Ford Ka saiu de linha? Veja 10 carros para comprar no lugar dele

Segmento de hatches compactos está recheado de opções, desde modelos de entrada até os mais caros: confira o listão!

Por Fernando Miragaya 19/01/21 às 09h30
Ford Ka SE 1.0 (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)

O Ford Ka não está mais entre nós: o modelo saiu de linha com o fechamento das fábricas da empresa no Brasil. Ainda existem unidades em estoque e, sim, existem razões para comprá-las, mesmo após o anúncio da montadora. Porém, se você não quer adquirir um veículo de uma marca sem unidades industriais no país, o AutoPapo mostra agora 10 opções ao extinto hatch.

VEJA TAMBÉM:

São modelos selecionados dentro da faixa de preços na qual o Ka atua (ou melhor, atuava), na qual vendeu mais de 67 mil unidades em 2020: de R$ 51.990 (na S 1.0) até R$ 69.990 (FreeStyle 1.5 AT). Até há carros aqui que ultrapassam o teto em diversas versões, mas precisam ser listados como parte da gama.

E só consideramos hatches pequenos (não foram listados subcompactos), sejam de entrada ou os chamados compactos premium. Veja quais carros para comprar no lugar do Ford Ka, que saiu de linha.

O Ford Ka saiu de linha? Veja 10 opções para comprar no lugar dele

1. Chevrolet Onix

chevrolet onix 2020 hatch visto a partir da dianteira
Chevrolet Onix Premier (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Preços: de R$ 60.790 a R$ 81.890
  • Motores: 1.0 12V de 82/77 cv ou 1.0 12V turbo de 116 cv
  • Câmbios: manual ou automático de seis marchas
  • Legal: desempenho, consumo de combustível e nível de equipamentos
  • Atenção: ruídos no acabamento e posição de dirigir

Não podíamos deixar de sugerir o carro mais vendido do país, que manteve o posto nesta nova geração. Ah, e não consideramos o Joy, da encarnação passada, que continua em linha mas responde apenas por 15% das vendas do hatch.

Avaliamos o novo Chevrolet Onix: assista ao vídeo!

O Onix se destaca pelo nível de equipamentos, pois tem ESP e seis airbags desde a versão de entrada,e logo nas configurações iniciais recebe central multimídia e carregamento de celular por indução. Mas as versões mais recheadas e com caixa automática são caras. O motor turbo oferece ótimo desempenho, enquanto o aspirado é um dos mais econômicos do pedaço.

2. Hyundai HB20

Hyundai HB20 Diamond Plus - foto Alexandre Carneiro
Hyundai HB20 Diamond Plus (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Preços: de R$ 52.290 a R$ 84.090
  • Motores: 1.0 12V de 80/75 cv, 1.6 16V de 130/123 cv e 1.0 12V turbo de 120 cv
  • Câmbios: manual de cinco ou seis marchas ou automático de seis marchas
  • Legal: desempenho, conforto, acabamento interno e custo de manutenção
  • Atenção: acerto da suspensão e custo do seguro

O HB20 na nova geração pode ter provocado desconfianças por causa do desenho bem controverso, mas continua sendo o segundo mais vendido do país. Pesa a favor do modelo a variedade de versões – eu perdi a conta quando estava em 12 – e diferentes opções de motor, todas com rendimento para lá de satisfatório, especialmente a 1.0 que nem parece… 1.0.

A variante que mais se destaca no custo/benefício (mas passa um pouco a faixa de preço do Ka) é a Vision Pack AT (R$ 71.290). O modelo também agrada no nível de conforto no rodar e manteve o custo de revisão entre os mais baixos do segmento de compactos.

3. Fiat Argo

fiat argo trekking 4
Fiat Argo Trekking 1.3 (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Preços: de R$ 56.420 a R$ 81.344
  • Motores: 1.0 6V de 77/72 cv, 1.3 16V de 109/101 cv e 1.8 16V de 139/135 cv
  • Câmbios: manual de cinco marchas ou automático de seis marchas
  • Legal: posição de dirigir, custo/benefício e conforto
  • Atenção: nível de equipamentos e isolamento acústico

Por pouco (2.000 unidades), o Argo não foi o terceiro entre os carros mais vendidos de 2020. Ele estava no retrovisor do Ford Ka no ano passado, especialmente pelo custo/benefício, e agora que o concorrente saiu de linha, é a oportunidade de garantir um lugar no pódio. Afinal, o Fiat é um projeto mais moderno, mais espaçoso e com custo/benefício muito mais interessante do que o do rival.

