Direção puxando? Saiba que nem sempre é uma questão de alinhamento

Confira alguns fatores que podem fazer com que a direção puxe para um dos lados e que não pode ser necessariamente falta de alinhamento das rodas

direcao hidraulica carro
Fatores como calibração e sistema de freios podem fazer a direção puxar para o lado (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
31 de julho de 2022 15:03

Você está dirigindo pela estrada, pela rua, ou avenida, segurando o volante em linha reta, tudo correto. Mas você sente o carro puxar ligeiramente para um lado ou para o outro.

Então vamos lá. Há quem diga, “o carro puxou? Leve imediatamente para alinhar a direção. Vai logo para a oficina de alinhamento.” Não é bem assim, calma.

VEJA TAMBÉM:

Primeiro: se o carro estiver puxando ligeiramente para a direita, pode ser uma inclinação da pista, do asfalto, para drenagem de água. Então, se for para a direita, primeiro veja se o asfalto, se o piso, está plano mesmo.

Segundo: se tiver uma diferença de calibragem dos dois pneus, se um pneu estiver com a pressão muito baixa e outro com a pressão muito alta, vai dar diferença. Então, pare no posto e confira se os dois pneus estão calibrados corretamente. Se um estiver com 36 psi e o outro com 20 psi, pode saber que o carro vai puxar.

Terceiro: se houve um desgaste muito grande, se um pneu não está careca, mas está quase, e o outro está muito bom, o diâmetro dessas duas rodas estará diferente, claro que vai puxar para um lado ou para o outro.

O que que você faz? Troque uma roda pela outra, direita pela esquerda e vice-versa. Se o carro passar a puxar para o outro lado é sinal de que há uma diferença nos diâmetros dessas duas rodas.

Direção e freios

Pode também, o freio de uma dessas duas rodas por qualquer problema estar agarrando só um pouquinho. Mas aquele “só um pouquinho” faz o carro puxar também “só um pouquinho” para o lado daquela roda que o freio está agarrando por qualquer motivo.

Então procure ver se essa roda está girando livre ou não. Se depois de você checar tudo e o carro ainda continuar puxando, leve para alinhar, para conferir a geometria da direção.

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
JO 3 de agosto de 2022

Nme uma palavra sobre a suspensão?

Avatar
Rodrigo MARTINIANO 1 de agosto de 2022

>> CASO A DIREÇÃO DE SEU CARRO ‘PUXE’ <<
Convém lembrar que trocar as rodas dianteiras – da direita para a esquerda e vice-versa – danifica pneus radiais, sendo ainda perigosíssima escolha para aqueles que têm sentido de rotação, indicado por uma seta na lateral do pneu, via-de-regra.
É melhor fazer o rodízio, caso a direção puxe para algum lado em ambos os sentidos da pista, à direita e à esquerda, pois a pista é levemente curva, hiperbólica, no intento de escoar água, conforme citou o redator.
Rodízio hoje em dia significa rodas dianteiras para trás e rodas traseiras para frente, em ordem direita-direita, esquerda-esquerda, porque – tanto quanto eu saiba – já não existem mais pneus diagonais cujo sentido-de-rotação (horário ou anti-horário) nada importava.
Inverter o sentido de rotação de pneus radiais FATALMENTE lhes quebra os cordonéis, a estrutura interna do pneu, rápida e desavisadamente.
O melhor é procurar um alinhador de suspensões confiável, o que de entrada não lhe fale que o caster de seu carro está ‘atrasado’, pois em 99% das vezes é mentira: basta fazer o câmber, a convergência/divergência e a inclinação imaginária do ‘pino-mestre’.
De maneira a não lhes aborrecer, mas aborrecendo-os, inclinação imaginária do ‘pino-mestre’ significa quão os telescópios (mola + amortecedor) estão afastados / angulados um-do-outro em relação à sua ancoragem (PARAFUSAGEM) na carroceria, pois toda parafusagem / rebitagem / soldagem (e até colagem com a melhor resina) cede com o uso, falha por FADIGA!
O ser humano ainda é incapaz de criar algo melhor do que si próprio, que termina também falhando por fadiga.
Abraços,
Rodrigo MARTINIANO.

Avatar
Deixe um comentário