[Vídeo] Válvula termostática: nem ‘empurroterapia’, nem ‘lixoterapia’

"O mecânico vem todo pressuroso, olha, checa, vê; e, de repente, diz: "já encontrei o problema! O problema, doutor, está na válvula termostática"

Por Boris Feldman 11/04/21 às 15h00
valvula termostatica motor carro carcaca bomba dagua
Válvula termostática é uma peça importante no sistema de arrefecimento (foto: Shutterstock)

Você já deve ter ouvido falar em “empurroterapia”: é aquele mecânico, são aquelas oficinas que te empurram produtos ou serviços desnecessários. Mas você já ouviu falar, no contrário, na “lixoterapia”? O que vem a ser isso, não é? É o seguinte:  por exemplo, você está andando com seu carro, está tudo bem, mas, de repente, começa a ferver o líquido  de arrefecimento. Aí, você chega na oficina,  o mecânico vem todo pressuroso, olha, checa,  vê; e, de repente, diz: “já encontrei o problema! O problema, doutor, está na válvula termostática.”

Assista ao vídeo e entenda!

Alguém sabe o que é isso? A nossa produção, o Charlinho, já deixou até solta aqui, olha: isso aqui é uma válvula termostática. Sabe o que ela faz?  Quando ela abre, deixa a água passar; quando  ela fecha, ela não deixa mais a água passar para o radiador. Por quê?

VEJA TAMBÉM:

Porque quando está muito frio o seu carro, quando você liga ele de manhã, a água  ainda está fria. Então, não passa pelo radiador,  não, porque aí ela esquenta rápido e chega logo na  temperatura. Mas vai que ela emperra, essa danada aqui: o carro está quente, está andando, ela emperra e não deixa a água chegar no radiador, o líquido de arrefecimento. E aí, o que vai acontecer? Vai ferver!

E aí, o que faz o mecânico?  “Lixoterapia”: “Isso não presta para nada nada,  só para dar esse problema, está vendo, jogue isso no lixo.” E não é que o carro vai parar de  ferver? É lógico que vai parar de ferver! Pois ele tirou a válvula que estava obrigando o carro a ferver.

Função da válvula termostática

E qual é o problema? O  problema é que toda vez que você liga o carro de  manhã, por exemplo, a água vai custar a chegar  na temperatura ideal de funcionamento. Quando você  tiver numa longa descida na estrada, sem acelerar,  com aquela quantidade de vento vindo para o radiador, e o motor funcionando de leve, a água vai esfriar também.

Cada vez que isso acontece, você vai ter problemas no motor, porque a peças  que têm que trabalhar uma determinada temperatura  e se dilatam para isso. Elas podem, por exemplo,  se retrair um pouquinho, encolher um pouquinho.

Então, a válvula termostática que dá defeito tem que ser jogada fora, sim: é para o lixo, mas  tem que colocar outra no lugar. Não acredite nos mecânicos que dizem: “isso é conversa fiada; aqui nós estamos em um país tropical, não precisamos  disso, esses caras foram projetados lá para a  Itália, para Alemanha, para os países nórdicos,  onde é muito frio, temperaturas lá embaixo, gelo,  neve.” Não deixe o seu motor funcionar sem a válvula termostática!

SOBRE
4 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Galhardo 12 de abril de 2021

E verdade todos os comentários do texto, porém a generalização de mecânico deveria ser melhor contextualizada ou ao menos entre aspas e não dessa forma desrespeitosa, Como se todos agissem assim por falta de conhecimento técnico. Certa
vez um “engenheiro mecânico” me pediu pra descartar todas as arruelas de pressão que estavam sob a bancada ,motivo : estavam quebradas e com as pontas desalinhadas, quem conhece essa peça sabe do que estou falando e estão rindo muito.perceberam como é possível separar o joio do trigo . respeito é bom e mantém a audiência, se muito tempo por si só gerasse excelência no que fazemos não era necessário atualização profissional, respeite seus leitores que em sua grande maioria são profissionais do ramo.

Avatar
LUIZ GUILHERME BARROS SANTOS 12 de abril de 2021

Os automóveis atuais utilizam um válvula eletrônica ( mais moderna e mais eficiente ) que controla a passagem da água pelo radiador., e é controlada por um sensor analógico de precisão . Isso se tornou necessário porque os motores bi-combustível ( FLEX ) tem que trabalhar em temperaturas diferentes , conforme o combustível utilizado : quando abastecidos com gasolina , a temperatura correta para o fluido de refrigeração ( agua + aditivo) é de 92 a 97 graus. Com etanol a faixa vai de 95 a 102 graus. E esse ajuste é contínuo e continuamente ajustado em função da mistura dos combustíveis.

Avatar
domingos donnamaria filho 11 de abril de 2021

Esqueceram de falar um dos principais efeitos: o aumento do consumo de combustivel.

Avatar
MHP 11 de abril de 2021

Já quebrei o pau com um “mercânico” por causa da válvula, que ele disse que não servia pra nada. Desafiei ele a procurar a GM e dizer isto, que ele iria ganhar uma grana, imagina a economia que a montadora faria.

Avatar
Deixe um comentário