A versão Drive 1.0, por exemplo, já com central multimídia, tem promoções na rede por menos de R$ 58 mil – o preço de tabela é R$ 63.029. Agora, se você tem paciência, pode guardar um pouco mais de grana e comprar o Argo com o novo motor 1.0 Firefly turbo, que deverá ter entre 120 cv e 130 cv e chegará entre o fim de 2021 e início de 2022.

4. Volkswagen Polo

volkswagen polo 2018 highline 7
Volkswagen Polo 1.6 MSI (Foto Volkswagen | Divulgação)
  • Preços: de R$ 61.890 a R$ 112.090
  • Motores: 1.0 12V de 84/75 cv, 1.6 16V de 117/110 cv, 1.0 12V turbo de 128/115 cv e 1.4 12V de 150 cv
  • Câmbios: manual de cinco marchas ou automático de seis marchas
  • Legal: desempenho, acerto dinâmico, dirigibilidade e consumo
  • Atenção: acabamento interno e custo de manutenção

Entre os carros para comprar no lugar do Ka o Polo é aquele mais gostoso de dirigir. Posição baixa ao volante, acerto firme da suspensão, direção direta e rigidez torcional das melhores do segmento, o hatch da Volkswagen agrada na maior parte do tempo.

Além disso, tem versões com o sempre elogiado motor 1.0 TSI, mas esses já ultrapassam muito a régua do Ford. De qualquer modo, os 1.6 16V merecem atenção também pelo custo/benefício, com a manual a partir de R$ 72.290. Atenção que o Polo deve ser reestilizado no fim do ano.

5. Renault Sandero

renault sandero gtline 2021 azul de frente fazendo curva
Renault Sandero GT Line 1.0 (foto: Renault | Divulgação)
  • Preços: R$ 58.190 a R$ 67.890
  • Motores: 1.0 12V de 82/79 cv e 1.6 16V de 118/115 cv
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Legal: espaço interno, calibragem da direção e custo de manutenção
  • Atenção: posição de dirigir e acabamento

O Sandero talvez é o que mais se aproxime da herança do Ka pelo preço e nível de equipamentos. Porém, ele perdeu as opções com câmbio automático do tipo CVT recentemente: só tem na Stepway, mas esse “é outro carro”, segundo o próprio fabricante.

Um dos diferenciais do hatch da Renault continua a ser o espaço interno bem aproveitado e o interessante volume do porta-malas. A configuração de entrada tem o básico (ar, vidros dianteiros e travas elétricos, computador de bordo etc), mas traz quatro airbags de série. O modelo deve aguentar as pontas até a chegada de uma nova geração, prevista para 2023.

6. Fiat Uno

fiat uno drive vermelho de frente
Fiat Uno Drive (Foto: Fiat | Divulgação)
  • Preços: R$ 50.004 a R$ 58.059
  • Motores: 1.0 6V de77/72 cv e 1.3 16V de 109/104 cv
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Legal: posição de dirigir, custo/benefício e consumo de combustível
  • Atenção: espaço interno e volume do porta-malas

O Uno era rival direto das versões de entrada do Ka. Com os motores Firefly, ganhou em desempenho, eficiência e conforto no rodar, além de preços de revisões mais em conta que os antigos 1.0 e 1.4 Fire. Com a grana que você gastaria no Ka, dá até para levar a versão aventureira Way 1.3.

Lançada em 2010, essa segunda geração do Uno, contudo, tem futuro ainda incerto. Mesmo assim, vendeu mais de 22 mil unidades em 2020, na base do agressivo custo/benefício.

7. Chevrolet Joy

chevrolet onix joy branco frente 45 detalhe
Chevrolet Joy (foto: Chevrolet | Divulgação)
  • Preço: R$ 58.290
  • Motor: 1.0 8V de 80/78 cv
  • Câmbio: manual de seis marchas
  • Legal: custo/benefício, acerto da suspensão e posição de dirigir
  • Atenção: desempenho e equipamentos

Talvez a compra mais puramente racional desta lista. O antigo Onix resiste em versão única, com muitas promoções na rede, também à base de vendas diretas e com o velho motor 1.0 da Família I.

O modelo oferece só o básico para sobreviver: ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricos, chave tipo canivete etc). Assim como o Uno, tem futuro incerto. Hoje, representa só 15% dos emplacamentos totais da linha Onix.

8. Toyota Yaris

img 0373
Toyota Yaris XLS (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Preços: de R$ 69.990 a R$ 92.700
  • Motores: 1.3 16V de 101/94 cv e 1.5 16V de 110/105 cv
  • Câmbios: automático do tipo CVT com sete marchas simuladas
  • Prós: acerto do conjunto mecânico, espaço, dirigibilidade e custo de manutenção
  • Contras: acabamento e itens de conforto

A gente ia colocar o Etios, mas achamos um acinte o compacto ser oferecido por mais de R$ 65 mil com motor 1.5 16V e câmbio manual em sua versão básica. Além do mais, tal qual o Ford Ka, que saiu de produção, o modelo de entrada da Toyota também deve ser retirado de linha neste ano: a Toyota aproveitará a linha de montagem para fazer o Corolla Cross.

Então, colocamos o Yaris, que só na versão de entrada se posiciona na faixa em que o Ka mais caro atuava: R$ 69.990 (XL Live). O motor é o 1.3, ok, mas já vem com o câmbio automático CVT herdado do antigo Corolla, é melhor acabado e mais espaçoso que o primo mais velho. Só fique atento, pois a linha passará por uma remodelação em 2021.

9. Volkswagen Gol

Volkswagen Gol 1.6 (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Preços: de R$ 55.760 a R$ 66.050
  • Motores: 1.0 12V 84/75 cv, 1.6 8V de 104/101 e 1.6 16V de 120/110 cv
  • Câmbios: manual de cinco marchas ou automático com seis marchas
  • Prós: desempenho, dirigibilidade e acerto do câmbio
  • Contras: posição de dirigir e acabamento

O antigo líder de mercado não deixa de ser uma boa opção de compra nesse segmento de entrada. A despeito do projeto defasado (a plataforma é uma versão simplificada do antigo Polo, de 2001, que também serve ao Fox), tem motores bastante dispostos, com destaque para a versão automática que trabalha com o 1.6 EA 211, mais “moderninho”.

Nas versões manuais, agrada pelo câmbio com engates precisos e justos, e curso curto. Além disso, o Gol tem boa liquidez e custo de manutenção baixo. Mas atenção: ele é outro que ganhará nova geração daqui a dois anos.

10. Volkswagen Fox

volkswagen fox xtreme prata lateral com montanhas ao fundo
Volkswagen Fox Xtreme (foto: Alexandre Carneiro | AutoPapo)
  • Preços: de R$ 57.640 e R$ 63.540
  • Motor: 1.6 8V de 104/101 cv
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Prós: posição de dirigir, custo/benefício e custo de manutenção
  • Contras: defasagem do projeto e espaço interno

O Fox é o projeto mais velho desta lista. Lançado em 2002 na onda dos hatches altinhos, só é vendido em duas versões e atrai justamente pelo seu custo/benefício. Tem um nível de equipamentos interessante, posição elevada de dirigir e só sai de fábrica com o eficiente e velho motor EA 111 de até 104 cv, sempre com câmbio manual de cinco marchas.

A Volkswagen planejava retirar o modelo do mercado em 2021, mas ele ganhou uma sobrevida devido aos atrasos no desenvolvimento da nova geração do Gol. Assim, curiosamente, o hatch acabou permanecendo em produção mais tempo que o Ka e até se tornando uma alternativa ao concorrente da Ford, que saiu de linha. Porém, o Fox deve dar adeus nos próximos anos.

SOBRE
20 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Ricardo Santos tintel castro 20 de janeiro de 2021

Boa noite a todos nunca tive um Ford Ka.ja tive outros da marca.so que para vc comprar um Ford Ka no mercado desemi novos vai ficar caro.mais para vc revender o mercado de semi novos .digo lojistas vão querer pagar baratissimo e um risco grande mais quem gosta terá que pagar o presunto

Avatar
Marconi Borges de Almeida 20 de janeiro de 2021

Eu comprei um Ka agora no final de dezembro e estou muito satisfeito e nem tô preocupado com absolutamente nada porque o carro e uma máquina

Avatar
Pedro Fonseca 20 de janeiro de 2021

Ford Ka 1.5 vai valer ouro quem tem sabe creio que vai ser mais procurado ainda no mercado de usados é um dis carros mais rápidos da categoria olha que nem turbo é já vou pegar um zero.

