avatar
Alessandro 23 de maio de 2021

Coloca motor do Monza carburado a álcool. Meu Monza SL/E 2.0 ano 88 fazia 11 km/l na estrada e 6,5 km/l na cidade. O carro foi meu por 20 anos e fiz a medicação dezenas de vezes, vai por mim.

Avatar
Robson 24 de maio de 2021

Meu pai teve 4 Monza a álcool, 1.8 e 2.0 carburado, 1.8 e 2.0 injetado. Os motores 2.0 eram mais econômico que os 1.8, e os motores carburados mais econômico que os injetado.
Um 88 2.0 fazia 7,5 na cidade, na estrada nunca medimos, era muito bom de média e na época o álcool era muito mais barato que a gasolina.

Avatar
Rogério Gomes 23 de maio de 2021

Agora outra coisa, esse resultado da Toro 1.3 fazendo fazendo só 9.3km/L é em que velocidade, 80km/h? É raro alguém rodar hoje a 80km. Com certeza não faz menos de 8.

Avatar
ADEMIR IZABEL ESCOLASTICO 23 de maio de 2021

Boa noite! Este motor tem mais de 40 CV a mais, tem de ser levado isto em consideração.

Avatar
Felipe 23 de maio de 2021

Não estou entendendo a critica, um motor que gera 45cv a mais, uma curva de torque absurdamente melhor, com o mesmo consumo praticamente.

Avatar
Giovani 24 de maio de 2021

Acho que o que ele quis dizer é sobre o desempenho do motor 1,3 em relação ao consumo.o motor 1,3 ta consumindo quase como o 1.8 na cidade.essa diferença deveria ser maior.

Avatar
Eder Carvalhal 23 de maio de 2021

Não precisa ser especialista para saber que qto menor o motor maior o consumo, diminui potência e aumenta o custo…..

Avatar
Isidoro 23 de maio de 2021

Vc ta brincando né!!!

Avatar
Marcelo Moreira 23 de maio de 2021

Realmente ouve uma série de melhorias no veículo mas existe dois vilões câmbio e difencial esses também deve passar por avaliações nem sempre o problema é o propulsor.

Avatar
Alan 23 de maio de 2021

Em 1988 eu tinha um gol motor AP a álcool que fazia 12 km/l na estrada.
Certeza que tem alguma coisa muito errada aí.

Avatar
Reginaldo 24 de maio de 2021

Um gol pesa 930 kg, a Toro pesa 1.700 kg, não dá para comparar o consumo.

Avatar
Eduardo 24 de maio de 2021

Toro é Toro

Gol é Gol

Não existe essa comparação…..

Avatar
Eduardo 24 de maio de 2021

Boa ótima resposta…..

Toro é Toro….

Gol é Gol…..

Avatar
Alan 24 de maio de 2021

Quase quatro décadas e tecnologia zero, é mais complexo que a linha de raciocínio proposta aqui.

Avatar
Carlos 24 de maio de 2021

Quase o dobro do peso….e cavalo que carrega mais peso come mais…

Avatar
EXPEDITO CARDOSO 24 de maio de 2021

O um 1.3 da Toro desenvolve 185cv, ja a versão 1.8, AP do gol, tinha 85cv. Se considerarmos o rendimento por potência da para entender, pois o motor produz energia atraves do combustível. Poderia ser melhor, mas não faz milagre

Avatar
Caique Medeiros 24 de maio de 2021

1.8 ao gera 96 CV e até 109 CV dependendo do ano amigão!! 85 CV é potencia do 1.6 !

Avatar
Tiago de morais bastos 23 de maio de 2021

Vc tem um motor com quase 200 cavalos fazendo 9 com álcool tá de bom tamanho

Avatar
Roberto 23 de maio de 2021

Duvido

Avatar
Roberto 23 de maio de 2021

Quando falam que faz 9,3 Km na estrada , pode escrever que faz no máximo 7 Km na estrada ,,,,,!!!!!!!!
Ou alguém acredita na INNMETR….??

Avatar
Kayque 24 de maio de 2021

Com certeza meu amigo Roberto tenho uma aqui 2021 2022 3 meses de uso freedon na cidade faz 4 e na Strada 5.5 já até anunciei há venda muito lerda e BB de mas Deus mim livre

Avatar
Luiz Antônio Carneiro 23 de maio de 2021

Comprei um argo 1.3 , top lindo econômico mudou totalmente parabéns Fiat , somente fiquei triste com a compra um valor na entrega outro

Avatar
José Carlos 23 de maio de 2021

Se você falasse para o vendedor que chancelaria a compra, ele com certeza manteria o preço da compra para não perder a venda.

Avatar
Willes Silva 23 de maio de 2021

Será que a Fiat resolveu o problema dos motores com perda de potência ?? O que eu já gastei com a minha Touro 2017, ou seja, 16.500,00 e mais 20 dias na revenda, até o motor foi retirado para solucionar o problema. Quer mais detalhe entre em contato comigo antes de comprar a sua..

Avatar
Andre Luiz 23 de maio de 2021

Boa tarde, estou pretendendo comprar uma a diesel, qual motor é sua Toro?

Avatar
Mauricio 23 de maio de 2021

Tenho uma diesel, MT boa
Anda MT e econômica

Avatar
Roberto 23 de maio de 2021

Agora sim ….a DIESEL é outra coisa …. muito boa

Avatar
Felipe 23 de maio de 2021

Esse motor turbo espetacular fiz teste adorei realmente , já as versões diesel sem comentários melhores produtos do mercado ( toro , compass e renegade) , tenho a sorte de ter esses carros excelentes .

Avatar
Welisvan 23 de maio de 2021

Olha estes motores disel você não deve colocar óleo sem separador de partículas eo filtro de óleo e combustível e de ar tem que ser trocado a cada 10 mil km e usar disel s 10

Avatar
Marcelo castro 23 de maio de 2021

Tive muitos problemas, minha é diesel manual, trocou turbina, válvula egr e foi umas 8 vezes pra concessionária, ficando uns 6 meses no conserto, estenderam mais 1 ano a garantia, mas ainda tenho medo, a sua é diesel?

Avatar
GABRIEL FERNANDO PASSING 23 de maio de 2021

Opa são mais de 50cv de potência se alguém saber gerar potência sem calor e combustível no caso a combustão tá perdendo dinheiro kkkkkkk papo furado motor top ótimo aproveitamento a Fiat tá de parabéns

Avatar
Rafael Elias Zaccarelli Sa 23 de maio de 2021

Acho que nao é isso que o Sr da matéria quis dizer. Faz sentido que com maior potência o consumo seja maior. Mas a questão é que como para uma mesma velocidade de cruzeiro um motor menor (1.3 turbo VS 1.8 aspirado) consome mais , ainda mais usando o calor que sai do escapamento na turbina (no caso do turbo). No mínimo é estranho, mesmo. Estamos falando para uma mesma velocidade media.

Avatar
RENATO ABE 23 de maio de 2021

Há uma terceira variável, que não foi citada na matéria que são as emissões. Não podemos nos esquecer que foram as restrições à emissão de poluentes que impulsionaram o movimento de downsozing. Qual é a diferença de emissões entre o Etorq 1.8 e o novo 1.3?

Avatar
Cipriano Sá 23 de maio de 2021

Na verdade já perceberam que os carros que vêm para o país ou motores desenvolvidos aqui a gasolina ou flex,em carros intermediário e até alguns populares na pratica não são tão econômicos ficam de 9 a 11 e não sai disso a anos,os famosos engenheiros tem que estudar mais e busca melhorar esses resultados em todas as categorias

Avatar
Rodrigo 24 de maio de 2021

Os motores FLEX não são tão eficientes, pois não são calibrados para um combustível específico, tendo de ficar no meio termo, de tacha de compressão e temperatura da vela de ignição. E o controle de emissão fica por conta da ingessão eletrônica e fluxo de gases, o que acaba elevando o consumo para reduzir o NOX.

Avatar
Ronaldo 24 de maio de 2021

O ser humano nada está bom Para ele,paga de 12a16,00 reais numa Heineken que bebe ela com 10 minutos,e fica reclamando de consumo, se reclama do consumo do carro e pôr causa do preço combustível ,se fosse barato o combustível não reclamava do consumo , não aguenta abastecer pra manter, então não compra , carros assim é prá que têm condições de manter cambada de bunda taxada.

Avatar
Fellipe Ferreira de Pina 23 de maio de 2021

Basta entender um pouco de mecânica. Que velocidade de cruzeiro é essa? O motor 1.3 tem menos cilindradas, então tem que girar mais pra render tudo o que rende, principalmente nunca câmbio com relação curta voltado pra torque e aceleração, ao invés de velocidade final… Aí colocam o turbo pra auxiliar, aumentam a quantidade de ar, tem que aumentar a quantidade de combustível na mistura… Não tem milagre. 33% a mais de potência, falando só dos CVs, com 5% a mais de consumo. Galera reclama de tudo, se fosse pra ser economico, seria 1.0 turbo igual as outras montadoras fazem…

Avatar
Andre 24 de maio de 2021

Boa noite, você saberia dizer as relações de marchas ele terá? 6 ou 9 velocidades? Eu não acho de todo ruim o consumo permanecer praticamente igual,mas gostaria de que fosse um pouco menor sim. Não necessariamente por ter menos cilindradas precisa girar mais para atingir maior potência.

Avatar
Cesar 23 de maio de 2021

Um motor com quase 50 cv a mais seria mais economico? Ah, vá. Compra um Kwid.

Avatar
Geovani Olindino Bernardo 25 de maio de 2021

Pois é motor corolla 2.0 177 CV 11.5 cidade, complicado .

Avatar
Deixe um comentário