Maio Amarelo: no trânsito, respeito e responsabilidade são necessários

Campanha 2021 visa promover a empatia e a humanização das estatísticas de acidentes de trânsito; ações digitais pretendem diminuir aglomerações

Por AutoPapo 03/05/21 às 12h41
Com Agência Brasil
ciclista de capacete pedala em ciclovia com transito em segundo plano
“No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”, afirma o Denatran (Foto: Campanha Maio Amarelo)

A campanha Maio Amarelo 2021 tem como tema “Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito”. O objetivo da ação é promover a empatia e a humanização das estatísticas de acidentes de trânsito e chamar atenção sobre como a impaciência e a intolerância refletem nas atitudes das pessoas quando estão dirigindo.

LEIA MAIS

“É assim, pensando no outro e fazendo por todos, que esperamos trazer mais consciência e harmonia para o transitar de todos os brasileiros, com respeito e responsabilidade, se colocando no lugar do outro, praticando os preceitos de uma sociedade educada e empática”, explicou o Observatório Nacional de Segurança Viária, um dos agentes da campanha, em comunicado.

O movimento Maio Amarelo nasceu em 2014 e fomenta uma ação coordenada entre o poder público, iniciativa privada e sociedade civil para discutir o tema segurança viária com o objetivo de reduzir os acidentes e mortes no trânsito. Apesar da redução do número de mortes nos últimos anos, o trânsito brasileiro ainda mata milhares de pessoas todos os anos.

Em 2019, quando foi divulgado o último levantamento pelo Ministério da Saúde, foram mais de 31.945 vidas perdidas.

A Confederação Nacional do Transporte (CNT), por meio do Serviço Social do Transporte (Sest) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) também são apoiadores centrais da ação. Para as entidades, é importante a união de forças de toda a sociedade para a causa. “Afinal, enquanto apenas um pedestre, ciclista, motorista, passageiro ou motociclista estiverem desrespeitando as regras, todos estarão em risco”, destacou.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) é um dos agentes do movimento no âmbito do governo federal e, para evitar aglomerações no contexto da pandemia de covid-19, vai promover ações digitais pelas redes sociais e sites com o tema “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”.

Entre as ações previstas, está o incentivo pela utilização das passarelas, faixas elevadas e faixas de pedestres, assim como alertar os condutores sobre sinalizações e cuidados com os vulneráveis no trânsito (pedestres, motociclistas e ciclistas), dando destaque à responsabilidade de todos os atores sociais envolvidos.

traseira da caminhao com mensagem do maio amarelo
A colaboração de todos, pedestres, ciclistas, motociclistas, motoristas e caminhoneiros, é necessária para diminuição da violência no trânsito

Monumentos iluminados em apoio ao Maio Amarelo

A partir da desta segunda-feira (3), a equipe da Diretoria de Educação de Trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF) promoverá diversas ações e parcerias no âmbito do Maio Amarelo, com o objetivo de informar pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas sobre a importância do respeito às leis de trânsito. Como tradição, no dia 28 de maio, os servidores do departamento doarão sangue no Hemocentro de Brasília.

Como acontece desde a edição de 2015 da campanha os principais monumentos de Brasília também serão iluminados em referência ao Maio Amarelo. A partir deste sábado, o prédio do Supremo Tribunal Federal (STF), os palácios do Buriti, do Itamaraty e do Planalto, além do Museu Nacional, a Catedral, o Monumento JK e a Ponte JK estarão em tom amarelado e permanecerão assim até o fim do mês. Diversos shoppings da cidade também terão suas fachadas iluminadas.

SOBRE
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Maria dirce purkott 12 de maio de 2021

Maio amarelo, não foi acidente atravessar uma preferencial dizer que não viu o motoqueiro e acabou com a vida do meu filho cadê a justiça esses motoristas estão matando e não estão sendo punidos, meu filho foi vítima de um desses assassinos do asfalto.

Avatar
Deixe um comentário