Avatar
Vitomar freire franco 20 de janeiro de 2021

A Chevrolet devia pegar o motor do Ka que é corrente e não correia dentada

Avatar
Franklin 23 de janeiro de 2021

O Ka usa correia dentada desde 2014.

Avatar
Kaline 20 de janeiro de 2021

Infelizmente a ford foi embora!
Um carro excelente e de muita qualidade não troco por onix e muito menos hiunday

Avatar
José Marcos 20 de janeiro de 2021

Infelizmente não contava com essa catástrofe da Ford fecharem as portas aqui no Brasil,no entanto comprei um Ford Ka a uns três meses atrás parcelado em 48 vezes,aí vem a minha pergunta? Como fico eu agora com um veículo fora de linha? Isso é Lamentável.

Avatar
André Cobra 20 de janeiro de 2021

Não troco meu Ford Ka 136 CV. Depois da garantia farei a manutenção se não for na concessionária será no mercado paralelo da mesma maneira que fiz com os outros veículos e nunca tive nenhum problema.

Avatar
Alves 21 de janeiro de 2021

O problema para quem comprou nao encontrar onde fazer revisao, isso nbao eh problema, ate chevet e uno anos 80 tem como fazer, o problema eh a desvalorizacao hiper acentuada apos o fechamento das linhas de producao. Quem comprou zero a pouco tempo e nao se importar em perder 40 por cento nos dois primeiros anos de uso…

Avatar
Rodrigo Otávio Aragão Martiniano Ferreira 20 de janeiro de 2021

O meu lema como engenheiro é simplificar o máximo possível: produtos simples ‘VIVEM’ na simplificação; produtos simplificados ‘MORREM’ na complicação. O VW Gol é bem ‘desconjuntado’ face ao VW up!, mas o Gol é simples, ou melhor, SIMPLÓRIO.
Já o up!, embora muito melhor, complicou um pouco, sobretudo no preço.
Meu up! vale mais do que o meu BMW-M3 !!!

Avatar
Rodrigo Otávio Aragão Martiniano Ferreira 20 de janeiro de 2021

QUANTO A FORD, exceto os trabalhadores – NORMALMENTE IGNORADOS – , ela ( FORD ) já vai tarde!
Um ‘colégua’, dono de um FOCUS decidiu me ‘desafiar’, quando eu estava com meu M3.
SIMPLIFICANDO, ora bolas !!!

Avatar
Maurício lima 20 de janeiro de 2021

Acho que os rivais mais diretos do Ka eram o Gol,HB20,Uno e antigo Onix. Os outros hacths já são maiores,mais na faixa que tinha o New Fiesta. Aliás esse foi o problema do Ka,os rivais estavam crescendo e ficando mais sofisticados,era necessario uma nova geração pra acompanhar essa mudança.

Avatar
Erasmo 20 de janeiro de 2021

Carro era bom teste coloquei 190 de final ia mais único problema dele era a ré. Trepidava muito mesmo trocando coxim do cambio

Avatar
André Brügger Rocha 19 de janeiro de 2021

De todos acima, só compraria 3: Polo, Fox e Yaris. O resto eu fujo igual diabo foge da cruz!

Avatar
Rindo muito 19 de janeiro de 2021

Kkkk
André, Polo e Yaris estão em categoria superior ao Ka – nem deveriam estar na lista.

Agora o Fox? Cada um com sua preferência. Kkkk Quem gosta de carro carro desatualizado.

Avatar
VF 20 de janeiro de 2021

Kkkkkk Devem ter colocado o Polo no mesmo nível do Ka devido ao acabamento pobre. Pode ver que todos os carros da VW citados na matéria o ponto de atenção foi justamente o acabamento e o Polo também como não poderia ser exceção.

Avatar
Daniel dias 20 de janeiro de 2021

Compra um polo e anda nele vc vai ver que bosta e um Ford Ka, polo tem tudo o que o Ka nunca vai ter coitado.

Avatar
José Ricardo 19 de janeiro de 2021

Tomara que tudo se resolva que a ford mude de ideia de sair do Brasil porque tem muitos pais de família que depende da ford

Avatar
Alexandre 19 de janeiro de 2021

Não entendo ter colado o Yaris e não o Etios.
O Yafis esta em nível acima junto com o Polo.

Avatar
Thiago 19 de janeiro de 2021

Acho que é pq o etios vai sair de linha em 2020 tbm

Avatar
Deixe um comentário