Novo carro vem aí: PSA produz primeira plataforma CMP no Brasil

Empresa confirma que nova arquitetura dará origem a veículos inéditos no país: confira quais podem ser esses modelos

Por AutoPapo 18/06/20 às 19h15

Após anunciar a retomada gradual das atividades na fábrica de Porto Real (RJ) a partir do próximo dia 23, o Grupo PSA, detentor das marcas Peugeot e Citroën, informou que a unidade fluminense produziu a primeira plataforma da nova geração CMP. A própria empresa confirma que novos veículos serão manufaturados no local, embora não especifique quais são eles.

VEJA TAMBÉM:

Uma possibilidade, ainda não assegurada, é a produção da nova geração do Citroën C3 na unidade fluminense. O C3 Aircross, um crossover derivado do modelo, também é forte candidato à nacionalização. Os dois já foram lançados na Europa e, claro, utilizam a plataforma CMF.

Outra hipótese, também sem confirmação até o momento, é que a fábrica de Porto Real produza modelos inéditos. Essa nova linha, formada por hatch, sedã e SUV, teria foco em países emergentes. O Grupo PSA já tem alguns veículos com essa proposta, entre os quais o Peugeot 301, cuja atual geração está no fim do ciclo comercial.

citroen C3 aircross branco de frente
Citroën C3 Aircross é um dos modelos que podem ser nacionalizados

Apesar de nebulosos, os planos da PSA para o mercado brasileiro não devem tardar a ser esclarecidos. Afinal, à medida que os trabalhos com a plataforma CMF forem se desenrolando na planta fluminense, mais informações sobre os novos veículos surgirão.

Plataforma do Grupo PSA é utilizada no novo Peugeot 208

A CMP é uma plataforma modular, capaz de servir a veículos compactos de porte compacto e médio, inclusive SUVs. Global, elá pode ser utilizada também em veículos de propulsão híbrida ou elétrica.

plataforma modular cmp grupo psa
Nova plataforma modular CMP pode ser utilizada tanto em veículos compactos quanto em médios

A fábrica de Porto Real passou por uma grande transformação industrial em 2019, justamente para ser preparada ao recebimento da nova plataforma CMP. O Grupo PSA informa que o investimento para produzir essa nova base no país é da ordem de R$ 220 milhões.

O novo Peugeot 208 utiliza exatamente essa plataforma: ele não será feito no Brasil, e sim na Argentina. Porém, tem lançamento confirmado no país e será o primeiro produto de grande participação do Grupo PSA a utilizar a arquitetura CMP por aqui.

Vale lembrar que o novo Peugeot 208 foi eleito carro do ano 2020 na Europa: assista, em vídeo aos comentários de Boris Feldman!

Foto: Grupo PSA | Divulgação

0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário