Toyota Etios ‘sobe no telhado’ com fim do motor 1.3 e versão X

Mudanças abrirão espaço na linha de produção para o novo SUV Corolla Cross, que chegará ao mercado brasileiro no ano que vem

Por AutoPapo 07/10/20 às 13h05
toyota etios 2021 prata em fundo branco
Toyota Etios: fim está próximo (Foto: Toyota | Divulgação)

O Toyota Etios com motor 1.3 não está mais sendo produzido pela marca japonesa, o que aponta que o modelo está com os seus dias contados. Ele sairá de linha para abrir espaço para a produção do novo SUV da Toyota, o Corolla Cross. Além disso, a versão de entrada X também foi descontinuada.

Vale lembrar que a Toyota lançou há pouco mais de um mês o Etios 2021 apenas com a adoção de mais conectividade. Na Índia, primeiro mercado no qual ele foi lançado, ele já saiu de linha.

VEJA TAMBÉM

Por aqui, o Etios chegou em setembro de 2012, cerca de um ano após ser lançado na Ásia. Apesar de ter trazido algumas primazias ao semento de compactos, como a direção elétrica (até então restrita a segmentos superiores), sempre foi criticado pelo interior simplório e pelo design sem inspiração, mesmo para um produto de entrada.

Embora a Toyota tenha introduzido aperfeiçoamentos ao longo do tempo, o modelo nunca esteve entre os ponteiros de vendas. O lançamento do Yaris, em 2018, canibalizou parte das vendas e deixou a situação ainda mais delicada.

Portanto, a lógica é que, ainda que isso não ocorra de imediato, Etios vai sair de linha também no Brasil: provavelmente saia de linha no ano que vem.

toyota etios x 2019
Toyota Etios X

Corolla Cross

A Toyota já anunciou o investimento de R$ 1 bilhão para ao produção de um novo modelo no Brasil: trata-se do SUV Corolla Cross. Ele já foi lançado no Sudeste Asiático.

O Corolla Cross é construído sobre a plataforma TGNA-C, a mesma utilizada pelo Corolla sedã. Ele tem 4,46 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,61 m de altura e 2,64 m de entre-eixos.

No Brasil, o Corolla Cross deverá ter os mesmos conjuntos mecânicos que equipam o Corolla.

Um deles é um híbrido que combina um motor a gasolina de 1.8 ciclo Atkinson flex, com 101 cv de potência a 5.200 giros quando abastecido com etanol, e 98 cv também a 5.200 rpm, quando abastecido com gasolina, e 14,5 kgfm de torque a 3.600 rpm (abastecido com etanol ou gasolina).

Esse motor funciona em conjunto com dois motores elétricos de 72 cv de potência e 16,6 kgfm de torque. O conjunto híbrido tem potência combinada de 123 cv. O câmbio é do tipo continuamente variável (CVT) que simula sete marchas.

O outro é o motor 2.0 ciclo Atkinson (variação do Otto) com 177 cv de potência a 6.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 169 cv, a 6.600 giros, com gasolina. O torque máximo, abastecido tanto com etanol quanto com gasolina, é 21,4 kgfm a 4.400 rpm. O câmbio é CVT que simula 10 marchas

toyota corolla cross 1
Corolla Cross: em 2021 no mercado brasileiro

Fotos: Toyota | Divulgação

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Diego Vetter 8 de outubro de 2020

    Até na Índia ele já saiu de linha, e a Toyota ainda continua empurrando ele por aqui. Desculpem os leais defensores proprietários, mas faz tempo que já existe coisa melhor e mais bonita no mercado por preço semelhante.

    • Avatar
      filipe queiros gondim bezerra 9 de outubro de 2020

      O problema é que no nosso mercado não tem um carro com igual custo benefício

  • Avatar
    Jorge Nicolau 7 de outubro de 2020

    Neste caso o termo correto não é “subiu no telhado” o certo é desceu para a fossa.

Avatar
Deixe um comentário